Casamento da Raposa Seguir história

ayzu-saki Ayzu Saki

'Quando chove e faz sol, tem uma raposa se casando em algum lugar.' Minha mãe se foi há cinco anos, mas as raposas continuam se casando. E eu continuo escrevendo, mesmo que ela não esteja mais aqui para ler.


Poesia Todo o público.

#poesia #luto
Conto
3
4897 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

O casamento da raposa

Notas iniciais

Por que faz cinco anos que minha mãe se foi, mas as raposas continuam se casando em algum lugar do mundo.

................

Hoje choveu e fez sol ao mesmo tempo.

E faz tempo demais que não te vejo, Maria.

Tuas roupas ainda estão nas gavetas, tua bolsa pendurada na porta do guarda roupa.

Lá parece que tudo parou no tempo.

Tu tens 4 netos agora, nenhum são meus.

Faz tempo Maria, mas parece que foi ontem.

Parece que foi ontem que tu disseste que a raposa ia se casar

Enquanto chovia e fazia sol lá fora.

Parece que foi ontem que tu fingias que dormia

Para eu te desenhar com calma.

Foi ontem que tu esperavas na porta de casa, com a cara preocupada

Sempre que eu sumia por umas horas para pensar.

Parece que foi ontem que me disse para não me esconder

Atrás das minhas piadas ralas

E eu tento Maria

Eu juro que tento.

Ei Maria, o mundo não parou depois de ti

E eu sinto que pedaços foram ficando para trás

Quando fui obrigada a seguir.

Tu disseste naquele dia ‘Não olha para trás ao ir’

E eu venho tentado.

Às vezes eu falho.

Às vezes eu me pego nos e ‘ses’ 

Pai me falou das tuas conversas

Fico feliz de ter tido alguém para expor tua fragilidade no fim.

Ninguém consegue ser forte assim todo o tempo.

Ei Maria, eu esqueci tua voz.

Eu fico acordada a noite de vez em quando, tentando lembrar

E só vem o vazio

E tudo fica mais triste.

Sinto tua falta Maria.

Sinto falta de alguém

Que me reconheça por meus ‘alôs’

Sinto falta do teu jeito rabugento de demonstrar o teu amor

Sinto falta da mulher que fugiu do hospital

Para ir na minha bienal

E que ria na cara da morte todos os dias

Até o final.

Sinto tua falta Maria.

‘Hoje uma raposa se casou de novo em algum lugar.’

E você não estava aqui para ver.

...............

Notas finais

Que as raposas continuem a se casar.

E que as pessoas que se foram continuem dentro do seu coração para sempre. 

Que lá elas vivam e vejam suas vitórias.

4 de Julho de 2018 às 01:31 2 Denunciar Insira 4
Fim

Conheça o autor

Ayzu Saki Detesto o tempo, sempre adianto meu relógio para nunca me atrasar, e ainda assim me atraso. Detesto o tempo, porque ele não cura as coisas, só passa. Queria domar o tempo mesmo, para viver todo o que quero viver e não pode caber na minha vida. Essa é a minha sina, e um monte de histórias não terminadas no fundo da gaveta.

Comentar algo

Publique!
Nactis Aoneko Nactis Aoneko
Eu estou oficialmente destruído. Você é sempre a melhor pessoa em resumir grandes sentimentos em pequenas palavras. Dá pra sentir lendo o quanto é grande, mesmo sendo um poema curto. Você é uma pessoa incrível mesmo. Nada do que você escreve passa batido, cada história deixa uma marca na gente.
3 de Julho de 2018 às 21:13

  • Ayzu Saki Ayzu Saki
    Ah, obrigada <3 As vezes eu acho tão difícil desengasgar essas coisas, por isso fico feliz que tenha feito algo positivo disso. 4 de Julho de 2018 às 22:19
~