Eterna Gratidão Seguir história

ocarina Ocarina

A ausência de Goku nunca foi um problema para Gohan, pois ao seu lado havia alguém que jamais o deixaria desamparado.


Fanfiction Anime/Mangá Todo o público.

#diadospais #família #fanfiction #fanfic #dragonball #adoção #paiadotivo #Gohan #tiposdepai
Conto
3
5026 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo Único

Fanfic escrita para o desafio do dia dos pais.

Tipo de pai escolhido: Pai adotivo.

A história se passa num momento da vida de Gohan (ainda criança), vivendo o "drama" do sumiço do Goku.

Boa leitura!

***************************************************************

Obrigado por me ajudar a descobrir o meu verdadeiro poder, por salvar a minha vida e ser o meu amigo pra todas as horas. Ah, e também por ajudar a me tornar uma pessoa melhor! Quando crescer, quero ser forte como você!

Gohan.

Piccolo terminou de ler a carta em silêncio, enquanto Chi-Chi o observava cheia de expectativas. Atrás dela, encolhido e agarrado às roupas da mãe estava o pequeno Gohan, tão encabulado quanto o namekuseijin.

— Muito fofo, não é? — Chi-Chi disparou de repente — A escola do Gohan pediu que cada aluno escrevesse um carta para os seus pais, agradecendo todo carinho e amor que já receberam! É claro que o Gohan ama o Goku, mas você sabe como aquele irresponsável está sempre ausente! — ela vociferou sem esconder o rancor em seu tom de voz.

Piccolo a encarou sem saber o que responder. De fato, também achava que Goku não era um grande exemplo de pai, mas não daria corda para as reclamações de Chi-Chi, pelo menos não na frente de Gohan. Felizmente, a humana falava mais do que a própria boca, dando continuidade à conversa sem que ele precisasse respondê-la.

— Por isso o Gohan teve a ideia de escrever pra você, Piccolo! Ele te considera muito, sabia? Ele me escuta reclamar do Goku o tempo todo, mas nunca deu a mínima pra isso. Eu não conseguia entender como ele era capaz de crescer feliz sem ter uma figura paterna ao seu lado, mas assim que chegou com essa cartinha em casa, eu compreendi tudo! Afinal, ele tem alguém pra se espelhar, não é? Pro meu Gohan, você é como um segundo pai!

Piccolo perdeu o chão. Ele era como um pai para Gohan? É claro que ele gostava do garoto, até mais do que podia imaginar, mas achou que Chi-Chi estava exagerando. Olhou para Gohan em busca de apoio, esperando que ele desmentisse as palavras da mãe, porém, quando o menino enfim decidiu falar, deixou o namekuseijin ainda mais chocado.

— Não gostou da carta, senhor Piccolo?

Aquela pergunta o pegou de surpresa. Ao ver Gohan franzir o cenho de preocupação, Piccolo sentiu o peso da responsabilidade por deixá-lo chateado. Obviamente havia gostado daquela carta, mas admitir aquilo em voz alta não era tão simples. Há pouco tempo atrás a sua maior ambição era matar Goku, sem medir esforços ou crueldade para atingir tal objetivo. Como poderia imaginar que um dia se afeiçoaria tanto àquele pequeno saiyajin? Tal sentimento era incompatível com quem um dia ele havia sido.

Fixando-se numa sentença específica, Piccolo olhou mais uma vez para o bilhete em suas mãos, cuja escrita um tanto torta e inexperiente denunciava a idade do autor.

“...e também por ajudar a me tornar uma pessoa melhor.”

De alguma forma, aquelas palavras atingiram em cheio o seu ponto fraco. Piccolo sabia que se alguém deveria agradecer, esse alguém era ele. Gohan o havia mudado completamente. Graças ao garoto, ele passou a viver na Terra sem causar problemas para ninguém. Graças a Gohan, ele ganhou um novo propósito em sua vida. Se antes ele vagava perdido em busca de um objetivo vazio, agora ele tinha um rumo certo a seguir. Naquele instante, Piccolo percebeu que, de fato, os seus sentimentos não condiziam com o seu passado, mas sim com o seu futuro. Com quem ele almejava se tornar.

Resignado, dobrou o papel e o guardou no bolso, encarando com firmeza o menino a sua frente.

— Não seja tolo, Gohan — ele sorriu ao se aproximar do garoto, inclinando-se em sua direção para colocar a mão sobre sua cabeça. Bagunçou seus cabelos de leve e o respondeu confiante — É claro que gostei.

— Verdade? — com os olhos brilhando de emoção, instantaneamente o menino abriu um largo sorriso de orelha a orelha.

— Sim.

— Que legal! — animado, Gohan se lançou em direção a Piccolo, agarrando-lhe pelo pescoço, e fazendo com que o namekuseijin não tivesse outra alternativa a não ser segurá-lo nos braços.

Tímido, Piccolo olhou Chi-Chi de soslaio e ignorou o sorriso de satisfação em seu rosto. Deixou que a felicidade do momento tomasse conta de si e enfim retribuiu ao abraço de Gohan.

Ele não tinha mais porque esconder os seus sentimentos, afinal já não era mais o mesmo de antes. Gohan havia transformado todo o seu mundo, e Piccolo seria eternamente grato por isso.

+

18 de Agosto de 2018 às 21:39 14 Denunciar Insira 7
Fim

Conheça o autor

Ocarina Uma bióloga que curte assistir uns animes, ler e escrever umas fanfics e por aí vai... (escrevo também no Nyah! Fanfiction, AO3 e Fanfiction.net)

Comentar algo

Publique!
Alice Alamo Alice Alamo
Meu Deus, que graça de história! Eu normalmente não leio sobre Dragon Ball, apesar de ser um dos meus primeiros animes da vida, e foi uma maravilha encontrar algo tão meigo e bem desenvolvido. Adorei a história e o modo simples como a desenvolveu, mostra encanto e uma grande habilidade de escrita <3
5 de Março de 2019 às 18:39

  • Ocarina Ocarina
    Olá Alice, tudo bem? Mais uma vez fico sem graça com um dos seus lindos comentários! Muitíssimo obrigada por fazer uma autora feliz *-* É gratificante para mim saber que você apreciou essa singela one que escrevi com muito carinho!! Obrigada pelos elogios, principalmente com relação à minha escrita <3 Isso me dá ânimo pra continuar escrevendo!! Beijos! 7 de Março de 2019 às 13:37
Karimy Karimy
Olá, tudo bem? Caramba, que one linda! Eu gostei muito sobre a parte em que o Piccolo deixa claro que ele também aprendeu algumas coisinhas sobre a vida com o Gohan. Acredito que isso é muito significativo e verdadeiro. Na verdade, todos à nossa volta possui algo para ensinar, seja de uma forma boa, como no caso do Piccolo e Gohan, seja de uma forma ruim, basta estarmos atentos. Antigamente se presumia que uma criança não sabia de nada, que tinha apenas que seguir regras e aprender tudo aquilo que lhe era ensinado, mas hoje temos consciência de que esse aprendizado é uma troca, que a criança tem, sim, muito o que oferecer. Sua fica está bem-escrita, coesa e coerente; li tão rápido que até estranhei quando o final chegou, então voltei a ler porque a fluidez realmente encanta. Também gostei bastante da forma como o ponto de vista dos personagens foi usado; não houve confusão e as mudanças de "olhar" foram suaves. A sua gramática é muito boa. Para algumas pessoas, esse é um ponto que muito incomoda na leitura, mas tenho certeza de que qualquer que ler esta história se sentirá como se estivesse deslizando pelas palavras. Vou deixar uma observação quando alguns pontos que encontrei na história, mas só o farei para caso tenha interesse em mexer e tal (sei que algumas coisas passam mesmo por despercebido, comigo sempre acontece): "Ele e me escuta" em vez de "Ele me escuta", "segura-lo" em vez de "segurá-lo" e "mais porquê" em vez de "mais porque"; viu só, são coisas pequenininhas mesmo! Bom, mas, como disse, gostei demais da sua fanfic. A figura materna e paterna não são necessariamente os pais de sangue: muitas pessoas possuem os dois pais, mas encontram mais desse amor e atenção em outras pessoas, como avós, tios, etc. Em particular, sempre fui um pouco pé atrás com a relação do Goku com a família, mas você conseguiu aquecer meu coração ao me lembrar de que eles não estavam sozinhos. Beijos!
3 de Março de 2019 às 07:29

  • Ocarina Ocarina
    Olá! Tudo ótimo e você? Poxa que feliz fiquei ao entrar aqui e me deparar com esse lindo comentário! Com certeza todos tem algo a ensinar, inclusive as crianças. Era justamente essa mensagem que eu queria passar! Fico muito contente que tenha funcionado *—* Gohan e Piccolo aprendendo um com o outro <3 Obrigada pelos elogios quanto à minha escrita. Me deixa muito satisfeita saber que você gostou! Sempre me esforço pra que fique bem fluida, e tento melhorar todos os dias hehe Agradeço imensamente por apontar alguns errinhos que estavam escondidos e passaram despercebidos por todas as vezes que eu li hahaha Isso sempre acontece comigo também! Já aproveitei para arrumar hehe :D Obrigada novamente por todos os elogios e pelo lindo comentário. Eu fico até meio sem palavras para responder à altura xD *envergonhada* Você fez uma autora feliz!! Beijos! 5 de Março de 2019 às 05:20
Inkspired Brasil Inkspired Brasil
Olá, tudo bem? AHHHH, meu Deus, tu me transportou cerca de dezoito anos quando eu assistia na Band DBZ, isso não tem preço. Lembro vagamente a saga dos Saiyajins, quando o Picollo ficou treinando nas montanhas o Goku. E, cara, nem sei por que quando vi o Picollo retratado como pai eu dei um berrão, porque é mais que merecido, ele foi tão foda como sensei do garoto e tudo mais, o Goku sempre só pensou em comer e salvar o mundo. Foi incrível! Só gostaria de ter visto um aprofundamento maior dos sentimentos dos dois. A carta foi fofa, mas dava para ter mais. É isso, foi tão boa que ficou aquele gosto de quero mais. Eu realmente amei ter DBZ aqui, queria mais tem muitos paizão lindos nesse universo, o Vegeta, por exemplo. ♥️ Nem gosto. Parabéns! Obrigada por trazer memórias lindas para mim! Espero que tenha gostado do desafio.
4 de Setembro de 2018 às 00:28

  • Ocarina Ocarina
    Nossa, demorei muito pra responder esse comentário, mas cá estou. Fico muito feliz que tenha gostado da história a ponto de ficar com um gostinho de quero mais!! Fico contente que ela tenha te trazido boas memórias, ainda que tenha sido curtinha! Eu gostei sim do desafio e pretendo participar de outros! ^^ Obrigada! 13 de Novembro de 2018 às 07:50
One Nightmare One Nightmare
Pra mim o Piccolo que seria o pai do Gohan u.u O cara foi quem fez quase tudo!!! :'v Ficou tão fofinho que pude imaginar essa cena no anime *0* Adorei!!!! ♡
23 de Agosto de 2018 às 07:56

  • Ocarina Ocarina
    Oie! Que bom que gostou!! Fico muito feliz com os seus elogios! Obrigada pela leitura e pelo comentário! Beijos! 25 de Agosto de 2018 às 14:36
Bárbara Vitória Bárbara Vitória
Muito bonita, alguns errinhos gráficos de acentuação aqui e ali, palavras a mais sem necessidade, mas a história saiu mais do que ótima. Parabéns por ter concluído o desafio u.u
21 de Agosto de 2018 às 18:20

  • Ocarina Ocarina
    Obrigada pelos elogios! Poxa, é possível que alguns erros tenham passado despercebidos pela minha revisão. Depois irei conferir para ver se os encontro. ;) Beijo! 23 de Agosto de 2018 às 08:18
Luisa Poison Luisa Poison
Oh meu Deus! Lindo e fofo ao mesmo tempo. E não é que Gohan conseguiu dobrar o Picollo? Pensando melhor, um ajudou o outro, um foi exemplo pro outro. Acho linda a relação deles, Picollo é com certeza um pai bem melhor que Goku e Gohan soube reconhecer isso muito bem. E finalmente alguém teve coragem de escrever o penso do Goku, um irresponsável! XD Como sempre, super amei a one. Linda, linda. Bjos
20 de Agosto de 2018 às 22:37

  • Ocarina Ocarina
    Também acho linda a relação dos dois! Hahahaha e tbm acho o Goku pra lá de irresponsável! Me realizei escrevendo isso kkkkk xD Muito obrigada por estar sempre marcando presença nas minhas fics! Seus elogios são muuuito importantes pra mim <3 Beijos! 23 de Agosto de 2018 às 08:10
Corporação Masrani Corporação Masrani
Gostei muito da sua história, de coração! Continue seu bom trabalho.
18 de Agosto de 2018 às 21:24

  • Ocarina Ocarina
    Obrigada! 19 de Agosto de 2018 às 14:41
~