One Shots Seguir história

plicpoc linasung park

Aqui postarei algumas fanfics minhas de um capítulo só que já foram postadas em outras plataformas, como Wattpad e Social Spirit.


Fanfiction Bandas/Cantores Para maiores de 18 apenas.

#fluffy #angst #nct #markhyuck #marksung #jihyuck #marksunghyuck
0
4365 VISUALIZAÇÕES
Em progresso
tempo de leitura
AA Compartilhar

.perderam - marksunghyuck

Foram, por anos, as três pessoas mais unidas dos arredores.

Faziam tudo juntos. O que se pudesse imaginar. Acordavam e iam dormir juntos, quando um precisava, sempre tinha os outros dois ali. Então, por que aquilo tinha que acontecer?

Fora culpa de dois, ou não, apenas bastava interprertar. Era confuso, para os três, de qualquer forma.

Talvez os culpados fossem Minhyung e Donghyuck, por se apaixonarem perdidamente pelo mais novo do trio, talvez o culpado fosse Jisung, por fazer os amigos se apaixonarem por si.

Mas o que podiam fazer? Deveriam resolver seus sentimentos, certo?

Eram completamente errados, em todos os casos.

De tão errados que eram, acabaram por se deixar levar.

Deixaram-se levar pelas emoções, pelos sentimentos, por tudo e mais um pouco. Deixaram-se levar pelo o que sentiam por Park Jisung, e aquilo causou consequências depois.

Por que não pararam e conversaram? Por que não tentaram esquecer o que sentiam e seguir em frente? Por que tinham de ser tão idiotas ao ponto de fazer Jisung se cansar deles? Da pressão, do momento, das vontades de cada um, era tudo desgastante.

Queriam tomar-lo, um mais que o outro, queriam tê-lo como posse, queriam que fosse propriedade de apenas um deles.

Sabiam que era errado, mas por que sentiam que fosse tão certo quando estavam daquela forma?

Por que o canadense sentia como se o louro fosse seu quando o tinha com o corpo colado ao seu, as respirações condensando no ar enquanto riam e os corações se enlaçando por baixo das roupas pesadas que tinham de usar nos dias de inverno?

E por que Donghyuck sentia que o Park era seu quando os sorrisos se tornavam olhares, e as mãos se enlaçavam enquanto andavam pelas ruas, com os passos ritmados, pulsantes e alegres?

Por que ambos sentiam-se tão completos quando tinham Jisung por perto?

E por que nunca pararam para tentar saber o que o outro sentia quando os tinha por perto?

Ele sempre demonstrava felicidade, afeto e amor quando estava perto dos mais velhos, mas por que nunca se sentiam amados como queriam quando o mais novo lhes dizia aquelas três palavrinhas malditas?

Eu amo vocês. Mas por que sempre no plural?

Mark queria aquelas palavras somente para si, e de tanto conviver consigo, Donghyuck acabava por também querer.

Queriam Jisung apenas para si, os dois. E acabaram o perdendo.

Perderam algo que sequer era deles, por culpa um do outro, e por culpa do egoísmo que tinham acoplado ao peito. Perderam-no, sem sequer terem chance de o ter de verdade.

Tinham uma parte de si, e aquilo nunca parecia o suficiente, e acabou cansando o Park. Era desgastante se doar demais para quem não sabia aproveitar o que recebia.

Talvez o problema fossem os garotos por cobrarem tanto de si, ou talvez o culpado fosse o coração do Park, por não gostar romanticamente de nenhum dos dois.

Donghyuck e Minhyung perderam Jisung para outro garoto, um que não o cobrava, que lhe dava o tanto que merecia, e recebia de forma igual. Perderam-no para Huang Renjun, o garoto que nunca ouviram o Park falar sobre, pois estavam ocupados demais brigando por sua atenção para lhe darem de verdade.

— Você ainda sente falta dele? — Mark perguntou, observando Donghyuck, que estava sentado sobre a grade da varanda.

Um cigarro lhe era preso entre os dedos, levou-o à boca, tragando lentamente, e soltando a fumaça para baixo. O vento jogando-a diretamente para sua direita. Lágrimas lhe cobriam as bochechas cheinhas e às vezes sentia seu corpo balançar, num vai e vem perigoso.

— Sempre vou sentir — Disse de voz baixa, completamente oposto do que era antes.

— Você não está pensando em pular, está? — Se aproximou, ainda se importava, ainda eram amigos, não eram?

— No seu pescoço? — O tom risonho brilhou em suas palavras — Penso, sim, muito — Fungou, jogando o rosto para o alto.

— Eu o quero de volta — Se apoiou ao lado de Donghyuck, que passou um dos braços por seu ombro, o fazendo automaticamente lhe puxar de volta ao chão firme.

— Eu também quero, Mark — O encarou, passando a mão por seus cabelos, arrumando pela bagunça que o vento fazia — Mas o perdemos por não o merecer, ele é bom demais para nós.

O mais velho apenas concordou, era verdade. O perderam, e perderam por merecer.

6 de Novembro de 2018 às 03:57 0 Denunciar Insira 0
Continua…

Conheça o autor

linasung park nctzen que shippa tudo errado, eu mesma

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~