Assimetria em Cheapside Seguir história

D
David Cassab


Memórias do Dr. Watson de um caso com um encontro peculiar entre Holmes e outro detetive


Fanfiction Todo o público.

#juntaink
Conto
2
3.6mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Assimetria em Cheapside


Notas:

Sherlock Holmes, Dr. Watson e Lestrade são criações do escritor e médico Arthur Conan Doyle (1859 - 1930)

Hercule Poirot é criação da escritora Agatha Christie (1890 - 1976).

No inverno de 1902, precisamente em Março, retornava eu de uma caminhada matinal quando fui surpreendido em minha porta por um recado de Holmes, fazia tempo que ele não me procurava, o bilhete escrito com pressa dado as condições da caligrafia dizia:

'' Me encontre em Cheapside na catedral de Saint Paul o mais rápido possível.

Holmes.''

Como estava ocioso naqueles dias e sentia necessidade de uma aventura para dar uma aquecida, peguei algumas coisas em casa, procurei uma carruagem e um cocheiro disponível e me dirigi até lá.

Quando cheguei notei logo a presença de muitos curiosos e logo me deparei com a Scotland Yard e seu fanfarrão detetive chefe Lestrade. Notei um brilho a mais nos olhos dele quando viu minha carruagem mas se deteve quando desci e vi sua desaprovação, logo percebi que ele esperava outro alguém mais interessante do que eu.

Desci e cumprimentei Lestrade com um aceno cordial de cabeça mas percebi que ele não tirava seus olhos de furão da rua então me dirigi para dentro da catedral e encontrei Holmes prostrado observando o corpo de um sacerdote,que logo vim a tratar de saber que era o Reverendíssimo Thiecerville, muito conhecido naquela rua.

Ao me aproximar Holmes não levantou a cabeça mas me notou e sem tirar os olhos da vítima me disse:

'' Demorou menos do que esperava Watson, as suas caminhadas tem encurtado creio que o ferimento esta doendo graças ao nosso congelante inverno. A propósito mudou a janela do banheiro só por causa dos seus hábitos militares de se barbear todo dia?''

Holmes sabia que minha janela se abria para o lado esquerdo o que dificultava um pouco a iluminação do meu banheiro ao me barbear e sempre deixava falhas, o que me levou por minha assiduidade extrema a trocar a janela por uma que se abrisse ao meio,mas o impressionante foi que ele nem me olhou direito para perceber.

'' Lestrade o que disse nossa testemunha do caso? ele viu alguém ou algum movimento diferente dentro da catedral?''perguntou Sherlock.

Aproximou - se então um homem de estatura mediana,trazia consigo uma bolsa tanto quanto peculiar, andava como se coxeasse da perna esquerda,tinha barba ruiva por fazer e grandes e volumosas sobrancelhas não tinha um linguajar de alguém religioso embora tentava manter aparências de que era um,usava um chapéu apertado na cabeça que ele nem ao menos fez menção de tirar ao entrar a igreja,e de uma maneira detalhista discorreu os detalhes do ocorrido.

'' Quando cheguei por volta das oito da manhã, estava um clima cinzento que dificultava a visão na chegada, entrei para fazer minha confissão e encontrei a igreja não iluminada, o que não era comum pois a essas horas sacristão jã teria deixado o salão iluminado para o sacerdote, quando caminhei em direção ao confessionário encontrei o corpo no chão, como nosso Reverendíssimo Thiecerville já é de idade corri para socorre lo pensando ser um mau súbito, porém o pobre coitado já estava dormindo o sono dos justos, foi quando ouvi um grito e um um homem passou por mim e saiu pela porta correndo, vi que ele dobrou a direita e corri atrás dele porém quando sai ele já tinha sumido de vista''.

'' Viu ele aqui dentro?pode nos descreve - lo?percebeu de as mãos dele sangravam ou algo do tipo?'' indagou Holmes.

'' Sim, ele era alto e robusto, a feição meio avermelhada e tinha sangue nas mãos embora não houvesse sangue no morto.''

'' Tudo bem, voltaremos a nos falar'' disse Holmes acenando com a mão direita.''

Logo depois disso antes que pudesse lhe indagar qualquer coisa sobre o ocorrido, uma carruagem chegou e logo percebi que Lestrade estava alvoroçado em receber o passageiro tão aguardado.

''Gostaria de lhes apresentar um homem que é um detetive de verdade, que não emprega métodos duvidosos Sr. Holmes, conheça Sir Hercule Poirot'' disse Lestrade com uma satisfação que não cabia nos lábios.

Aproximou se um homem de estatura baixa, um pouco robusto, com uma cabeça oval um tanto peculiar, tinha olhos vivos e charmosos e um bigode longo e enrolado muito bem arrumado, na verdade simetricamente penteado,mostrava ser um cavalheiro discreto de um alto intelecto, e a julgar pelo seu sotaque era belga.

''Conhecia muito bem o Reverendíssimo Thiecerville, e sei que não tinha inimigos mas por cortesia ao favor que ele prestou a alguém de suma importância para mim, e pelo fato de estar na região, gostaria de dar uma olhada no caso e chegar nas conclusões verídicas para a justiça ser aplicada de modo correto'' disse Poirot.

Ao dizer isso Holmes se levantou e ao lado de Poirot parecia ser mais alto e seu físico mais atlético,mas nem Holmes tinha tanta vida nos olhos como nosso novo colega. Antes de descrever a conversa cabe mim dizer sobre o corpo, e como isso parecia misterioso,pois não havia sinais de violência , ou de qualquer tipo de luta nos arredores porém havia escrito na parede do confessionário com o que tudo indicava com sangue a palavra PRODIT , o que até então eu não sabia o que poderia significar,e o corpo não tinha nenhum machucado ou arranhão e muito menos sinal de algum sangramento suficiente para se escrever uma palavra naquelas dimensões.

Holmes olhou o rapaz e disse '' Vejo que tem fixação em coisas simétricas e bem organizadas, resolve seus enigmas sempre prezando a ação intelectual em vez de aventuras e de preferência longe do local do crime, para pensar melhor no assunto, já que esta aqui poderia nos poupar as cerimônias e nos apontar o caminho ao culpado , pois já deve ter pistas do crime''.

'' Bravíssimo Sr. Holmes, faz jus a sua fama de inventor da ciência da dedução, seus métodos são famosos e de certa forma inspiradores, mas para sua surpresa eu não descobri ainda quem é o criminoso, mas creio que já sabe o que ele queria escrever no confessionário não é mesmo?'' disse Sr. Poirot

'' Ora Holmes nos poupe de seus joguinhos'' disse Lestrade.

'' Correto Sr. Poirot , Reverendíssimo Thiecerville era um sacerdote de tradição e por isso celebrava missas em latim, portanto PRODITOR seria a palavra completa, que corresponde a traidor, escrito justamente em um confessionário, dá a entender que a vítima traiu seus princípios eclesiásticos e talvez revelou algo que o assassino confessou, mas nos resta saber o que e porque Thiecerville faria isso.''disse Holmes ignorando Lestrade.

'' Percebe que a palavra foi escrita com um tecido ou algo do tipo, o assassino não quis sujar as mãos, e se planejou não sujar então trouxe o sangue de casa, o padrão é de sangue aspergido e não de tinta. Ora neste caso Sr. Holmes já sabemos quem é o assassino e onde está não é?''

'' O assassino está aqui pois ele é a testemunha Sr. Lestrade'' disse Holmes.

Sr. Poirot concordou com a cabeça e indicou a porta para Lestrade.

Rapidamente Lestrade correu até os portões e viu a testemunha do crime dando sinal a um cocheiro, antes que ele subisse foi abordado pelo detetive que disse que tinha mais algumas perguntas a fazer sobre o ocorrido.

'' Pode dizer meu caro''.

'' Dê uma palavrinha com meus amigos aqui''.

Neste momento pode se notar uma inquietação no nosso homem e Poirot se aproximou e dirigiu a palavra.

" Meu senhor,temos um caso simples aqui, mas aqui estão duas mentes brilhantes que já resolveram o caso, nos falta apenas uma peça para montarmos esse enigma, porque o senhor matou o Reverendíssimo Thiecerville ?''

''Ora essa como pode zombar assim de mim? sou homem religioso e vos contei tudo que sei e até indiquei a direção do assassino, pela graça de Deus me poupem dessa vergonha'',disse o acusado porém muito alterado.

" Lestrade prenda o homem, não nos interessa a motivação, olhe na bolsa e veja que há uma broxa cheia de sangue na bolsa, esse homem é pintor de casas e só escreveu aquilo no confessionário pra nos despistar''. bradou Holmes.

O homem ficou atônito ao ponto de não relutar mais, ao revista - lo Lestrade encontrou uma broxa de tecido improvisada, embebida de sangue,como foi dito por Sherlock, e então de acordo com a lei efetuou a prisão do assassino.

Enquanto isso me aproximei de Holmes e Poirot e lhes perguntei como chegaram rápido no mesmo consenso.

'' É fácil, o homem entrou em várias contradições, ele disse estar escuro e que lá fora estava anuviado, como ele forneceu detalhes do assassino e ainda viu daqui de dentro onde ele foi?'' disse Poirot.

'' Lembre - se Watson, apenas as mentiras tem detalhes.'' disse Holmes.

'' Como sabia que ele era pintor?''

''Ora pelos respingos de tinta logo acima de suas sobrancelhas, somente pintores conseguem respingar tinta de cima para baixo''.disse Holmes.

" E como perceberam que ele não veio para se confessar?''

'' Ontem foi sexta feira santa, os cristãos praticantes e fervorosos se confessam no dia santo, não hoje,além do mais o homem nem tirou o chapéu aqui dentro em respeito ao templo e ao Reverendíssimo Thiecerville. E a ideia do sangue não te soa familiar? Lembra da história de Jeferson Hope? Esse homem usou o caso como inspiração, ele envenenou o sacerdote e quis incrementar o crime para assim confundir Holmes. Você não devia publicar os casos no jornal. '' respondeu me Poirot.

Então dizendo isso tomou sua bengala e apertou cordialmente as mãos de Holmes que o disse algo sobre café da manhã com ovos simétricos e algo haver com sua cabeça não ser geometricamente ajustada.

'' Mas e a motivação? bradei''

'' São outros tempos, deixemos de lado a ferocidade humana e seus instintos animalescos, homens intelectuais como nós apenas entregamos esses tipos a jaula''.









20 de Março de 2019 às 04:37 14 Denunciar Insira 4
Fim

Conheça o autor

Comentar algo

Publique!
Karimy Lubarino Karimy Lubarino
Olá! Escrevo a você por causa do Sistema de Verificação do Inkspired. Caso ainda não conheça, o Sistema de Verificação existe para ajudar os leitores a encontrarem boas histórias no quesito ortografia e gramática; verificar sua história significa colocá-la entre as melhores com relação a isso. A Verificação não é necessária caso não tenha interesse em obtê-la, então, se não quiser modificar sua história, pode ignorar esta mensagem. E se tiver interesse em verificar outra história sua, pode contratar o serviço através do Serviços de Autopublicação. Sua história foi colocada em revisão pelos seguintes apontamentos retirados dela. 1)Pontuação: falta de ponto final no fim da sinopse; "dado as condições da caligrafia dizia" em vez de "dado as condições da caligrafia, dizia"; "Me encontre em Cheapside na catedral na catedral de Saint Paul o mais rápido possível" em vez de "Me encontre em Cheapside, na catedral na catedral de Saint Paul, o mais rápido possível"; falta de vírgula em adversativa "mas", como em "quando viu minha carruagem mas se deteve" em vez de "quando viu minha carruagem, mas se deteve"; "olhos de furão da rua então me dirigi" em vez de "olhos de furão da rua, então me dirigi"; "e sem tirar os olhos da vítima me disse" em vez de "e, sem tirar os olhos da vítima, disse-me"; falta de vírgula em vocativos, como em "Demorou menos do que esperava Watson, as suas caminhadas" em vez de "Demorou menos do que esperava, Watson, suas caminhadas". 2)Concordância: "suas caminhadas tem encurtado" em vez de "suas caminhadas têm encurtado". 3)Acentuação: "creio que o ferimento esta doendo" em vez de "creio que o ferimento está doendo". Obs.: os apontamentos acima são exemplos, há mais o que ser revisado na história além deles. Aconselho que procure um beta reader; é sempre bom ter alguém para ler nosso trabalho e apontar o que acertamos e o que podemos melhorar, assim como ajudar-nos com a gramática e ortografia. Caso se interesse, esse recurso também é disponibilizado pelo Inkspired através do Serviços de Autopublicação. Além disso, também temos o blog Tecendo Histórias, que dá dicas sobre construção narrativa e poética, e o blog Esquadrão da Revisão, que dá dicas de português. Confira! Bom... Basta responder esta mensagem quando tiver revisado a história, então farei uma nova verificação.
April 21, 2019, 14:18
Willver Hst Willver Hst
Eu adorei, mesmo não conhecendo Poirot, o caso foi resolvido muito rapidamente. Também, se não aparecerem duas mentes brilhantes e ainda por cima detetives. Bejos!) -Willver Hst
April 03, 2019, 18:04
Nathy Maki Nathy Maki
Olá! Eu confesso que nunca tinha lido nada sobre o Poirot, mas essa história me deixou curiosissima! Vou la stalkear os livros da Agatha :3 Mas eu amo o Sherlock e adorei a história! É tão cannon que nem sei como não fizeram isso ainda! Como assim não existe já? O esrilo de narração é bem interessante, parecido com os livros e eu gosto muito. O título ficou ótimo! Muito chamativo! Parabéns pela história ♡
April 03, 2019, 00:31
Ayzu Saki Ayzu Saki
Eu terminei de ler e pensei: como assim isso não aconteceu?? Parabéns pela criatividade, e gostei bastante do seu estilo de escrita, principalmente a atenção aos detalhes e descrições, o que é algo importante quando se escreve esse gênero.
April 02, 2019, 03:59
LiNest LiNest
Ok, eu não sei se vc consegue ouvir meus gritos do outro lado da tela, MAS SAIBA QUE ESTOU GRITANDO COMO UMA MENININHA HISTÉRICA AQUI PORQUE JUNTOU MEUS DOIS AMORES NESSA FIC! Gente, vc realizou um dos meus sonhos e não poderia ser mais perfeito, eu amei tudo, tudo mesmo; amei o Watson sempre entretido e confuso com as peculariedades de Holmes, a forma divertida com que Poirot e Holmes trocavam suas conclusões conforme o caso se seguia, o sarcasmo sempre latente de Holmes diante da atitude mais séria do Poirot (esse detalhe em particular foi muito bem transmitido, super divertido!) E toda a construção do caso e a sua conclusão foi super cativante, fiquei interessada do começo ao fim e quando vc citou Jefferson Hope meu coração deu um pulo de alegria porque REFERÊNCIAS! Além dele ser o antagonista de um dos meus casos favoritos lol enfim vc ambientou tudo belamente e eu estou muito apaixonada por esse conto. Mas infelizmente devo apontar algumas falhas na gramática, a falta de vírgula atrapalhou bastante a leitura, por exemplo, e tmb senti certas analises do Holmes, especialmente quando sobre pessoas ao redor dele, meio jogadas, faltou uma certa preparação prévia antes dele esbanjar seu espirito analitico sabe? Mas a fic tá ótima, sério parabéns pelo trabalho, amei ♡
March 29, 2019, 22:58

  • LiNest LiNest
    P.s: Eu ri demais com o final; a parte "(...) disse algo sobre café da manhã com ovos simétricos e algo haver com sua cabeça não ser geometricamente ajustada." é especialmente genial, estou rindo disso até agora kkkkkk perfeito demais March 29, 2019, 23:02
  • D C David Cassab
    Obrigado! Você sabe como acho histórias que estão participando do #juntaink para que eu possa comentar? March 31, 2019, 04:46
Yuui C. Nowill Yuui C. Nowill
Ah! Eu não conheço Hercule Poirot, mas conheço a autora. Achei interessante a escolha dos crossovers! Realmente um belo desafio. Dois grandes detetives juntos, seria meio impossível não desvendarem o caso com rapidez e agilidade. Sagazes e precisos. O pobre Watson que deve ter ficado perdido, tadinho, a linha de raciocínio dele não é muito boa (e o Lestrade sendo chato como sempre, meu Deus para de apurrinhar o Holmes). E... o comentário da cabeça não ser geometricamente correta KKKKKKKKK socorro, muito bom! Parabéns pela escolha dos fandons, pela história e por participar do desafio <3
March 26, 2019, 20:07

  • D C David Cassab
    Muito obrigado! Recomendo que leia Um expresso no oriente , considero a melhor aparição do Poirot March 27, 2019, 15:23
Verônica Ashcar Verônica Ashcar
Olá, tudo bem? Meu nome é Neeca e sou embaixadora e uma das responsáveis pelo desafio Crossover. Notei que os fandons apresentados na história não se encontra nas notas iniciais, como solicitado em regras. Peço que pode gentileza adicione para não te prejudicar no desafio. Você insere no texto mesmo da história, podendo utilizar ou não as ferramentas que o editor padrão do inkspired oferece. Quaisquer dúvidas, verifique as demais regras no edital. E pode me encontrar na comunidade contos e mini-contos, tem um tópico sobre o desafio lá, aqui nesse comentário e no Facebook Neeca Ashcar. Muito obrigada pela atenção. Boa Sorte! :)
March 20, 2019, 21:07

  • D C David Cassab
    Tudo bem vou inserir, elas estão no final do texto mas vou passar para o início. Obrigado March 21, 2019, 03:02
  • Verônica Ashcar Verônica Ashcar
    Que isso obrigada você pela atenção! Já vi Poirot e Holmes e vou realizar meu sonho de princesa. <3 Deixa eu perguntar já colocou a história na planilha do desafio? Tem alguma dúvida? March 21, 2019, 19:11
  • D C David Cassab
    Não coloquei na planilha,como faço? March 22, 2019, 19:44
  • Verônica Ashcar Verônica Ashcar
    No edital: escritores/ desafio/ acha o desafio junta Ink / ver mais. Lá possuí o link da planilha. A planilha tem duas abas uma você você inserir suas informações e da sua fic e a outra com as fics que você comentou. É importante preencher a planilha junto com as histórias comentadas pq é por lá que vamos tirar essas informações quando formos avaliar. 😉 Qualquer coisa pode perguntar! March 23, 2019, 01:38
~