maxrocha Max Rocha

A vida nos dá pancadas. Basta porém, saber assimilar...


Humor Todo o público.

#Humor #resiliência #reflexão
Conto
0
604 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

EU ACREDITO

Estou há 3 anos esperando que o próximo ano viesse mais tranquilo. Não importa a motivação, a verdade é que... ainda estou esperando! Motivações das dificuldades à parte, segui a sabedoria popular, e resolvi me aconchegar sentado. Mas, acabei por arranjar mais pedras no caminho, ao herdar as tediosas dores lombares, fruto das longas horas de meditação e ostracismo.


Amigo leitor, por mais espinhosas que sejam as preocupações, aconselho que as enfrente de maneira altiva, sem contudo desenhar, com sua coluna cervical, a letra F inclinada do Facebook. Isso mesmo, uma legião de corcundas precoces está emergindo dessa maneira de se postar, hoje tão característica, e também tão nefasta.


Não, não, não, senhores. Não esperem de mim um rosário de lamentações. Não vou falar de injustiças, ingratidão, dificuldades financeiras, políticos estúpidos, negacionistas, pandemia. Já deu. CHEGA! Meu time, como sempre, luta contra o rebaixamento. E não me perguntem qual seria este arremedo de escrete futebolístico!


Mas, conforme já disse antes, não desisti de esperar, ainda que em posição real, sentado no trono, o qual mais parece uma humilde banqueta, um ano vindouro melhor. Sim, desta vez vai. As circunstâncias caminham para um desenlace mais favorável. Vislumbro um amanhecer dourado, um pote de ouro, no fim do arco-íris... se bem que, agora, só vejo nuvens cinzentas, e uma garoa fina, digna da ambientação de um filme policial noir, ou sobre vampiros chatos.


Sou brasileiro, e não desisto nunca... apesar de nossa reputação andar meio em baixa, por aí, nos quatro cantos do globo. Me pergunto o porquê... ainda me lembro bem do Cristo Redentor decolando. Hoje, já faz muito em ficar de pé! Esse mundo dá mesmo muitas voltas...


Não desisti de tentar escrever. Tentar criar. Tentar entreter, mesmo que o alvo final seja apenas eu mesmo, já que minha penetração no meio literário consegue ser menor que a esperança de melhorar meu saldo bancário. Acabei de receber 1 Real e 8 Centavos, da Amazon Kindle... e por PIX!


Chego a crer na palavra resiliência, a qual, no meu caso, poderia exprimir a mistura de resignação e falência.


Acredite no seu sonho porém. Dinheiro não é tudo. A falta dele, sim. Cultivar amizades virtuais, amigos-de-fé dos mesmos interesses... ajuda!


E tente ler essas linhas ouvindo uma seleção de baladas tocadas em harpa. Fica mais angelical, e palatável...

11 de Outubro de 2021 às 19:25 0 Denunciar Insira Seguir história
1
Fim

Conheça o autor

Max Rocha Um Fantasma literário ou alguém que apenas gosta de escrever... me interesso por ficção histórica e científica, suspense, misticismo e mistério com um toque de humor. Às vezes enveredo pelo tom crítico e motivacional do cotidiano. Escrevo ouvindo música instrumental relacionada com o tema no Spotify, ao lado da Duda, minha cadela australiana de 5 anos. The Phantom (O Fantasma) foi criado por Lee Falk, em 1936.

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~