Conto
15
4907 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

O invasor de quintal.

   O jovem Oh Sehun tinha o hábito de, todos os dois depois da aula, deitar no quintal de sua casa com o celular, colocar os fones no ouvido e ouvir sua playlist de músicas favoritas do momento.

   Certo dia, enquanto estava disperso nos pensamentos, escutando suas músicas, alguém tirou um lado de seu fone, o despertando dos pensamentos e o assustando. Como não conhecia o rapaz que havia invadido seu quintal, ficou bravo e mandou que saísse.    Chateado, o estranho foi embora.

   No dia seguinte, enquanto realizava seu hábito, um dos fones foi retirado de seu ouvido e, ao abrir os olhos, viu o estranho. Antes que o xingasse e o mandasse embora, viu-o segurando uma folha com uma frase escrita:


“Por favor, não me mande embora de novo. Só quero ouvir com você.

Me chamo Park Chanyeol e sou seu novo vizinho.”


   Sehun sabia que havia mudado um casal para a casa ao lado, mas não sabia que eles tinham um filho. Achou estranho do rapaz se comunicar pelo papel, mas não o questionou. Entregou-lhe um lado do fone e voltou a deitar, fechando os olhos ao vê-lo se deitar ao seu lado.

   O hábito de Sehun também virou o de Chanyeol a partir daquele dia. Todos os dias depois da aula, Park corria para o quintal do vizinho e se juntava a ele.

   Após alguns dias seguindo aquela rotina com o novo conhecido, Sehun perguntou aos pais de Chanyeol o motivo dele não falar. O casal foi atencioso e explicou-lhe que o filho havia nascido com problema na audição, mas apesar de não ser mudo, evitava de tentar falar — do modo que achava que era o certo — porque havia percebido que as pessoas olhavam torto para ele, julgando-o. Agradeceram por Sehun deixar o filho acompanhá-lo enquanto ouvia música, aquilo significava muito para ele.

   Sehun foi ansioso para casa, querendo que o dia seguinte chegasse logo e, enquanto isto não acontecia, preparou algumas folhas com o que queria dizer ao Park.

   Como de rotina, lá estava Park invadindo o quintal para juntar-se ao Oh. Sehun já esperava por isso e, ao ter seu fone retirado, sentou-se — para a surpresa de Park —, e sorriu para acalmá-lo. Pegou as folhas atrás de si e começou a mostrar ao rapaz.


“Eu soube que você nasceu com problema na audição. Fiquei surpreso, já que você vem aqui todos os dias para ouvir música comigo. Também soube que você evita de tentar falar, mas não se acanhe, pode falar comigo, irei ouvi-lo e me esforçarei para entendê-lo. Também temos papéis para podermos escrever, então poderemos nos comunicar sem problemas.

Não deixe que as pessoas mandem em você. Se quiser falar, fale! Não se envergonhe! Deixe-as ouvir sua voz!”


   Ao terminar de ler, Chanyeol estava se segurando para não chorar e, mesmo envergonhado, soltou um “Obrigado” — única palavra que sabia dizer sem muito erro; apesar de não ter saído perfeito, foi o suficiente para Sehun entender.


   “Podemos ser amigos?”, Chanyeol escreveu no papel.


Sehun sorriu e pegou o papel de Park para respondê-lo.


“Claro! Estarei sempre aqui para dividir meus fones com você.”

7 de Junho de 2018 às 19:56 2 Denunciar Insira 5
Fim

Conheça o autor

GHyun . FICWRITER | VIXX | B.A.P. | MONSTA X | EXO |RANGERS | 07-GHOST | DOCTOR WHO | PERCY JACKSON| Nova cria de Hades | Discípula dos Mosqueteiros, Merlin, Doctor, Master/Missy, Loki, Sherlock Holmes e Alan Poe. Perfil no Spirit: https: //www.spiritfanfiction.com/perfil/ghyun Perfil no Wattpad: https://www.wattpad.com/user/GHyunFox Perfil no Twitter: https://twitter.com/GHyunFox

Comentar algo

Publique!
Anna Luisa Anna Luisa
Socorrinho, aaaaa :') eu amei muito, beijos :3
7 de Junho de 2018 às 16:46

  • GHyun . GHyun .
    aaaaaa fico feliz que tenha gostado! Obrigada ♥ 8 de Junho de 2018 às 09:07
~