Despreparado Seguir história

byaaaaa Bya Alves

Naruto Uzumaki sabia como ser um desastre e tinha total consciência disso, às vezes seu jeito bobo, despreocupado com o que fala lhe colocava em situações ao mínimo inconvenientes.


Fanfiction Anime/Mangá Todo o público.

#Naruto #Hinata #Naruhina
Conto
4
6212 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Despreparado

Naruto Uzumaki sabia como ser um desastre e tinha total consciência disso, às vezes seu jeito bobo, despreocupado com o que fala lhe colocava em situações ao mínimo inconvenientes.

Talvez por isso estivesse tão nervoso, se existisse karma com certeza algo aconteceria para estragar aquele momento ou torna-lo constrangedor e irónicamente cômico, como ele já fizera muitas vezes com os amigos, mesmo sem intenção.

Tudo bem era ridículo se sentir tão nervoso, eles já saiam a dois meses, era só um pedido de namoro...Só, teria de ser O pedido, aquela era A mulher, finalmente ele havia a encontrado e nem queria pensar na hipótese de ferrar com tudo por se atrapalhar todo.

Hinata era tímida, isso todos sabiam, mas não tinham ideia de como ele podia ser quando o assunto era relacionamento, não tivera muitos, mas em todos conseguiu estragar algum momento romântico com alguma piadinha, sempre o mesmo, ficava nervoso e dizia algo bobo para mudar o clima, que só piorava ou caía por terra de uma vez.

Mas dessa vez não, escolheu o lugar, uma praça em que ela adorava ir, num horário mais ameno, poucas pessoas ao redor para ter certeza de que ficaria avontade. Enquanto se arrumava ficava repassando o que gostaria de dizer a ela, como ela estava o fazendo feliz, como seus olhos eram lindos e como seu sorriso o desnortiava. Repetiu algumas vezes em frente ao espelho para ter certeza de que não se esqueceria de nenhuma palavra.

Riu sozinho, estava completamente apaixonado pela Hyuuga e se sentia um adolecente de novo, agradecia por não a ter conhecido naquela época em que era tão lerdo que levaria anos para suspeitar de algum interesse. Embora não tenha mudado muito admitia.

Quando a viu sentada no banco o esperando parou por alguns segundos a observando, linda como sempre, tirando seu folego mesmo usando apenas um vestido simples, se aproximou sentindo o estômago remexer de ansiedade, alquilo era o que chamavam de borboletas? Parecia mais um treinamento de artilharia do exército, ao menos significava que estava mesmo tão apaixonado como pensava, talvez até mais.

- Hina. - a chamou enquanto se aproximava e a mesma se levantou sorrindo e lhe dando um selinho. - Chegou a muito tempo? Desculpe.- ele queria ter chego antes mas pelo visto havia ficado mais tempo do que pareceu treinando o pedido...Bendito pedido, agora estava mais nervoso.

- Não se preocupe, cheguei agora pouco. - A mulher sorriu calma, era uma pequena mentira estava ali esperando faziam uns 15 minutos, mas não tinha porque reclamar de algo tão pequeno, ela não se importou em esperar mal viu o tempo passar pois prestava atenção nas crianças e pessoas ao redor, o ambiente era calmo e aconchegante a ela, Hinata nunca foi de perder tempo com coisas desnecessárias e reclamar de um atraso o qual não a incomodou era uma delas.

Ambos se sentaram, ela esperava que o loiro começasse a falar e falar animado como sempre, mas ele não abriu a boca por um segundo se quer, estava visivelmente nervoso, o rosto corado de forma que ela poucas vezes presenciou, o que lhe dava um charme, suspirou baixinho sem resistir, estava completamente apaixonada por aquele homem, seu jeito brincalhão de menino a encantava, não conhecia ninguém com um coração como o dele e duvidava conhecer um dia.

- Algum problema?- perguntou calma vendo ele despertar.

O homem travava uma luta interna, parte dele se condenava por não ter a levado a algum lugar legal, outra por não ter comprado um anel, mas também pudera acordou e decidiu o fazer, nem ao menos pensou melhor, era acara dele, mas também existia uma parte que só queria perguntar de uma vez, era como se vários Uzumakis brigassem em sua mente.

- Não. Hinata...- pensou em todas as qualidades dela, seu sorriso, olhos, a voz doce, o jeito meigo, como se divertiam juntos, a boca até se abria em alguns momentos, imaginou estar fazendo um belo discurso, quando se deu conta de que apenas uma frase saiu. - Quer ser minha namorada?- Não conseguiu dizer mais que isso, mas a morena pareceu entender tudo o que realmente queria ter dito, o sorriso que ela esboçou iluminou seu dia como o sol, era sincero e radiante, cheio de carinho.

- Sim. - A morena também pensou em inúmeras respostas.

Mas nenhuma demonstraria o que estava sentindo.

Naquele momento eles não precisavam de nada elaborado, sentiam a verdade um do outro isso já bastava.

15 de Março de 2018 às 19:38 0 Denunciar Insira 1
Fim

Conheça o autor

Bya Alves Autora com o mesmo Nick no Social Spirit!

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~