E
Eduarda Faria


Após ser transformada em vampira, contra a sua vontade, a princesa Amélia quis manter a vida mundana na qual estava acostumada. Mas... Como fazer isso depois de sentir o cheiro do sangue humano?


Fantasia Medieval Todo o público.

#romance #princesa #medieval #vampiros # #amor #Fantasia
0
464 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todos os Domingos
tempo de leitura
AA Compartilhar

Naquela Noite

Aconteceu exatamente há 618 anos atrás.


Em um reino distante, a princesa Amélia encontrava-se em seus aposentos, ela escovava seus longos fios negros enquanto olhava-se no espelho à espera de seu amado Felipe, era o cavalariço, um mulato forte que se apaixonou perdidamente pela princesa e para sua sorte, ela também o amava, eles dois sabiam que sua união nunca poderia acontecer mas se contentavam com encontros escondidos e em saber que encontraram o amor.

A janela fez barulho.

-Pensei que não viria, já está tarde, tem guardas perto da torre?

-Tem, mas eu dei um jeito neles - disse o homem, não que ele poderia ser considerado um homem.

-Quem é você? O que fez com o Felipe?

Amélia estava assustada, quem era aquele? O que ele queria?

-Isso não interessa- disse, em um tom sarcástico, se divertindo com a confusão e o medo da garota - consigo ouvir o seu tolo coração apavorado. Patética.

- Fique longe de mim - suplicou a princesa correndo para a porta.

- Quieta, me deixa fazer o que vim fazer. - a agarrou pelo braço e jogou ela com força na cama.

O que aconteceu depois foi rápido, ele atacou Amélia, a dor foi tanta, sua visão escureceu e ela desmaiou.


****

As jóias batiam umas nas outras, o som ecoava pelos corredores do palácio e todos sabiam quem passava, o olhar frio de superioridade fazia com que se curvassem à sua presença. O vestido sempre luxuoso e o salto complementavam seu visual, alimentando o ego naturalmente elevado. Adorava ser rainha.

Estava andando em direção ao quarto da filha para desejar boa noite, foi quando ouviu barulho de pancada vindo do quarto da princesa, correu para ajudar.

- Amélia? Está tudo bem? Eu ouvi um barulho.

Abriu a porta, viu sua filha quase sem vida no chão. Pálida, com o pescoço marcado, olhou para a janela a tempo de ver a criatura pular e sumir na noite escura.

Reunindo o pouco de coragem que ainda tinha, entrou no quarto, abaixou e abraço a filha, só então teve alguma reação, um grito escapou de sua garganta. Um grito que acordou todo o palácio.


****


Naquela noite Felipe não apareceu no quarto, estava ocupado com o trabalho, teria que se desculpar por isso na próxima noite. Antes de ir dormir, ele viu um vulto correr na direção da floresta, ouviu a rainha gritar, viu a luz do quarto da princesa acesa, o medo inundou seu coração e ele correu em direção ao castelo.

21 de Outubro de 2021 às 00:11 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo Perguntas sem respostas

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 1 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!