daniel-brotas1651582162 Daniel Brotas

Enquanto um império religioso expande seu poder, extinguindo a magia do mundo. Os seres mágicos restantes devem se fortalecer para derrubar o fanatismo cego, que os caça em inquisição. Ao passo que essa luta de poder e sobrevivência é travada, as evidências de um Apocalipse cresce, e ameaça vir e Obliterar a todos. Alta Fantasia, um épico medieval apocalíptico com influência soulslike, Last Airbender, bíblia e fatos históricos.


Fantasia Medieval Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#lastairbender #tolkien #berserk #fantasia # #darkfantasy #escritoresbr #soulslike #fimdostempos #magia #medieval #aventura
5
1.0mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todas as Sextas-feiras
tempo de leitura
AA Compartilhar

Os 4 Elos- Interlúdio

A capital dos reinos, a cidade de Elosfouth está localizada a oeste de tudo, todas as estradas à oeste te levarão a Elosfouth. é a maior cidade do continente e é habitada exclusivamente por humanos. Suas forças vinham dos números, seus exércitos nas histórias de batalhas, eram como as estrelas de uma constelação no céu de um dia negro.

A cidade é também o centro político do país e emana muito poder. Tal poder é regido pelo quarteto de governantes dos quatros elos da cidade. O elo da Força representado pelo general de batalha Ikaros Lamafet, o elo da Sabedoria assumido pelo letrado Manuf Massiko, o elo da Justiça coordenado pelo juiz Roland Basilho e o elo da fé, este o mais importante, regido pela Cléria Valentina Pascoal.

A fé em Elosfouth é a coluna mais forte de toda sua fundação, dado à devoção de todos aos Anjos redentores, os padroeiros da cidade. Na fundação da cidade, foi construído um monumento central das figuras religiosas que representam o poder dos quatro elos, tornando assim os cargos divindados.

A estátua da justiça é um anjo com a espada e asas apontadas para cima. a sabedoria é um anjo dedilhando uma harpa-arco com as asas cobrindo os pés. A força, um anjo segurando o machado acima da cabeça com as asas abertas na horizontal. E o anjo da fé, um deslumbrante anjo com as mãos centralizadas na altura do peito com as pontas dos dedos ligadas formando um triângulo. vestindo uma túnica caindo sobre o corpo e as asas recuadas como a de um pombo, ficando as asas quase imperceptível.

As quatros estátuas compõem um grande santuário de adoração aos anjos. Muitos fiéis vêm pedir a proteção e a providência acendendo incensos, velas e trazendo oferendas, rogando pela misericórdia para o dia da obliteração.

A catedral de Aphanael contém todos os manuscritos das histórias e profecias registradas ao longo do tempo. No passado, muitas histórias foram contadas a respeito dos anjos e muitos mitos acabaram se misturando com a realidade. A igreja teve que publicar um manuscrito canônico e proibiu a divulgação de qualquer outra verdade contraditória ao seu livro.

No entanto muitos céticos afirmam que a verdade sobre os anjos se perdeu e que muito do que se acredita é fruto das histórias mitológicas canonizadas.

O livro é dividido em pretérito, presente e prelúdio e os presbíteros que viajam o país espalhando os ensinamentos estabelecidos pela lei de Elosfouth ensinam que;

“Há três mil e quinhentos anos o mundo vivia e viviam-se, até que o dia da obliteração veio.

Neste dia, a lua deu um sinal, um elo vermelho apareceu na circunferência interna da lua. e durante dias inteiros ouviam-se ruídos em todos os cantos, para alguns os ruídos eram tão fortes que arrancavam-se os cabelos. um som agudo afligia os nervos deliberadamente, e por não saber o que estava acontecendo, a loucura era o caminho mais sóbrio para tal dor.

De repente num dia de céu limpo, um trovão rachou e rasgou o céu, o barulho foi tão grande que derrubou muitas moradas, e num piscar de olhos o céu escureceu num tom roxo, o desespero tomou conta das ruas. Os viventes corriam-se e prantavam-se. E eis que uma luz intensa desceu da rachadura do céu, trazendo as quatro figuras que desceram a terra, o chão onde as criaturas caíram estremeceu e uma cratera se criou de tamanho impacto.

Um dos anjos ergueu a mão e cortou o ar com sua espada, uma energia emanava desta espada e percorreu todos os campos e cidades, transformando toda vida em pó, todas as plantações, animais, tudo fora consumido.

Os próximos anjos ergueram suas armas e também cortaram o ar, uma nova áurea viajou o mundo e novas vidas foram germinadas, novos animais, nova fauna, nova flora novos seres.

E ai de quem não foi poupado, lançado à escuridão da não existência. mas aqueles que ofereceram suas dádivas para os anjos renascerão das cinzas e viverão novamente”.

Muitas histórias como esta são contadas, mas com tanta variação da mesma história, a real verdade não se sabe, muitos acreditam que as raças mágicas existentes no mundo são sobreviventes da lâmina do anjo, e que a cada obliteração novas versões de humanoides são criadas, sendo essa última geração com a megacidade reduzida. Outros acreditam que a Elosfouth usou do medo que tem, para estabelecerem o medo nos povos e consumiu a sua própria verdade.

Valentina Pascoal, é a responsável pela manutenção da fé angelical, uma figura popular, conhecida por sua caridade e temperança. A líder da fé, orienta os presbíteros do reino a coordenar as ovelhas no caminho de obediência e doação, enquanto continuamente expandem seu poder pelo mundo.

Durante o Tempo todas as pessoas que não proclamam a fé angelical foram expulsas da cidade, não sendo permitido também magos, meio humanos, druidas e minguantes e toda variação não puro humano existente nesse mundo.

A fé prega que os anjos voltarão à terra, e suplicam por misericórdia no passar da próxima lâmina de Obliteração.


9 de Junho de 2022 às 01:53 5 Denunciar Insira Seguir história
3
Leia o próximo capítulo Cais de Erel

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 19 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!