A cadência da vida Seguir história

ritagomez Rita Gomez

O amor que eu pensava ser real e que poderia livrar-me de todo o mal aristocrático que me rondara outrora, hoje mostrara-se uma grande ferida em fase de putrefação, que aos poucos estava consumindo minha alma, dilacerando-a.


Fanfiction Anime/Mangá Impróprio para crianças menores de 13 anos. © Enredo da minha autoria. A Arte da capa pertence a Zetsuai89.

#angst #au #naruto #Devaneio #Tobirama-Madara #madara #Tobimada #amordefrases
Conto
5
5118 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Isto é amor?




“Quando fazemos tudo para que nos amem

e não conseguimos, resta-nos um último recurso:

não fazer mais nada”.

***

~ Clarice Lispector ~




E, mais uma vez, eu estava indo contra a cadência da vida, sendo evasivo a todas as minhas escolhas ambíguas. Talvez o meu motivo de fuga naquele instante fosse completamente fútil para terceiros, porém, eu não estava aguentando mais... Aquele era o meu último recurso para sobreviver com a pouca sanidade que ainda me restava.


Eu olhava fixamente para frente, e a longa estrada parecia encarar-me de volta em desafio. Em resposta, apenas comprimi os lábios decidido, enquanto o carro deslizada em direção a um destino desconhecido. Mas eu não iria mais chorar, não...


Por muito tempo meu mundo fora cor-de-rosa, falsamente pintado para que eu me sentisse confortável com as escolhas que fiz, de maneira imprudente, sob o efeito de sentimentos sobrepujantes e incoerentes. Como um tolo deixei-me ser envolvido por aqueles olhos, que me atraíram para si sem nenhum pudor.


Porém, meu mundo “perfeito” estava ruindo gradativamente diante de mim. Em meu interior imperava a vontade massacrante de jogar tudo para o alto e fugir de todo aquele teatro dramático, cujo o enredo parecia ter sido escrito para enaltecer minha crescente infelicidade.


O amor que eu pensava ser real e que poderia livrar-me de todo o mal aristocrático que me rondara outrora, hoje mostrara-se uma grande ferida em fase de putrefação, que aos poucos estava consumindo minha alma, dilacerando-a.


Isso é amor? Indaguei-me perdido em pensamentos, fitando de forma desenfreada o vazio que me rondava, e, enfim, deixei-me sucumbir. Eu podia sentir o meu amor por você desvanecer um pouco a cada dia, a cada mínimo segundo.


Aquele amor que estive semeando tão desesperado, fora-me negado, meus sentimentos negligenciados e os sonhos, que eu tanto almejava realizar, viraram apenas pesadelos.


Ele não me ama, e jamais amará! No entanto, minha constatação fora tardia, e, por anos tentando comprar o seu amor, exigindo migalhas que me eram enfaticamente negadas, me rendi ao fato incontestável que de aquela guerra estava perdida.



18 de Junho de 2018 às 16:15 9 Denunciar Insira 3
Fim

Conheça o autor

Rita Gomez Apenas uma ficwriter perdida na imensidão de palavras e sentimentos que me consomem ...

Comentar algo

Publique!
Inkspired Brasil Inkspired Brasil
Olá! Bom eu achei o enredo desta história parecido com o da outra como se fosse uma side-fic. Como uma fic sozinha, ela acaba deixando várias perguntas sem resposta e fica difícil de nos identificarmos com o Madara. O porquê da separação, por exemplo, seria uma informação importante, assim como o motivo de ele ter desistido de tudo. Nós sabemos que o Tobirama está envolvido, mas não exatamente o que os levou a esse ponto. Em nenhum momento (nem mesmo nas notas) você relaciona as duas histórias, então não há nem como saber se elas realmente estão entrelaçadas (apesar de fazer sentido pelo enredo). A escrita está ótima, só é importante lembrar que não há crase no ""a"" quando ele está n singular e a palavra seguinte está no plural (ex: a todas). Apesar de conseguirmos sentir a dor do Madara, fica essa sensação de incompletude porque não temos acessos a muitas informações. Obrigada por ter participado do desafio, a história está tão incrível quanto a outras, com uma narrativa tão boa que nos envolve da mesma maneira, está de parabéns. Bjos :*
29 de Junho de 2018 às 00:48
Hime  Hime
Gostei da maneira de como o Madara aceitou sobre o amor não correspondido que é tão frustrante, principalmente porque isso é uma sensação sufocante demais para carregar. Sei disso. Eu quase chorei shdshd, ficou muito bom :)
24 de Junho de 2018 às 20:05

  • Rita Gomez Rita Gomez
    Oie! Depois de tanto sofrimento e frustração o Madara tinha que aceitar que o amor dele não seria correspondido, mas pelo menos ele saiu de cabeça erguida hehehe Quem nunca sofreu por um amor não correspondido, né?! É um sentimento realmente sufocante, é horrível! Pelo menos Madara saiu desse relacionamento antes que tudo piorasse ainda mais. Obrigada por comentar! ;) 27 de Junho de 2018 às 09:49
Juuh Walker Juuh Walker
Okay, chorei. Fiquei feliz que o Madara não ficou armagurando esse sentimento pelo resto da vida, gostei que ele entendeu que não será correspondido, mas sempre se tem esperança né kkkkkk Eu fico triste na maioria das que tem Marada + amor não correspondido no mesmo enredo, mas particularmente amei essa por ser diferente ♡
24 de Junho de 2018 às 18:05

  • Rita Gomez Rita Gomez
    Olá! Odeio fazer o Madara sofrer por amor, porém... Madara + amor platônico = meu tipo de plot favorito rsrsrsrs Há anos plot uma fic com essa mesma pegada e nunca realmente tive coragem de escrever, então quando vi a frase não me controlei e resolvi escrever essa pequena one. Exagerei? Com certeza, mas é a vida rsrsrs Agradeço pelo comentário, e fico feliz que tenha gostado da fic, e desculpa por fazê-la chorar. Até uma próxima! ;) 27 de Junho de 2018 às 09:20
Yui Sama Yui Sama
Gostei muito. A maneira em como estudas-te a personagem foi interessante e isso não é fácil com um personagem complexo como o Madara xD O que acabas-te de escrever foi lindo é triste 💔
24 de Junho de 2018 às 16:37

  • Rita Gomez Rita Gomez
    Olá! Fico feliz que tenha gostado da fic, Madara é realmente bem complexo, mas fazer o que se sou apaixonada por esse Uchiha problemático rsrsrs Obrigada por comentar! ;) 27 de Junho de 2018 às 09:07
LiNest LiNest
Awn eu realmente gostei de como vc escreveu o Madara aceitando que seu amor não é correspondido, embora com o tio Mada a gente sempre fica com um pé atras já que ele não entende o limite entre obsessão e amor né? Mas ainda assim fiquei comovida pela dor dele, encaixou muito bem com a frase. Enfim, mesmo TobiMada não sendo um dos meus ships favoritos eu amei sua fic <3 ótimo trabalho
20 de Junho de 2018 às 16:54

  • Rita Gomez Rita Gomez
    Oie! Com o Madara temos sempre que ter cuidado, né? Mas acho que ele estava sendo sincero rsrsrsr Ah, fico feliz que tenha gostado da fic, eu queria escrever algo mais longo com esse ship (que amo!), mas acabou saindo só essa one curtinha mesmo. Fico feliz que tenha gostado da fic, e obrigada por comentar! 22 de Junho de 2018 às 11:51
~