My Lady Seguir história

epohga Lady Kagehira

Luciela uma jovem escritora de 15 anos que resolve voltar a frequentar a escola, mas sera que ela ira aguentar ficar todo dia com o seu novo professor? E o que aconteceria se ela o visse beijando uma aluna? Iria ficar o chantageando? E se o seu professor de agora em diante virasse seu servo? Você poderia fazer qualquer coisa com ele. Era isso que Luciela fez, um servo que pudesse fazer o que ela quisesse e sem reclamação. — Você agora é meu servo e espero que seja bom nisso.


Fanfiction Para maiores de 18 apenas.

#Fanfic #Romance #Ciel #Lu #Elsword
1
6.7mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 30 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo Um

“Sempre brincando com seus amigos, preocupado com sua franja, você é muito legal com outras garotas... Eu meio que não consigo acredita nisso, mesmo eu te amando tanto assim David”

Finalmente... Finalmente terminei essa droga de capitulo, não aguentava mais ficar o dia todo tentando achar criatividade para esse capitulo. Bem, acho que ficou bom para postar, mas... Não sei se posto logo ou espero ate amanha.


Vocês devem esta se perguntando: Quem é você? O que raios você esta falando?


Bem, me chamo Luciela tenho 15 anos e... Digamos que escrevo... É bem simples, escrevo sobre amor colegial ou ate mesmo amor proibido. Mas para manter minha vida virtual longe da vida real eu meio que... Que finjo ser outra pessoa no mundo virtual, já que muitas pessoas gostam das minhas historias e se descobrissem quem eu sou...


— Hmm... Talvez eu deva ir para escola hoje – Falei rodando a cadeira de rodinhas – Mas estou com tanta preguiça... e já faltei tantas vezes... Ah! – Gritei – Eu tenho que ir pra essa droga de escola!


Levantei da cadeira e fui direto pro banheiro tomar aquele maravilhoso banho.


— Isso é muito bom – Falei entrando na banheira – Hm... Será que alguma coisa mudou na escola? Fiquei tanto tempo sem ir...


Depois de tomar meu maravilhoso banho fui me vestir e assim que acabei fui direto para cozinha comer algo.


Assim que chegou a cozinha foi em direção a geladeira e a abriu se reparando com um monte de... NADA.


— O-O que?! – Falou chocada – A-A comida... Não tem mais... O que vou fazer da minha vida agora? E-Eu terei que pedir dinheiro a ele? M-Mas... Não... Eu... Eu irei me matar.


Essa é a melhor coisa a se fazer agora... Eu não quero ligar pra ele se eu fizer isso a minha vida estará em risco, mas eu tenho que comer... Se eu morrer nunca mais vou poder ficar online no facebook ou ate mesmo não poderei mais escrever.


Olhei pro telefone que se encontra encima da mesa de vidro, peguei o telefone e com as mãos tremendo liguei para o numero dele.


Um frio na barriga senti assim que ouvi a voz dele.


— O-Olá papai – Falei já com medo.


“Luciela o que você quer?”


— B-Bem, s-sabe papai eu meio que... Não tenho mais comida e – Fui interrompida.


“LUCIELA! Você sabe muito bem que eu não tenho tempo pra cuidar da sua vida! Se esta sem dinheiro vai trabalhar você só fica nesse computador! Sua vida escolar já não existe mais né?”


— P-Pai... E-Eu... – Parei de falar assim que ouvir que a ligação foi finalizada.


É sempre assim... Desde criança eu e eu e meu pai não temos um relacionamento tão... Bom, fazer o que né? Parece que terei que me virar esse mês.


Peguei meu celular e fui para escola.


Assim que cheguei fui em direção a secretaria, rapidamente fui recebida por uma mulher com cabelos loiros (Rabo de cavalo) e que possui belos olhos azuis.


Ela sorriu assim que me viu.


— Bom dia! Me chamo Ariel, o que deseja?


Ariel... Ela é... A coordenadora? Diretora? Não me lembro... Que bosta.


— Sou Luciela e meio que... Não tenho frequentado a escola ultimamente.


— Oh! Então você é a famosa Luciela – Sorriu – Que bom que resolveu voltar a nossa escolar... Estou feliz com isso.


— Eh... Obrigada?


— Bem, me siga irei leva-la a sua determinada sala – Disse começando a andar que por sinal resolvi andar do lado dela – Sabe, o diretor vai lhe chamar assim que souber que você resolveu vim, mas não se preocupe muito com isso.

Minha vida está uma bosta mesmo... Bem, espero que nada tenha mudado na sala só espero isso, mas eu apenas fiquei um mês sem vim... Nada poderia ter mudado.


— Chegamos – Disse Ariel parando de andar – Bem espere aqui irei avisar ao seu professor – Sorriu entrando na sala.


... Professor? Espera um minuto... Não é mais a falsiane? Ou melhor, a professora Ignia... Merda isso é muito ruim.


Hm? Que perfume bom é esse?


— Então é ela? – Disse uma voz desconhecida.


Olhei para o dono dessa voz e no mesmo momento congelei... MEU DEUS DO CÉU! Esse é o meu novo professor? Senhor.


— Sim – Sorriu – Ela se chama Luciela e digamos que... Ela falto muita aula então não sabe muito sobre o senhor.


Meu deus... Isso não é um professor, isso é um deus grego.


Imagina só: O seu professor com lindos cabelos brancos e metade de sua franja é azul (Coisa que não se ver todo dia) e os seus olhos azuis... Penetrantes e que fazia qualquer garota se derreter por ele.


— Luciela né? – Falou me olhando fixamente que logo por vez corei – Me chamo Ciel e sou seu professor agora.


— P-Pode me chamar só de Lu... É... Um prazer conhecer você – Falei quase morrendo.


Disfarça Luciela.

— Espero que você se de bem com o novo professor – Ariel Sorriu – Bem tenho que ir... Boa aula.


Assim que Ariel saiu rapidamente entrei na sala, que por sinal fui recebida com vários olhares de “Quem é essa” ou “Que garota pequena”.


Procurei uma cadeira vaga e logo achei... Do lado de uma garota com cabelos vermelhos... E que sorria. Fui em direção a cadeira vaga e me sentei... Ela estava me olhando.


Ciel entrou na sala.


Realmente terei que me acostumar com esse professor... Não vai ser nada fácil.


°°°


Depois de uma aula rápida (Explicando eu estava dormindo) bateu o sinal significando que eu não poderia comer nada, pois estava sem dinheiro... Para minha sorte Ciel não se encontrava mais na sala.


Aquela garota que ficou me olhando veio falar com minha pessoa.


— Olá, me chamo Elesis – Disse sorrindo – A partir de hoje nos seremos amigas e nem adianta reclamar.


— Que? – A olhei – Nossa... Isso foi rápido – Peguei meu celular.


— Você... Por acaso não trouxe mochila? – Perguntou Elesis.


— É claro que eu trouxe – Olhei envolta da mesa - Então... Sabe hoje é meu “primeiro” dia na escola então é normal esquece a mochila.


Voltei a mexer no celular, o que fazia? Simples estava escrevendo mais um capítulo... Mas algo chamado criatividade não deixava... Percebi que Elesis tinha saído do meu lado... Só tinha eu na sala... Estou sozinha... MELHOR AINDA! Desse jeito poderei me concentrar.


Bem, o que poderá ter nesse capitulo? Eu poderia fazer David notar ela, mas isso seria muito rápido... Ele tem que sofrer ainda.


— Hoho, vamos lá Lu – Falei começando a digitar.


Ha quanto tempo entrei nessa rotina de escrever? Faz tempo que escrevo, mas isso não importa... Eu irei continuar escrevendo ate minha morte.


Parei de digitar assim que percebi que alguém iria entrar na sala, mas como não sou lá uma garota social...


Percebi que quem entrou na sala foi Ciel e mais uma menina... Parece que eles não notaram a minha linda presencia. Foi quando fiquei chocada com o que via... Ciel beijava intensamente a garota na qual já estava quase tirando a roupa.


Que merda é essa? Um professor pegando uma aluna não é nada legal... Como o celular já estava em minha mão apenas fui em câmera e tirei uma foto. Assim que eu tirei a foto eles perceberam a minha presencia.


— O-O que – Ciel me olhava espantado – Como você?


Levantei e fui em direção a eles – Hehe, sabe posso usar essa foto para um bem maior – Mostrei a foto que tinha tirado deles dois se beijando.


A garota quase não se mexia.


Olhei para a garota – Será que você pode me deixar um minuto sozinha com seu amante? Se acalme não irei abusar dele – Sorri.


A garota saiu correndo... Eu fiz algo de ruim?


— Você não seria capaz de espalhar essas fotos – Falou Ciel.


O olhei sorrindo – É claro que serei, mas antes eu irei fazer uma proposta.


— Proposta? E o que será?


Eu posso muito bem espalha essas fotos e assim poderei fazer a discórdia na escola, mas pensando bem... Eu preciso de dinheiro... Mas não quero trabalhar... Hm, ele pode virar meu servo... Ou fazer 10 coisinhas.


— É bem simples – Falei – Você terá que me obedecer... Ou melhor, você ira ter que realizar as 10 coisas que eu irei lhe pedi – Falei decidida – Em outros modos... Você ira virar meu servo.


— Você é louca?


Neguei sorrindo – Caladinho ou você quer que eu mande a linda foto?


—...


— Bom garoto – Sorri – Você agora é meu servo... E terá que realizar os meus desejos, espero que seja bom nisso.

27 de Fevereiro de 2018 às 21:44 1 Denunciar Insira 1
Continua… Novo capítulo A cada 30 dias.

Conheça o autor

Lady Kagehira ᴇꜱ/ᴩᴛ┃16┃ ✿ ᴅᴀɴɢᴀɴʀᴏɴᴩᴀ ᴀɴᴅ ᴩᴀɴᴅᴏʀᴀ ʜᴇᴀʀᴛꜱ ✿┃ɪ ʟᴏᴠᴇ ᴋᴀɢᴇʜɪʀᴀ ᴍɪᴋᴀ ꜱᴏ ᴍᴜᴄʜ┃ᴋᴏᴍᴀʜɪɴᴀ/ꜱᴀɪᴏᴜᴍᴀ┃ᴇɴꜱᴇᴍʙʟᴇ ꜱᴛᴀʀ ♡

Comentar algo

Publique!
layla Angel layla Angel
vc vai continuar?
24 de Agosto de 2018 às 15:23
~