Eu fui teu cigarro Seguir história

luccy_ Swaturn

E você me tragou até que não sobrasse mais nada.


Drama Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#Drogas #Angst #Drabble
Conto
7
6.3mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Único;

Eu era mais um cigarro do seu maço, mais um que você pegou para usar.

Você ascendeu minha chama, provou do meu gosto, me tragou até que não sobrasse nada.

E quando você viu que eu já não era o suficiente para te satisfazer, optou por simplesmente jogar-me fora, e então, abriu mais um maço de seus cigarros...

Porque você era o cigarro tóxico aos pulmões de qualquer pessoa, me fizeste de isqueiro para os teus cigarros, tuas inconstâncias e despedidas, queimando em alimentação cada rastro da tua ausência.

Tu eras fumo com essência e sabor de falta e por-te na boca era a iminência perfeita de um vicio irremediável. Tu eras maços de uma sorte de adeuses e eu os consumi incansavelmente, até o câncer de te amar não ter mais cura.

Tu tragavas nicotina, mas a fumaça que escapava por entre seus lábios eram promessas quebradas, palavras vazias jogadas ao vento, ilusões mascaradas e despedidas programadas.

E olha só, amigos perdidos, vícios predominantes, problemas se amontoando e a crise que durou mais que os amores dos quais jurei serem eternos. Está tudo mudando, e, bem, eu
não pedi por nada disso. Eu sinto falta de quando eu ainda estava sob controle e à par do que ocorre da minha vida. Da paz interior que hoje já não tenho mais. E eu só queria entender quando foi que eu deixei as coisas levarem esse rumo. Decaindo e caindo.

Eu queria poder voltar no tempo. Sem esperança, cigarro já chegou no filtro e quer saber de uma coisa? A tendência é sempre piorar.

15 de Março de 2018 às 04:56 5 Denunciar Insira 14
Fim

Conheça o autor

Swaturn Sorrindo para o caos e abraçando a felicidade. Dona de mim mesma, só entro no jogo se a aposta for alta. Dinheiro? que nada! aqui se fala das coisas da alma.

Comentar algo

Publique!
Kaline Bogard Kaline Bogard
Olá! Parabens pelo seu texto. A leitura dele foi extremamente fluente e agradável. Você fez mais do que uma analogia, você jogou com as palavras e as usou como um instrumento que deu formas ao texto. Ele se move como a fumaça e o leitor se sente envolvido por ele. Podemos sentir a amargura que predomina o ritimo e na falta de esperança de se libertar dessa situação, uma vez que o cigarro é consumido, tudo se acabou. É como se o personagem também tivesse sido consumido por completo.
16 de Outubro de 2019 às 08:08
Cristina  Araújo Cristina Araújo
Perfeito!
15 de Outubro de 2019 às 11:22
LO Lucas Fernando Oliveira Duarte
Muito bom, as palavras que usou, e a forma que apresentou a história, prende bastante a atenção do leito.
14 de Outubro de 2019 às 08:08
elisa santoos elisa santoos
caraaaai eu adorei mano. sério, ficou muito tocante as suas comparações, real oficial. parabéns viu, continua escrevendo porque a sua escrita é muito boa. 10/10
16 de Abril de 2019 às 12:38
Diana  Borges Diana Borges
adorei a analogia, ficou bem intrigante.
11 de Maio de 2018 às 16:40
~