One Love Seguir história

yumi_ns May stuque

Sasuke nem em toda a sua vida imaginou, um dia, que aquilo aconteceria. Fora apenas um trabalho escolar, no entanto, nada o preparou para o que, consequentemente, seguiu-se com o melhor amigo. Nem para as forjas que apunhalaram sua alma após aquele ocorrido.


Fanfiction Anime/Mangá Para maiores de 18 apenas.

#naruto #sasuke #narusasu #sasunaru #naruhina #NaruIno
3
3781 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todas as Terças-feiras
tempo de leitura
AA Compartilhar

Começo

 

Konoha University, a universidade mais conceituada de toda Tokyo. Realmente grande e bem projetada, suas colunas eram fortes e suas salas amplas e com ventilação. Seu pátio era um verdadeiro campus, onde os alunos que tivessem condições poderiam morar nas próprias casas que eram disponibilizadas para os mesmos e, claro, seu refeitório servia comidas de alta qualidade e ótimo sabor.

Vários alunos estudavam no local -dos mais variados- desde bolsistas àqueles que tinham condições de pagar a mensalidade realmente cara, e todos os seus professores eram formados por altas faculdades ou universidades.

E como toda universidade de renome, há sempre aqueles alunos que tem nome dentro do campus, em Konoha não seria diferente. Dentre todas as universidades do Japão, Konoha University era, sem dúvidas, a mais cara e a mais requisitada. Com o maior campus e com as maiores mentes em seu quadro de alunos, entrar para essa universidade era um sonho para poucos e um desejo de muitos. [e, claro, os alunos destas não seriam nada diferentes.]

- Olá, Gaara. - Uma menina realmente bonita, com cabelos róseos, seios fartos, belas pernas, um bumbum empinadinho e os lábios rosados luxuriantes chegou ao grupinho de amigos.

- Olá, Sakura, - respondeu o referido garoto, enquanto brincava com um pirulito na boca. Estava sentado no encosto do banco de madeira. Ao seu lado, um de seus amigos, Hyuuga, estava entretido com algum livro inteligente, à medida que Shikamaru, que compartilhava o banco deles, piscava para as garotas que passavam com todo o ar galanteador que não possuía e fazia-as rir e soltar alguns gritinhos de felicidade. - Tudo bem? - Gaara perguntou olhando a menina.

- Sim e com você? – As meninas que andavam com Sakura tentavam em vão não dar show pelo fato da garota estar falando com aquele ruivo, era um dos nomes mais fomosos da universidade.

- Bem.

- Onde está o Sasuke? - Ela perguntou arrumando sua minissaia.

- Está chegando, - Gaara replicou. Havia acabado de falar quando alguns murmurinhos começaram a surgir em volta deles. Rapidamente, todos os olhos viraram-se na direção da entrada, onde dois belíssimos homens entravam, um deles acompanhado de uma linda loira.

O moreno era realmente atraente. Vestido com uma calça apertada e seu all star branco fazia um belo contraste com sua polo escura, que realçava os poucos músculos espalhados em seu corpo. Com sua mala jogada por cima do ombro e o ar de superioridade que todo Uchiha possuía, Sasuke Uchiha foi andando para dentro do campus e arrancando suspiros das garotas enquanto passava.

Logo atrás dele, um loiro alto e com olhos azuis chamava a atenção de todos com sua blusa laranja, calças pretas justas e que marcavam mais do que deveria as coxas bem torneadas do garoto. Ele era totalmente diferente do moreno à sua frente. Enquanto o outro esbanjava repúdio por qualquer coisa, o loiro era totalmente espontâneo e, mesmo com a loira ao seu lado, não deixava de acenar e sorrir para as garotas, ficando satisfeito com as reações que recebia em resposta. A loira, quase agarrada ao garoto, o seguia com suas roupas marcando seu corpo e seus cabelos compridos escondiam os seios da moça, para a infelicidade dos rapazes. O loiro colocou-se ao seu lado, passando seu braço por cima do ombro da garota, e juntos eles tomaram rumo para dentro da escola. O moreno já tinha ocupara seu assento com os amigos e, agora, várias alunas o rodeavam, como passarinhos atrás de comida. [ou buscando ser a comida.]

A loira chegou abraçada com o namorado e fez cara de superioridade, esperando que as outras entendesse o recado e se retirassem.

- Ai Ino, você sempre tá sempre querendo aparecer, - disse Sakura, enquanto praticamente comia o moreno com os olhos.

- Mas é claro. Não é todo dia que você desfila com um loiro desse na escola, - respondeu Ino, apertando a bunda do loiro e lhe depositando um selinho rápido nos lábios. O garoto, por sua vez, apenas sorriu e acenou para os amigos.

O sinal não demorou a tocar e os alunos se dirigiram à sala de aula. Como quase toda sala, o lugar onde sentavam era sagrado e muito bem demarcado, cada um possuía seu canto e coitada da pessoa que resolvesse quebrar essa regra para se sentar no lugar de outra pessoa. Sendo assim, o moreno sentou-se no final da sala, ao lado da janela, e o loiro sentou-se à sua frente, juntamente com os amigos espalhados ao lado de ambos.

- Bom dia, Sasuke! - Falou o loiro, se jogando totalmente desleixado na cadeira.

- Hum, - Sasuke resmungou em resposta, olhando pela janela e deixando claro sua falta de interessem em abrir aquele tipo de diálogo naquele momento. De duas, uma: ou o loiro queria algo, ou estava apenas com vontade infernizá-lo.

- Nem te conto, - o outro falou todo animado, apesar do moreno que o ignorava. - Esse final de semana foi MA-RA-VI-LHO-SO! – continuou, dando ênfase no final e batendo as mãos, mas não recebeu a mesma euforia de seu amigo.

- Hum.

- Não quer saber por quê?

- Não.

- Tudo bem, já que insiste, - arrumou-se na cadeira, viajando e navegando no assunto que queria contar para o amigo. – Eu passei a noite na casa de Ino e, nossa… - Disse respirando fundo, como se a sensação daquilo ainda estivesse presente em seu corpo. - Fizemos 5 vezes… - Sasuke continuou a olhar para fora da janela e Naruto, vendo falta de interesse dele, passou a mão em frente ao rosto do outro. - Acorda, Sasuke, estou falando com você!

- E eu não quero ouvir, - ele respondeu, encarando o rapaz à sua frente, que revirou os olhos.

- Seu chato, – Naruto resmungou, dando-se por vencido naquele monólogo. Ele virou-se para frente e, logo, o professor de Direito das Sucessões entrou na sala, aplicando a matéria da qual menos gostava. Sinceramente, Naruto não tinha o menor interesse em aprender a calcular quinhões de herança. Que diferença aquilo faria em sua vida quando ele começasse a trabalhar na Infância e Juventude?

Eles já estavam no quinto ano de Direito, praticamente se preparando para a formatura, que aconteceria dali a um mês, e botando o primeiro pé em algum trabalho fixo. Sasuke, sinceramente, não estava nada animado com o evento. Após a cerimônia formal de colação de grau, a faculdade ofereceria, como de costume, uma grande festa para os formandos de todos os cursos do semestre, mas naquele ano uma mudança nas regras da festa tinha abalado a Universidade. Desde sua fundação, Konoha University tinha seguido os moldes dos grandes bailes formais e uma de suas regras mais antigas dizia que somente os homens poderiam convidar suas acompanhantes e as mulheres deveriam esperar serem convidadas, sem poder fazer muita coisa caso acabassem sem par. Aquela regra já gerara muita confusão e, depois de muito protesto por parte das garotas, finalmente fora derrubada. Naquele ano, as garotas tinham total liberdade para convidar quem elas quisessem, dando a homens e mulheres iguais poderes. Graças a isso, Sasuke já tinha milhões de pedidos e várias cartinhas no armário, com vários convites das mais variadas formas.

Em todo canto da escola em que se andasse era possível ver garotas pedindo os garotos para irem à festa. Algumas davam sorte e tinham um ‘sim’ logo de cara, outras recebiam apenas um ‘não’ e havia ainda aqueles apaixonados, que não perdiam a oportunidade de impressionar quem amavam, chegando ao ponto de se ajoelharem diante de todos ao pedir à garota para acompanhá-lo na festa. E, claro, sempre tinha um infeliz que acabavam recebendo um não doloroso.

- Ei, Sasuke, você não vai fazer o caso concreto? - Perguntou Naruto, virando-se para olhar o amigo.

- Não quero.

- Que coisa feia, depois não passa de ano.

- Não preciso disso para passar.

- Hum… Convencido, - levantou o nariz e virou-se para frente.

Sasuke ficou apenas olhando o rapaz à sua frente. De vez em quando Naruto passava as mãos pela cabeleira loira e batia o lápis na mesa. Sasuke sabia que era questão de minutos para que o amigo se virasse novamente. Mal começara a contar quando a voz o chamou.

- Sasuke… - Naruto virou-se com o caderno na mão. - Como que faz?  -Perguntou com cara de cachorrinho abandonado. Naruto tinha sorte de conseguir ser fofo em certas ocasiões, porque, dependendo da disciplina, inteligência podia ser algo escasso. O Uchiha revirou os olhos, pegando o lápis e fazendo a tarefa rapidamente para o amigo. Logo que terminou, Naruto se pôs a ler. – Ah, agora entendi. Valeu, Sasuke! – Falou, apertando as bochechas do moreno e recebendo um tapa em troca para afastá-lo.

Eles estudavam apenas meio período de em dois dias da semana e, os outros dias, tinham períodos integrados, cursando a universidade de Direito. Moravam no próprio campus e todos os amigos eram vizinhos. Por sorte, também moravam a poucos minutos dos prédios principais da faculdade.

Naruto e Sasuke eram colegas de casa e aquilo tinha mais a ver com o acaso do que com o destino, já que os quartos eram divididos pela própria diretoria da faculdade e os alunos não tinham qualquer poder sobre as decisões. Na verdade, a única parte em que podiam opinar, era na quantidade de pessoas com quem dividiriam a casa, já que, quanto mais almas, mais barato era o aluguel do alojamento. Os dois moravam bem ao lado dos amigos e o alojamento deles era o mais requisitado para festas e sociais.

-Sasuke. -Gritou o loiro correndo atrás dele. Por sorte o horário de aula não tinha sido tão demorado e, já bem próximo do horário de almoço, todos já estavam liberados para terem a tarde livre pelo campus, era um milagre. O moreno apenas o olhou por cima do ombro, mas sem parar, continuou o caminho. -Vou para casa depois!. -Não obtendo resposta do moreno, o loiro voltou para a rodinha de amigos.

Em poucos minutos, o moreno chegou a casa, jogando sua mala em qualquer canto do chão e indo direto para o banho, se banhando devagar, já que precisava relaxar de alguma forma. Logo quando saiu do chuveiro meio molhado com sua toalha enrolada a cintura se dirigiu para o quarto e, não ficando feliz com o que tinha encontrado.

-Sasuke…-Ouviu uma voz feminina quando entrou no mesmo, a achando sentada em sua cama, a garota ruiva lambeu os lábios ao ver o moreno quase nu na sua frente, apenas com uma limpa toalha branca em volta daquilo que almejava.

-Karin. -Falou com indiferença andando ao seu armário. -O que faz aqui? –Escolhia uma roupa, mesmo tendo a noção de que não a colocaria tão cedo.

-Hoje é meu dia. -Respondeu selvagem andando até o moreno que a ignorou, por pura pirraça de sua parte, enquanto esta sem desistir, passou suas mãos pelas as costas molhadas, segurando firmemente a barra da toalha, o tentou puxar para si, depositando beijos no ombro do moreno e, pulando internamente, quando o viu se arrepiar, com um sorriso, continuou e não demorou a que este parasse de mexer nas roupas e passasse a prestar atenção nela, virou-se a pegando pela cintura e a jogando em sua cama, voraz, subiu por sobre seu corpo beijando o mesmo com vontade, seu membro roçando no lugar quente entre suas pernas e que almejava, o deixando ainda mais excitado por saber como a outra era ao estar dentro desta, apertada, que arrancava arfares de sua parte apenas com aquilo, enquanto a ruiva gemia em busca de mais contato com o falo duro..

 

OooOOoO



-Tem certeza que você gosta dele?

-Sim. -O loiro estava a andar com a rosada ao seu lado pelo campus, já que desde a despedida do moreno e dos amigos, ambos saíram para conversar já que Naruto sabia da paixão platônica da amiga pelo amigo que dividia a casa, e, por no passado ter achado que sentia algo pela garota ao seu lado antes de encontrar Ino, sentia-se em divida para ajuda lá. –Desde a primeira vez que o vi…

-Hum…Você sabe que o Sasuke não é de gostar das garotas ao qual ele se deita…é apenas por…-Naruto franziu os lábios em um aperto, não gostava de saber como o amigo a tratava e por um apreço muito grande por Sakura a vê-la triste ou toda hora correndo atrás do outro que não dava uma foda para ela, era um tanto irritante e triste ao mesmo tempo.

-Diversão. -Ela riu sem se importar muito, a verdade sempre foi dura e crua, principalmente quando o assunto era Sasuke Uchiha. -Eu sei, mas foi nessa diversão que eu me vi apaixonada e quando me deitei com ele esse sentimento aumentou.

-Entendo. -O loiro andava com as mãos no bolso. Pensando como era estar na pele da Haruno, estar apaixonada por alguém que nem ao menos a olhava com os mesmos olhos, seria doloroso se um dia chegasse a acontecer isso entre Ino e o garoto loiro, sabendo que este ultimo nem ao menos queria estar perto de algum relacionamento sério por um bom tempo.

-Ele já tem par?. -Perguntou à rosada esperançosa, a garota sabia que seu amigo a entenderia e, provavelmente, lhe ajudaria com aquela parte da história, já que, além de suas amigas, Naruto foi o único que ficou com a garota noite adentro a escutando chorar e desabafar por como era sempre doloroso ver o Uchiha se agarrando com qualquer uma pelos cantos do campus.

-Não, mas você pode tentar. –O loiro sorriu, aquele mais belo sorriso sincero que dava para quando algo poderia dar certo, estava mais do que convicto em ajudar a amiga e faria isso de bom grado se conseguisse, no fim, ver um sorriso de satisfação e alegria pela rosada realizar seu quase sonho inalcançável.

-Você falaria com ele, caso ele disser que não? -A rosada segurou seus braços, não tomando o cuidado em aperta-lo e para-lo no lugar ao seu lado, Sakura poderia ser apenas uma garota, mas tinha uma força que assustava qualquer garoto não acostumado com seu temperamento, o loiro tinha pena de qualquer um que tentasse fazer mal a esta garota.

-Falo, calma, Sakura -.Disse soltando as mãos da garota de seus braços com uma careta de dor, mas a rosada sabia que era apenas pirraça de parte do outro e com um sorriso mais que aberto, o soltou prontamente, unindo as mãos frente ao peito que batia descontrolado apenas por imaginar aquela possibilidade acontecendo.

-Obrigada. -Sorriu envergonhada, por fim voltaram a andar mais algum tempo pelo campus, em silêncio, o loiro sabia que a rosada estava pensando em mil e uma formas de fazer aquele convite e conquistar o moreno, assim, imaginando também em como se arrumaria para o grande dia. Contente por em partes estar começando a ajuda-la, o loiro a deixou em sua casa e poucos minutos depois já estava seguindo para a sua do lado oposto ao das garotas.

Já era quase final de tarde e o campus ficava lindo com o por do sol, as casas eram enfileiradas e uma colada às outras, formando ruas lotadas de pessoas e festas quando preparavam alguma. Naruto conhecia praticamente todo mundo que residia naquele campus, desde aos mais chegados a ficarem quietos aos hiperativos como ele próprio, gostava do lugar e pensar que em poucas semanas estaria se formando e despedindo-se daquela fase de sua vida deixava o loirinho de certa forma triste, mas sabia que um dia sua pequena ‘’mordomia’’ por simplesmente só estudar e ir as festas iria acabar, Naruto precisava crescer, criar sua família, ter seu emprego e uma vida digna para impressionar a todos, mesmo que para isso se despedir de tudo aquilo fosse necessário.

O Uzumaki chegou poucos minutos depois em casa, ficará mais que o necessário parado a frente desta e olhando ao redor para gravar na memória os momentos que teve ali, por fim abrindo a porta e percebendo, de longe, que alguém descia as escadas. Ficou olhando com a porta ainda aberta já que sabia que aqueles pares de pernas delicadas não eram de Sasuke. O loiro sorriu ao ver quem era e, diferente deste, a ruiva ficou totalmente vermelha ao encontrar o amigo do outro parado na porta a olhando, pensou se tinha escutado alguma coisa para estar com aquele sorriso nos lábios.

-Naruto.

-Karin.

-Estou de saída. –Falou rapidamente de cabeça baixa e saiu, nem ao menos esperando qualquer comentário idiota do loiro por ela estar em sua casa e desarrumada daquele jeito, sabia o que tinha acontecido, seu amigo realmente não tinha escrúpulos. Depois do pequeno acontecimento e de Naruto fechar a porta de casa, escutou-se passos descerem as escadas e não precisaria virar-se para saber que eram de seu amigo, Sasuke tinha um jeito único de andar, como se dançava lentamente, não fazia barulho e muito menos era notado. Parecia um gato na busca de sua linda presa indefesa.

-Vejo que hoje você se deu bem. - Alfinetou o loiro, já recebendo a típica falta de dialogo do moreno ao ir em direção à cozinha. -E ai, como foi?. -Perguntou curioso, o loiro sempre tivera esta personalidade de saber o que acontecia com seus amigos, mesmo com Sasuke que muitas vezes o ignorava, sentia-se na obrigação de compartilhar estas informações como dois machos fazem quando se deitam com alguma garota. Ou, apenas Naruto era o único macho que tentava aquilo com Sasuke.

-Não te interessa.

-Aish, esta na tpm hoje, Sasuke?. – Ponderou irritado. Naruto conhecia muito bem o jeito resguardado que seu melhor amigo tinha, afinal não precisava também ser muito inteligente para se notar na cara do moreno que este não suportava um dialogo por mais de cinto minutos.

Mas, poxa, moravam juntos e se conheciam a tanto tempo, Naruto gostava quando o outro o tratava com carinho, falava consigo, talvez estivesse cobrando demais visto que estavam falando de Sasuke Uchiha, mas, ter um pouco de compaixão nem era tão difícil para Sasuke, que este por fim apenas fazia o que fazia com o loiro para provoca-lo e ver aquele rosto de tédio por tê-lo por perto, era obvio que nada mudaria entre eles, Sasuke o tratando daquele jeito ou não, ainda sim, continuariam amigos por muito mais tempo que desejassem.

O loirinho esperou, cansado já, não era a primeira vez que discutia com Sasuke sobre o outro ser totalmente ignorante com seus amigos ou as pessoas ao seu redor, mas como exatamente mudar um Uchiha? Era de sangue aquele gênio estúpido e fechado, Naruto conhecia o irmão mais velho de Sasuke e, poderia falar com toda certeza, que a única coisa pelo o qual ambos eram diferentes, era o comprimento do cabelo do mais velho e as pequenas oleiras que Sasuke não possuía em baixo dos olhos como seu irmão. Realmente, conviver com Uchihas não era tarefa fácil.

Quando notou que nada iria conseguir arrancar daquele garoto distraído em fazer algum lanche com pasta de amendoim sobre o que havia acontecido, suspirou baixo e fez se o que sempre fazia naquelas ocasiões. Naruto subia para seu quarto com uma carranca maior que a do Uchiha e um bico que poderia acertar qualquer um a um metro de distância e ficava em seu quarto, jogado em sua cama com alguma coisa tocando em seus fones para distraí-lo e fazê-lo esquecer como o amigo o tratava. Mas, por outro lado, na cozinha, um Uchiha sorria satisfeito por tão pouco conseguir tirar o loiro do sério.

A relação entre ambos era sempre assim, um alfinetando o outro, um zombando com o outro, mas sempre estavam juntos, desde o começo do curso não se via Naruto sem Sasuke ou vice e versa, podia se falar que aquilo era, sim, amizade verdadeira entre eles e os outros meninos. E, o normal de quase toda escola ter comentários, há quem diga que alguma coisa a mais acontecia entre aqueles dois do que apenas amizade! Já que os dois moravam juntos e há quem morre por um dia ambos se casarem. Não que fosse difícil notar a aproximidade de ambos, mas Naruto deixava mais do que claro para todos que Sasuke Uchiha tinha um dono e era o próprio loiro de olhos azuis, há muito tempo Sasuke parou de implicar com o loiro para desmentir tudo o que falava, mas visto que isto não havia acabado com sua diversão com as garotas, qual mal tinha em deixar apenas rolar?

-Ei, Sasuke, o que você fez para comermos?. –O loiro tinha se esquecido que nada havia comido, e poucos minutos que entrou no quarto sua barriga prontamente reclamou de fome, fazendo um certo injuriado e mal humorado garoto de olhos azuis descer em busca de algo para lhe saciar.

-Nada.

-Como nada? Eu estou com fome.

-Faz você, então. -O moreno podia sentir em suas costas o olhar fuzilante do amigo, adorava provocar, em todos os sentidos da palavra, tanto com as garotas para conseguir o que queria e dar-lhes o que pediam, mas, provocar o loiro era um outro nível muito mais superior que qualquer mulher que o moreno pudesse pegar, sabia que poderia ser mais aberto com este, porém, sabia também que o Uzumaki sabia devolver a altura.

Mesmo perdido em devaneios e pensamentos de sua mente, o moreno notou quando seu filme que antes passava na TV foi trocado por algum desenho animado que não estava nem um pouco a fim de assistir. O loiro sorria divertido sentado sobre o grande puff que tinham na sala de estar, era pura provocação, mas, mexer com certas coisas no Uchiha era de longe algo muito burro de se fazer.

-Por que você trocou?

-Você estava vendo?. -Naruto o olhou, fingindo estar surpreso e escondendo que fora totalmente de propósito a sua atitude.

-Não, estava dormindo!

-Então, pronto. –Respondeu, sentindo algo fofo e felpudo lhe atingir o rosto sem força, apalpando suas bochechas, mas conseguindo arrancar sua atenção do então desenho que adorava assistir. –Ai, Sasuke‼

-Devolve. -Pediu com sua mão estendida para o garoto a sua frente, o mesmo o respondeu com uma cara de poucos amigos, mas sabia que seu amigo não aceitava este tipo de brincadeira, mesmo por pirraça de sua parte, acabando por fim lhe devolver o controle e, logo, o ver colocar novamente naquele filme que antes assistia e em nada entretia Naruto, não deixando muito difícil para o loiro dormir ali mesmo, debruçado sobre o puff. Naruto sempre teve o ruim problema de ser escandaloso com seu jeito de ser, gostava de chamar a atenção e ser o centro das mesmas, porém quando não se esforçava ainda continuava a ser a atenção, era espontâneo e todos gostavam daquele jeito de ser, que em poucas palavras poderia mudar seu dia.

Mas, ser escandaloso até dormindo era demais para o moreno que tentava prestar atenção no filme enquanto tinha o outro roncando alto e atrapalhando a atenção de sasuke, Naruto estava todo jogado e imobilizado na mesma posição por quase duas horas inteiras, aquilo estava tirando o moreno do sério e precisava fazer alguma coisa, foi quando a belíssima ideia de lhe tacar algo lhe veio a mente e, com o objeto mais próximo, sendo uma almofada, mirou certeiramente no rosto do loiro, escondendo um sorriso satisfeito por vê-lo pular de susto e olhar para os lados.

-Ai, caramba, eu não fiz nada. -Gritou com os olhos bem abertos, vendo que estava em casa e Sasuke a sua frente que lhe encarava, sabia que tinha sido obra do amigo lhe acordar daquela forma. Caramba. Naruto sabia quantas pessoas haviam morrido de susto ao serem acordadas daquela forma, seu amigo não tinha um pingo de compaixão ou respeito para com ele.

-Você é chato, cara. –Pronunciou-se zangado, voltando a se sentar segundos depois, Sasuke mantinha uma expressão de missão cumprida no rosto, deixando um certo loiro ainda mais irritado com o mesmo. Naruto suspirou, rodando seus olhos nas orbes brancas e procurando se ajeitar novamente sobre o puff em que estava sentado, seus olhos correram para fora e notou-se logo a escuridão entrar pela janela, não estava acreditando que dormirá tanto tempo e sua barriga não demorou a roncar de fome novamente. -Que horas são?

-Quase nove.

-E ainda não acabou esse filme chato?

-Já esta em outro.

O loiro bocejou mais uma vez, se levantando e estralando suas costas de uma vez, soltando quase um gemido de prazer com a sensação relaxante que logo tomou conta de seu corpo. Pegou o prato de seu amigo e o levou para a cozinha, deixando-o dentro da pia ao ir atrás de algo para comer, se preocuparia em lavar aquilo depois e, com alguns lanches que havia feito igual ao outro, voltou da cozinha para a sala escutando os tiros vindo do filme que Sasuke assistia, o loiro estranhava esse gosto que o moreno tinha a certos assuntos, mas, não o entretia em nada, acabando por se arrumar ao lado deste que nem ao menos se moveu e puxou algum assunto.

-Então, Sasuke, já sabe quem você vai levar para a festa?

-Não. –Respondeu com pouco animo á aquele assunto, o moreno sabia que uma hora ou outra o loiro iria entrar naquele assunto sabendo que seu amigo estava animado para aquele dia e quanto mais se aproximava, mais planos ele fazia para quando chegasse o grande dia.

-Hum, estou pensando em levar a Ino, por que não leva a Sakura? –Tentou esconder um sorriso ao jogar aquela pergunta ao outro, este sabia que o moreno em nada sabia sobre os sentimentos da rosada, mas como estava convicto em ajuda-la e tinha prometido aquele era o momento exato para fazer este assunto surgir no ar, Naruto sabia que Sasuke não era nenhum idiota e cedo ou mais tarde descobriria as intenções que tinha.

-Por quê?

-Por nada é que as duas são amigas, bonitas, legais, só dei uma sugestão, Teme. -Olhou para o amigo ao seu lado, tentava a todo custo esconder o sorriso que formava em seus lábios, Naruto notou quando o outro o olhou de canto de olho e se remexeu no sofá, levantando as sobrancelhas sugestivamente e esperando por uma resposta positiva vindo deste.

-Talvez eu chame.

-Sério? Eu sabia que você não era uma pessoa toda ruim, né, Sasuke?. -Falou sorrindo, jogando seus braços em volta do pescoço do outro, ouvindo-o resmungar baixo e irritado dele pelo contato repentino. Aquela parte tinha dado certo, Sasuke agora pensava em chamar a rosada para a formatura, agora poderia falar para a mesma que tinha a chance de chama-lo primeiro para acompanha-la e caso este chegasse a negar, Naruto já tinha um plano em sua cabeça de fazê-lo aceitar.

-Irei dormir. –Sasuke notava que pela resposta que havia dado ao outro alguma coisa a partir dali iria acontecer, Naruto não era muito bom em esconder sua felicidade quando algo que almejava ou quisesse que acontecesse, em partes, desse certo. O moreno não estava muito interessado á ir aquela formatura mesmo que fosse a ultima coisa que estaria fazendo naquele campus, mas, entre todas as garotas que conhecia e já havia se deitado, Sakura, era a única que mais se adaptava a seu jeito.

A garota sabia respeita-lo e exercer suas vontades, não que obrigasse ou a fizesse de sua escrava, mas sentia que a mesma fazia de tudo para não irrita-lo e deixa-lo á vontade, admitia que em certos momentos fosse irritante como sempre querer chamar a sua atenção, mas ela não media esforços para toda a atenção que recebia dele como as outras garotas, ao contrário, ficava alegre se trocavam apenas poucas palavras na parte da manhã.

-Mais já?

-Estou cansado.

-Hum, então boa noite.

-Hum. –Resmungou ao se levantar, buscou seu celular com os olhos sobre o sofá e ao acha-lo foi o único objeto que pegou antes de deixar o loiro ainda sorridente no sofá e seguir para seu quarto, cobrindo a boca com a mão em um bocejo baixo que soltará.

Ao chegar a seu quarto, deixou a porta semiaberta para quando Naruto subisse e andou até sua cama perfeitamente arrumada, diferente do outro que era uma bagunça total em todos os dias. Ao se arrumar sobre o colchão macio, Sasuke colocou seu celular na cabeceira pronto para despertar no dia seguinte e afundou seu rosto sobre o travesseiro, fechando os olhos e levando um tempo para adormecer.



22 de Janeiro de 2019 às 23:36 0 Denunciar Insira 121
Leia o próximo capítulo Únicas chances

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 9 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!

Histórias relacionadas