bubu-pompwuuum Bubu Pompwuuum

"O palácio é misterioso, quem deseja invadir, não volta nunca mais" É isso que os cidadãos dizem sobre o castelo real, o que realmente deve ter dentro do palácio? !!AVISOS!! - canibalismo (leve) - violência (mediano) - paranormal - relações sexuais (leve) *Os avisos acima ainda não aconteceram, irá ocorrer no decorrer da história. • HISTÓRIA ORIGINALMENTE POSTADA NO WATTPAD, MAS ESTAMOS EXPANDIDO O PÚBLICO DA OBRA!!


Fantasia Fantasia histórica Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#LGBT #monarquia #BL # #romance #Fantasia
1
27 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todos os dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

PILOTO - Um juramento solene

——𝕮𝖍𝖆𝖕𝖙𝖊𝖗 - 0


London


• 1837


Eu havia o acordado ás 06:00, abrindo as enormes cortinas de seu quarto


Com um carrinho de servir Chá, além do bule havia acompanhamentos


- "Bom dia, pequeno mestre."


O moreno abriu os olhos, me encarando


- "Bom dia, Mei."


Mei era uma mulher de 1,52 de altura de cabelos ondulados pequenos morenos avermelhados, olhos castanhos e um vestido vermelho com detalhes pretos. Sua peculiaridade era que havia uma chama de fogo no topo de sua cabeça


- "Hoje é seu Chá favorito, deves estar totalmente disposto hoje, afinal é o dia de tua coroação."


O herdeiro de cabelos pretos com reflexo azuis, olhos brilhantes como o oceano na noite e pele pálida se levantou, pegando a xícara preparada pela morena


- "Chá de mirtilo.. "

Ele disse enquanto degustava do gosto, ele deu um suspiro satisfeito


- "Quais são os afazeres de hoje?"

Ele olhou para a morena


- "Hoje eu não poderei ficar contigo, irei preparar tudo para a sua coroação, de início você tem aula de francês com Dean, aulas de violino logo após, Etiqueta e por fim, antes do almoço, aulas de valsa com seu noivo Yukine"


O moreno ao ouvir o nome de seu noivo, ficou completamente desnorteado


- "Farei mais algo com o Yukine além da aula de valsa?"


Mei ao ouvir aquilo, deu um riso soprado


- "Durante a coroação, ele ficará do seu lado até o final, e vocês poderão dançar juntos. "


Ele pareceu satisfeito, ele sempre gosta de ter tempo para seu noivo, independente do horário, por mais que seu querido sempre apareça do nada apenas para se verem.


- "Tudo bem"


- "Hoje, Kang Chiyeol se tornará o mais novo e o único rei da linhagem da coroa negra."

A morena disse impressionada


Chiyeol se levantou, totalmente determinado após o que ela havia dito


- "Sim."


· · ─────── ·𖥸· ─────── · ·


Após Chiyeol ter se trocado, ele estava usando uma blusa social branca com um corset azul com detalhes pretos, bermuda preta e sapatos sociais pretos com meias de cano alto brancas


Ele estava andando em direção a sala que iria ter aulas de francês, mas a porta foi aberta por uma cabecinha ruiva muito bem conhecida


- "Chiyeol!"


Era seu noivo, seu noivo o abraçou de um jeito tão carinhoso que ele pensou que havia morrido e ido para o céu


Chiyeol retribuiu o abraço


- "Bom dia, querido. "


- "Quando eu soube que você iria vim aqui eu fui mais rápido! Hehe, eu senti tanto sua faltaa. "

Yukine dizia enquanto o olhava com um olhar iluminado como sempre, além de seu sorriso dócil


- "A gente se encontrou ontem."

Chiyeol deu um riso baixo por conta de seu noivo, ele era tão adorável ao seu olhar, o moreno levou uma mão até a bochecha do ruivo e a acariciou


Yukine logo se lembrou

- "Ah! Eu tenho que ir, eu tenho aula de ópera agora, eu apenas vim acompanhar o Dean até aqui, e aproveitei para te ver também!"


Yukine deixou um beijinho nos lábios de Chiyeol, algo que o surpreendeu


Quando eles se separaram, ele quis muito, muito mesmo voltar para os braços de seu noivo e sentir seu perfume adocicado que o fazia se acalmar tanto


Yukine abraçou seu irmão mais velho e finalmente saiu


Chiyeol deu um sorriso provocativo quando viu o cunhado


- "Eu ganhei um beijinho, você não~"

Chiyeol se sentou do lado do loiro


Dean era um garoto mais alto que Yukine e Chiyeol, ele havia cabelos loiros e olhos esverdeados com reflexos amarelados, assim como seu irmãozinho era ruivo e havia olhos esverdeados


Esses dois irmãos usavam roupas combinando, Dean usava uma roupa simples branca, a única diferença é que Yukine havia colocado um suéter rosa por cima de sua blusa social branca


Dean já havia se irritado com a frase provocativa do outro


- "Cale-se."


Finalmente a professora havia aparecido


*✧・゚: *✧・゚:*✧・゚: *✧・゚:*✧・゚: *✧・゚:


Mei estava andando para fora do palácio, indo até uma zona considerada proibida para os empregados, ela atravessou o jardim do palácio e finalmente chegou ao campo de treinamento


Ela conseguia ouvir os soldados em treinamento, e as torres de observação analisando os soldados


Ela subiu as escadas, e encontrou a pessoa que queria


- "Moyu."

A morena a viu de costas


Era uma mulher alta com pele negra e cabelos negros, olhos em tons carmesim e usava um laço vermelho no pescoço


Ela usava uma armadura fumê com tecidos pretos, não era armadura para usar no exército ou em campo de batalha, era apenas seu uniforme formal


Sua peculiaridade era que ela era uma pantera negra, ela sacudia sua calda de um lado para o outro com as mãos nas costas enquanto observava severamente os soldados


Quando ela ouviu a presença de Mei, ela levantou as orelhas e olhou de canto para a outra, como se estivesse dando ouvidos


- "Provavelmente teremos tentativas de invasões durante a coroação, você já sabe onde designar os soldados?"


Moyu voltou sua visão para a arena


- "Não se preocupe, já está tudo planejado.. Mas Charlie será a única que ficará dentro do palácio, nas portas da coroação. Ela será o suficiente."


Mei ao vê-la citar que sua filha, ela se sentiu lisonjeada, tudo que sua filha aprendeu foi consigo, e ela se tornou a soldada mais honrada do exército inteiro


- "Certamente."

Mei disse com um sorriso meigo de sempre


Finalmente se retirando


Durante seu caminho, Mei foi surpreendida por um abraço forte e caloroso


Era sua filha mais nova, Charlie.


- "Mamãe!!"


Charlie era uma garota de 1,58 que havia cabelos curtos ondulados, a diferença de seus cabelos com os de sua mãe, era que os de Charlie eram platinados.


Provavelmente puxados do suposto pai.


Ela usava um kimono, além de treinar sua força ela treinava artes marciais, para não perder a elegância no campo de batalha


- "Bom dia, minha flor. "

Mei acariciou os cabelos da menina, beijando sua testa


Charlie apreciou o carinho


- "A senhora vai encontrar a Nora agora? Poderia entregar a ela isto aqui?"


Charlie disse eufórica e agitada enquanto pegava uma caixinha preta, entregando para a sua mãe


Mei assentiu, continuando com um sorriso meigo, continuando a ter seu rumo


Ela foi até o quarto de sua filha mais velha, batendo duas vezes até poder entrar


- "Nora."


Mei sorriu


Nora estava pintando um novo quadro, o quadro do mais novo rei da coroa negra; Kang Chiyeol


- "Está ficando lindo, querida. "


Nora era uma garota de 1,65 que havia cabelos longos castanhos avermelhados, olhos azuis que pareciam ser feitos de cristais, pele pálida e usava um vestido amarelo com um corset marrom


Os olhos azuis provavelmente deveriam ser do pai dela, certo?


Nora ao notar a presencia de sua mãe, parou de pintar e sorriu suavemente a ela


- "Mamãe."


- "Charlie disse que queria te entregar isso aqui, eu não abri. Então não sei o que é"


- "É o colar que ela havia pego emprestado. "

Nora se levantou e pegou a caixinha, a abrindo e o colocando


- "Preciso dele para a coroação. "


Quem iria coroar o rei, seria ninguém mais que Nora.


Mei sorriu satisfeita, após conversar um pouco mais com sua filha ela se retirou, olhando o relógio e notando que era hora do almoço


Hora do almoço de todo o palácio


Os empregados já haviam preparado tudo, afinal Mei fez uma lista de tudo que era para ser feito


Ela foi andando calmamente até a cozinha, vendo tudo sendo levado ás bandejas para ser servido a mesa


࿇ ══━━━━✥◈✥━━━━══ ࿇


A toalha da mesa era branca com detalhes azuis marinhos nas pontas


Os jogos de pratos combinavam com a toalha assim como o jogo de talheres


Tudo foi escolhido por Mei, assim como foi polido também


Tudo tinha que estar perfeito em um dia como aquele


Mei estava parada na entrada da sala principal de jantar, esperando a escadaria ser preenchida com sons de pessoas a descendo


Chiyeol desceu com seu noivo abraçando seu braço, ambos conversavam e riam entre si enquanto desciam


Chiyeol estava com um olhar preocupado, mas calmo em direção ao ruivinho


E Yukine estava com aquele olhar gentil e apaixonado que era direcionado apenas para Chiyeol


- "Aulas de ópera cansam muito minha voz, mas é normal, Chichi!"


Chiyeol apesar de saber que é normal, deu um suspiro


- "Descance suas cordas vocais após o almoço, não quero te ver rouco."


Eles entraram na sala de jantar, Chiyeol se sentou na única cadeira e a maior de todas que havia na horizontal superior da mesa, enquanto Yukine sentou na primeira vertical da esquerda da mesa apenas para ficar junto a Kang


Dean desceu logo após, aparecendo e se sentando do lado de seu irmãozinho


Logo após muitos moradores do palácio chegaram e se sentaram, dando inicio ao almoço


Tudo parecia normal, até uma coruja sombria com penas marrons aparecer atravessando a janela como se fosse um fantasma, e pousando nos dedos de Mei


Sussurrando algo a ela


Mei apenas deu o mesmo sorriso meigo de sempre, vendo a coruja ir embora, ela se retirou pelas sombras e apareceu no meio do jardim, aparecendo atrás de um homem que estava armado olhando na mira da janela onde o futuro rei estava almoçando


Mei apenas levou a chama que havia em sua cabeça á ponta de seus dedos, a deixando intensa o suficiente para começar a queimar a pele do homem


Mei tampa a boca do mesmo para ele não gritar, apenas cortando sua garganta


Pegando a arma e dando um suspiro de alívio


- "Bem, pelo menos eu não terei tanto trabalho para me livrar dele, ele será.. Almoço da Moyu, de qualquer forma. "


Moyu por algum motivo amava o sabor impuro que a carne humana tinha, por ela ser um animal ao olhar de humanos, no raciocínio dela, se eles comem animais, porque animais não podem comê-los?


Mei apenas deu um sinal á general, e deixou o corpo ali, afinal logo logo ele irá ter sumido e aqui estará limpo novamente.


Quando ela entrou novamente no palácio, ela viu seu pequeno mestre praticamente esquecendo que havia aulas, e brincando de "rei" com seu noivo e seu cunhado


Provavelmente aquilo tudo era obra do ruivo


- "E ai, quando você virar rei, eu irei me casar contigo e o Dean será seu conselheiro!"


Quando Chiyeol iria responder, ele ficou em silêncio por ter notado a presença de Mei, ele a encarou e fechou o rosto, se levantando


- "Yuki.. Eu tenho aulas a fazer, ainda. "


A morena deu um sorriso, a sombra de sua franja tampou o seu rosto


- "Meu pequeno mestre, talvez possamos adiantar o ensaio de tua coroação, sim? Você provavelmente gostaria de ficar com os irmãos."


Chiyeol logo deu aquele olhar iluminado para a mais velha, apenas aquele olhar determinado dizia "Sim! Mil vezes sim!"


Ensaiar com Nora, que seria o padre que iria coroar Kang Chiyeol


Mei lutou muito para colocar sua filha mais nova como padre/bispo


Isso até causou uma revolta nas igrejas


Mas graças a sua rainha, todas essas propostas foram aceitas


Como por exemplo, casamentos de pessoas do mesmo gênero, mulheres como padres e várias outras


O povo da Inglaterra e de outros países acharam que a rainha havia ficado louca


Muitos tentaram matá-la após isso


Bem, era apenas isso que todos lembravam da rainha


Uma suposta mulher imatura que era sonhadora e pacífica demais.


✼ •• ┈┈┈┈๑⋅⋯ ୨˚୧ ⋯⋅๑┈┈┈┈ •• ✼


Chiyeol havia se saído muito bem no ensaio da coroação


Ele foi "abençoado" no final com muitos mimos de seu noivo


Ele está especialmente carente hoje


- "Você foi muito bem, Chi!"


Yukine dizia enquanto o abraçava fortemente


Yukine era mais alto que Chiyeol, por conta também do corpo frágil do moreno, o ruivinho só faltava levantar seu corpo do chão


Chiyeol se sentia tão bem perto do mesmo, ele se sentia extremamente calmo perto dele


Mei forçou uma tosse


- "Meu amo, você deve de ir agora, você precisa estar impecável hoje."


Chiyeol concordou, mas ele parecia querer dizer algo


- "Mei."

Ele a chamou


- "Sim?"


- "Posso.. Me arrumar junto com o Yuki e o Dean?"


Ele estava com um olhar normal ao ver dos outros, mas para pessoas próximas como Yukine, Dean e Mei, ele estava com um olhar pidão


Mei deu um sorriso


- "Tudo bem, apenas porque hoje é um dia especial. "

࿇ ══━━━━✥◈✥━━━━══ ࿇


Mei havia deixado seu pequeno mestre aos cuidados daqueles dois irmãozinho


Yukine era o mais jovem dentre os três, e Dean sendo o mais velho


Dean apesar de ser quieto e tímido, quando os três estão a sós, eles brincam e gritam muito


É adorável aos olhos de muita gente


Se não fosse caótico, claro


Ela andou até o jardim novamente, vendo a general ali


Lambuzada de sangue por suas presas afiadas e por suas garras


Qualquer ser que seja sensível diante daquela visão, teria desmaiado ou vomitado ali mesmo.


- "Ah, Moyu.. Tenha modos."


Ela viu o que havia mais corpos do que o esperado, durante a coroação seria pior


- "irei pedir que você designe as tropas agora, não há mais o que esperar, certo?"

Mei se aproximou, com aquele mesmo sorriso meigo


Aquele sorriso que a Moyu fechou ainda mais o rosto ao ver.


- "É, pelo visto sim, mas eu não irei me responsabilizar pelo jardim."


- "Tudo bem, apenas sejam silenciosos, vocês sabem muito bem fazer isso, certo? Para agarrar sua presa.. Precisa ser bastante silencioso.."

Mei se aproximou do ouvido da general, com aquele mesmo sorriso enquanto olhava para os olhos da mulher


- "Você é um demônio, Moyu.. Sabes muito mais do que eu sobre isso, sim?"


Moyu fez um estalo com a boca, dando os ombros e seguindo o rumo para a arena


Engraçado, um demônio com uma forma de pantera não revidar.


Mei olha para o jardim novamente, dando um suspiro


- "ah, tudo teria que estar limpo para a coroação.."


Mei estava pensativa, logo deu de ombros


- "Quando ele se tornar rei, ele não precisará se preocupar com este jardim, quando for ver o dele."


Um jardim que apenas as rainhas acessavam, ninguém sabia a existência desse jardim, nenhum morador do palácio sabia, além daqueles que as rainhas queriam que eles soubessem.


Provavelmente Chiyeol levaria Yukine lá dentro.


Mas como Mei sabia da existência dele?


«────── « ⋅ʚ♡ɞ⋅ » ──────»


Chegou a hora, as portas do palácio estavam cheias dos cidadãos comuns que queriam acompanhar a ida do futuro rei até a catedral que seria realizada


A guarda Real estava protegendo o limite que os cidadãos tinham que manter


Uma carruagem folheada a ouro estava à espera do herdeiro


Ele estava tão brilhante, ele usava uma roupa digna de um rei.


Quando ele entrou na carruagem, ele acenou elegantemente para seu povo


Chegando na Catedral, ele foi andando calmamente até à porta oeste, sendo recebido pelas outras famílias reais de outros países, além de grandes chefes de estado e políticos.


Ele seguiu seu caminho ao som do hino, passando pelo coral e finalmente teve a visão do trono, e de Nora, o mais novo arcebispo


Ele se curvou diante Nora


- "Aqui diante em mim, Ô Deus, após a morte de Rainha Anabella, teu primogênito irás assumir vosso lugar."


Tudo parecia ocorrer bem, todos presentes falavam "Deus salve o rei."


Menos Mei.


Mei estava parcialmente quieta hoje, ela estava com as mãos entrelaçadas na frente de seu corpo, em um lugar com sombra


Não dava para ver seus olhos por conta da sombra de sua franja


Mas dava para ver aquele sorriso meigo


Ela apenas deu alguns passos para trás, e sumiu.


Ela apareceu atrás da Catedral, na sombra de uma árvore


- "Faz um bom tempo, não faz? Meu velho amigo."


Mei disse com aquele sorriso apenas aumentando


- "Agora vamos ao juramento solene, tu juras honrar e ser fiel ao teu povo, à justiça, às leis e à Igreja?"

Nora disse com as mãos em cima da Bíblia


- "Juro trazer honra e ser fiel ao meu povo, à justiça, às leis e à Igreja."


Nora pega uma almofada azul com detalhes brancos que em cima havia uma coroa fumê que continha safiras ao seu redor, ela de longe parecia ser simples, mas de perto todos podiam ver o quão grandiosa ela era


Quando coroado, Chiyeol se levanta, sem bloqueios para a sua visão do trono, ele anda em direção e finalmente, se senta.


Todos presentes se curvam diante ao mais novo rei.


- 𝕿𝖔 𝖇𝖊 𝖈𝖔𝖓𝖙𝖎𝖓𝖚𝖊...

22 de Maio de 2022 às 02:10 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo Chapter 1 - Uma velha amizade

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 23 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!