Retalhos d'alma Seguir história

tamiresvargas Tamires Vargas

Aos olhos do poeta, toda palavra é inspiração. Seus velhos rascunhos podem não fazer mais sentido, mas ainda são capazes de lhe sussurrar novas ideias. É delas que este livro é feito.


Poesia Todo o público. © Todo o conteúdo de Poemas de minhas prosas, inclusive a capa, pertence a Tamires Vargas

#romance #drama
Conto
1
6640 VISUALIZAÇÕES
Em progresso
tempo de leitura
AA Compartilhar

Eu amava mais você do que a mim mesma

Este poema foi publicado na coluna De bem com a poesia do blog "De bem com a leitura" e na revista online Lê e ler de outubro.


Tolamente me enamorei de ti.

Calcei teu caminho com rosas,

Separei para mim os espinhos.


Vesti-me de amor puro,

Ofereci a ti todos os frutos,

Colhi as cascas que me deste.


Esperei nossa primavera

Por duplas e duplas de anos

Vendo o inverno nos teus olhos.


Aqueci-me nos breves raios do teu sol

Furtados por eclipses

De distância ao teu lado.


Chorei saudades do pouco que tive,

Ansiei por sonhos inalcançáveis,

Cortei meu coração nas tuas palavras afiadas.


Desfiz-me de mim,

Por e para ti

Desnudei minha alma.


Foi sem ela que na nossa sala

Eu te disse adeus.

13 de Março de 2018 às 00:42 0 Denunciar Insira 3
Leia o próximo capítulo Dentro da cadeia de pensamentos

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 3 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!

Histórias relacionadas