Conto
0
2809 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo único


Sou o terror dos cães, onde passo perturbo o espírito deles e mexo com o instinto selvagem deles, aonde passo sou temidos pelos pais e avós que não possuem míseros trocados. As vezes eles viram o rosto de seus inocentes pequenos para que não me vejam. Só a minha presença parece causar desconforto àqueles que tem crianças adoecidas. Os velhos não se agradam do anúncio de minha chegada. Sempre quebro o silêncio e calmaria por onde passo. Os cães latem. Crianças puxam a barra da saia de suas mães. Sou ora desprezado ora requisitado. O que faço não é nada glorioso mas necessário. Trago algo gelado em minhas mãos. Os pés tem bolhas e queimam como brasas vivas. O andar e arrastado como de um andarilho errante. A garganta seca. Sou temido mas não respeitado. Não sou querido mas necessário. Sou o sorveteiro. 

3 de Fevereiro de 2019 às 03:23 0 Denunciar Insira 120
Fim

Conheça o autor

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~