vk-shipper Diandra Santos

One Shot | +18 | Yoonmin Yoongi era um mágico ilusionista que acaba se metendo em dívidas com agiotas, usando suas habilidades ele consegue despistar quem o seguia, se disfarçando ao entrar em uma pequena boate. Jimin era uma famoso dançarino e na noite de sua apresentação, notou um rapaz diferente na platéia que não tirava os olhos de cada passo seu.


Conto Para maiores de 18 apenas.

#minyoongi #parkjimin #inkspiredstory #minimini #fanficyoonmin #Yoonmin, #yoonminfic
Conto
0
22 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Filter

Era uma sexta a noite quando Yoongi estava amarrado na cadeira com dois caras a sua frente. Fingia estar atento a tudo que falavam, mas na verdade ele estava concentrado em outra coisa.

- Não brinque com nossa cara Min Yoongi! Demos um prazo a você! Onde está o dinheiro?

- Já disse que vou pagar, podem esperar mais um pouco?

- Não!

- Eu tô sem grana cara, e essa corda tá me apertando.

- Ninguém te perguntou nada.

- É sério, olhem só - ele tentou mostrar suas mãos - Tá vermelho essa merda.

- Quieto!

- Qual é Kim, eu pago isso aí. Mas agora não vai dar.

- Você disse isso a duas semanas.

- Apenas reforçando.

- E então? - o homem ao lado olhava para o amigo - Já posso matar esse cara logo? - apertou com brutalidade o ombro de Yoongi.

- Ai merda, isso doi.

- Foda-se o padrão, vamos matar logo esse cara.

- Espera, o que?! Não, eu vou pagar - fez uma encenação.

- Apaga ele - o outro se afastou, sumindo de vista.

- Qual é cara, somos amigos não é?

- Não sou seu amigo - Se preparava para dar um soco nele.

- Espera! - o cara parou automaticamente - Não se mexa, fica paradinho aí.

Um truque velho, mas que dava muito certo. Yoongi se levantou da cadeira sem o outro perceber e tirou um pequeno animal da cabeça do rapaz - sendo exato, um rato - como? Não sei, mas aquele animal apareceu ali na hora certa e momento certo. Não perdia tempo e fez seu maior truque, disse algumas palavras baixo fazendo o moço a sua frente ficar totalmente parado.

- Esse rato e você são amigos assim que eu estalar os dedos - colocou o animal sobre as mãos dele e aos poucos foi se afastando.

Um estalo e o cara automaticamente acariciava rato, totalmente fora do seu consciente e razão. Yoongi praticou anos aquilo e se sentia orgulho toda vez que dava certo. Pegou seu casaco e pelos fundos conseguiu fugir o mais rápido que pode.

- Bazinga! - correu o mais rápido que pode antes que notasse sua falta.

Quando o outro voltou, notou seu amigo meio perdido e com um rato em suas mãos.

- Mas o que? Que caralhos você está fazendo?! - olhou ao redor - Merda! Cadê ele?

- O que?! Ahn? - jogou o bicho da sua mãe - Aquele filha da puta.

Eles sabiam o cuidado que deviam ter com Yoongi, não era medo e sim por ele ser esperto demais, usava seus truques de mágica e ilusão o que resultava nas suas fugas. Sempre que com um truque em mente, nem mesmo caras fortes e grandes como eles sabiam explicar suas ações.

Eles até correram para achar o rapaz, desesperados e preocupados em como seria a reação do seu chefe ao saber que Yoongi havia escapado de novo. Mim devia uma fortuna para tentar, pagou na primeira vez e foi a única, arrumava desculpas e sempre dava um jeito de adiar o pagamento, mas sendo um agiota cheio de clientes e bem conhecido, não seria um mágico pirralho à atrapalhar seus plano, o dinheiro que ele devia fazia falta e já que não pagaria com grana, pagaria com a vida.

- Vocês são um bando de imprestáveis! - ele falava pelo telefone - Alguma ideia de onde ele possa ter ido?

- Não chefe - o rapaz falava intimidado.

- Procurem! Tragam ele vivo, esse garoto merece uma lição. Andem!

▫️

Desde pequeno, Jimin amava dançar. Fez balé muito cedo, entrou em academias de dança e sempre fazia o melhor nas apresentações. Mas contudo, a sua vida financeira não andava bem, tinha sua faculdade além de pagar pelo curso de dança que fazia, não era cara mas tinha suas despesas de casa, comida, móveis, energia. Não tinha um emprego fixo e sua única solução foi: dançar.

Mas não para qualquer público, um pouco longe de sua casa havia um lugar privado - para festas e eventos - mas aos fins de semana era aberto um bar no local com apresentações de vários tipos, dentre eles comediantes, palhaços e dançarinos. Com uma apresentação boa, ganhava uma grana boa. Não era um trabalho em si, mas resolveu ir naquele dia, pegou sua melhor roupa e claro seu chapéu e echarpe para a apresentação que faria, não foi bem desse jeito que se imaginava em uma ao público, mas era por una causa necessária.

- Mas justo essa dança? - Jung Hoseok, seu amigo estava ajudando ele na maquiagem - Jimin, é sua dança principal no evento da faculdade, por que mostrar ela aqui.

- A coreografia hyung, eles vão gostar.

- Ah claro, meses ensaiando.

- Sem reclamações, pelo menos vou ganhar uma grana. Tem muita gente?

- Olhando daqui, estão começando a chegar - Jung olhava pela janela - Dá tempo de desistir e procurar um trabalho de verdade.

- Não - ele pegou o chapéu - Como estou?

- Fez os desenhos na mão?

- Já.

- O óculos?

- Hyung já tá tudo pronto, é só esperar minha vez.

- Ok.

Ele foi chamado para sua apresentação, respirou antes de entrar no palco e ouvir a música sendo tocada, alguns não prestavam atenção nele - ainda.

Passos para lá, uma dança sincronizada com a música, as expressões faciais que deixavam Jimin mais sexy, aplausos e assobios começavam. Não tinha como negar, ele dançava bem. Hoseok foi embora logo, não queria ver aquela palhaça, mas sorriu antes de ir ao ver que Jimin realmente dançava bem, graças a ele que o ajudou na coreografia.

Com a fuga quase sucedida, Yoongi andava nos lados escuros das ruas, desviando de qualquer pessoa que esbarrar, tentava esconder seu rosto ao máximo. Mas seu sorriso morreu ao perceber os cara que o perseguia no outro lado da rua, olhando atentos a cada pessoa.

Tenso em ser pego de novo, entrou em um beco onde foi parar no outro lado da rua, sentiu os caras atrás dele e não pensou duas vezez em correr num lugar ali a sua frente. Tinha que pagar a entrada, mas estava sem grana então foi ao lado de uma moça, fingindo ser seu acompanhante e claro, usou um tipo de hipnose rápida fazendo seu plano de entrar no local sem pagar nada - nesse caso, a moça pagou por ele - assim que se afastou e se sentou próximo dali, percebeu onde estava.

Parecia ser um tipo de local para festas e ao mesmo tempo um bar, logo a sua frente acontecia um tipo de apresentação e como os caras ainda não entraram ali, ele se aproveitou do "esconderijo".

Estava tenso, mas em meios as luzes e algums dançarinos, um rapaz chamou sua atenção. Estava com uma roupa com de vinho e um chapéu da mesma cor, sorria e tinha um olhar bem misterioso enquanto dançava. Ele se mexia levemente e, nossa, que homem!

Para Yoongi, os segundos de fuga e preocupação com os caras sumiram quando seu foco agora era o rapaz que dançava. A forma como se mexia, a boca se mexendo como se ele mesmo estivesse cantando a música, não deixou de perceber o quanto a roupa favorita seu corpo e músculos. Se perdeu em cada passo dele, ainda mais quando o rapaz direcionou seu olhar nele.

A performance havia terminado, todos aplaudiram de pé, menos Yoongi, ele se levantou e aplaudiu para o rapaz que não deixou de notar seu gesto.

Jimin estava cansando, filter era sua coreografia preferida, mas ainda sim exaustiva. Se perdeu nos passos de dança, como se estivesse apenas ele e os dançarinos. Os braços e pernas em suas devidas posições, o olhar e sorriso. Em certa parte da dança, os dançarinos ficaram a sua frente e num passe de mágica ele trocou a roupa rápido demais, chamando mais ainda a atenção de todos, mas seu olhar focou num certo alguém na platéia a sua frente. Um rapaz pálido e extremamente bonito, boquiaberto com sua apresentação, então ele se empenhou em fazer uma boa performance. Agradeceu pelos aplausos de todos e sorriu bobo quando o rapaz de antes aplaudiu de pé sua apresentação.

Ele voltou para o camarim dele, ali estavam todas suas coisas e roupas. Tomou um pouco de água tentando recuperar o fôlego, procurando forças para tirar aquela maquiagem toda. O dono do local parabenizou sua apresentação e que no dia seguinte daria o pagamento.

A imagem do rapaz não saía de sua cabeça, ele sentiu de alguma forma que o conhecia, mas de onde?

Yoongi era curioso de certa forma, ver o rapaz ali a sua frente foi algo novo e bem encantador. Não deixava de admirar cada passo que o rapaz fazia e o jeito sexy que ele tinha. De alguma forma, queria ver o rapaz de perto e isso não demorou para acontecer. Não podia simplesmente entrar no camarim, ou podia? Além de curioso era teimoso...

Ainda não tinha tirado sua roupa e maquiagem, se ficou um tempo de olhando no espelho. Escutou a porta ser abertas, mas ao olhar não viu ninguém, então voltou a se olhar no espelho. Sorriu de canto ao sentir o calafrio na pele.

- Como suspeitei.

Estava escorado na janela olhando intensamente para Jimin, Yoongi brincava com uma moeda em seus dedos. Não falava nada, apenas olhava para ele, esperava que Jimin levasse um susto por ter aparecido ali de repente, mas agiu naturalmente.

- Devo admitir que fez uma excelente apresentação - sorriu - Park Jimin.

- Como sabe meu nome?

- Mágica - tamborilou com as mãos - E também está escrito na sua bolsa.

- Obrigado, pelos aplausos.

- Você dança bem.

- Eu sei.

- E é convencido também - andou até ele e pegou a mão de Jimin - Prazer em conhece-lo - a beijou em seguida.

Puta merda que homen lindo - era o que Jimin pensava. Ele tinha algumas tatuagens no pescoço e estilo próprio, o casado três quartos e coturnos pretos, junto com uma calça jeans e camisa preta. Céus, que homen.

Jimin não tinha sorte com relações, namoro nunca deu certo e muito menos algo relacionado. Não era fácil ele sentir atração por alguém, mas aquele cara, só com um simples olhar e beijo na mão, deixou Jimin...diferente? Não sabia como.

- O que um cara como você faz aqui? - falou por fim.

- O que quer dizer com isso?

- Você é bom em disfarces - sorriu - Mas não o suficiente.

- O-o que está dizendo? - Yoongi franziu as sobrancelhas.

- Vou fazer você relembrar - aproximou dele - Min Yoongi.

Sabia o motivo da sua sensação diferente, era bom de memória e aquele rosto não enganava ninguém. Estava voltando da faculdade quando um rapaz esbarrou nele com cartas na em suas mãos. Usava um tipo de cartola na cabeça e luvas brancas.

- Aí! Você é cego por acaso? - Jimin ajeitava a blusa - Nossa, perdi minha caneta.

- Desculpe, desculpe! Não o vi.

- Ah! Clar...uau - o rapaz era bonito a peça.

- Perdeu sua caneta? Certo - ele sorria para Jimin - Acho que está aqui - levou sua mão para trás da orelha de Jimin e de lá a caneta surge - Olhe só!

- Espera aí?! Como?

- Mágica...ops - olhou para trás - Se me der licença...

Desde então aqueles olhos pequenos não saíram de sua cabeça, foi um momento rápido? Sim. Mas Jimin foi a dentro disso, ele viu o rapaz dias depois, mas sua foto no jornal por ser considerado um mágico de muito de talento que acabou se metendo em problemas e teve que sair do trabalho no circo. Min Yoongi, esse nome não saiu de sua cabeça.

- Ah! Lembrei - Yoongi foi pego se surpresa - Nossa, que memória.

- Você é bem esquecido.

- Uau. Que honra ter conhecido você.

Yoongi tinha memória fraca com pessoas, mas teve uma lembrança curta do rapaz, ele estava de óculos e cabelo preto e comparado agora, ele mudou demais. Cabelo platinado e olhar firme, sem falar do corpo, a cintura definida e aquelas coxas...

- Oh! Estou com sede, você está me secando demais.

- Impossível de admirar - eles estavam de pé, frente um para o outro - Como fez aquilo? É difícil fazer essa mágica.

- Mágica? - Jimin ria - É só um truque barato com as mãos e qualquer um consegue fazer, mágica é a coisa mais fácil do mundo.

- Ai... - Yoongi fez drama - Não precisava.

- Hm, na verdade sim - eles riam.

Era estranho e ao mesmo tempo muito comum, são dois estranhos conversando e pareciam que se conheciam a muito tempo. Jimin sabia algumas coisas sobre Yoongi, só não imaginava ver o rapaz ali a sua frente, tinha que admitir o quão ele era gato.

Estavam um tempo se encarando, Yoongi não sabia ao certo explicar como aqueles olhos castanhos e sorriso largo atraía tanto ele. O rapaz não precisava fazer nada, só aquele olhar... Aproximou sem perceber, estando tão perto que era possível sentir sua respiração.

- Gostou mesmo de me ver dançar? - Jimin entre sussurros e se aproximou dele.

- É um dançarino de ótima qualidade.

- Oh, não viu nada senhor Min Yoongi - sorria para para ele - Isso é só um trecho.

- Pretender me mostrar então?

- Talvez...

Tensão e provocação era o que acontecia ali, Jimin estava entre a mesa e Yoongi. Sentiu arrepios no corpo quando o outro mais se aproximava, os olhos fixos um no outro.

Não era nenhum santo, Jimin era bem safadinho para um rosto fofo que tinha. Não era um cara de relações, gostava de ficar com alguém sem pensar muito no que aconteceria depois, aprendeu muitas coisas e entre eles que desejo era o seu forte e gostava de se sentir desejado por alguém. A sua frente estava um homem que - acreditava ele - pensava da mesma forma se baseando pela forma como Yoongi vivia.

- Aposto que saber fazer muito mais.

- Sou um dançarino, não?

- Tem razão... - segurou a cintura do Jimin com delicadeza.

- Com licen...desculpe - a moça entrou no camarim, parece que alguém esqueceu de trancar a porta - Jimin, algumas pessoas querem te parabenizar pela dança.

- Já estou indo - olhou para Yoongi - Com licença...senhor - estava a milímetro da boca de Yoongi enquanto dizia as palavras e foi se afastando.

Yoongi ia atrás dele, mas parou na porta quando viu os homens que o procurava ali no bar. Talvez eles desconfiassem que estava no local e entraram para verificar. Ele ficou no lado da porta para não ser visto e Jimin percebeu isso.

- Merda - xingou baixinho.

- Parece que o rato ficou preso na ratoeira - ria baixinho, a moça não estava ali.

- Muito engraçado, eu tenho que ir.

- Espere, são aqueles caras? Tem jeito que de procuram você.

- Sim.

- Quando eu tirar o chapéu, você passar e vai até a porta - piscou para ele.

Jimin não sabia bem o que estava fazendo, mas o cara do sorriso gengival precisava de ajuda. Quando saíram do camarim, senti seu corpo voltar ao normal, já que sentiu um calor no seu corpo toda vez que aquele homem se aproximava dele, há tempos não sentia essa sensação e estava gostando.

Aproximou-se dos dois homens que estavam sentados na mesa a frente e por sorte, estavam de costas para porta do camarim. Conversou um assunto qualquer sobre a noite, se estavam gostando do local ou se queriam alguma bebida, os rapazez estavam prestando tanta atenção em Jimin que não notaram quando ele tirou o chapéu da cabeça sinalizando para Yoongi sair do local.

Viu quando ele saiu e se afastou dos rapazes para voltar ao camarim, ele havia se esquecido da porta nos fundos e riu por ter feito Yoongi passar pelos dois enquanto havia um caminho livre ali. Estava com preguiça de limpar a maquiagem e resolveu sair do local assim mesmo, pegando sua bolsa e celular, saindo pela porta dos fundos. Ele parou no caminho quando viu Yoongi caminhando, o rapaz estava parado do lado de fora, mas por que? Observou quando ele voltou a andar e viu também os dois homens saindo logo atrás dele. Eles não identificaram Yoongi, mas como estavam a procura dele logo perceberão que ele está bem a sua frente.

Mas Jimin era esperto.

Surgiu na frente de Yoongi fazendo o mesmo tomar um leve susto.

- Como você apareceu do nada? Será a força do pensamento? - Yoongi sorria.

- Oi de novo.

- Jimin, tenho que agradecer por ter feito aquilo e-

- Shh! Eles estão atrás de você.

- Tá de palhaçada comigo?

- Estão olhando e com certeza desconfiando.

- Se me deixasse ir.

- Vão te pegar desse jeito - percebeu que os dois caminhavam até eles.

- O que vou fazer então?

- Não foi bem desse jeito que eu queria, mas vai.

Yoongi não entendeu bem a frase, nem teve de raciocinar quando Jimin puxou seu colarinho e ali colou sua boca com a dele. Ficou sem reação no início, mas Jimin parecia não se importar, não deixou de perceber quando o rapaz tirou o chapéu e colocou a frente dos dois, desse jeito o rosto de ambos estava escondido.

Além de gostoso para caralho, era mais esperto que Min.

Então Yoongi decidiu tomar a dianteira, segurou a cintura de Jimin e aprofundou mais o beijo. Segurando em sua nuca e chupando mais daqueles lábios cheios e rosados. Céus, ele beija bem demais! - pensava enquanto beijava o outro, as línguas brigando por lugar e mordidas um no lábio do outro. Sem contar a pegada boa que Yoongi mantinha sobre o outro.

Nem eles sabiam com chegou a esse nível, um beijo para despistar os homens - que por sinal, passaram dos dois sem querer atrapalhar aquele momento "íntimo" então foram na frente - se tornou um beijo profundo e cheio de desejo.

Jimin tentava processar o que tinha acontecido, respirando com dificuldade por ter ficado sem ar. Ainda segurava o chapéu a sua frente para não serem visto, olhava no fundo dos olhos de Yoongi a sua frente, sorrindo para ele. De todos que beijou na sua vida, aquele foi o melhor sem conter nos arrepios que vinha sentido com o rapaz.

- Você beija bem - Yoongi sorria de lado para ele - Muito bem.

- Não perde tempo com os elogios certo.

- Hm, pra conseguir o que quero posso fazer mais do que um simples elogio - tocava o queixo dele.

- Tipo?

- Vejamos.

Puxou Jimin para perto, sabiam estar em uma calçada aos beijos, mas não passava quase ninguém ali. Puxou o garoto cada vez mais perto, apertando não só sua cintura, mas ao mesmo tempo o beijava, tomando Jimin com certa possessividade. Foi como um gatilho ouvir um gemido do rapaz quando aperto sua bunda.

Jimin sabia ser errado estar aos beijos com um cara que mal conhecia, mas não viu muito pecado de sua parte pelo fato de muitos fazerem isso em festas, eventos e ele nunca os julgou. Mas aquele não era qualquer estranho, Min Yoongi visto em fotos ou de longe não era nada comparado visto de perto, os músculos, olhos, boca e tudo que podia ter era viciante de perto e Jimin se apreciava disso, jamais pensei que estaria entregue nas mãos desse homem. Já estavam ali, por que não aproveitar?

- Você...merda, você é gostoso para caralho - beijava o pescoço de Jimin.

- M-minha casa...vamos - apertava os ombros dele.

🥀

A situação dos dois era complicada, estavam quentes de uma forma boa, sem contar o tanto de provocações que diziam um ao outro. Mãos apressadas e tira-tira de roupa. Por sorte, Hoseok não decidiu dormir ali naquela noite então a casa era só dos dois.

Passos apressados até o quarto com beijos no pescoço e mãos bobas. Jimin estava sobre o colo do Yoongi enquanto iam para o quarto, tirava seu casaco e camisa sem parar o beijo.

Assim que chegaram, foi colocado ao chão e juntos tiravam suas roupas restantes.

Deus grego - ficou boquiaberto com a vista a sua frente. Yoongi era um homem bem sarado e tinham músculos não só nos braços como um abdômen muito bem definido. Tocou o corpo do outro e voltou a beijar o rapaz, mas agora sendo colocado para se deixar na cama.

Yoongi estava sobre si e por um instante admirava cada traço dele e riu bobo - onde estava se metendo? Nem ele sabia, porém estava gostando - fechou os olhos quando sentiu a boca do Yoongi sobre seu tronco. Chupando seu mamilos e apertando sua coxa, aproveitando para tirar a calça e cueca box de Jimin o deixando inteiramente nu. O rapaz fechava os olhos toda vez que Yoongi tocava sua barriga, mordia, deixava uma marca nela. Estava tanto tempo sem transar ou ficar com alguém que ficou sensível aos toques.

Ele não perdeu tempo em deixar Jimin cada vez mais excitado, estimulando o rapaz, segurando seu pau com a mão enquanto descia mais sua boca. Assim que chegou a sua pélvis, deixou vários beijos em cada coxa de Jimin, a mordendo vezes ou outras vendo o rapaz suspirar e fechar os olhos bem forte.

Jimin era gostoso demais, Yoongi adorava dizer isso a ele.

- Ai...droga - Jimin apertava os lençóis - Yoongi!...

- Hm? - ele estava concentrado em beijar o corpo do rapaz.

- Ah...Yoon... - precisava dele - Droga, anda logo com...ah!

Arqueou a costa quando sentiu seu pau ser totalmente engolido pela boca do Min. Era quente e Jimin podia gozar só com aquilo, mas Yoongi começou os movimentos do boquete e foi melhor do que pensava.

Não perdia tempo em chupar Jimin com orgulho ao ver o rapaz se contorcendo com seus toques. Sua língua dava total atenção a ele e claro, estava ansioso para entrar no rapaz e nada melhor do que deixa-lo preparado. Com um dedo, colocou sobre a entrada do rapaz para estimula-lo e recebeu o som muito agradável. Jimin gemeu com aquele toque e se segurou para não gozar ali mesmo, cada toque do Yoongi era novo e muito, muito excitante.

Ele se demorou com o boquete e estímulo no outro, mas parou quando viu o outro pronto para ele.

Subiu para tocar aqueles lábios inchados e rosto corado, beijava o pescoço do Park algumas vezes roçando seu pau na entrada do outro que gemia pela sensibilidade.

- A quanto não é fodido por alguém Jimin? Olhe só o jeito sensível como estar...

- Não comece, Min... - se mexia para sentir mais do outro - Droga, me fode merda...ah!

Mais uma vez Yoongi o pegou de surpresa, dessa vez colocando o pau me sua entrada, era apertado e gemeu alto sem se importar quem o ouviria. Min esperou que ele se acostumasse e logo que confirmou estar bem os movimentos estavam presentes, sentindo um prazer como não havia sentido.

Jimin era apertado e quente, Yoongi sentia seu pau ser engolido. Fodia o rapaz abaixo de si com vontade, apertando suas coxas e modiscando seu pescoço, saboreando-se dos altos gemidos que recebia dele e dar unhas pequenas arranhando sua costa.

- Aí! Min continue! Acerte de novo! - Jimin sentiu o mais velho acertar sua próstata.

- Droga! - ele ia mais fundo e rápido em Jimin - Quero gozar em você Jimin, deixe você sujo de mim.

- Por favor.

A noite seria longa, estocadas e mais estocadas e logo Jimin veio, sujando sua barriga e quase gritando por estar tão aberto daquela forma. Yoongi continuava dentro dele, mas queria fazer diferente. Empurrou o rapaz para se deixar, ficando em seu colo. Gemeu por sentir Yoongi mais fundo naquela posição.

- Você me deixa louco - Yoongi acariciava a bunda dele.

- Minha vez - sorriu safado.

Aquilo era bom e não queriam parar. Jimin rebolava bem demais, fazendo Yoongi fechar os olhos de tão excitado que estava, apertando a cintura do rapaz e beijando seus ombros.

Mas Jimin puxou seu rosto para então beijar sua boca, sem parar os movimentos e vez ou outra mordendo o lábio dele. Mas em um momento a troca de olhares ficou intensa como se quisessem dizer algo para outro mas só olhar bastava.

Eles acabaram gozando mais uma vez enquanto se beijavam, estavam tão cansados mais ainda sentiam seu corpo queimar. Jimin encostou sua cabeça no peito suado de Yoongi tentando recuperar o fôlego sentindo ele brincar com seu bunda.

- O que foi isso?

- Devo fazer a mesma pergunta.

- Não sei, mas aconteceu - Jimin sorria - E estou feliz por ter saído melhor do que esperei.

- Estão estava pensando nisso?

- Talvez - beijou ele mais uma vez - Preciso de banho.

- Gostaria da minha companhia?

- E tenho como negar?

E o que era pra ser um banho, se tornou mais uma foda no banheiro.

🥀

Na manhã seguinte, Jimin estava um pouco dolorido mas conseguia andar até a cozinha, o barulho na cozinha era conhecido, sabia ser Hoseok com seu costume de preparar o café. Saiu do quarto com cuidado e ficou alguns minutos apreciando o homen que dormia ao seu lado.

Lindo.

Vestiu uma camisa e calção, se sentando na mesa já que Hoseok tagarelava sobre a noite passada.

- 100 wons? Só isso?

- Por enquanto.

- Desiste disso cara e procura um trabalho descente - entregou a xícara de café para ele.

- E se eu trabalhar de mágico, sem fazer uns truques.

- Pra que? No fim fazer malandragens como aquele do circo faz agora? O tal de Min Yoongi?

- Ele deve ter tido seus motivos.

- Você e suas ideias.

- Conheci um cara ontem - Jimin tomava o café - Muito gato.

- Ai meu Deus você transou com ele?

- A-a...sim?

- Jimin?

- O que foi? Eu estava com vontade, e também devo que dizer que cara não era qualquer um.

- Lá vai você. Quem era?

- Bom...promete não ter um surto?

- Jimin o que você anda aprontando?

- É...bom dia Min! - falou quando o rapaz saía do quarto.

- Min? Espera ele dormiu aqui? - Hoseok se virou para olhar o rapaz e não teve como controlar - Puta merda, Min Yoongi?! Que porra é essa Jimin?

- Eu p-posso....

- Min Yoongi? MIN YOONGI Jimin? Você é doido ou o que?

Ele explicou o máximo que podia para Hoseok, mas estava tão furioso que precisava esfriar a cabeça. Se despediu educadamente dos dois, ainda era um grande baque saber que seu amigo estava tendo um caso com Min Yoongi.

"Caso"

- Ele é sempre....?

- Sim, mas ele volta ao normal depois. É só o jeito dele, você não entenderia.

- Certo - Yoongi pegou seu casaco, Jimin não tinha reparado que ele já estava com suas roupas, casaco e acessórios - Eu devo ir.

- Espera, o que?

- Jimin, tenho que ir, procurar um jeito de escapar desses caras.

- Pode ficar aqui.

- Aí eles vão perseguir você - Yoongi falava tranquilo, era estranho pensar no fato de que não veria Jimin - Vou para outra cidade, seja o que for.

- Cidade? Vai sair de Busan?

- É minha única salvação.

- C-como? - Jimin se sentia estranho - Vai ficar longe - se aproximou dele.

- Tento não pensar no fato de que vou ficar longe dessa boquinha gostosa e não sei quando o verei novamente - tocou o rosto de Jimin - A noite de ontem, foi maravilhosa, mas não quero que se meta em problemas por minha causa.

- Hm...e se...e se eu for com você?

- O que? - Yoongi não entendia bem - Ir comigo? Você tem sua vida Jimin.

- Confesso que amo o que faço, mas ao mesmo tempo estou cansado da rotina, das pessoas e de tudo. Quero começar do zero.

- Comigo?

- Por que não? - se aproximou dele - Só se quiser claro - beijava o rosto do rapaz.

- Não faz isso...

- Me deixe ir com você, sei que mal nos conhecemos mas é uma ótima oportunidade não acha?

- Você não bate bem da cabeça.

- Tem razão, acho que um mágico de oz me mostrou esse lado que nem eu conhecia.

- Quer realmente ir comigo?

- Sim.

- Certeza?

- Toda - sorria e mordia os lábios.

- Acho que quem se meteu em problemas aqui sou eu - puxou Jimin para um beijo.

Era pra ser uma noite, apenas, mas acabou se tornando o início de um romance bem engraçado. Jimin deixou sua antiga vida para trás quando entrou no avião com Yoongi, eles foram a noite e desde então não desgrudavam um do outro. Foi bem difícil no começo mas aos poucos eles conseguiam o que queriam. Yoongi acabou de cara que usava truques para roubo com agiotas para um homem apaixonado.

Ele acabou conhecendo mais de Jimin, seus gostos, atos, sorriso e claro, gemidos. O rapaz era uma ótima companhia e viu dependente dele. Ambos começavam a se conhecer mais aos poucos.

Com o tempo, Yoongi conseguiu emprego em um circo e mesmo com fama que tinha ele acabou fazendo de tudo para que voltasse a ser um bom mágico, mas não estava sozinho dessa vez. Jimin era seu ajudantes, claro que ensinou o rapaz alguns truques e juntos faziam uma plateia ficar de pé. Jimin trabalhava no circo também, com apresentações.

Aos feriados e fins de semana, os dois ficavam livres e paravam maior parte do tempo em casa só nos beijos e carícias.

Talvez era risos que Yoongi realmente precisava, de alguém para amar e ser amado, Jimin acabou se tornando a pessoa perfeita em todos os sentidos. Esse tempo todo que viveu era para isso então? Para esperar o dia que Park Jimin aparecesse em sua vida, e era grato por isso.

Eles estavam num parque de diversões no fim de semana, andando de mãos dadas entre as pessoas. Andando livre sem precisar de esconder era tão libertador para Yoongi ainda mais agora se sentindo o cata por andar com Park ao seu lado, estava mais bonito e se destacava por onde passava.

- Eu tenho que oficializar isso direito não acha?

- Do que está falando? - eles pararam perto da ponte.

- Jimin, você me tirou, digo de uma forma bem clara, do fundo do poço. Eu não tinha ninguém para conversar, amar...não tinha companhia, vivia apenas para dever os outros. Mas você chegou e fez meu mundo ter um pouco mais de cor.

- Devo dizer o mesmo.

- Então nada melhor do que... - ele pegou algo do bolso - Park, você quer ser oficialmente meu namorado?

- Tá brincando né? Meu deus! - ele deu pulo de felicidade - Óbvio que sim, aí meu Deus!!

Ele pulou em Yoongi, enchendo o rapaz de beijos e por fim um abraço bem apertado.

- Eu te amo - Yoongi sussurrava no seu ouvido.

- Devo me sentir lisonjeado?

- Obviamente.

- Ótimo! - sorriu para ele - Eu também te amo.

6 de Julho de 2022 às 01:38 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Fim

Conheça o autor

Diandra Santos Um amador de fanfics Yoonmin! Escritor nato! Onlyarmy. Autor da fanfic Memórias Perdidas. User no spirit/wattpad: @DiandraSanttos

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~