Me aceite de novo no Ano Novo Seguir história

foxbella

Reencontrar-se após dois anos separados, não é fácil para ninguém. Um réveillon em Paris pode ser marcante... Ela conseguirá perdoá-lo?


Fanfiction Anime/Mangá Todo o público.

#Ano Novo #Tenten Mitsashi #Neji Hyuuga #NejiTen #Naruto
Conto
6
6.8mil VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo Único.

Tenten Mitsashi [28/12/2017 20:30]

Pinto minhas unhas tranquilamente, tinha que estar bonita para passar o réveillon. Iria passá-lo em PARIS! Estou muito animada, é a primeira vez que vou viajar para fora sozinha, sem meus pais, nem amigos. Meus pais me deram esse presente de Natal, uma viajem, com tudo pago, eu amei. Eu os agradeci muito, depois de claro, me preocupar, nossas condições de vida melhoraram muito em dois anos, porém não gosto de esbanjar. Eles insistiram, disseram que era pelos anos sem presentes. Nossa condição antigamente era bastante precária, mas eu não me importava, eu e minha família tínhamos uma boa saúde e comida, não precisava de presente maior. Tinha que dormir cedo, 4:00 eu iria levantar para embarcar as 7:00 rumo à França.

Neji Hyuga [28/12/2017 21:00 ]

Acabo de sair da Byakugan, exausto por causa do trabalho. Sou o chefe, mas tenho que dar o exemplo. Minha prima Hanabi me ligou dizendo que viria à Paris, e que era para ir buscá-la. Aceitei logo, pois estava cansado. Esqueci de perguntar o horário... depois eu pergunto! Vou tomar um banho e dormir que ganho mais.

Tenten Mitsashi [29/12/2017 4:20]

Agora entendi porque se chama “despertador”! Mas isso não vem ao caso. Depois de enrolar vinte minutos para acordar, começo a me arrumar. Visto uma roupa bem confortável e, para terminar, prendo meus cabelos em dois coques. Iria aturar onze/doze horas de voo. Pego minhas malas. Vou ficar quatro dias por lá, não preciso de muita coisa, vou comprar mais lá mesmo. Uma mala média e uma de mão, tudo que preciso. Então, rumo ao aeroporto! Esperar horas e horas entediantes! Eba!

Neji Hyuga [29/12/2017 19:00]

E cá estou eu tentando achar Hanabi nesse monte de gente. Ela tinha me ligado dizendo que chegaria por volta das sete da noite, e acabou de me ligar dizendo que desembarcou. Quando, enfim, avisto uma tampinha com cabelos enormes, sorriso sapeca e olhos perolados estreitos em minha direção... Ela tinha me visto e me deixou procurando?!?! Nem conversei com ela, apenas peguei uma de suas malas e comecei a andar.

— Oi pra você também priminho! — Diz Hanabi, sarcástica.

— Oi, tampinha. — Digo virando a cabeça para encará-la.

— Quando ficou tão mal-educado, Neji? — Pergunta a morena com uma expressão incrédula.

— Quando me fazem procurar algo, que já sabem onde está, feito idiota. — Respondo ríspido e sério.

— Ui! Neji Hyuga ficou brabinho! — Não me incomodo com a provocação e volto a olhar para frente, ignorando minha prima.

Ela começa a falar, porém não prestei atenção. Vi uma morena com os cabelos presos em dois coques muito familiar, mas não tive tempo de observar melhor. Fui puxado e arrastado bruscamente pela tampinha para dentro de um café.

Tenten Mitsashi [29/12/2017 20:00]

Acabei de chegar. Meus pais reservaram um quarto num hotel cinco estrelas, CINCO! Não pensava que seria tão chique, mas existem dois quartos especiais aqui o Sōke e o Bunke. Eu estou no Sōke, e ele é como uma casa de tão grande, além de ser a cobertura da primeira torre. O Bunke é a cobertura da segunda torre, também parece ser enorme. Mas, voltando para o meu quarto... tem uma sala de estar grande com uma cozinha americana bem ao lado. Uma parede de madeira separava a sala/cozinha de um quarto de casal com direito a closet. Uma porta para o banheiro, que tinha direito a uma hidromassagem, e outra grande porta de vidro para a sacada, que era enorme e com uma vista linda, inexplicável! Porém, era MUITO frio lá fora! Ainda bem que todos os cômodos têm aquecedores e pena que vou ficar só quatro dias! Guardo minhas coisas, tomo um banho quente e rápido no chuveiro, coloco o meu pijama extremamente quentinho, e me taco de baixo dos edredons da cama.

Neji Hyuga [29/12/2017 23:30]

Novamente exausto, e nem foi por causa de trabalho... o motivo tem nome e sobrenome: Hanabi Hyuga. Ela não planejou NADA para vir, apenas pegou o primeiro voo e veio. E ainda sobrou para mim. Tive que reservar um quarto de hotel, e ela era exigente. Teve que ser no mesmo hotel que eu, e MAIS, ela queria o quarto especial Sōke, porém já estava reservado por quatro dias. Então, ela se contentou com um normal, mas só me deixou em paz quando eu a ajudei a arrumar as coisas dela no guarda-roupa. Estou morto! Vou para o meu quarto. Um dos especiais, o Bunke, ele é idêntico ao Sōke, porém as decorações são diferentes, o Sōke é mais moderno, e o Bunke mais rústico. Bem vou tomar um banho e dormir, estou acabado.

Tenten Mitsashi [30/12/2017 8:00]

Acabo de acordar e, QUE FRIO, preciso urgentemente de mais roupas, grossas e quentes! Ainda bem que ouvi minha mãe e trouxe um conjunto bem quente. E mães SEMPRE tem razão... se ela diz que vai chover, chove! Se ela diz que vai fazer calor, faz calor! se ela diz que vai estar frio, VAI ESTAR FRIO! NÃO SUBESTIMEM-NAS! Bem, vou tomar um cafezinho bem quentinho, pois estou com friozinho, e depoisinho vou fazer umas comprinhas. Onde? MEUS QUERIDOS, EU ESTOU EM PARIS! Numa das avenidas mais famosas/glamorosas do mundo, a Champs-Elysées. E lá se vai o meu dinheiro...

Neji Hyuga [30/12/2017 12:00]

Acabo de acordar. E me surpreendo pelo horário... Acho que aquela tampinha me matou, não sou de dormir tanto assim. Faço meu café, bem quente, pois hoje está congelando. Os vidros chegam a estar em embaçados. Me visto bem confortavelmente, devo ficar no quarto, já que tirei férias da empresa. Saio para a sacada, tem uma bela vista da Cidade Luz, que fica mais bela de noite. Pego meu notebook e uma coberta, e sento em uma das espreguiçadeiras da sacada, este é meu local preferido de todo o quarto, mesmo no frio que está.

Tenten Mitsashi [30/12/2017 14:00]

Depois de ficar pobre... Brincadeira! Eu almocei em um restaurante, muito bom, e voltei para o meu quarto. Pedi um achocolatado bem quente e peguei uma coberta, me enrolei, e fui para a sacada ficar observando a vista maravilhosa. Estava cansada, andei bastante, por isso acabei por dormir.

Neji Hyuga [30/12/2017 15:30]

Continuo na sacada, olhando a vista, estou entediado. Não sei por quê, mas começo a olhar o outro quarto da cobertura, Sōke, que foi reservado. Avisto uma pessoa em uma espreguiçadeira na sacada. E ali vejo a morena com os coques. É ela, aquela morena, ela está aqui. E... É a Tenten! Estou... Chocado... E acima disso, apaixonado. Mesmo após dois anos ela continua linda. Eu preciso vê-la, porém, sei que agora não é o momento. Vou à recepção. Lá me informaram que ela tem uma reserva para o Le Ciel de Paris, amanhã as 21h30mim. Ótima oportunidade. Pedi que reservassem o mesmo horário para mim. Estou ansioso, como não fico a muito tempo.

Tenten Mitsashi [31/12/2017 21:00]

Estava me arrumando. Vou jantar no Le Ciel de Paris. Então me visto confortável, quentinha e chique, ao estilo parisiense, mon amour! Vou direto para a Torre de Montparnasse, um arranha-céu que tem pouco mais de 200 metros de altura. O restaurante é no último andar, o 56º andar. É muito chique! Minha mãe reservou uma mesa bem de frente para a janela, com vista à Torre Eiffel, que estava toda iluminada para 2018. Melhor visão, sim ou claro? Sentei à mesa e fiz o pedido. A comida é maravilhosa. Eu tenho de agradecer muito aos meus pais, melhor presente de Natal!

Neji Hyuga [31/12/2017 23:30]

Estou aqui desde que ela chegou, linda! Quase que corro até ela e mato a minha saudade, porém a deixei comer em paz. As mesas tem horário para serem “desocupadas”, mas o bar fica aberto até uma hora da manhã. Ela já saiu de sua mesa e está no bar, numa cadeira perto da janela que tinha como paisagem a majestosa Torre Eiffel. Discretamente me sentei ao seu lado. Ela estava vagando em pensamentos, por isso, nem me notou.

— Há quanto tempo, Tenten. — Ela teve um sobressalto.

— Ne-Neji! — Estava com uma feição de espanto. — Como? Quando? O quê? — Estava visivelmente confusa. E eu dei um pequeno sorriso de canto.

— Haha, faz tempo que não te vejo, continua a mesma. — Digo ainda sorrindo.

— Dois anos, Neji. DOIS ANOS! — Ela grita, e é repreendida pelo barman. — Dois anos que você foi embora, sem se explicar. Apenas acabando com nosso namoro, por telefone, sem nenhuma explicação! A mágoa era nítida em suas palavras, principalmente quando proferiu “telefone”. Isso me feria, porém eu merecia. — Você nem deu sinal de vida! E quando eu estava te esquecendo, você volta, e trás à tona todos os meus sentimentos! Porra, Neji! — Realmente, eu merecia aquelas palavras e aquele xingamento, mas ela deve estar muito brava para me xingar, ela sempre odiou palavrões.

— Sei que um simples “me desculpe” não é suficiente. Vou te contar tudo, desde o começo. Suspirei. — Há pouco mais de dois anos, o meu pai ficou doente, uma doença terminal, ele tinha pouco tempo de vida. Ele queria me ver, ele queria que eu morasse aqui, e herdasse a Byakugan. Porém, eu estava muito feliz ao seu lado, eu te amava, na verdade, ainda amo. E foi difícil escolher te deixar. Você sabe que eu não sou bom em despedidas, e se você me pedisse para ficar, com certeza fraquejaria em ir embora. Por isso não me despedi, se eu tivesse você em mente, eu nunca conseguiria me desfazer daqui, de nós. Me senti um cafajeste quando terminei contigo por telefone, ainda me sinto mal por ter feito aquilo, mas faz mais ou menos 6 meses que meu pai morreu, e seu último pedido foi que eu cuidasse da Byagukan. Então eu vou continuar por Paris, cumprindo seu último pedido. — Senti que um peso saia de minhas costas quando ela me abraçou, fiquei surpreso, porém correspondi.

— Seu idiota! Seria mais fácil se tivesse me contado, eu poderia ter vindo com você! — Ela fungou me abraçando mais forte. — Posso te falar uma coisa? Ela disse bem baixinho.

— Diga. Abraço mais forte.

— Eu não consegui namorar ninguém depois de você... — Ela diz baixinho. E depois dessas palavras sinto que meu coração até pulou.

— Irei te dizer que eu também não consegui. — Ela levantou o olhar e ficamos cara à cara. — Eu te amo, Tenten Mitsashi! — Eu sorri levemente.

— Eu também te amo Neji Hyuga! — Ela sorri abertamente.

Tenten Mitsashi [31/12/2017 23:59]

Ele abriu a boca para falar, porém os gritos para a contagem regressiva se fizeram presentes. 5... 4... 3... 2...

— Me aceita de novo como seu namorado? — Ele falou bem perto do meu ouvido, com todos gritando a chegada do novo ano. Nem o respondi, apenas tomei seus lábios, num beijo cheio de paixão e saudade.

E o resto? Não quero nem saber, pois ninguém vai me tirar do Neji, e vice-versa. Esse foi meu melhor Ano Novo!

26 de Fevereiro de 2018 às 01:14 0 Denunciar Insira 1
Fim

Conheça o autor

Comentar algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~