MIGALHAS Seguir história

juniosalles

Você vive a espera das migalhas que a vida lhe da? Ele sim.


Conto Todo o público.

#reflections #reflexão #338 #migalhas
Conto
4
3.8mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

MIGALHAS

Migalhas, era disso que ele se alimentava. Ele não se lembrava se algum dia já teve algum banquete para si, a única coisa da qual se lembrara eram das migalhas. Vivia a fitar envolta das mesas onde os outros se banqueteavam, sempre a espera das migalhas e as vezes conseguia se empanturrar dessas se sentindo completo.


As migalhas de pão doce lhe eram as preferidas, um pouco de açúcar refinado as mascaravam e as faziam parecer uma maravilhosa refeição, embora no fundo ainda fossem apenas migalhas.


Por vezes se questionava se não merecia mais do que apenas as migalhas, mas ao olhar para os da mesa logo lhe vinha a revelação. Não era tão importante quanto aos que ali se sentavam, nem mesmo tinha a desenvoltura e carisma destes. Vivia nas sombras rezando para não ser visto, com medo de aparecer e ficar sem suas migalhas e por isso morrer de fome.


Já chegou a se questionar se o que faltava para ganhar o seu próprio banquete não era justamente aparecer mais, se fazer ser visto e respeitado como alguém merecedor de mais do que apenas migalhas. Porém toda vez que nisso pensara, ria de si mesmo e de sua prepotência. Onde já se viu ser tão insignificante merecer mais do que as migalhas? Aquiete-se ao seu lugar e não sonhe com o que não é plausível para alguém como você, engula suas migalhas e dê-se por satisfeito por ainda ter pelo menos estas para alimentar a sua triste existência.


Tais pensamentos de grandeza iam e vinham as vezes, mas no fim ele sempre se convencia que as migalhas era o máximo que merecia e que teria na vida. Recolhia-se novamente nas sombras e esperava a próxima migalha cair da mesa, rezava para que fosse pelo menos as migalhas do seu amado pão doce.

22 de Janeiro de 2019 às 11:19 8 Denunciar Insira 6
Fim

Conheça o autor

Junio Salles Nascido em Belo Horizonte, desde pequeno vivia em mundos de fantasia criados por mim mesmo em minha cabeça. Sempre preferi ficar sozinho imaginando e criando histórias baseadas no que lia nos livros ou assistia na TV. A maioria das histórias que criei não escrevi, mas agora de um tempo pra cá tenho passado pro papel esses roteiros que estão na minha cabeça. Espero que gostem

Comentar algo

Publique!
MS Micaela Sakamoto
Pesado
22 de Fevereiro de 2019 às 08:23

Lavinia Santos Lavinia Santos
estou sentida!
20 de Fevereiro de 2019 às 16:03

ME Malaquias Ezequiel
A medida que ia lendo lagrimas iam caindo
24 de Janeiro de 2019 às 05:21

  • Junio Salles Junio Salles
    Obrigado Pelo comentário 24 de Janeiro de 2019 às 05:31
Liliane Cris Liliane Cris
Como sempre um texto que lhe faz pensar
22 de Janeiro de 2019 às 06:19

  • Junio Salles Junio Salles
    Obrigado pelo comentário 24 de Janeiro de 2019 às 05:31
~