A
Alana Bruna


Ela estava tão perfeita naquele momento que eu não prestei atenção em nada que não fosse ela. Quando ela me olhou, seu lindo sorriso se abriu, algo dentro de mim se aqueceu sabendo que eu era o dono daquele maravilhoso sorriso e que aquela linda mulher era minha


Fanfiction Anime/Mangá Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#sasuino #Leeten # #ShikaTema #NaruHina #Kakasaku
0
432 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Toda semana
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo 1

SAKURA

Já está de tarde e estou sentada descansando na minha sala após algumas consultas, então começo a lembrar que hoje é meu aniversário de 22 anos e a Ino preparou uma festa surpresa pra mim.


Vocês devem estar se perguntando como eu sei disso, simples, ela foi dormir em casa e ela tem o costume de dormir falando e então ela contou que estava fazendo uma festa surpresa pra mim. Então começo a me perder em pensamento quando alguém bate na porta e vejo que é a Ino.


— Entre Inopercebo que ela está meio animadinha.


Amiga sei que é pedir demais sei também que é seu aniversário e quer descansar mas você pode me cobrir hoje é que o Kakashi-Sensei disse que precisa de mim lá na inteligênciauma mentira muito boa.


Tá bom eu fico, só que você vai me dever uma está bem e eu vou cobrar — olho pra ela séria.


Tá bom, eu te amo testudaela diz e sai toda feliz da minha sala.


Saio do trabalho as 18:00 da noite me preparo pra ir pra minha casa onde será a minha festa surpresa não tão surpresa mais.


Chegando lá sinto o chakra de muitas pessoas mas finjo que não percebo nada.


Abro a porta e acendo a luz quando de repente todo mundo grita:


—Surpresaa.


Finjo a cara de surpresa e começo a realmente me emocionar pois eles se deram ao trabalho de fazer aquilo pra mim.


— Feliz Aniversário Amiga — Ino vem e me abraça. Depois vem o Naruto e me abraça.


Feliz Aniversário — ele vem na minha direção, me abraça e fala no meu ouvido — isso é do teme o pássaro dele deixou pra mim te entregar issoele me entrega o bilhete que tem uma pequena flor de cerejeira junto.


— Obrigada mesmopego o bilhete e vejo que está escrito " FELIZ ANIVERSÁRIO"

Percebo que todos os meus amigos mais próximos estão ali, Gai- Sensei, Kakashi- Sensei, Kurenai- Sensei e Yamato e alguns outros Jounnins que tenho amizade.

Então vou abraçando cada um que esta na festa e agradecendo, já que eu sou a anfitriã, logo após deixo os convidados e vou tomar banho pra me arrumar adequadamente. Ino, Ten Ten, Hinata e Temari sobem comigo e começamos a conversar:

O que achou da festa surpresa amiga ? a loira me pergunta enquanto termino de me arrumar

Eu sinceramente adorei, obrigada a todas vocês por ter feito isso.

Gente vamos fofocar enquanto da tempo. Vocês não sabem da maior, vocês sabiam que o Izumo e Kotetsu estavam no escuro com duas mulheres chamadas Akemi e Aisha a Temari me disseTenten diz toda empolgada

Não creio !! — falamos eu, Hinata e Ino juntas.

Bem, eu estava voltando com o Shika ontem a noite quando os vimos saindo com as mulheres, ele disse que elas são donas de uma loja de roupas, eles nem percebeu que a gente estava ali, então aproveitamos e saímos sem que eles percebessem— Temari diz.

Não creio nisso, até que fim eles resolveram achar alguém. Coitada delas eles são tudo atrapalhados e nem sequer se desgrudam. Parecem que são um casal.

— Amiga como você é má — Tenten finji falsa indignação.

— Não sou nada, são apenas verdades.

Eu termino de me arrumar e descobro muitas fofocas sobre os nossos amigos Jounnins e que fofocas em kkk então resolvemos descer.

Todo mundo já estava estranhando a nossa falta, então elas falaram que eu demorei pra achar uma roupa certa, elas colocando toda a culpa em mim. O tempo passa e todo mundo começa a conversa um pouco mais alto a bebida já havia subido em vários, os único que estavam sóbrios eram Eu, Lee, Gai- Sensei ( na verdade ele nem precisa beber pra ficar doido ), Hinata, Kakashi- Sensei, Yamato Kurenai e Genma.

Festejamos bastante o meu aniversário e logo muitos dos meus amigos já havia ido embora, sobrando bem pouco.

Vou para a cozinha pegar um copo de água pra mim refrescar quando Genma chega em mim e fala:

— Meus parabéns Sakura pelo seu aniversário — ele vem e me abraça.

— Obrigada Genma — solto dos braços dele.

Eu e ele nos conhecemos há algum tempo, ficamos mais amigos depois que ele foi me acompanhar numa missão para Suna, despois disso saímos algumas vezes pra beber ou caminhar porém como amigos.

— Como você está ? — pergunto enquanto tomo um pouco de água.

— Eu vou bem e como vai a senhorita ? — ele tira uns embrulhos da sua sacola.

— Vou indo — vejo que ele está nervoso.

— Esse presente aqui é o meu e é pra você — ele pega um embrulho rosa e me entrega — esses outros dois são do Izumo e Kotetsu, como eles não puderam vir, me pediram pra te entregar — me entrega dois embrulhos um de cor vermelha e outro de cor azul claro com bolinhas brancas.

— Aahh Genma, você e os meninos não precisam se incomodar com isso — falo enquanto abro o seu presente e vejo que é um porta jóias — muito obrigada eu adorei muito o presente — o abraço e dou um beijo na sua bochecha e vejo que ele corou com o ato e que me faz soltar um risinho.

— Não precisa agradecer — fala todo vermelho — abre o dos meninos quero ver o que eles te deram já que não me deixaram espiar.

Abro o embrulho dos meninos e vejo que eles me deram um par de brinco e um livro de romance, claro que eu amei os presentes deles.

— Olha já posso guardar o brinco que Kotetsu me deu no seu porta jóias — vejo que ele solta um risinho.

Enquanto converso mais um pouco com Genma percebo que o Kakashi- Sensei não parava de me olhar. Aquele olhar era estranho, ele tinha um olhar intenso sobre mim, apesar que faz uns 2 meses que quase não o vejo ele, então desvia o olhar e continua a prestar atenção no que o Gai-Sensei falava.
O restante das pessoas que estava ali decide ir embora, deixando eu, Ino, Sai, Kakashi-Sensei e Gai- Sensei. Só nós cinco.

Ino ia dormir aqui em casa e pelo menos ela me ajuda a arrumar a casa. Subo para guardar os presentes no meu quarto e quando saio dou de cara com Kakashi- Sensei. Levo um susto quando o vejo.

— Aah Rokudaime-Sensei — ele me olha e fecha seu livro — que susto o senhor me deu — falo enquanto coloco a mão no peito

— Oi Sakura, sem formalidades por favor, desculpe se eu te assustei — ele me olha e depois desvia o olhar.

— Es-está bem, não tem problema — o olho e depois desvio o olhar — o senhor precisa de algo ?

— Não me chame de senhor me faz sentir velho, e eu não sou tão velho assim não é ? — ele que quer que eu confirme.

— Quantos anos você tem ? — tenho que saber a idade dele pra dar meu veredito.

— Quanto acha que eu tenho ? — ele está curioso.

— Hmmm... 40 ? — pergunto na dúvida o mesmo me olha assustado.

— Pareço ser tão velho assim ? — ele me olha incrédulo.

— Não ! É que eu nunca vi seu rosto, então não posso falar dizer ao certo — será que ele vai me deixar ver seu rosto ?

— Se isso é um truque pra ver meu rosto isso não vai funcionar — me olha divertido. — tenho 33 anos.

Não, não era não — olho pra ele surpresa pela sua idade ele não é tão velho — 33 ? Não é tão velho assim, ainda está em forma e quando tiver uns 36 você ainda será o homem mais gostoso cobiçado de Konoha Bakakashi — ele me olha surpreso e depois que proferi as palavras percebo o que acabei falando e estou me arrependendo mentalmente de ter falado.

— Como assim ? — me pergunta de repente eu não o respondo porque estou vermelha de vergonha — então sou o homem gostoso e mais cobiçado de Konoha ? — o mesmo que estava apoiado na parede sai da onde está e se aproxima de mim.

— Ha-Haã como assim ? Esquece o que eu disse — finjo de desentendida.

— Você me acha gostoso ? — percebo uma pitada de malícia na sua pergunta.

— Por-porque está me perguntando isso ? E-eu só disse o que as outras mulheres pensam — eu abaixo o olhar e fito meus pés.

— Então você não pensa assim ? — se aproxima de mim ficando bem perto.

Aah pronto agora ferrou tudo mesmo, não quero que ele saiba o meus pensamentos que estão ficando bem impuros então resolvo mudar de assunto.

— Aqui está meio quente né, é melhor nós descer, eles devem estar sentindo nossa falta — falo tentando quebrar aquele clima estranho porém interessante.

— Sim é melhor — ele me olha desconfiado.

Nós descemos e percebo que o Sai e o Gai- Sensei já tinham ido embora. Ino nos olha com uma cara engraçada, ela já deve tá pensando coisa com coisa.

— O Gai já foi embora ? Quem levou ele ? — pergunta um pouco preocupado

— Sim, foi o Sai que levou ele — Ino responde enquanto sobe as escadas nos deixando sozinhos aqui e me dá uma piscada, aquela porca me paga.

— Assim... é melhor eu ir andando já está ficando tarde e amanhã o hokage volta à ativa — ele me fita intensamente.

— Boa Sorte com o Shika pegando no seu pé, eu te acompanho até a porta — o levo até a porta.

— Nem me fale uma coisas dessas — o mesmo sorri — até um dias desses Sakura.

— Até Velhote — percebo que o chamei de velhote.

Puta que pariu agora eu to enrascada de vez

— O que você disse ? — ele arqueia as sobrancelhas.

— Na-nada não.

— Jurava que você me chamou de velhote — então ele cruza os braços e me encara.

Tenho que arrumar uma boa desculpa.

— O que ? Aah não eu disse que você tá fracote, não está aguentando ficar acordado até tarde e não está mais aturando o Shikamaru pegando no seu pé porque antigamente você tinha mais paciência.

Será que ele acreditou ? Tomara

— Hmm... Paciência ainda eu tenho, se não tivesse eu já tinha jogado ele daquela janela da minha sala.

— Coitado, ele é seu conselheiro e se você matar ele a Temari vai surtar e vai tentar te matar, você conhece ela o suficiente pra saber disso.

— Oh é mesmo !! Aquela mulher é muito brava, até parece um pouco com você, vocês têm o temperamento muito forte — ele me olha divertido.

— Eu não acho isso, ela só está cuidando do que é dela ora. E o que você disse sobre nós termos o temperamento forte em ? — fecho a mão e concentro chakra nela

— Nada não haha, esquece isso então eu já vou indo, se cuida mocinha.

— Hmm... ok, claro que vou me cuidar.

Vou até ele pra agradecer e na hora escorrego e sem querer o empurro até a parede, nesse momento lembro que ele sempre guarda seu livro no bolso, eu o pego e aproveito que estamos grudados o abraço, na hora ele parece surpreso com o que aconteceu depois de alguns segundos ele devolve o abraço. Porém ele não percebeu que o livrinho sumiu.

Ficamos algum tempo colados, percebo um leve choque passando por todo o meu corpo, o abraço dele é muito bom, sem perceber coloco meu rosto na curva do seu pescoço e fico ali sentindo seu perfume amadeirado enquanto faço um leve cafuné em seus cabelos, fico viajando na maionese até eu perceber que estou realmente agarrada com meu ex-sensei e que ele está sentindo meu perfume na curva do meu pescoço também e me dando um leve beijo ali que me fez meu corpo todo arrepiar e meu coração errar a batida. Me solto dele e escondo o livro atrás de mim.

— Err... Obrigado por ter vindo na festa — eu to toda vermelha de vergonha. Porque eu estava daquele jeito ? E porque eu fiz aquilo ?

— Não há de que — ele coça a nuca, me parece que está envergonhado com a situação. — eu já vou indo até mais Sakura.

— Até mais — fecho a porta e quando eu vou na sala a Ino me olha com uma cara maliciosa.

Amiga o que foi aquilo ? Você é o gostosão do Kakashi- Sensei ou gostosão do Hokage ? Colados daquele jeito — ela praticamente pula em cima de mim.

— Não foi nada de mais. E nem comece com esses apelidos — finjo não se importar

— O que você tem nas suas mãos ? — ela me olha bem curiosa.

Então conto a ela tudo o que aconteceu.

— Sua safada, quem pensa assim acha que você é santa né testa, mais eu quero saber o que tem nesse livrinho ai também em — a mesma sorri maliciosa

— Não sou safada só esperta porquinha, vamos tomar banho e arrumar a casa e depois vamos ler esse livro aí.

Terminamos de arrumar tudo então deitamos na cama juntas e começamos a ler o livro, até que a história estava boa porém quando chegou na página 34 em diante aí começou a história começou a pegar fogo era muita putaria.
Lemos até a página 50 eu e Ino estamos boquiaberta e rindo horrores do tanto de besteira tinha.

— Eu sabia que esse livro tinha algumas coisas picantes mas não sabia que elas pegavam fogo desse jeito, tem coisa aqui que eu nem sabia que dava pra fazer — a loira me olha com malícia.

— Testa, esse homem é um Deus Grego só pode, será que ele te ensina algumas dessas posições ? — eu olho feio pra ela — não me olhe assim, como se você não quisesse isso.

— Aah porquinha vou falar pro o Yamato passar a madeira em você — ela fecha a cara e resolve mudar de assunto.

— Vamos dormir que é melhor senão vamos nos atrasar amanhã no trabalho — ela se ajeita na cama e se encobre.

— Concordo — apago o abajur — Boa noite porquinha — vejo que ela já está dormindo.

Fico pensando nos acontecimentos de hoje e o pensamento vai no meu antigo Sensei percebo que não o vejo como um ex-Sensei mas como um homem há algum tempo, logo afasto esses pensamento e o sono vem e antes de cair no sono sem querer solto um riso ao lembrar daquilo tudo.

21 de Outubro de 2021 às 23:10 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo Capítulo 2

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 17 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!

Histórias relacionadas