Eiji Seguir história

melloishy Melloishy

Hashirama tentava mudar o mundo através de seu coração; Tobirama, com seus punhos e armas. Há anos tentavam ser vitoriosos na guerra contra os Uchiha, mas tudo o que faziam não surtia efeitos permanentes. O inimigo sempre voltava a se levantar, e as batalhas continuavam. Tobirama estava cansado de fracassar. Ele era um homem moldado por ordem e leis, havia sido criado para fazer o que era certo – ou ao menos o que julgava ser – mas a frustração que sentia o fez fechar os olhos para tudo o que havia aprendido, e ao usar a ciência para tentar alimentar seu orgulho, Tobirama se viu trilhando um caminho sem volta.


Fanfiction Anime/Mangá Para maiores de 18 apenas.

#hashirama #madara #uchiha #senju #lgbt #yaoi #drama #Izuna-Uchiha #segundo-hokage #naruto #tobiizu #tobirama-senju #tobirama #izuna #ação #lemon #romance
5
5414 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todos os Domingos
tempo de leitura
AA Compartilhar

Prólogo

   A situação estava piorando entre meu irmão e Madara. Não havia sinal de vitória para os Senju e muito menos para os Uchiha. Ambos estávamos sem saída, com os caminhos bloqueados um pelo outro, e nenhum dos lados inclinados a dar passagem.

   A nossa guerra estava beirando ao ridículo com a insistência de meu irmão para continuar a tentar convencer Madara a ceder pela amizade que tiveram no passado. O clã estava impaciente com a luta sem fim e que não ia a lugar algum, e eu, mais concentrado do que nunca. Era claro que estava nervoso como eles, impaciente para ver o fim do derramamento de sangue herdado de nossos pais, porém, diferente de todos, tudo isso só serviu para que eu tentasse me focar em uma solução da qual Hashirama apoiasse.

   Eu pensei, pensei e pensei, mas todas a ideias escritas sobre minha mesa eram amassadas e descartadas com a certeza da óbvia rejeição que sabia que viria de meu irmão se as lesse. Ele costumava me ouvir após a morte de nosso pai, mas nos últimos meses só pensava em acabar com a guerra de seu próprio e errôneo jeito — era o que eu julgava naquela época. Eu estava sozinho, foi essa conclusão que me fez guardar aquela folha com uma ideia que ultrapassava qualquer ética imposta pelo mundo e por eu mesmo. Foi por um pensamento tolo como esse que não procurei meu irmão. Por minha vontade de deixar de ver mais um membro de nosso clã ceder por causa do inimigo, e devo admitir que pelo orgulho e egoísmo por pensar apenas em como eu me sentia ferido por todos que havia perdido, me levantei da cadeira naquela manhã chuvosa, segurei o papel em mãos com falsa confiança e... fiz algo sem retorno.

   Eu passei dos limites.

20 de Agosto de 2018 às 02:09 0 Denunciar Insira 2
Leia o próximo capítulo Capítulo Um

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 10 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!