casoscriminais quetoast 🦋

#Natascha Kampusch #3096DiasDeCativeiro #Não-Ficção #Crimes #CasosReais #+18 #CasosCriminais #EstoriasReais


Histórias da vida Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#]
0
694 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Toda semana
tempo de leitura
AA Compartilhar

Página 09: Mundo Frágil - Minha infância na periferia de Viena.

" O Trauma Psicológico é o sofrimento dos impotentes. Ele tem início no instante em que a vítima se torna indefesa diante de uma força que a subjulga. Quando essa força é da natureza, nós a chamamos de catástrofe. Quando é exercida por outros seres humanos, nós a chamamos de violência. Eventos traumáticos sobrepujam os sistemas habituais de cuidado que oferecem as pessoas a sensação de controle, pertencimento e sentido". Judith Herman, Trauma and Recovery. MUNDO FRÁGIL - MINHA INFÂNCIA NA PERIFERIA DE VIENA. Minha Mãe acendeu um cigarro e deu uma longa baforada. - Já está escuro lá fora. Pense em tudo o que podia ter acontecido com você! - e balançou a cabeça. Meu pai e eu passamos a última semana de fevereiro de 1998 na Hungria, onde ele comprara uma casa para passar os fins de semana em uma pequena aldeia não muito longe da fronteira. Era um lugar imundo, com paredes úmidas e gesso caindo. Durante alguns anos, ele reformou a casa e a mobiliou com móveis antigos e bonitos para que se tornasse habitável. Apesar disso, eu não gostava muito de ir para lá. Meu pai tinha muitos amigos na Hungria com os quais frequentemente se encontrava e, graças ao câmbio favorável, sempre bebia um pouco mais do que devia. Nos bares e restaurantes que frequentávamos à noite, eu era a única criança do grupo e costumava ficar sentada por lá, quieta e entediada. Também dessa vez relutei em viajar com ele. O tempo parecia passar lentamente, e eu me irritava por ser pequena, dependente e não poder dizer o que queria fazer. Mesmo quando, no domingo, visitamos as termas próximas, não consegui demonstrar entusiasmo. De má vontade, caminhei pela área de banhos até que uma conhecida veio falar comigo: - Quer tomar uma limonada? Assenti e a segui até o café. Era uma atriz que vivia em Viena. Eu a admirava porque ela irradiava grande tranquilidade e era muito segura. Além disso, tinha a profissão com a qual eu sonhava em segredo. Depois de alguns minutos, respirei fundo e falei:

11 de Outubro de 2021 às 19:56 1 Denunciar Insira Seguir história
1
Continua… Novo capítulo Toda semana.

Conheça o autor

quetoast 🦋 Postando books sobre casos criminais & acontecimentos reais 🦋 de nada! ( Varia de livros que compro com o tempo para leitura 😘 )

Comente algo

Publique!
desativei Andrade desativei Andrade
Gostei do seu texto! 💕
October 08, 2021, 09:01
~