Presente de Natal Seguir história

abo-dream Projeto Abo Dream

A neve caía fina sobre a cidade de Seul, dando boas vindas ao inverno. Os que se aventuravam pelas ruas eram poucos, quase nulos, afinal, era véspera de Natal.


Fanfiction Bandas/Cantores Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#chanbaek #mpreg #abo #baektop #chanbaek-pais #baekalfa
2
3546 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo Único

A neve caía fina sobre a cidade de Seul, dando boas vindas ao inverno. Os que se aventuravam pelas ruas eram poucos, quase nulos, afinal, era véspera de Natal.

   O apartamento do casal estava totalmente iluminado, Chanyeol contou com a energia e disposição de seu pequeno filhote para decorar cada cantinho da casa, e podia-se ver os pontinhos brilhantes das mais variadas cores em todo o lugar. Os vários enfeites de Papai Noel estavam pendurados pela casa adentro, na lareira os famigerados pés de meia e, claro, no cantinho central da sala de estar, a grande árvore de natal também iluminada com os pontinhos e bolinhas brilhantes e coloridas, alguns enfeites de papais noéis como de praxe, botinhas, bengalas e presentinhos em miniatura, e no topo uma grande estrela dourada.

A melodia suave e característica de natal tornava o ambiente ainda mais agradável, estavam em família, essa que há muito tempo havia se tornado apenas uma, desde que ômega e alfa ainda não davam os primeiros passinhos. Os pais e sogros do casal conversavam trivialidades, como de costume, e a irmã mais velha de Chanyeol enchia Jaehyun de mimos. O Byun mais novo era mesmo muito amado por todos.

Chanyeol havia acabado de deixar a sala de jantar onde terminava de colocar os pratos, taças e talheres a mesa em que serviria a ceia, esta antes preparada com a ajuda de sua querida sogra e de sua mãe, que são como carne e unha, vale lembrar, e, agora, descansava junto a todos na sala de estar, a espera dos ponteiros que logo bateriam à meia noite.

  O ômega perdido em pensamentos, sentadinho na poltrona, alheio a conversa dos mais velhos, se surpreendeu com seu alfa o abraçando pelo pescoço.

  — Tudo bem, meu amor? — Baekhyun questionou, o cheirando em seu cangote — Algo te preocupa?

— Tudo bem, amor — Chanyeol virou-se para o Byun, que sorria docemente para si — São apenas as lembranças de quando tínhamos a idade de Jaehyun e também ansiávamos pelo momento em que abriríamos os presentes.

   — Também me lembro bem de como os seus olhinhos brilhavam ao abrir os embrulhos e ver que ganhou exatamente o que pediu ao Papai Noel — O alfa selou os lábios cheinhos — Você sempre foi um ômega bem comportado.

   — E você um alfa arteiro — Chanyeol devolveu o selar nos lábios fininhos sorrindo.

  Baekhyun gargalhou concordando com um aceno. Os pombinhos continuaram trocando carícias, e, aos sussurros, conversavam entre si, como se estivessem em seu espaço particular.

Não era novidade nenhuma para ninguém que o casal era mais do que apenas companheiros, eram almas gêmeas, e compartilhavam um laço único, laço esse que desencadeava o ciúme e a superproteção do alfa, principalmente com o único filho do casal, este que também era mais apegado ao pai alfa desde que nasceu. Não é como se o pequeno alfinha não fosse tão apegado quanto ao pai ômega, muito pelo contrário, estava sempre que podia pendurado no colo de Chanyeol — amava ser ninado pelo cheirinho doce do ômega, assim como o Byun mais velho —, mas o garotinho se espelhava mesmo em Baekhyun.

  Em meio as brincadeiras de Yoora com o seu pequeno filhote, a conversa alheia de seus pais e sogros, e o abraço quentinho de seu alfa, Chanyeol quase não viu o tempo passar, e quando menos esperava os ponteiros se encontraram a meia noite, com todos se reunindo para ceiar.



            Depois de se servirem com a ceia, espetacular de acordo com as palavras de Baekhyun, estavam todos juntos na sala de estar novamente para o momento mais aguardado da noite, pelo menos para um certo Byun.

    — Jaehyun — Yoora chamou o mais novo, que não se aguentava mais sem poder abrir os presentes — Vamos ver o que o Papai Noel nos deixou.

   — Vamos, Yoo.

O pequeno alfinha e Yoora se sentaram juntos debaixo da árvore, sobre o enorme tapete branco e fofinho que cobria todo o espaço, e começaram a abrir os presentes sob os olhares atentos dos outros, cheios de expectativas. A cada vez que abria um novo embrulho o sorriso de Jaehyun crescia ainda mais, eram os brinquedos novos que tanto desejou durante o ano, e pediu para o senhor Noel, mas o garotinho não pôde conter a surpresa ainda maior ao abrir o último presente.

  — PAPAI — O pequeno se levantou correndo para os braços de Baekhyun gritando com o que havia ganho — Papai é um terninho igual ao seu.

  A verdade era que Jaehyun gostava de estar exatamente como o seu papai Baekhyun o tempo todo, seja com as roupas iguais ou parecidas, e depois de um dia frustrante em que não pôde se vestir para ir a escola como o seu papai se vestia para ir ao trabalho, decidiu então que pediria ao senhor Noel um terno igual ao do seu papai alfa, mas do seu tamanho.

— Você gostou, filhote? — Baekhyun sorria abertamente com a alegria do filho. O mais velho não escondia adorar o fascínio de seu filhote para consigo.

— Muito papai. O Hyunnie gostou muito.

O primogênito do casal não poderia estar mais contente por ter ganho do senhor Noel um terninho igual ao de seu papai. Agora ele poderia ir para escola, ou pelo menos imaginava com toda a sua inocência, igualzinho ao seu herói.

 — Vejamos então que Jaehyun está mais interessado em ser um empresário de sucesso do que um enfermeiro — A senhora Byun comentou risonha, este que gerou uma onda de provocações entre os presentes.

— O meu filhote está mais interessado em tudo o que vem do pai alfa — Chanyeol em tom divertido entrou na brincadeira.

Os mais velhos gargalharam juntos, enquanto Baekhyun sorria convencido, sorriso esse que quase rasgava o rosto de tão grande.

— Ele não gostaria mesmo de se vestir com um jaleco branco? — YoungMi, mãe de Chanyeol, perguntou, como quem não queria nada — Achei que a profissão do pai ômega poderia ser mais impressionante.

— O meu genro não se sente enciumado? — O sogro de Chanyeol também entrou na conversa.

  —  Ele não precisa sentir ciúme, ainda terá mais filhotes, e esses com certeza serão tão apegados quanto a ele — YoungMi interveio.

  Chanyeol que se aconchegava nos braços de seu alfa observando divertido a pequena discussão alheia, decidiu então que era o momento perfeito para contar a novidade.

— Você tem razão mamãe — O ômega corou, mesmo que não fosse mais como uma primeira vez, ainda assim era uma grande notícia e não podia deixar de se sentir um pouco tímido — Em breve vamos ter mais um filhote e com certeza esse vai estar de jaleco, aprontando pela casa.

Os presentes por um instante se silenciaram, exceto por Jaehyun que estava mergulhado em seu mundinho enquanto vestia o seu terninho, mas também logo estranhou.

  — Você está...? — Baekhyun quebrou o silêncio, encarando Chanyeol ansioso por uma resposta positiva.

  —  E-Eu... — O ômega suspirou e acenou positivamente — Eu estou grávido, de cinco semanas.

 — Jagi-ah — Baekhyun o abraçou ainda mais apertadinho e acariciou a barriguinha, que mal podia esperar para ver grandinha — Vamos mesmo ter outro bebê, meu amor?

  O encarava bobo segurando as lágrimas para não acabar chorando como uma criança em frente a todos.

— Vamos, meu amor.

  —  Eu vou ser titia de novo! — Yoora com o seu jeitinho escandaloso gritou abraçando o irmão e o enchendo de beijos, divertindo a todos.

O casal também recebeu as felicitações dos sogros e dos pais, e Jaehyun, que não poupou tempo, e já se vestia com o terninho novo dado pelo senhor Noel, animou-se ainda mais com a novidade.

 — O Hyunnie vai ter um irmãozinho, papai Chan? — O garotinho perguntou com os olhinhos brilhando todo pomposo, deixando os pais ainda mais encantados.

  — Sim, meu anjo. — Chanyeol disse deixando uma bitoquinha nos fios negros de seu pequeno alfa.

  — Ou uma irmãzinha, filhote — Baekhyun completou.

 — O Hyunnie quer papai.

Ambos, ômega e alfa, sorriram um para o outro, compartilhando com apenas um olhar a felicidade de mais um Byun estar a caminho e, principalmente, com a também felicidade do - agora - filho mais velho.

 As comemorações continuaram por toda a noite. Os mais velhos terminaram de abrir os presentes, e mais tarde festejaram a breve chegada do mais novo membro da família. O pequeno Jaehyun, ainda vestindo o terninho preto, perambulava por aí, deixando a titia Yoo ainda mais boba por ele e o casal, Baekhyun e Chanyeol permaneceram grudadinhos um no outro, compartilhando o sentimento único de ver crescer a família Park e Byun.

22 de Janeiro de 2019 às 13:21 0 Denunciar Insira 121
Fim

Conheça o autor

Projeto Abo Dream Olá, Dreammers! Nós somos o ABO_DREAM. Um projeto de fanfics do boy group EXO. Nossas fanfics são apenas do gênero ABO, hybrid e wolf. Atualmente nossa equipe tem 12 escritores dedicados a crescer o número de fanfics nesse tema que foi deixado de lado por um longo período. Nós temos conta também no Spirit: https://www.spiritfanfiction.com/perfil/abo_dream E no Wattpad: https://www.wattpad.com/user/ABO_Dream Nós também aceitamos plots: https://goo.gl/BNdVH5 Bjoos ^.~

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~