Amo-te, mesmo sem vê-lo. Seguir história

lari-mendes1528315355 Lari Mendes

Quando seus olhos pousaram nas imensidões esverdeadas dos campos, Baekhyun não sabia que uma simples parada em um pobre vilarejo poderia trazer-lhe tantas experiências. Não tinha ideia que daquele acaso conheceria um certo alguém. Um garoto de pele clara e cabelos negros, que além de mostrar-lhe o real significado de amar, também contaria sobre o mistério por trás de suas vendas. [SEBAEK]


Fanfiction Bandas/Cantores Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#romance #fanfic #lemon #sebaek #baekhyun #sehun #exo
0
4951 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 15 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Prólogo

Lama, água e pequenos pedregulhos eram lançados ao ar sempre que o trotar de celeste chocava-se ao solo. A terra maltratada pelos constantes ciclos de plantio e arado, o céu azul como água e as planícies extensas e predominantes. Isso era tudo que os olhos de Baekhyun alcançavam naquele momento.

A brisa bagunçava seus cabelos, que já encontravam-se maiores que o permitido, irritando sua visão sempre que alguns fios teimavam em manter-se sobre os olhos. Respirou profundamente, sentindo o frescor da terra úmida preencher seus pulmões. A chuva torrencial se desfazia lentamente, fazendo todos voltarem com suas rotinas de trabalho. Ao trato dos animes e colheita dos alimentos maduros.

O sentimento era libertador, fazia-o perceber como o mundo era grande, sempre escondendo suas maravilhas em locais inesperados. Muito maior que as paredes de onde morava.

O relinchar de Celeste alcançou seus ouvidos assim que Baekhyun tocou em suas rédeas, puxando a fita de couro para si, desacelerando o animal de sua corrida. Mais alguns trotes e logo a égua encontrava-se imóvel. Sorriu, descendo uma das mãos até que alcançasse sua crina, fazendo carinho nos pelos.

“Boa menina.” Disse, antes de ocupar-se em descer do animal.

Seus olhos já alcançavam as pequenas e simples casas que ocupavam o vilarejo, o campo para plantio tinha fim exatamente no local onde estava, sendo marcado por uma grande e robusta arvore. Foi exatamente embaixo de seus galhos que deixou Celeste, acalmando o animal antes que começasse sua caminhada até as residências. Era a primeira vez que visitava aquele lugar. O nervosismo e ansiedade espalhando-se sobre seu corpo, energizando-o completamente.

O odor levemente pútrido dos animais logo foi sentido pelo Byun. Porém, por incrível que pareça, o detalhe não o incomodou. Os relinchos dos cavalos escapavam por entre as aberturas das cocheiras. As casas feitas de pedra e barro localizavam-se logo atrás, provavelmente para que o odor não se estendesse até lá.

Caminhou por alguns instantes, adentrando o lugar desconhecido, mas estranhamente aconchegante. Uma pequena feira formava-se em frente as casas. Pessoas com suas barracas feitas de madeira envelhecida vendendo os mais diversos produtos, de artesanatos a ervas medicinais. Trocando seu trabalho por algumas moedas de prata, e ainda sim mantinham um sorriso no rosto.

A familiaridade daquele local fazia com que fossem felizes, mesmo tendo tão pouco.

Gostaria de, algum dia, provar dessa simples e caridosa felicidade.

“Olá, meu jovem” Parou bruscamente quando ouviu uma voz desconhecida. Era uma senhora, suas rugas e pele maltratada deixavam aparente a idade avançada. “Não é daqui, certo? És um viajante?”

“Pode se dizer que sim.” Não havia palavras corretas para responde-la, seria complicado demais explicar.

“Tome, um presente de boas-vindas.” Baekhyun se surpreendeu quando mãos calejadas estenderam-se até ele, nelas havia uma bela maçã. “Espero que tenha uma boa estadia em Oakfield.”

Sorriu, aceitando o presente, e ainda em frente a mulher, provou do sabor adocicado do fruto, agradecendo com uma leve reverência antes de continuar sua caminhada. Era gratificante saber que haviam pessoas boas no reino.

O céu encantava Baekhyun com sua beleza, era ainda mais selvagem visto de lugares como este, onde fundia-se com as vastas planícies esverdeadas. O vilarejo era maior do que pensava, por isso, sua caminhada logo tornou-se cansativa. A feira ainda o rodeava, tão movimentada quanto os pontos comerciais da grande capital.

Porém, em certo momento, o tempo a volta de Baekhyun pareceu tornar-se estranhamente descompensado. Os segundos e minutos correndo mais lentos do que deveria. Isso ocorreu no instante que seus olhos fixaram-se em algo um tanto curioso e, devo acrescentar, incrivelmente belo.

O garoto de cabelos escuros mantinha-se atrás de uma, entre tantas barracas que cobriam o extenso caminho. Tinha o semblante tranquilo e despreocupado enquanto seguia as ordens que recebia da mulher ao seu lado.

Porém, não foi exatamente isso que prendeu a atenção do Byun, e sim a faixa de tecido negro que cobria seus olhos. O garoto assemelhava-se a uma folha vazia, a pele clara e os fios lisos e pretos.

Por alguma razão, Baekhyun esquivou-se das pessoas até que seu corpo estivesse espremido entre duas residências, espiando vez ou outra o garoto que continuava desempenhando seu trabalho. Queria continuar observando-o sem que o notassem, e foi daquela forma que passou boa parte de seu dia, vendo seus sorrisos ações despreocupadas.


Há magia em todos os lugares, apenas esteja disposto a vê-la.
- Once Upon a Time

1 de Julho de 2018 às 03:43 0 Denunciar Insira 0
Continua… Novo capítulo A cada 15 dias.

Conheça o autor

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~