B
Beatriz Manzini


Um novato policial terá pela frente o maior caso de sua vida.. O que levaria uma criança a matar seu próprio pai? O instinto da maldade? ou de sua própria defesa? Uma mentira "boba" que 12 anos depois traria consequências devastadoras . Essa é a história de cristhian Wayne, o pobre garoto de 12 anos despertou o assassino dentro de si..


Crime Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#crime #policial #Suspense,
0
1.9mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todos os dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo 01 - 23 de dezembro de 1992. 22:13

Hoje era para ser mais um dia de festa, afinal o pequeno cristhian Wayne , chamado por aqueles que o amam de apenas Cris completava seus 12 anos.

Parece que os tempos ruins de brigas e agressões por ora haviam passado...assim pensou ele.


Desde que foi deixando a sua infância para trás, cristhian começou a compreender muita coisa que acontecia com seus pais.


Bruce, seu pai era um homem de poucas palavras..Conhecido por ter um temperamento agressivo, sempre estava uma pilha de nervos e tudo começou a azedar de vez quando ele começou a beber quase que todos os dias, e chegava em casa descarregando sua fúria violenta em cima de sua mulher, a doce Grace a mãe de Cris.

Foi com 7 anos que Cris viu seu pai espancar sua mãe pela primeira vez ao ponto dela ter de ser levada para o hospital.

Indefeso, de nada ele podia fazer até então por ainda ser uma criança..

Porém ele sempre guardava um sentimento de ódio, e raiva de seu pai por conta do que ele fazia a sua mãe.


Nesta data em especial mesmo apesar de ser aniversário de cristhian, ele presenciou mais uma sessão explícita de agressão e tortura a sua pobre mãe , porém desta vez foi a última...


Após chegar bêbado da rua, Bruce num acesso de fúria e total descontrole deu um soco na cara de sua mulher que caiu desmaiada no chão. Tão logo, ele a deixou caída no chão e foi pegar no porão um objeto que seria o ceifador de sua vida.


Cristhian correu até aonde sua mãe agonizava no chão a fim de tentar ajuda- lá porém ouviu passos no corredor e rolou para debaixo da cama .

E foi ali, embaixo da cama de sua mãe que ele presenciou a pior de todas as agressões já cometidas pelo seu pai..

Foi ali que ele viu sua mãe dar seu último suspiro...

E foi ali embaixo da cama aonde sua mãe dormia que ele viu seu pai mata-la fria e covardemente a diversos golpes de machado.

Foram quatro golpes fatais que quase arrancaram a sua cabeça.

O corpo ensanguentado e destruído de Grace caiu no assoalho com a cara voltada para ele que tapava sua boca com asaos para não gritar.

Foi ali olhando para o que sobrou da sua mãe que ele dentro dele já sabia o que iria fazer para vingar a morte de sua mãe.


Bruce arrancou machado que estava cravado na cabeça de grace e o depositou sob a cama enquanto se encaminhou ao banheiro para lavar suas mãos sujas de sangue.

Foi nesse momento que cristhian Wayne saiu de onde se escondia e munido do Machado ceifador foi até o banheiro aonde estava o assassino sádico e cruel que havia feito tudo aquilo, seu próprio pai.

Bruce estava de costas para a porta do banheiro debruçado sobre a pia lavando suas mãos, quando ao olhar pelo espelho viu cristhian parado na porta com suas mãos para trás.


- ah aí está você garoto..estava te procurando..o que faz parado aí?


- aonde está minha mãe?

-tem certeza de que não sabe Bruce?


Tais palavras fizeram um homem de quase 50 anos se arrepiar...talvez seja pela forma que foram ditas ou até mesmo por virem de um menino de 12 anos.


Bruce virou se bruscamente e foi indo na direção do pequeno Cris quando sentiu apenas o primeiro golpe que o fez cair aos gritos no chão.


- ahhhhhhh....


cristhian cravou o machado em seu tórax e o arrancou em seguida fazendo Bruce gritar de tanta dor..


- seu canalha desgraçado..


mesmo ferido e agonizando, Bruce disse ..


- o que...o que...você fez?


- eu odeio você...seu canalha de merda..voce matou minha mãe...gritou cristhian


Ainda de posse do Machado, o garoto franzino de olhar negro , frio e violento, aproximou se do homem que estava desfalecendo no chão do banheiro..


- por que? minha mãe não merecia


Bruce exibia um olhar de pavor...estava em Pânico e em meio a golfadas de sangue e lágrimas disse.


- por favor...me perdoe...


cristhian levantou o machado e olhando fundo em seus olhos disse a Bruce..


- jamais...vai para o inferno seu filho da puta..


Com toda a força existente em si mesmo sendo apenas uma criança, ele desceu o machado no meio da cabeça de Bruce quase a separando.

O corpo de Bruce se debateu e por fim desfaleceu envolto de massa encefálica e muito sangue por todo o banheiro.


Em seguida cristhian foi até a pia aonde lavou seu rosto, removeu lhe o machado do meio de seu crânio ,e com ele em mãos se encaminhou até a varanda e sentou no degrau da escada colocando a arma branca em seu colo.

Minutos depois, o próprio garoto pegou um celular e discou o número do departamento de polícia de Boston, cidade aonde residia..



11 de Novembro de 2021 às 22:33 0 Denunciar Insira Seguir história
1
Leia o próximo capítulo Capítulo 02 - Seria um chamado ou um possível trote?

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 32 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!