furacao_catrina Lady Catrina

Sasuke Uchiha é alguém muito ocupado e atarefado tanto em seu trabalho quanto com seus estudos, mas de vez em quando saia da cidade e ia para uma floresta ver um certo alguém. Este certo alguém era um híbrido de nove caudas chamado Naruto, que após uma conversa no telhado olhando as estrelas iria fazer uma promessa que tanto ele quanto Sasuke iriam cumprir. A de toda noite, irem de encontro um ao outro...


Conto Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#sasuke #naruto #Sasunaru
Conto
0
400 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo Único

─ ❖ ── ✦ ── ❖ ───

Para muitos amar pode ser complicado e doloroso, tão doloroso ao ponto de nunca mais querer amar, chegar ao ponto de desejar ser desprovido de uma forma de afeto tão boa.

Para Sasuke Uchiha era isso que acontecia a cerca de seis anos atrás... O jovem só tinha como família seu irmão, pois seus pais haviam falecido quando ele tinha apenas quatro anos, e aos doze seu irmão Itachi Uchiha se suicidou, deixando Sasuke sozinho no mundo, o pequeno não tinha outros parentes e o conselho tutelar parecia que nem existia, já que afinal de contas completou a maior idade vivendo sozinho na casa onde um dia foi feliz.

Para se criar teve que aprender a roubar até que conseguisse forjar um documento que dizia que ele era emancipado e assim começou a trabalhar honestamente, nunca deixou de frequentar a escola e ser um aluno exemplar, porém desde que sua família se foi ele não quis se abrir para a felicidade e amor...

Mas naquela época onde tinha treze anos e sabia o básico para sobreviver sozinho começou a fazer caminhadas em uma floresta que para chegar lá Sasuke tinha que sair da cidade de bicicleta e fazer uma pequena trilha a pé, para aí sim começar a caminhada na floresta, para uma pessoa normal e em sã consciência seria perda de tempo ir pedalando para fora da cidade, somente para caminhar em uma floresta por quize minutos e depois voltar tudo de novo. Mas Sasuke não tinha nada a perder, e se fosse morto por um urso pardo nem iria se importar, afinal ninguém iria sentir sua falta mesmo...

Bem, certa vez... Em uma de suas caminhadas Sasuke encontrou algo, ou melhor, alguém que mudou sua vida. E que na verdade nem era muito bem uma pessoa, e sim um híbrido. Ele se chamava Naruto e ele não era um híbrido qualquer, Naruto era loiro, belos olhos azuis, um par de orelhas de raposa Feneko, e portava nove caudas. Naruto tinha comportamentos animalescos e sua maneira de se comunicar era através de grunhidos e rangidos de dentes. O loiro parecia sempre estar em posição de ataque mesmo que naquela época aparentasse ter apenas treze anos assim como Sasuke.

O moreno não entendia como aquilo havia acontecido... Só sabia que conseguiu criar um vínculo forte com o loiro ao passar dos anos... Sasuke se sentia motivado a amar, mesmo que esse alguém fosse um híbrido que aparentemente só sabia agir como um animal e nem roupas usava, quem deu o nome 'Naruto' para o loiro foi Sasuke que se sentia extremamente contente ao ver que aquele ser que encontrou por acaso estava aceitando sua aproximação...

Os anos passavam rápido e Sasuke e Naruto tinham dezoito anos, o loiro continuou a viver na floresta, porém nesses cinco anos que se conhecem Sasuke ensinou ao loiro muitas coisas, como por exemplo a falar, ler, escrever, desenhar, calcular, coisas úteis como um básico de engenharia, o moreno juntamento com o loiro haviam feito uma pequena cabana para que quando quisesse pudesse ir falar com seu loiro e ficar para jantar e dormir lá.

Naruto que no começo não passava de um humano com características animalescas e irracional, agora era alguém doce e gentil que tinha uma personalidade um tanto quanto divertida, Naruto sempre achava que sentir um balanço em seu coração cada vez que Sasuke sorria era estranho e impensado.

Já Sasuke amava Naruto e nunca fez questão de esconder as vezes que ficava timido do nada. Mas ele nunca chegou a comentar com o loiro sobre o fato de ser gay e o que isso significava, Naruto só sabia o básico que uma criança comum sabe e nunca quis sair da floresta, por isso quem sempre tinha que dar mantimentos e trazer coisas legais era Sasuke, Naruto nem entendia o que era internet por mais que o moreno explicasse, Naruto nunca entendia ou acabava dormindo no meio da explicação.

Sasuke amava esse jeitinho que o loiro tinha, mas as vezes se irritava por ter que explicar a mesma coisa várias e várias vezes... Mas no fim a irritação passava pois Sasuke não conseguia se sentir bem vendo seu amado o olhar de maneira assustada e triste e se desculpava.

Sasuke queria mostrar para Naruto tudo de sua cidade, mas o loiro se recusava a sair daquela floresta onde cresceu...

Para Sasuke era cansativo ter sua oferta sempre negada mas não tinha muito o que fazer...

O Uchiha nem sempre podia ir ver Naruto, afinal estava no último ano da escola, por Sasuke morar no centro da cidade ficava fácil chegar na escola mas o problema era na hora de sair que era de manhã na hora do almoço, e depois ia trabalhar, para que no fim da tarde pudesse ir para casa descansar já que sempre voltava acabado da loja de conveniência na qual trabalhava, mas sempre que conseguia pelo menos se manter em pé subia em sua bicicleta e partia para a floresta. O Uchiha nunca quis comprar um carro pois achava que consumia muito, principalmente a gasolina que estava bem cara. O moreno também já havia cogitado a idéia de largar tudo e ir morar com o seu Naruto, porém ainda tinha que estudar e pelo menos ter uma poupança para se sustentar... E ele se negava a vender peixe ou outras coisas que se pode você mesmo criar para vender...

Não era fácil para ele, mas só de pensar no sorriso do loiro seu coração já esquentava, e os minutos de pedalada valiam a pena.

─── ❖ ── ✦ ── ❖ ───

Sasuke agora se encontrava em mais um dia cansativo, não conseguia compreender o porquê das pessoas sempre gostarem de ir a lojas de conveniência quase na hora de fechar e vendedores sem paciência como o Uchiha tinham que manter um sorriso falso na cara e ser gentil com o cliente por mais que quissesse expulsar a pessoa que está o obrigando a ficar minutos extras na base de vassouradas.

Para o alívio de Sasuke, ele estava terminando de atender o último cliente, dentro de alguns minutos poderia sair e ir para a floresta ver um certo alguém...

• Sasuke:

Aqui suas compras senhora, volte sempre e obrigada por comprar suas conveniências em nossa loja, todos os trabalhadores agradecem.- disse sorrindo, para Sasuke era irritante ter que dizer a mesma coisa várias e várias vezes mas não podia dizer nada afinal ou era sempre agradecer o cliente dessa maneira ou era pra ir pro olho da rua. A velha senhora saiu sem nem ao menos dar um adeus a Sasuke e isso fez o moreno ficar mais irritado ainda.- Velha nojenta do caralho... Eu passo horas atrás desse balcão e nem a merda mandou... Quanta falta de consideração por trabalhadores como eu que tem que aguentar gente sem educação como essa... E o pior é que eu ainda tive que ficar vinte minutos a mais... A se aquele velho pagasse hora extra...- diz irritado, Sasuke tinha a mania de falar sozinho, e geralmente eram sempre a mesma coisa: discurso de ódio sobre o quanto odeia clientes sem educação.

Sasuke na base do ódio fecha a loja, tranca o caixa, limpa o balcão, desliga as luzes e saí após trancar a porta. Agora por mais que tivesse cansado iria ir ver seu loirinho, afinal fazia três dias que não aparecia lá...

Quando finalmente chegou na entrada da floresta desceu de sua bicicleta e seguiu a pé enquanto empurrava a mesma. Demoraria cerca de 30 minutos de camimhada para chegar na pequena cabana que construiu com o loiro...

Dado esse tempo ele já ia vendo as madeiras de carvalho aparecendo em meio a mata, suspiro aliviado ao ver que seu loiro estava sentado nos degraus que davam para a entrada da pequena cabana, o loiro parecia triste pensativo, conforme Sasuke ia se aproximando o loiro por ter uma boa audição olhou rapidamente nos olhos de quem se aproximava e ao ver que era Sasuke abriu um imenso sorriso aliviado.

• Naruto:

Sasuke você veio! Senti tanto sua falta! Achei que não viria mais! E isso quase me fez chorar!- disse de orelhas abaixadas e voz chorosa, mas suas nove caudas balançavam em um ritmo acelerado, por mais que estivesse triste pelo sumiço do moreno estava feliz ao ver que ele estava de volta são e salvo.- Vamos entrar! Daqui a pouco os lobos irão sair pra caçar e não recomendo você ficar aqui fora! Dattebayo!- disse ao se aproximar rapidamente de Sasuke.

• Sasuke:

Desculpe não aparacer Naru... O trabalho e os estudos andam me cansando muito...- diz ao por sua bicicleta para dentro da cabana.- mas o que andou fazendo nesses dias que estive fora?- perguntou curioso, afinal de contas todo dia Naruto tinha novidade a lhe contar, e quando ficava fora por muito tempo o loiro o enchia de suas novas descobertas.

• Naruto:

Eu achei uma cachoeira aqui perto! Porém a água é meio fria... E também achei javalis! Até consegui caçar um! Foi complicado mas eu consegui trazer ele aqui pra cabana e ainda não comi ele! Estava esperando você chegar!- disse sorrindo abertamente deixando a mostra suas presas, Sasuke sempre odiou isso de Naruto ficar caçando como um verdadeiro animal, mas não podia fazer nada em relação a isso, afinal na cidade híbridos são apenas lendas e as lendas que já ouviu falar dizem que híbridos carnívoros tem tendência a caça igualmente a um animal, só que seus instintos são um pouco mais fracos por conter DNA humano.- E também achei uma fazenda ao ir contornar aquela montanha que é um pouco mais afastada... Lá tinha aqueles bichinhos penosos saborosos que você assou pra mim uma vez... Como é o nome daquele bichinho mesmo?- pergunta pensativo.

• Sasuke:

Galinha?- pergunta sugestivamente. Sasuke se sentia confuso afinal para atravessar a montanha da qual Naruto falava era necessário pelo menos dois dias de caminhada tanto para a ida quanto para a volta...

• Naruto:

Exato! Lá tinha galinhas! Eu tentei pegar uma mas acabei levando uma bicada...- disse ao ficar emburrado.- Aquele bicho pode até ser bom no forno mas ser caçado por ele quando é você que está caçando é complicado... Eu estou muito cansado! Eu lembrava que tinha uma planície atrás daquela montanha mas do nada apareceu uma fazenda lá... Ouvi que quem mora lá é um tal de Hashirama Senju e sua família. Sasu você sabe quem são eles?- pergunta enquanto suas grandes orelhas se erguem em expectativa.

Já Sasuke estava surpreso tanto por Naruto saber que antes tinha uma planície atrás daquela montanha, como por saber que Hashirama Senju e sua família agora moravam ali.

• Sasuke:

Hashirama Senju é dono de uma franquia de postos de gasolina, e o gerente da loja de conveniência do posto de gasolina no qual trabalho e irmão dele...- diz boquiaberto ao pensar que o velho que tanto odeia e que não paga hora extra está a uma montanha de distância de si.

• Naruto:

Nossa que legal Sasuke! Mas... Qual é o nome do gerente da sua lojinha mesmo?- pergunta rindo levemente.

• Sasuke:

Tobirama Senju... E não é legal saber que aquele velho cretino que tá me devendo um aumento de salário tá morando aqui perto...- diz ao ir mais afundo na pequena cabana e largar uma sacola cheia de salgadinhos que tinha comprado na loja que trabalhava- e a janta hoje vai ser salgadinho pois tô com preguiça de cozinhar!- disse em tom alto, já que o híbrido estava na sala.

Ao ouvir a palavra 'salgadinho' Naruto foi correndo para a cozinha, era incrível como o loiro mesmo não morando na cidade grande era tão viciado em porcarias como saldinhos, imbutidos, enlatados e na opinião de Sasuke o pior de todos: Lámen instantâneo, cujo a receita era carregada de sódio assim como os hambúrgueres de microondas.

• Naruto:

Oba! Salgadinhos! Você trouxe Lámen também?- suas caudas mexiam com agilidade.

• Sasuke:

Não trouxe não, você já reparou o quanto estamos gastando? Fora que aquilo é cheio de sódio! Isso faz mal a sua saúde Naruto!- disse enraivecido.

Naruto ao ter essa resposta fica triste porém volta a se alegrar, não tinha lámen mas ao menos tinha salgadinho, e era os favoritos dele!

Após comerem eles decidem subir no telhado para admirar as estrelas, era um costume que tinham a tempos e fora que as placas solares empinadas na direção do Sol nascente formavam uma pequena barraca metálica para eles... Ao subirem no telhado Naruto ficou sério e Sasuke notou isso.

• Sasuke:

Aconteceu alguma coisa Naruto?- pergunta olhando para o loiro que só olhava para o céu noturno.

• Naruto:

Aconteceu sim... Mas tenho medo de você achar estranho e nojento, me abandonar e nunca mais voltar...- diz calmo... Mas esta calmaria carregava um leve tom de melancolia...

• Sasuke:

Seja mais específico, o que aconteceu?

• Naruto:

Sasuke... Você já... Chegou a amar alguém? Tipo naqueles livros que você trás para eu ler?- pergunta triste, suas orelhas estavam abaixadas e suas caudas não se moviam, e agora esta pergunta... Sasuke tinha certeza absoluta que tinha algo de errado com o loiro, ele só não sabia dizer exatamente o que era...

• Sasuke:

Já... E eu ainda tô... A pessoa só não sabe e é preferível nem saber... Pois se souber e não corresponder por termos um grande laço que para ele é só de amizade...- disse ao suspirar fundo... Falar do relacionamento que não podia ter com Naruto o deixava triste..

• Naruto:

Essa pessoa é um homem?- nesse momento as orelhas do loiro se levantam em expectativa.

• Sasuke:

Sim ele é... E é o homem mais belo do mundo inteiro...- sem nem perceber Sasuke acabou por soltar um sorriso bobo.

• Naruto:

Nossa...- o pouco momento de felicidade acabou e Naruto voltou a ficar triste- Sasuke... E se... Eu gostasse de homens... Como você reagiria?- os pelos de suas nove caudas estavam arrepiados, Naruto realmente não sabia o que esperar, nesses cinco anos que se conheciam Sasuke nunca falou sobre já estar amando alguém e o loiro nunca se abriu definitivamente sobre seus sentimentos...

• Sasuke:

Eu iria te apoiar, afinal você estaria sendo feliz...- disse também triste.

• Naruto:

Se você iria me apoiar mesmo... Por que está triste?- na mente do ele acha que Sasuke não aprovaria sua relação, e muito menos por saber que seria si. Já na mente de Sasuke ele pensava que iria doer ver o loiro com outra pessoa mas se ele estivesse feliz o moreno poderia superar... Demoraria... Mas iria superar...

Algo que nunca passou pela mente dos dois é que a única pessoa que Naruto conversou realmente foi Sasuke, e que Sasuke sempre foi carinhoso demais com o loiro. Eles pareciam até adolecentes de quinze anos buscando se declarar para seu primeiro amor...

E agora era o momento ideal de Sasuke falar o que realmente sente, se sentia tão inseguro... Mas queria dizer para aquele que o fez ter vontade de amar de novo o que sentia... Mas a rejeição poderia doer...

• Sasuke:

Eu fiquei triste pois... A pessoa que eu amo... É você...- disse em um sussuro...

Naruto tinha uma boa audição então ouviu o que Sasuke havia falado, só que não estava acreditando.

• Naruto:

Sasuke eu não entendi... Poderia repetir?- diz nervoso...

• Sasuke:

Eu não sei ao certo quando mas... Em determinado momento eu passei a te amar quando eu jurei a mim mesmo que fecharia meu coração... Meus pais morreram e meu irmão se suicídou... Para eu sobreviver foi necessário eu fazer várias coisas da qual você nem imagina... Se a gente chegou ao ponto de se conhecer naquela trilha é porque antes de a escola cobrar atividades e eu começar a trabalhar é porque eu vinha aqui todos os dias para tentar me esquecer de tudo o que eu não gostava e me fazia sofrer... Ai eu te conheci e você mudou minha vida...- disse em um suspiro, era complicado para o Uchiha disser isso, se sentia envergonhado e com medo de ser rejeitado...

Medo esse que passou ao sentir um toque suave em sua bochecha, ao virar o rosto para encarar aquele que lhe tocava sentiu o rosto ficar vermelho, pois ver Naruto com os olhos cheios de lágrimas, um sorriso singelo no rosto e as caudas movendo em um ritmo lento dava a entender que ele não havia sido rejeitado...

• Naruto:

Então se você gostava de mim, por quê não me falou?- pergunta baixinho.

• Sasuke:

Porque... Eu achei que você só me via como seu amigo... E agora você tá gostando de outro alguém - disse em um suspiro pesadamente triste.

• Naruto:

Seu tolinho... Será que você não vê que a pessoa da qual eu amo é você?- pergunta ao estender mais ainda o sorriso, e agora havia se aproximado um pouco mais de Sasuke.

Para o Uchiha aquilo havia sido uma surpresa, já que nunca havia se passado em sua mente que Naruto pudesse lhe amar da mesma maneira que amava ele.

Sasuke não conseguiu falar nada, apenas puxou o corpo de Naruto para si, o envolvendo em abraço gostoso.

Naruto fez o mesmo e envolveu suas nove caudas ao redor de Sasuke, para assim o proteger do frio da noite...

• Sasuke:

Naruto... Se eu te amo e você me ama como iremos fazer para podermos ficar juntos? Você se recusa a ir para a cidade comigo por mais que você já saiba esconder bem tanto suas orelhas como suas caudas, e eu não posso vir morar aqui pois tenho escola, tenho trabalho e ainda irei cursar uma universidade...- diz ao continuar a abraçar o loiro...

Nesse momento Sasuke sentiu o abraço das caudas de Naruto desaparecer, o loiro havia escodido suas caudas dentro de sua roupa, mais especificamente no conjunto laranja com preto que tanto ama usar, e suas orelhas de Feneko caíram sobre seu rosto, por suas orelhas serem amareladas se misturou facilmente em seu cabelo, fazendo até parecer que o loiro tinha uma franja nas laterais de sua cabeça... Naruto se separou dos braços de Sasuke e olhou nos olhos do moreno.

• Naruto:

Esse não sou eu Sasuke... Minhas caudas tem que ficar escondidas, minhas orelhas se misturam com meu cabelo e eu ainda por cima teria que replicar uma orelha humana, eu já me olhei no espelho uma vez e não gostei do resultado mas se eu sair sendo quem sou numa cidade grande eu posso ser usado como cobaia pra sabe-se lá o que, a cidade não é o meu lugar, meu lugar é aqui na floresta, o seu lugar sim é na cidade, junto de outras pessoas iguais a você e fazendo coisas que pessoas da sua idade fazem... Mas... Você ainda sim se importa comigo... E se... toda noite eu fosse para perto da entrada da cidade, mas ainda sim mantendo distância para te encontrar? Pois assim você não iria ir tão de longe somente para me ver e aos fins de semana, quando tiver folga do trabalho você dorme aqui, pois assim não se cansa tanto... Toda noite eu iria ao seu encontro e você iria ao meu... Seria algo que daria certo para ambos os lados! - diz entusiasmado ao por pra fora suas caudas e erguer suas orelhas.- As luzes fortes da cidade machucam meus olhos, mas na entrada eu acho que não é tão iluminado, e eu sou animal de caça sei muito bem voltar para cá sozinho e sem ser visto por ninguém durante a noite.

• Sasuke:

Isso até que poderia dar certo...- diz otimista.

E então foi assim que começou uma nova fase na vida de ambos, pois eles ainda iriam ir ao encontro um do outro para assim além de poderem se amar e serem felizes, ainda iriam percorrer quase a mesma distância para se encontrar, Sasuke não precisaria ir tão longe para se encontrar com Naruto e o loiro ainda ia continuar a ser ele mesmo, continaria a ver Sasuke mas com mais frequência sem que o moreno estivesse extremamente cansado de pedalar e ainda seria livre para morar na floresta.

O relacionamento deles seria baseado na confiança de ficarem longe um do outro durante o dia, mas toda noite eles irão ao encontro um do outro.


─── ❖ ── ✦ ── ❖ ───

20 de Janeiro de 2022 às 00:08 0 Denunciar Insira Seguir história
1
Fim

Conheça o autor

Lady Catrina ❥•❥•❥•❥•❥•❥•❥•❥•❥•❥•❥•❥•❥• ɪɴғᴘ • ᴄᴏᴍᴘʀᴏᴍᴇᴛɪᴅᴀ • ғιcωιттεя • cαριsтα • ɴᴏᴠᴇʟs ᴅᴀ ᴍɪɴʜᴀ ᴠɪᴅᴀ: sᴠsss, 2ʜᴀ, ᴍᴅᴢs, ᴛɢᴄғ, ʏᴜᴡᴜ, ǫɪᴀɴ ǫɪᴜ ᴍᴇᴜ ᴠíᴄɪᴏ ᴇᴍ ʏᴀᴏɪ ᴇ ᴇᴍ ᴄᴀғé é ɪɴᴄᴜʀáᴠᴇʟ, ᴀɪ ᴅᴇ ǫᴜᴇᴍ ᴛᴇɴᴛᴀʀ ᴛɪʀᴀʀ ɪssᴏ ᴅᴇ ᴍɪᴍ ᴇᴍ ᴍᴇᴜ ᴘᴇʀғɪʟ sᴇ ᴇɴᴄᴏɴᴛʀᴀ: ᴅᴇ ᴛᴜᴅᴏ (ᴄᴏɴғɪᴀ) Sigo de volta ❥•❥•❥•❥•❥•❥•❥•❥•❥•❥•❥•❥•❥•

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~