A vida e eu. Seguir história

n4ty Nátaly Santos

Devaneios com ou sem importância ( e fundamentos) de alguém carente de contato ou atenção. Ou seja, apenas eu sendo eu.


Histórias da vida Todo o público. © Nátaly Cristina do Santos
Conto
4
874 VISUALIZAÇÕES
Em progresso
tempo de leitura
AA Compartilhar

Importante.

  

Vida? O que é vida?

Segundo Hamilton, o professor de biologia, vida é o período de um ser vivo compreendido entre o nascimento e a morte; existência, Segundo minha vó é o sopro de deus. Na minha concepção o significado de vida não importa muito e o que me importa de verdade é como vivemos.

Não que eu não passe uma pequena parte do meu tempo me questionando se a realidade como conhecemos não é apenas uma projeção holográfica, realidade virtual ou qualquer tecnologia inumana e avançada capaz de recriar com precisão tudo o que conhecemos hoje.

Só que sem sombras de duvidas para mim o “como?” é muito mais importante que o “o que é?”. Afinal, vamos todos morrer e provavelmente nunca ninguém vai poder nos afirmar com cem por cento de certeza da onde viemos e para onde iremos. 

Portanto, tento viver da melhor forma possível. Do jeito mais correto possível e tudo mais. Porém todas essas merdas são confusas, pô. O que é correto está muito difuso, confuso e tantas palavras difíceis e complicadas quanto o possível, 

Se eu tento fazer o que é correto para mim, peco com todos ao meu redor e se faço o que deixa a todos bem, me nego como mulher e pessoa mesmo. E eu sei que isso é besteira, que eu deveria tacar o “foda-se” e viver como eu gostaria, mas sou nova e querendo ou não família é importante.

Só gostaria que eu fosse importante, importante para me repararem como sou e não como querem que eu seja. Importante para ser eu mesma em todas as minhas facetas e desventuras. Apenas importante.

1 de Março de 2019 às 05:41 1 Denunciar Insira 4
Continua…

Conheça o autor

Nátaly Santos Escrever essa bio está sendo muito difícil para mim. Para começar nunca fui boa em me descrever e acho muito genérico passar uma lista sobre atributos, gostos e defeitos. Também não há como eu dizer que deixarei minhas narrativas irem revelando aos poucos quem sou, já que estou com um puta bloqueio criativo de merda. Então espero que se contentem com o meu mais sincero "olá".

Comentar algo

Publique!
Ghost Writer Ghost Writer
Compartilho muito teus questionamentos sobre a vida.. aliás, vou um pouco além, ouso dizer que acredito na teoria da simulação. Mas isso não vem ao caso. O que importa é vc ser honesta consigo mesma, e buscar a felicidade. Eu tendo a acreditar que a tua família, que te ama, não vai deixar de te amar, nem ficar infeliz vendo nos teus olhos uma felicidade genuína por ser vc mesma. Acho mesmo que vc deveria tacar o “foda-se” (no bom sentido) e fazer o que vc acredita e quer. No final das contas, só vc é responsável pela sua vida, e vc é quem vai colher os frutos das suas escolhas. E, além do mais, acho que vc vai se surpreender com a reação das pessoas que te rodeiam. Acredito mesmo que será bem melhor do que vc imagina. Mas, quem sou eu pra dar conselhos pra alguém? Haha fica bem! :)
25 de Março de 2019 às 08:06
~