Milking Seguir história

monachopsis Amanda Figueiredo

Em que Jungkook ajuda seu ômega, Jimin, a ordenhar. Jikook | ABO | Menção Mpreg | Male lactation


Fanfiction Para maiores de 21 anos apenas (adultos).

#yaoi #male-lactation #mpreg #kookmin #jikook #bts #kpop
Conto
5
4670 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo Único



Um gemidinho fino e dolorido escapou dos lábios carnudos quando Jungkook deslizou a ponta da língua sobre um dos mamilos inchados. Se Jimin antes da gravidez era sensível, após a mesma ele se tornava um caos de lamúrias e choros quando o marido o provocava na cama - quase de forma maldosa.

O peito antes liso estava um pouco proeminente na região dos seios, sinal de que estava produzindo bastante leite para o bebê de ambos, a aréola amarronzada havia escurecido um pouco pelos hormônios e os mamilos estavam hipersensíveis e um pouco avermelhados ao toque, mais do que antes. Jungkook não confessara em voz alta o quanto se deleitou com as mudanças corporais do pequeno durante a gravidez, ver a barriga de Jimin saltar ao longo dos meses, tão absurdamente grávido de si, lhe dava uma sensação boba de orgulho alfa. Ele engravidara o marido, ele fora o grande causador daquilo durante o período de cio em que Jimin ficava tão manhoso e necessitado de seu alfa. Acompanhar Jimin ficando gordinho, com a barriga saliente, os seios produzindo leite para o filhote e ficando deliciosamente carente… O orgulho alfa de Jungkook havia alcançado níveis ridículos mesmo. Não apenas fecundara o esposo, como cuidara dele com mais atenção ainda, para tudo dar certo. E se tinha algo no que o alfa era bom, era em cuidar do seu ômega.

Como agora, sete meses após o parto do filhote deles, com Jungwoo dormindo tranquilamente no bercinho verde. Jimin vinha reclamando na última semana do bebê não querer mais mamar em si com tanta frequência, devido ao fato de ter adicionado papinhas e outras comidas em sua dieta, o que lhe deixava com os seios doloridos pelo leite acumulado. Taehyung lhe dissera que era normal e que Sora, sua filhote alfa com Hoseok, até parara de mamar em si precocemente aos oito meses. Essa tentativa de acalmar o ômega foi infundada, pois o mesmo ficou apenas triste - adorava amamentar seu bebê e a ideia de logo não o poder fazer mais só o deixava infeliz. O laço criado naquele ato o emocionava até hoje, não mentiria. E ainda tinha o fato de estar produzindo leite em grande escala, era até irônico seu corpo não ter entendido a mensagem para desacelerar a produção. A grande consequência era ficar dolorido e tentar ordenhar os seios com sofrimento. Felizmente sua sorte era ter um alfa tão compreensivo e solícito para lhe ajudar na tarefa, mesmo que ele acabasse levando a coisa longe demais às vezes - na verdade, quase sempre.

Jungkook preferia o método de ordenhar pelos próprios lábios mesmo, sequer ligando para as reclamações do ômega. Jimin ficava constrangido nas primeiras vezes, mas agora ansiava timidamente para aquele carinho estranho do marido.

A língua de Jungkook brincou um pouco com o mamilo esquerdo de Jimin, causando pequenos choques e tremeliques no corpo pequeno deitado na cama. O moreno gostava de perder algum tempo com aquele gesto, para logo em seguida abocanhar o seio do ômega com voracidade. Jimin arqueou um pouco o tronco em direção ao alfa, querendo mais contato, mas tímido demais para pedir em voz alta. Felizmente Jungkook não cobrava muita participação verbal do baixinho além de gemidos e ofegos, algo que ele oferecia sem nenhuma reserva, incapaz de se controlar. Os lábios finos de fecharam sobre o mamilo e aréola, abocanhando e sugando já algumas gotinhas de leite no processo. O líquido era quentinho e quase adocicado, um pouco ralo de início para logo se tornar mais denso e com mais sabor. Era bastante gostoso e o alfa conseguia entender porque bebês adoravam aquilo, era até injusto comparar o leite paterno com comidas pré prontas que adultos comiam.

Mal succionava e o leite começava a sair em abundância, indicando que a mama estava bem cheia, por isso Jimin estava reclamando e suspirando desconfortável naquela tarde. Agora o menor estava gemendo abaixo de si, com as mãos pequenas entrelaçadas em seus cabelos, buscando algum apoio. O sentimento com Jungkook era diferente, com o filho era um amor paternal extremo que julgava que o sufocaria, mas com o marido havia um erotismo curioso e excitante, e sua sensibilidade exacerbada não ajudava em nada manter uma ordem. O jovem de cabelos cor de rosa ficava uma bagunça de lamúrias e estremecimentos, hiperestimulado pelos mamilos e com uma ereção dolorida entre as coxas roliças no fim do processo. A sorte era que podia sentir também o pau duro do esposo cutucando as suas ditas coxas também, e poderiam terminar aquilo com um sexo delicioso.

O moreno ficava feliz de não estar com o estômago cheio, pois saía bastante leite do ômega no fim das contas e ele terminava bem alimentado. “Bem, se Jungwoo não queria mais, o papai sempre estaria disponível”, a parte maliciosa da mente de Jungkook pensou, uma das grandes culpadas por ele ter tido aquela ideia no mínimo curiosa de ordenha. Sempre tivera vontade de experimentar e porque não unir o útil ao agradável? Ele partiu para o outro seio quando os gemidinhos ficaram mais esparsos, indicando hora de mudar de foco. Quando finalmente terminou o processo e o ômega poderia respirar mais aliviado, um fio de leite escapou do mamilo intumescido e escorregou pelo peito enquanto o alfa lambia os lábios, buscando mais resquícios do líquido branco que pudessem ter escapado de sua boca. Jimin continuou o carinho nos seus cabelos escuros, acalmando a respiração e tentando ignorar por enquanto a ereção apertada em sua cueca e moletom e a do marido cutucando suas coxas.

Jungkook sorriu para o baixinho, limpando uma pequena lágrima que ficara no canto dos olhos deste, ele sempre ficava choroso quando sentia muito prazer, e recebeu um sorriso satisfeito de volta. Não conseguiu resistir a atacar os lábios carnudos do ômega, eram uma de suas partes preferidas no corpo do mais velho.

- Pronto para mais, bebê? - sussurrou entre o beijo molhado com gostinho de leite que trocavam.

- Sempre, Kookie. - a voz saiu envergonhada, mas cheia de desejo.


17 de Novembro de 2018 às 11:12 0 Denunciar Insira 1
Fim

Conheça o autor

Amanda Figueiredo monachopsis: o sutil, mas persistente sentimento de estar fora de lugar. Jimin bottom e gravidinho squad🐣

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~