Back in Black Seguir história

juliana-magalhaes4055 Juliana Magalhaes

Nem todos lidam com a dor da perda de maneira corajosa. Nem todos conseguem erradicá-la de seu interior. Sasuke Uchiha perdeu o irmão mais velho de forma trágica. Em estado de luto, carregado de sentimentos controversos por ter perdido a única família que lhe restava, abandonou sua cidade natal deixando para trás não só sua namorada do colegial e um velho bar à beira de estrada, mas todas as consequências de sua covarde forma de lidar com a dor. Depois de cinco anos retorna para Odessa, não só por conta do funeral de seu amigo e sócio Inoichi Yamanaka, mas também para arcar com tudo o que deixou para trás. De volta ao luto e regressando dele tantas vezes quanto for capaz de fazer. Sim, eu fui libertado da forca.... Que me manteve pendurado...


Fanfiction Para maiores de 18 apenas. © História de minha autoria

#AC-DC #FNSdoRock #FanficsNarutoshippers #fns #gaaino #desafioangst #desafiodadesgraça #sasusaku #336
9
4210 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todos os Domingos
tempo de leitura
AA Compartilhar

Prológo


Sasuke


Você já deve ter escutado que o luto é uma condição e não apenas um estado de espírito.

Um ciclo composto por cinco estágios para que possamos lidar com a perda, o ressentimento e a dor. Obviamente, para cada estágio não possui um tempo pré-estabelecido ou uma garantia que todas as fases serão concluídas com êxito. Mas especificamente, exerce uma sequência recheada de sensações físicas e emocionais. Nem sempre um indivíduo passará por todos os estágios, justamente, porque os conceitos de dor e de como lidar com ela é pessoal e intransferível.

O Primeiro estágio: a negação.

Talvez seja o pior dos estágios, onde há o isolamento e a não aceitação repleta de nuances que desencadeiam uma série de “poréns”.

O Segundo estágio: a raiva.

Onde os atos de rebeldia e intolerância se tornam constantemente presentes. Aquela sensação de injustiça e questionamento que precede a constatação de que não se pode manter o isolamento e a negação por muito tempo.

O Terceiro estágio: a permuta.

É o momento onde a reflexão e as promessas se tornam um subterfúgio para alma. Muitas vezes confundida com a aceitação porque é nesse período que o indivíduo se torna mais tolerante, humilde e sereno.

O Quarto estágio: a depressão.

É o estágio que mais se assemelha a um retrocesso. É onde se confirma que a perda é real e não há como mudar isso. Com isso o indivíduo se entrega ao vazio e o isolamento que lhe são atrativos e acolhedores.

O Quinto e último estágio: a aceitação.

Quando o indivíduo se liberta de todos os outros estágios, aceitando as coisas que não se pode mudar, consertando aquelas que ainda podem e tendo sabedoria para discernir uma das outras.

Talvez isso soe como uma grande merda, porque para alguns o luto é nada além do que uma fodida escolha. Passar por todas as suas fases é uma decisão unicamente sua, como alguns preceitos advogam, sendo assim, considero uma escolha minha o fato de ter ido embora desta maldita cidade há cinco anos, somente com a minha Harley, uma mochila puída e uma bagagem repleta de memórias.

Sim, estou de volta, de volta.

E como toda escolha há consequências.

Bem, estou de volta, do luto.

Pronto para arcar com todas elas.

11 de Dezembro de 2018 às 21:25 0 Denunciar Insira 0
Leia o próximo capítulo Highway To Hell

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 1 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!