Tarefa Extra Seguir história

crytter Crytter

(2014) Ele chegou bem próximo e beijou a nuca do loiro, que se arrepiou e virou rapidamente para ver quem tinha feito aquilo.


Fanfiction Jogos Para maiores de 18 apenas. © Os personagens pertencem a Beemov.

#Drama #Sexo #Yaoi #Castiel #Lemon #BL #PWP #Slash #FicçãoAdolescente #Castiel/Nathaniel #Nathaniel/Castiel #AmorDoce #Nathaniel
Conto
8
7028 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo Único

   Mais uma vez estou aqui após a aula cumprindo tarefas extras, por ter matado aula durante a semana passada, como eu odeio aquela diretora, não é que eu não goste de ir para a aulas, mas ficar dormindo no porão com certeza é muito melhor do que assistir aquelas aulas inúteis do professor Faraize.

   -Senhor Castiel – disse o professor Faraize – Assim que terminar todos os exercícios vá até a sala dos professor para eu assinar o papel dizendo que você completou suas horas extras.

   -Ta bem – disse Castiel mal humorado para o professor que sempre se assustava com o mal humor do garoto.

   Como eu odeio esse colégio sério, e depois de fazer todos esses exercícios eu ainda terei que ver aquele loiro que adora rir da minha cara quando eu tenho essas malditas horas extras.

   Depois de uma hora Castiel havia terminado todos os exercícios que o professor havia lhe dado, então ele se dirigiu até a sala dos professor para que o professor confirma se que ele fez todos os exercícios e assina se o papel.

   - Professor – disse Castiel procurando o professor na sala – Ta aqui os exercícios, então posso ir embora logo? – perguntou Castiel com extremo mal humor.

   - Ah, sim claro, aqui está o papel assinado senhor Castiel, não se esqueça que você deve entregar isso para o Nathaniel antes de sair do colégio – disse o professor – ele provavelmente está no grêmio estudantil.

   Castiel saiu da sala dos professores em direção ao grêmio estudantil.

   Agora terei que ver aquele loiro chato rindo da minha cara porque tive que ficar fazendo tarefas extras que ótimo.

   Castiel entrou na sala e viu Nathaniel sentado na mesa redonda que ficava no meio da sala de costas para a porta. Nathaniel estava distraído com toda a papelada e não escutou que alguém havia entrado na sala. O ruivo percebeu isso e resolveu fazer uma pequena brincadeira com o loiro. Ele chegou bem próximo e beijou a nuca do loiro, que se arrepiou e virou rapidamente para ver quem tinha feito aquilo.

   - Castiel! – gritou Nath assustado ao ver quem era – por que fez isso? – perguntou com o rosto corado.

   - Pareceu divertido fazer isso com o representante certinho – falou rindo.

   -Não teve graça seu idiota – falou o loiro bravo – fora me irritar, veio fazer mais o que aqui?

   -Entregar esse papel dizendo que fiz as horas extras, de novo – falou Castiel olhando para outro lado enquanto falava.

   - De novo? Serio isso? Não sei como a diretora não te expulsou ainda da escola – falou com olhar de desaprovação o loiro.

   - Se é para ser expulso, prefiro ser expulso por favor algo bem melhor do que matar algumas aulas – falou Castiel trancando a porta da sala.

   -O que vai fazer? – perguntou Nathaniel preocupado.

   - Algo que você vai gostar muito – disse Castiel.

   Castiel jogou o papel que tinha na mão em cima da mesa e puxou Nathaniel para perto de si, beijando-o apaixonadamente. O loiro tentou se soltar mas Castiel era mais forte do que ele, então ele aceitou o beijo passivamente.

   -Por quê? – perguntou Nathaniel desnorteado.

   - Acho que a raiva se tornou amor faz algum tempo – disse Castiel lambendo seus lábios, enquanto segurava a cintura de Nathaniel.

   Nathaniel conseguiu se soltar e foi para o canto da sala, corado e irritado.

   - Sai, não chegue perto de mim – gritou o loiro chorando.

   -Mas...- Castiel não conseguiu continuar falando ao ver o loiro chorando na sua frente – Por que está chorando? O beijo foi tão ruim assim? – falou preocupado.

   -Não é isso – disse chorando – você não me ama, está apenas brincando com os meus sentimentos, como sempre fez – gritou irritado – Eu te amo há muito tempo, por isso estou chorando.

   Castiel andou até Nathaniel e o abraçou fortemente, sendo correspondido ao sentir o loiro o abraçar ainda mais forte, ao sentir que Nathaniel havia parado de chorar o ruivo olhou no fundo dos olhos dele e disse.

   - Eu te amo, não sei te dizer desde quando sinto isso, mas eu realmente te amo – disse o ruivo ficando corado.

   -Você não está brincando comigo, não está? – disse o loiro com o olhar manhoso e abraçando ainda mais forte o ruivo.

   - Não, eu não estou brincando, é serio, é o que realmente sinto por você Nath.

   O ruivo beijou o loiro apaixonadamente, que aceitou o beijo pedindo por mais. Castiel sentou Nathaniel em uma mesa vazia que havia na sala, continuou o beijo e aos poucos desceu para o pescoço e a orelha do loiro, que gemia bem baixinho.

   -Ah... Cast... Ah – dizia o loiro cada vez mais corado e exitado.

   Castiel então tirou a gravata e começou a desabotoar a camiseta do loiro, enquanto passeada com a mão em suas costas, os beijos que estavam no pescoço de Nathaniel começaram a descer pelo peitoral bem definido, chegando aos mamilos cada vez que o ruivo lambia os mamilos do loiro, o loiro gemia e apertava os cabelos do ruivo.

   Castiel viu o grande volume nas calças de Nathaniel e começou a acariciar ouvindo gemidos de aprovação de Nath. Então desceu os beijos pela barriga bem definida do loiro e deu beijos no membro do garoto ouvindo mais gemidos, começou a abrir a calça do menor vendo uma cueca box preta, retirou toda a calça e começou a acariciar o membro do loiro por cima da cueca. Então o ruivo tirou a jaqueta e o loiro o ajudou a tirar a camiseta revelando o corpo bem malhado do ruivo.

   O ruivo então retirou a cueca do loiro revelando o membro grande e pulsante, sem pensar duas vezes abocanhou o membro do menor, ouvindo gemidos de muito prazer, o menor puxava o cabelo do maior que aumentava a velocidade.

   -Cast...Ah, pare...Ah, eu não...Aaah.

   O loiro se desfez na boca do ruivo que engoliu tudo com um sorriso muito malicioso. Ofegante e corado o loiro disse, olhando no fundo dos olhos do ruivo.

   -Cast, eu quero mais, eu quero você- disse o loiro com olhar de luxuria.

   -Me diga melhor o que você quer, porque acho que não entendi muito bem o seu pedido - disse o ruivo maliciosamente.

   -Eu quero você dentro de mim – disse o loiro extramente corado e envergonhado pelo que disse.

   Então o ruivo começou a lamber a entrada do loiro que gemia de prazer, até que parou subitamente ouvindo um gemido de reprovação.

   -Lamba- disse o ruivo esticando dois dedos em direção ao loiro.

   O loiro começou a lamber com muito prazer os dedos do ruivo que logo em seguida o fez se deitar sobre a mesa. Castiel colocou o primeiro dedo dentro do menor ouvindo o reclamar com a dor, mas logo a dor se transformou em prazer e o maior colocou o segundo dedo em movimento de vai e vem dentro do loiro que gemia de prazer.

   -Ah... Cast... Eu quero mais – disse o loiro.

   Então o ruivo tirou os dedos de dentro do loiro, retirou a calça e a cueca box vermelha que usava revelando o membro bem avantajado, quando o loiro viu disse.

   -Isso vai me machucar Cast- disse o loiro com olhar dengoso.

   - Eu farei com bastante cuidado – disse o ruivo no ouvido do loiro que se arrepiou ao ouvir.

   Castiel então colocou seu membro dentro de Nathaniel que fincou as unhas nas costas do ruivo que sentiu dor com as unhas do loiro em suas costas. Logo o loiro soltou as unhas das costas do ruivo, então o ruivo começou a estocar lentamente dentro do loiro que gemia de prazer, logo as lentas estocadas se tornaram rápidas e Castiel mordia e lambia o pescoço e a orelha do Nathaniel que estava chegando ao êxtase, em pouco tempo os dois chegaram ao êxtase e o ruivo gozou dentro do loiro, e o loiro gozou em sua própria barriga.

   Respirando profundamente Castiel saiu de dentro do menor que estava bastante cansado, o ruivo se vestiu e ajudou o loiro que ainda estava com o corpo mole a se vestir.

   - Isso é prova suficiente que eu te amo Nath?- perguntou o ruivo.

   -Sim- disse o loiro corando.

   -Então, agora que você sabe o quanto eu te amo, e que esse amor é verdadeiro, você aceita namorar comigo? – perguntou Castiel, ficando vermelho.

   -Eu aceito – disse Nathaniel com um grande sorriso nos lábios, que abraçou forte o ruivo e o beijou, tornando o namoro confirmado.

1 de Março de 2018 às 12:48 0 Denunciar Insira 1
Fim

Conheça o autor

Crytter Escritora de Fanfics Yaoi, Universitária.

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~