Mina Seguir história

karimy Karimy

Quando ela pisou não importa, o problema é que eu estava lá e não sabia o que fazer.


Conto Impróprio para crianças menores de 13 anos. © Todos os direitos reservados.

#Mina #irmãos #família #drama #Câncer #conto
Conto
3
4937 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo único

📷 

 Ana estava tão quieta e tão calma, que eu não conseguia mais enxergá-la. Era como se sua alma estivesse fora do corpo, gritando, enquanto eu tentava pensar em algo para dizer.

  O que eu podia dizer?

  Naquele momento, percebi que a vida era como um campo minado que você era obrigado a tentar atravessar, não importava como. Você deveria continuar mesmo sabendo que a cada passo dado o risco aumentava, a morte chegava mais perto, mas você precisava continuar.

  Ela corria, livre, aproveitando todos os instantes, enquanto eu trabalhava para manter as contas em dia para criá-la quando nossos pais já não mais podiam. Eu a via como imprudente. Nosso relacionamento era difícil, marcado por brigas e remorsos daqueles que apertam o peito em uma dor silenciosa, cortante e sufocante. Mas a dor que eu sentia nesse momento era muito maior do que qualquer outra que eu já experimentei.

  Eu estava errado. A mina estava lá o tempo todo, e eu tinha tanto medo de pisar em uma, de vê-la pisando em uma, que acabei me desfazendo de tudo aquilo que era importante porque pensava ser banal demais.

   Ela viveu, mesmo quando a suprimi, viveu.

   — Charlie, está doendo — ela disse, eu ignorei.

   Segurei sua mão, mas não tinha mais coragem de olhá-la. Estava morrendo. Era a mina, ela estava lá o tempo todo.

   Um ano, meses, talvez menos, o médico disse, e, depois disso, não ouvi mais nada.

   Quinze anos. Nem lembro quantas vezes falei: “Não precisa ser tão imediatista, temos tempo!”, mas isso era um erro. Estava errado, pois a mina sempre esteve lá. Achava, porém, que poderíamos escapar das estatísticas, driblando as possiblidades que o destino trazia, mas eu estava errado...

   Câncer no coração. Ela riu para mim.

  — Está tudo bem! Vai ficar tudo bem — falou, ainda sorrindo.


12 de Maio de 2018 às 18:20 1 Denunciar Insira 3
Fim

Conheça o autor

Karimy Imagine que a vida é uma ilusão, que a realidade não se passa de um sonho e que tudo aquilo que você acredita ser verdade é apenas uma linha em um livro. Imagine-se um anjo ou um demônio vagando pela terra em busca do seu propósito. Pense como seria se tudo aquilo que desejou se tornasse real, que seus medos fossem embora e o único sentimento que ficasse fosse o amor. Esse mundo é mais factual do que imagina, ele está presente nas histórias que você lê, nos personagens que se encaixam com você!

Comentar algo

Publique!
Marchetti ! Marchetti !
Não sei como nunca tinha visto essa one antes! Caiu um cisco aqui, nos meus olhos...
10 de Setembro de 2018 às 12:43
~