Segredo obscuro! Seguir história

arielo Arielo K

Trunks guarda um segredo um tanto diferente, que será revelado quando Bra for passar um tempo com ele. O que será que ele esconde? Será que Bra continuará a mesma após essa revelação?


Fanfiction Anime/Mangá Para maiores de 21 anos apenas (adultos). © Todos os personagens de Dragon Ball Z pertencem a Akira Toriyama e não a mim!

#romance #drama #sexo #incesto #violência #nudez #Bra #DBZ #Trunks #DBS #universo-alternativo #Sadomassoquismo
6
5936 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 30 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Aparências!

-


Dezoito anos se passaram, após o término do torneio dos doze universos, Goku e Vegeta nesse meio tempo, sempre quando viajavam para algum torneio em outra dimensão levavam suas esposas junto, para elas torcerem e também se divertirem conhecendo novas culturas.


Até completar quinze anos, Bra viajou sempre com seus pais, porém após fazer dezoito anos, como começou a trabalhar na corporação cápsula, no cargo de diretora de novos produtos, isso a impediu de viajar, pois ao contrário de sua mãe que era vice-presidente e tinha Trunks para ajudar, ela infelizmente não tinha ninguém que a substituísse.


Trunks era um homem de 32 anos, que morava sozinho em seu duplex, tinha ficado solteiro, há alguns meses atrás quando terminou seu relacionamento com Mai. O arroxeado era presidente da corporação cápsula e extremamente controlador, as mulheres caiam aos seus pés, porém ele escondia um segredo, que poucos sabiam ou muito menos desconfiavam.


Foi num sábado de outono enquanto tomava café da manhã, que Bra recebeu a noticia que seus pais iriam viajar para outro universo e só retornariam após três meses, isso a deixou um pouco receosa e preocupada, pois nunca ficou tanto tempo sozinha naquela mansão.


- Mas eu vou ficar sozinha todo esse tempo nessa enorme casa – Reclamou a jovem desgostosa.


- Você pode convidar alguma amiga para ficar aqui junto contigo ou eu posso pedir para o Trunks para você ficar no apartamento dele – Sugeriu a cientista.


- Não sei mãe se o Trunks vai me aceitar. Já faz dez anos que ele mora sozinho, acredito que ele não vai gostar dessa idéia, pois eu vou invadir a privacidade dele. Vai saber o que ele faz quando está sozinho – Replicou a garota pensativa.


- Filha, essa sua preocupação é sem fundamento, ele é seu irmão e claro que vai aceitar, é somente três meses – Falou a empresária


- Então você conversa com ele, pois eu não tenho coragem, ele faz uma cara que me dá medo ás vezes – Revelou a meio sayajin, arrancando uma risada da mãe.


- Ás vezes ele é tão parecido com seu pai, mas somente quando está brabo, ele é um amor de pessoa na maioria do tempo.


- Boa sorte com a conversa com ele! – Murmurou a moça, antes de terminar de tomar o seu café e sair da cozinha, indo em direção a sala de gravidade para treinar com seu pai.


Após a saída da filha, Bulma foi para o seu laboratório pessoal trabalhar um pouco e assim passou algumas horas, quando era perto de meio dia, a cientista mandou uma mensagem de texto para o filho pedindo para que ele viesse conversar com ela na parte da tarde.


Enquanto isso, Trunks terminava mais uma rodada de sexo sadomasoquista com duas mulheres loiras, que eram suas submissas. Um pouco cansado soltou elas das algemas e tirou as mordaças. Kelly estava tão exausta que chegou quase a cair no chão, as garotas estavam com os corpos marcados, dava-se de ver de longe chupões nos seios e nas coxas de ambas, como também pequenas mordidas evidentes nas nádegas.


- Antes de ir Lily venha cá e me chupe, senão vou te punir! – Levantou-se da cama o arroxeado com um sorriso sádico no rosto.


A loira de cabelos encaracolados prontamente fez o que seu mestre mandou, ao término Trunks a despachou e foi tomar banho, quando voltou às moças já tinham ido embora. Constatando que já era meio dia, o empresário resolveu verificar o seu celular e ficou surpreso com uma mensagem de sua mãe, que queria vê-lo no meio da tarde. Aquilo lhe fez pensar qual seria o tema da conversa com sua genitora, mas nada lhe veio em mente, então resolveu dormir um pouco, para depois ir encontrar sua querida mãe.


-

Continua

-

3 de Abril de 2018 às 04:39 0 Denunciar Insira 1
Leia o próximo capítulo Conversas suspeitas!

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 5 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!