Conto
3
3.6mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso
tempo de leitura
AA Compartilhar

A carta


Eren, eu poderia ter te dado milhares desculpas para isso, mas a minha perspectiva de vida nunca passou da mais pura solidão. Me vi sozinho desde sempre, a única representação de amor que eu tive, foram os poucos anos em que vivi com mamãe. Me assustei e me apavorei quando vi que por trás desses olhos esmeralda havia um sentimento puro e genuíno por mim. A ideia de ter contato e carinho sempre foi algo utópico e muito distante da minha realidade, nunca quis dar a entender de que não o retribuía os seus sentimentos, porque em toda verdade, desde que vi seus olhos, seu sorriso e determinação, algo diferente cresceu dentro de mim e eu não soube como digerir tudo isso. Nunca quis te afastar ou te deixar desiludido.

Aquele beijo que me deste, foi o meu primeiro beijo e o primeiro contato com o amor depois de longos anos, sei que te machuquei com a forma bruta em que te empurrei, me perdoe por isso. Te agradeço por nunca ter desistido de mostrar que estava errado, te ter insistido em me cercar do amor que sempre me faltou. As longas noites em que te tomei ao meu corpo, nunca foram sentimentos carnais. Eu realmente queria cada pedaço da sua pele morena e do seus lábios juntos aos meus. De todos os treinos que tivemos e todos os preparamentos para sair das muralhas, aquele em que me prendeu na árvore foi o melhor. Esse foi o exato dia em que eu finalmente entendi que não podia te perder. Meu coração será eternamente seu, ainda que ultrapasse outras vidas, não acredito no conceito de reencarnação mas se isso existir, espero te encontrar e consertar tudo o que fiz.

Nosso começo foi conturbado, mas assim que percebi os meus próprios sentimentos algo entre nós já não era certo. Te tomei várias e várias vezes. Foram tantas, que ainda posso sentir o gosto da sua pele suada e ainda consigo ouvir os seus gemidos de satisfação. Consigo ver claramente os seus olhos desfocados de prazer e ouvir todos os seus “te amo” que falaste ao meu ouvido mas nunca consegui retribuir.

Eu poderia ter te afastado, te rejeitado por completo mas não consegui, não resistir em te ter. Assim como agora não consigo entender o que fizeste para me largar. Não é do meu feitio prostar meus sentimentos à mesa mas como isso não é um segredo para nós, devo pelo menos pedir perdão por nunca ter te retribuído.

Peço perdão das vezes em que disse que queria apenas sexo.

Peço perdão de todas as vezes em que vi sair chorando e não tive coragem de dizer uma palavra.

Eren, eu te amo. E quando eu não tiver mais aqui, espero que não se apavore ou tente ir atrás. Segurei só.

Minha vontade é largar essa merda e seguir com você mas sei que você não trocaria seu sonhos por mim, algo que é do fundo da sua alma que faz jus ao sobrenome Jaeger.

Espero que possa me perdoar e que meu último ato te faça conhecer esse mundo, te faça entender os mistérios desses monstros que tanto nos aterrorizaram, e eu espero que o monstro que te aterrorizou também morra comigo. Cuide de Mikasa e Armin. Cuide da sua vida por mim. Vou seguir com meu sentimento até a outra vida.

E espero te encontrar.

Com dedicação:

Todo o meu amor



Com forças, Eren segurava no papel amarelado enquanto as lágrimas caiam sobre ele. Estava em um dos quartos da estadia da Tropa de Exploração, apenas uma candeio estava acesso, permitindo a leitura dos sentimentos que cercavam Levi. “ele me amava, ele me queria e ele tinha medo. Eu não fui forte o suficiente para perceber isso, para ter paciência com o coração dele. Ele já não está mais aqui e eu não lhe posso pedir perdão"


Desviou o olhar para o DMT que se encontrava ao lado de um dos móveis que agora era pouco perceptível. Ainda segurando a carta, caminhou lentamente e sacou uma das lâminas. Seu coração borbulhava, sua mente estava em estado de choque. Levi havia morrido e a última vez que se viram, não puderam ser sinceros um com o outro. Tudo que seu coração desejava era vê-lo, era senti-lo de novo. Desejava ter outra vida.

E assim iria de ter.

Apertou a carta sobre seu peito e antes de atravessar a lâmina em seu peito se limitou a sussurrar:


- Que nosso amor dure em outras vida.


Assim que sentiu a lâmina atravessar, uma onda de dor o atingiu mas nada foi mais intenso do alívio que sentiu em sua alma.


Iria concertar tudo.

25 de Janeiro de 2019 às 20:01 2 Denunciar Insira 3
Continua…

Conheça o autor

Comentar algo

Publique!
Tali Uchiha Tali Uchiha
SABE A DOR? ELA É REAL EU ESTOU CHORANDO. VOCÊ AINDA VAI ME MATAR DESSE JEITO, CARAMBA. TA LINDO. TÁ TRISTE. EU TE AMO, MESMO ME FAZENDO SOFRER
25 de Janeiro de 2019 às 15:20

  • ddfelipi ddfelipi
    eu ainda te mato do coração né? 25 de Janeiro de 2019 às 15:34
~