Um quase trágico Feliz Natal. Seguir história

foxbella Fox Bella

Natal, uma época de felicidade, presentes, além de ser uma das épocas mais esperadas para as crianças. Sempre temos aquele dia de Natal que não sai da nossa mente, aquele inesquecível. Esse é o Natal inesquecível da família Uzumaki.


Fanfiction Anime/Mangá Todo o público.

#Natal #Himawari #Boruto #NaruHina #Naruto
Conto
8
7078 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo Único.

Véspera de Natal... Ah que gostoso! Famílias felizes, terminando os preparativos para a ceia. Bem, cá convenhamos... O Natal mexe com os ânimos de todos, principalmente das crianças, ansiosas para receber os presentes que tanto esperam do bom velhinho. Mas hoje falaremos de uma família em especial, a família Uzumaki.

— NARUTO! — Gritou a azulada.

— O-oi, Hina — O loiro mais velho diz, constrangido por ser pego no flagra.

— Oi, mamãe. — Diz o pequeno loirinho com toda a sua inocência.

Ambos os loiros estavam sujos e melados de calda de chocolate.

— Naruto, agora vou ter que dar outro banho no Boruto! E você, vai limpar a sujeira que fez. —Dizia Hinata enquanto levava Boruto no colo. O pequeno passava o dedinho gordo nos bracinhos lambuzados de calda e levava à boca.

— Mas, Hina, eu também preciso me lavar! — Retruca Naruto, pensando em se livrar da limpeza.

— Pensasse nisso antes de sujar todo o quintal, e nem pense em fugir Naruto Uzumaki! — Diz firme fazendo todas as possibilidades de fuga do Uzumaki mais velho sumirem.

— Okay, Hina... — Desanimado Naruto começa a limpeza do quintal.

— Papai feix coisa elada. — Disse a pequena azulada, observando o pai pela janela do banheiro, enquanto a mãe dava banho em seu irmão maior.

— Sim, Himawari, o papai sujou todo o quintal, o Boruto, e ele mesmo. — Hinata diz enquanto terminava de secar e trocar Boruto.

Bagunxa! — Diz a pequena Himawari.

— Muita bagunça! — Diz Hinata, que tinha acabado de arrumar Boruto.

— Mãe, tô com fome! — Diz Boruto colocando as mãos em cima da barriga depois que ela ronca alto.

— Ai meu deus, esqueci o peru! — Hinata sai correndo do banheiro em direção à cozinha.

Quando Hinata chega na cozinha tem um sobressalto. Naruto tinha acabado de tirar o peru do forno, a mesa estava toda posta, e tem mais, ele estava de banho tomado. Hinata até foi checar se seu quintal estava limpo, e realmente, estava.

— Como conseguiu limpar o quintal, tomar banho, e ainda por a mesa? Demorei tanto assim com o Boruto? — Perguntava assustada com a velocidade do marido, sabia que não tinha demorado tanto no banho do pequeno, mas mesmo assim, estava chocada.

— Não demorou não, Hina... Um mágico nunca revela seus segredos! — diz todo confiante. — Queria fazer um agrado para você! — Sorri.

— Sabia que ia levar bronca depois e veio me agradar né! — Diz a azulada entendendo tudo.

— Nossa desse jeito me magoa, Hinata! — Solta um riso, fingindo mágoa.

— MAMÃE! — Grita Boruto de repente, surgindo na cozinha.

— O que foi pequeno? — Diz assustada pelo grito repentino.

— Fome... — Diz como se nunca tivesse berrado, todo inocente.

— Cadê a sua irmã? — Pergunta Naruto colocando o peru em cima da mesa farta. Quando digo farta, é farta mesmo, creio que a comida ali duraria de dois a três dias.

— Tô aqui, papai!!! — A pequena Himawari se agarra à perna dele.

— Então, vamos comer! — Diz Hinata se sentando à mesa. Ao seu lado Himawari, em sua frente Naruto e ao lado de Naruto Boruto.

Ceavam felizes, comentando sobre escola, trabalho, amizades, o ano em geral. Porém, tinha hora que apenas as mulheres da casa se faziam presentes, pois os homens devoravam a comida como quem nunca viu um prato antes.

— Obrigado, mamãe, estava muito bom! — Himawari sorriu agradecendo pela comida.

Xim mafmãe! Obrigafo! — Diz Boruto com a boca cheia. Dando uma última garfada, ele escorrega na cadeira, ficando apenas com seu rosto a mostra.

— Obrigafo, Hina! — Dizia do mesmo modo que Boruto, porém aquela estava longe de ser sua última garfada.

— De nada, meus amores! — Sorri muito feliz com os elogios. — Amor, acho melhor maneirar na comida. — Diz preocupada com o marido.

— Que nafa Hina! — Continua comendo.

Enquanto Hinata, Himawari e Boruto conversavam, Naruto só parou de comer quando a comida sumiu da mesa.

— Tô...Cheioooo.... — Suspirava Naruto, cansado e muito cheio.

— Papai, mamãe, vamos brincar! — Chamava Himawari já brincando com Boruto. Ela montava um cavalinho de madeira e em sua cabeça tinha uma coroa. — Eu sou a plincesa guerreila do reino da...

Não conseguia pensar em um nome bom. Começou a encarar os lados procurando algo de que gostasse, fitou o quintal e viu um pequeno monte de folhas. Gostava de pular nesses montes e ver as folhas se espalharem... Touché! — Do reino da folha! Disse sorrindo por gostar bastante do nome que escolhera.

— Reino da folha? Gostei! — Disse Boruto aparecendo atrás da irmãzinha. — Eu sou o guerreiro mais forte da folha! Diz com uma espadinha de madeira nas mãos e uma capa preta nas costas.

— Eu serei o vilão, um monstro com 9 caudas chamado Kurama, MUAHAHAHAHA!!!!!!! Levantou Naruto repentinamente. — Eu sequestrei a rainha da folha! E vocês pequenos guerreiros, terão de tirá-la de mim! MUAHAHA! Ele pegou Hinata como se fosse um saco de batatas e saiu correndo em direção ao quintal.

Os Uzumaki's se divertiram no quintal. Naruto carregava Hinata “fugindo” das crianças, e de vez em quando paravam para “travar uma batalha”, e logo começavam a correr novamente. Depois de um tempo Naruto cai de bunda no chão. E Hinata percebe que ele não estava bem.

— Naruto, está se sentindo bem? — Sentou-se ao lado do loiro. Quando as crianças perceberam que o pai não estava bem, observaram.

— Ai, Hina, eu tô me sentindo muito mal. Ela percebeu que ele suava muito, estava pálido e tinha as extremidades frias. — E estou enjoado. — O loiro falou passando mal.

— Vamos para o hospital, Naruto! Ajudou o marido a levantar e se dirigiram ao carro. Hinata estava no volante, Naruto no banco do passageiro, Boruto e Himawari nas suas respectivas cadeirinhas. Rumo ao hospital, quase de madrugada.

Chegando no hospital que naquele horário estava vazio, o atendimento foi rápido. Naruto foi diagnosticado com indigestão alimentar. Estava em repouso, enquanto Hinata foi pedir a sua amiga Sakura buscar Boruto e Himawari para esperar Naruto melhorar. Ele só melhorou às seis horas da manhã. Nisso, Hinata já ligou avisando Sakura e passou na casa da rosada para buscar seus filhos.

— Saky, muito obrigada, espero que eles não tenham dado trabalho. — Falou Hinata pegando a pequena Himawari sonolenta no colo.

— De nada, Hina. Eles são uns amores, como a mãe! Fiquei preocupada... eles não dormiram até agora, estavam inquietos por causa de Naruto. — Suspirou a rosada um pouco cansada.

— Me desculpe, Sakura, não queria lhe causar problemas. Despede-se Hinata, logo após pedir desculpas pelo incomodo.

— O papai tá bem? — Pergunta Boruto, caindo de sono.

— Está sim. — Entram no carro e cada um vai para os seus respectivos lugares.

—Não se preocupe, Boruto! Sorri Naruto que não tinha saído do carro em nenhum instante.

— Papai! — Exclamaram as duas crianças sorrindo.

— Vamos para casa? Pergunta Hinata já dando partida no veículo.

— Sim! — Dizem as crianças, ao mesmo tempo.

Pouco tempo depois, eles já estavam em casa. Hinata pegou Himawari, e Naruto pegou Boruto no colo, iam pôr os dois pequenos adormecidos em suas respectivas camas, porém ambos despertaram.

— Mamãe, vamos ablir os plesentes. Disse a caçula dos Uzumaki, bocejando logo depois.

— Que tal dormirem primeiro? — Pergunta Hinata.

— Mas mamãe, o papai Noel teve todo o trabalho enquanto a gente estava fora de colocar os presentes debaixo da árvore. Por favor? Diz o primogênito dos Uzumaki, fazendo bico.

— Então vão escovar os dentes e lavar esse rosto, vai! Naruto diz, e quando os pequenos estavam no banheiro ele pega todos os presentes para colocar em baixo da árvore.

— Uau! — Exclamam os pequenos ao verem o tanto de presentes.

Himawari e Boruto ganharam um monte de presentes, bonecas, carrinhos, livros, jogos, etc... Depois de todos os presentes abertos, os pequenos dormiram abraçados. Hinata e Naruto pegaram eles e os colocaram para dormir.

— Bons sonhos pequenos. Hinata sussurra fechando a porta do quarto. — Vamos dormir, Naruto? Olha para o marido.

— Posso comer um pouco? Perguntou com a maior cara de pau.

— Você nunca aprende, Naruto?!?! — Diz a azulada indignada.

— Brincadeirinha! Diz o loiro rindo da cara de sua mulher.

Ambos riem e vão para seu quarto dormir. Depois de passar a noite no hospital estavam cansados. Esse Natal vai com certeza ficar marcado na memória da família Uzumaki.

24 de Fevereiro de 2018 às 22:30 1 Denunciar Insira 3
Fim

Conheça o autor

Comentar algo

Publique!
Bruna Miguez Bruna Miguez
Hello! Depois de lutar muito, finalmente criei perfil aqui! E mesmo sendo extremamente ativa no Nyah, a situação do Spirit me assusta, então queria uma outra plataforma para postar minhas fanfics e ler outras! E nada melhor que começar com uma fanfic da nossa família Uzumaki! A trama, mesmo bem simples, foi tão divertida de se ler, já que foi dinâmica e divertida, e devo admitir que você representou todos muito bem! Até mesmo a nossa mamãe Hinata! Meus parabéns pela fanfic incrível! (Inclusive, não sei como aparece esse comment aqui, então se tiver bugado de alguma maneira, me perdoe!) Um beijo e continue com o ótimo trabalho!
28 de Fevereiro de 2018 às 19:53
~