A verdadeira história de Frisk Seguir história

yasmim-fujiwara1540920880 Yasmim Harumi

Essa é a história de Frisk, uma garota de 12 anos que cai em um mundo cheio de monstros e se apaixona por um esqueleto, não se sabe o que está por vim, mas será que ela consegue sair do subsolo?


Fanfiction Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#esqueleto-e-humano #amor-undertale #a-verdadeira-história-de-Frisk #fanfic #sans #frisk #frans #undertale
4
4769 VISUALIZAÇÕES
Em progresso
tempo de leitura
AA Compartilhar

O início de tudo...

_Frisk on_


Me chamo Frisk e eu tenho 12 anos, eu sou muito curiosa e adoro ler, e foi assim que minha grande aventura começou... a aventura que ia mudar minha vida para sempre.

Eu estava sentada debaixo de uma árvore grande, lendo um livro chamado "A guerra entre monstros e humanos", falava sobre uma guerra entre monstros e humanos(como dizia o título), e os humanos saíram vitoriosos e selaram os monstros no subsolo onde estão aprisionados, e diz a lenda que quando o oitavo humano cair no subsolo, irá quebrar a barreira e os monstros estarão livres, mas se o humano deixar um mal lhe influenciar, os monstros ficarão presos para sempre no subsolo, ou pelo menos até mais oito humanos caírem lá embaixo. Eu achei a história interessante, e como sou muito curiosa, resolvi dar uma olhada no Mount Ebout pessoalmente, a única entrada para o subsolo pelo que dizia o livro. Quando subi até o topo, não vi nenhum buraco ou passagem, escutei um barulho entre os arbustos, com um pouco de medo me aproximei para ver o que era, quando passei pelos arbustos vi um buraco enorme.

Frisk: Nossa! Quase caí lá embaixo.

Senti algo me puxando para baixo, e parecia que eu caia no infinito, pois o buraco nunca acabava, então eu atingi no chão e desmaiei.


Eu acordei e estava toda machucada e arranhada estava em cima de uma cama de flores douradas, uma das flores me olhava e ela... tinha rosto?

Frisk: HAAAAA!

???: HAAAAA!

Acho que a flor se assustou também

Frisk: q-quem é você?

???: Flowey, sou Flowey a flor

Ele parecia simpático, ele me disse algo sobre conseguir LOVE, e eu achei que fosse algo bom, então ele me acertou com seus espinhos

Frisk: AI! Por que fez isso?

Flowey: Nesse mundo é matar ou morrer!

Eu achava que esse seria o meu fim, então apareceu uma espécie de cabra, mas era bípede e muito grande, ela espantou a flor malvada.

Frisk: quem é você? Você vai me machucar?

???: Oh, me desculpe se eu te assustei, meu nome é Toriel, e eu sou a guardiã das ruínas. Vejo que você está machucada, vamos para minha casa e eu cuido das suas feridas. Aliás, qual é o seu nome?

Frisk: Frisk

Ao contrário do Flowey a Toriel foi gentil comigo, ela me ensinou alguns quebra-cabeças, e  chegamos à sua casa.

Toriel: Chegamos, sente esse cheiro? Surpresa! fiz torta de caramelo e canela.

Frisk: humm! O cheirinho é bom

Ela me mostrou meu quarto e colocou curativos nas minhas feridas, depois fui até a cozinha para comer a torta. Eu terminei de comer e vi umas escadas, parecia um porão, a curiosidade falou mais alto e eu desci para ver o que tinha, não cheguei nem na metade da escada e a Toriel veio.

Toriel: Frisk! Aqui embaixo não, você pode brincar lá em cima

Frisk: Mas o que tem lá embaixo?

Toriel: Depois te conto, agora vai dormir um pouco

Frisk: Tá bom


_Toriel on_


Quando Frisk dormiu, eu desci as escadas para conversar com o meu amigo atrás da porta, apesar de nunca ter visto ele antes, nós conversamos todos os dias, eu sabia que a humana iria querer sair, como todos os outros, que eu tinha deixado sair, e todos morreram! Para evitar que isso acontecesse de novo, eu iria dar uma palavra com o meu amigo atrás da porta.


_Sans on_


Eu estava indo ver a moça que conversava comigo todos os dias, atrás de uma porta, eu nunca tinha visto ela antes, eu estava pronto para contar uma de minhas piadas super engraçadas, me aproximei da porta e disse:

Sans: Toc Toc

???: Quem è?

Sans: Prato

???: Prato quem?

Sans: Pra tu ver como essa piada é ruim

Ela deu apenas uma risadinha de leve, percebi que tinha alguma coisa errada pois ela sempre morria de rir, então perguntei:

Sans: Aconteceu alguma coisa?

???: Olha... se um humano passar por essa porta, você promete protege-lo a qualquer custo?

Normalmente, eu odeio fazer promessas, mas a voz dela era tão doce, que não conseguir dizer não

Sans: Claro, eu prometo!


_Frisk on_


Eu me deitei para ir dormir como a Toriel falou, e eu tive um sonho estranho, estava tudo preto, e eu estava caída no mesmo monte de flores que quando eu caí no subsolo, vi uma menina parecida comigo na minha frente, mas usava um casaco verde de listras amarelas, e o meu era azul com listras rosas, ela estava segurando um flor dourada, em poucos segundos a flor dourada de sua mão havia virado uma faca, e escorria sangue se seus olhos e boca.

Frisk: Quem é você? O que você quer?

ela cochichou:

???: ...eu...quero...matar....


CONTINUA...

30 de Outubro de 2018 às 18:36 2 Denunciar Insira 3
Leia o próximo capítulo Um esqueleto chamado Sans

Comentar algo

Publique!
Eu De verdade Eu De verdade
Eu adorei a história, quero a parte 2 logo!!!!
31 de Outubro de 2018 às 11:40

  • Yasmim Harumi Yasmim Harumi
    <3 a parte dois não demora pra lançar 31 de Outubro de 2018 às 15:40
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 1 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!