You're not alone Seguir história

mimiizumi Izumi Mimi

Hinata e Himawari estavam limpando a casa. Enquanto a pequena Uzumaki limpava os móveis, observou as fotos de seus pais. Isso despertou-lhe o interesse de saber mais sobre como era o relacionamento deles no passado. Desafio dos 100 Temas || 7º Desafio - Uma fanfic baseada em uma música escolhida aleatoriamente por alguém que não seja eu || Reflexão || Romance || Hinata || Naruto || Himawari || Boruto


Fanfiction Todo o público. © Os personagens aqui citados pertencem ao Kishimoto.

#Romance #Reflexão #Passado #Naruto #Hinata #Himawari #Família #Ensinamento #Boruto
Conto
3
7.0mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo Único

Hinata estava arrumando a casa junto com Himawari. Naruto havia saído logo cedo para o escritório Hokage, já que os papéis e as missões não podiam esperar. Boruto também saiu, pois iria se encontrar com seu time para mais uma missão.

Enquanto limpava os móveis, Himawari notou duas fotos em particular, que estavam na estante da sala. Uma das fotos era Hinata ainda adolescente, enquanto a outra, era de seu pai, também adolescente. Isso intrigou a pequena Uzumaki, que logo foi perguntar para a mãe.

- Mãe, por que você e o papai estão em fotos separadas aqui? - A pequena perguntou curiosa, apontando para as fotos.

- Bem… Nessa época seu pai e eu não nos falávamos muito… - Hinata olhou para as fotos, sentindo-se nostálgica.

- Sempre pensei que vocês se falavam desde pequenos! - A menina exclamou surpresa.

- Bem, nossa história é bem diferente do que imagina, minha filha. - Hinata falou sorrindo.

- Uau! Pode me contar? - A garotinha perguntou eufórica.

- Claro que sim! Mas, vamos terminar de limpar a casa primeiro. - A Hyuuga falou.

- Ok! - Himawari respondeu, pegando rapidamente o pano para dar continuidade à faxina.

Enquanto limpava a casa, Hinata se lembrava do quão difícil foi a infância dos dois. Ela precisava treinar para ser a melhor, para assim herdar a família. Naruto precisava lutar todos os dias sozinho, pois todos o esnobavam e ignoravam sua dor.

Foram tempos difíceis, porém Naruto nunca se dava por vencido. Já ela, pensava em desistir várias vezes. Só não o fez porque ficava observando escondida a determinação de Naruto. Isso deu forças à ela para seguir em frente.

Desde que começou a observá-lo, o sentimento foi crescendo dentro de si. Porém, nunca teve coragem de falar com ele. Sempre o via brigando com outros meninos por eles o chamarem de monstro. Mas, nunca o viu chorar ou mostrar algum sinal de fraqueza quanto a isso.

Lembrou-se também de uma conversa que tiveram no primeiro dia que foram morar juntos. Naruto percebia Hinata o observando, mas nunca teve coragem de ir falar com ela. Também contou que, quando chegava em casa, no escuro de seu quarto, choramingava por não ter pais e por ser tratado como monstro. Ele se sentia só. Era em casa que seu lado fraco despertava. Naruto se fazia de durão na academia, na rua, em qualquer lugar, mas em casa, era apenas uma criança, que queria ter uma família.

Hinata também contou à ele que, mesmo tendo uma família, se sentia sozinha. Neji a tratava como se fosse uma escória. Seu pai queria que ela fosse forte a qualquer custo, para dar conta de liderar a família no futuro. Sua irmã mais nova era a única que a tratava melhor que os outros, mas também não passava muito tempo com ela, já que seu pai a treinava arduamente todos os dias também.

E então, veio à memória uma coisa que seu marido falou naquele dia. “No fim, estávamos dando forças um ao outro sem percebermos!”. Isso fez todo o sentido para Hinata, pois quando via Naruto, ela não se sentia mais só. Mesmo que o observando de longe, ela se sentia mais forte, como se pudesse enfrentar qualquer coisa.

Também lembrou do antigo time 8, que a ajudou muito em seu crescimento. Eles treinavam juntos até durante suas missões. Isso a ajudou para finalmente conseguir o reconhecimento de Naruto. Sempre foi grata ao Kiba, Akamaru e Shino por terem a ajudado tanto naquela época. Não poderia se esquecer da Kurenai-sensei. Ela a ajudou muito também. Sempre incentivando e sendo dura quando precisava.

Com todas essas lembranças em sua mente, Hinata nem se deu conta de que a hora havia passado. No fim, conseguiram terminar de limpar a casa em tempo recorde. Himawari nunca esteve tão animada assim para conseguir terminar de limpar tão rápido. Hinata sorriu. Estava feliz por tudo o que havia conquistado até agora.

- Pronto mãe! Agora, você pode contar? - A pequena Uzumaki perguntou eufórica.

- Claro que sim! Vamos, você quer ouvir no sofá da sala ou na cadeira da sala de jantar? - Hinata perguntou.

- No sofá! É mais fofinho! - Himawari exclamou, logo se jogando no sofá.

- Entendo. Sabia que iria escolher o sofá. - Hinata comentou rindo um pouco.

- Estou pronta! - A pequena falou empolgada.

- Ok. Bom, em primeiro lugar, tenho algo importante a te ensinar, minha filha. - Hinata falou, com os olhos fechados.

- Me ensinar? O que seria? - Himawari questionou curiosa.

- Sempre que se sentir sozinha, lembre-se que tem a nós, sua família. Também podem existir outras pessoas te observando em silêncio, torcendo para que você consiga alcançar seus objetivos. Sempre que se sentir fraca, procure seus amigos. Eles com certeza te ajudarão nesse momento. - Hinata falou.

- Meus amigos me ajudarão? - Himawari indagou.

- Sim. E, por fim, todos temos nosso lado forte e fraco. Sempre vão existir dias em que um lado se sobreponha ao outro. Mas, o mais importante disso tudo é que você não precisa superar dias difíceis sozinha. Você nunca estará sozinha. - Hinata concluiu, sorrindo para a pequena.

- Entendi! Posso contar com minha família e amigos, certo? E também, nunca me senti sozinha, pois tenho você, o papai e o nii-chan por perto! - A Uzumaki respondeu sorridente.

- Vejo que entendeu o que falei. Assim, fico mais feliz e tranquila. Nunca guarde as coisas pra você, viu minha filha? Sempre que estiver chateada, desabafe com alguém. - A Hyuuga falou.

- Pode deixar mãe! Mas… E a sua história com o papai? - Ela perguntou ansiosa.

- Vejo que quer muito ouvi-la, não é? - Hinata indagou divertida.

- Sim! Vamos, vamos, vamos! - Himawari exclamou animada.

- Muito bem. Tudo começou quando… - E Hinata começou a contar sua história com Naruto. Contando, começou a relembrar tudo o que haviam enfrentado para chegar no momento de paz em que viviam. Também a fez pensar que nunca mais iria se sentir só. Nunca mais Naruto iria se sentir só. Agora, tinham uma família para cuidar e viverem juntos. Nunca mais se sentiriam só novamente.

2 de Março de 2018 às 17:04 1 Denunciar Insira 1
Fim

Conheça o autor

Izumi Mimi Apenas uma aspirante a escritora. Procuro sempre escrever sobre o que me aflige. Além disso, gosto de escrever sobre os animes que gosto. É uma terapia fazer isso, já que sinto que entro em outro universo. Pretendo escrever muito ainda, afinal, sem escrever acabo enlouquecendo. Não quero isso e muito menos as pessoas ao meu redor.

Comentar algo

Publique!
Black Black
É muita fofura junta 😊
2 de Setembro de 2019 às 02:05
~