Bailarina de Gelo Seguir história

delryne Delryne Aligheri

A liberdade incondicional estava nítida aos olhos safira da rainha repleta de palavras poéticas em seu coração, nas quais transformavam-se em belas canções que cantarolava para si mesma e para o vento batendo nos fios de cabelos louros soltos pela trança mal feita.


Fanfiction Todo o público. © Todos os direitos reservados.

#Entrepreneur #elsa #frozen #fanfic #balé #bailarina #drama #dança #solidão
Conto
5
7155 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo Único

Tão gélida e solitária semelhante ao teu castelo isolado em meio a neve lívida, que caia suavemente cobrindo os passos dados pela garota. A liberdade incondicional estava nítida aos olhos safira da rainha repleta de palavras poéticas em seu coração, nas quais transformavam-se em belas canções que cantarolava para si mesma e para o vento batendo nos fios de cabelos louros soltos pela trança mal feita. Colocou as mãos no peito sobressaltando sentindo o frio arrepiar sua espinha, ela não precisava de mais nada, exceto os flocos de gelo caindo e sua melodia celeste.

Entrou em seu novo lar, deu suspiros de orgulho e satisfação, expondo assim o mais deslumbrante sorriso com a exata mesma intensidade de brilho e cor branca da neve do lado de fora. Iniciou-se então sua dança já não mais proibida, afinal, ela era dona de si. Rodopiava colocando um dos braços para o alto, ria enquanto bailava colocando uma das mãos em sua fronte, como se estivesse dançando acompanhada de alguém. Mas ela sabia que não, e estava alegre com isso. Elsa era tão encantadora e resplandecente quanto ao seu vestido azul arrastando-se pelo chão.

Era uma bailarina de gelo bailando para sua platéia invisível. 

3 de Março de 2018 às 02:09 3 Denunciar Insira 2
Fim

Conheça o autor

Delryne Aligheri Apenas mais uma sorumbática escritora vagando por um funébre mundo. A partir do momento em que comecei a ter percepção da existência, prometi a mim criar inúmeras histórias onde o caos e a soturnidade reinavam como verdadeiros imperadores de um vazio já existente. O verdadeiro reflexo de Edgar Allan Poe procurando um espaço maquiavélico e silencioso. Além de autora, também sou artista, poetisa nas horas vagas e futura violinista.

Comentar algo

Publique!
Desativado Desativado
Não acredito que achei essa história aqui(Vi a linda capa e tive um surto!). Li pela primeira vez no Spirit e fiquei apaixonada com a escrita e a beleza geral da obra rsrs Fiz um comentário sobre como a drabble conseguiu expressar os sentimentos de aceitação da Elsa com tamanha perfeição! Sei que Frozen está longe de ser uma obra, digamos, original, mas eu sou apaixonada pelo filme é também pela Elsa. Me identifico muito com a personagem. Quando ela se libertou de seus medos e se sentiu plena do jeitinho que era, vi uma lição de vida belíssima. <3 Ai, tô feliz por ter te encontrado aqui. Espero que não seja sua última história de Frozen (e quero suas originais também). Beijos.
3 de Março de 2018 às 05:07

  • Delryne Aligheri Delryne Aligheri
    Ai meu Deuso aaaaaaaaaa Muito obrigada mesmo, de verdade. Não me recordo do teu nick, mas lembro dos seus comentários. Sim, eu irei repostar todas as minhas histórias aqui no Ink, tive que excluir minha conta no Spirit porque realmente, aquele lugar não era 'pra mim. Estou feliz igualmente por ter encontrado uma leitora aqui! 💕 3 de Março de 2018 às 21:18
  • Desativado Desativado
    Argh! Esse corretor maldito kkkkkkkkkk e também pela Elsa* No Spirit eu uso o nickname "Annalise". Bem, aqui também uso esse nome, embora seja um pouco diferente, lembra o Twitter kkkkkkkkkk Imagino! E fico feliz por você voltar com seus escritos! Não podemos deixar algo que amamos ser tomados de nós. ❤ 4 de Março de 2018 às 18:31
~