erikys-soares1632797059 Erikys Soares

Passei toda a minha vida em uma cama de hospital lutando contra o câncer, porém enquanto eu estava lá uma guerra entre o céu e o inferno se iniciou, e para piorar uma doença incurável se alastrou por todo mundo. Minha vida sempre foi uma droga, mas como se o próprio criador me odiasse, agora eu sou um fodido zumbi de carne podre. Que vida miserável! 《Plágio é crime! Escreva sua própria história e não copie a dos outros se não quiser ser processado e até preso.》


Pós-apocalíptico Para maiores de 18 apenas.

#romance-portais-sistema #comedia-ação-aventura--zumbis-anjos-demônios--monstros-evolução
1
776 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Toda semana
tempo de leitura
AA Compartilhar

Tudo começou com uma guerra.

— Tudo começou em uma guerra entre o Céu e o Inferno. E eu, era apenas um garoto diagnosticado com câncer cerebral naquele tempo, apenas a um passo da morte.


Uma grande fenda se abriu partindo todo solo do continente africano, e seres de aparência asquerosas e demoníacas saiam dessa fenda destruindo tudo, e a todos que viam em sua frente, mas também foi bem acima dessa mesma fenda, que outra se originou partindo todo o céu acima do continente, ela possuía o mesmo tamanho e extensão da que estava abaixo! Foi dela que seres brilhantes e bonitos parecidos com humanos surgiram, porém, suas ações não foram diferentes dos seres asquerosos, na verdade, eram até piores. 'Eles matavam qualquer humano que entrava em seu campo de visão, eles riam enquanto desmembravam seus membros e destruíam tudo em sua volta.


O continente africano foi abandonado pela humanidade.


Uma guerra extremamente destrutiva ocorreu entre os dois lados "Céu e Inferno", mas essa era uma guerra que os humanos e sua tecnologia não podiam se intrometer.


Eles mal conseguiam defender suas próprias vidas.


Foi em uma semana após essa guerra eclodir tomando conta de todo o continente africano, que um ser de aparência angelical montado em um belo cavalo branco surgiu cavalgando pelas nuvens. Ele era como um salvador mostrando uma fagulha de esperança para todos os humanos. Com o seu poder divino ele selou toda a zona de guerra impedindo que qualquer um dos seres saíssem do continente.


Ele disse que iria mostrar um meio para a sobrevivência da humanidade. E com o fim dessas palavras, abriu portais interligando outros mundos, e disse a todos. 'Se quiserem sobreviver diante de todo esse caos, um contrato deverá ser feito, e todos os que assinarem o contrato terão a capacidade de entrar nesses portais e matar os seres que se encontram do outro lado, para poder se tornar forte.


Essas foram suas palavras antes de desaparecer.


Um mês se passou, e os seres demoníacos e celestiais de baixo nível conseguiram sair do continente africano atravessando a barreira colocada pelo cavaleiro.


As pessoas os enfrentam com suas armas para defender suas vidas, mas isso era apenas uma tentativa fútil. A situação mundial era um caos, algumas cidades onde anjos e demônios de alto rank lutaram antes serem selados na África, passaram a ser apenas grandes buracos radioativos, exalando uma energia que matava qualquer ser vivo em questão de segundos.


Os Estados Unidos, Japão, China, Rússia e alguns dos países que ainda se encontravam inteiros, resolveram seguir o que o cavaleiro montado no cavalo branco havia lhes dito, e assinaram o contrato da qual suas almas seriam o preço, antes de mandar pessoas escolhidas a dedos, e que estavam dispostas a assinar o mesmo contrato, para poder explorar os portais presentes em seus próprios territórios. Logo eles perceberam que todos aqueles que retornaram vivos dos portais, haviam se tornado super-humanos, com habilidades físicas e poderes anormais.


Foi percebendo isso que acreditaram ter feito a escolha certa. Agora eles poderiam conseguir poder para lutar contra essa guerra, e se possível até conquistar o céu e o inferno. Eles ansiavam por vingança por todos aqueles que morreram, muitos entre eles perderam tudo.


Mas foi quando a humanidade pensou possuir a esperança de sobreviver nesse mundo caótico, que um outro cavaleiro apareceu. Esse tinha uma aparência de um velho, mas a carne de seu corpo era podrida, em decomposição, e seus olhos brilhavam em um vermelho como sangue. Ele montava em um cavalo escuro com azeviche, e por onde passava moscas, baratas e ratos o seguiam.


Ele afirmou ser um enviado do primeiro cavaleiro para escolher aqueles que podem fazer parte da esperança. 'Esse ser vestia um manto negro, e com o sacudir desse manto, uma nevoa escura escapou antes de simplesmente desaparecer diante dos olhos de todos.'


Logo o ser cavalgou em seu cavalo em direção às nuvens, mas antes de desaparecer, ele disse: - Aqueles que sobreviverem durante sete dias e sete noites, serão os escolhidos! Mas aqueles que morrerem, serão o sacrifício!


Ninguém realmente entendeu suas palavras naquele momento, mas não bastou mais que um único dia para perceberem que uma doença altamente contagiosa e incurável havia se espalhado por todo o mundo. Os mais fracos foram contaminados através do ar, porém, o alto nível de contágio dessa doença se dava através da saliva dos contaminados.


Até aí estava tudo bem, pois poderiam fazer uma zona de quarentena. Eles só não sabiam que essa doença transformaria as pessoas em canibais que não conseguem comer nada além da carne humana. Não demorou mais que dois dias para um terço da humanidade sobrevivente ser infectada, porém, o mais assustador dessa doença, é que todos aqueles contaminados por ela, se levantariam dos mortos, como um morto vivo, após sua morte. Em míseros sete dias, um quarto da humanidade sobrevivente se tornou zumbi.


Um ano se passou e as cidades foram tomadas por centenas de milhões de zumbis, da qual sempre estavam passando por mutações, mas por algum motivo os seres celestiais e demoníacos que escapavam da barreira diminuíram seus ataques sobre a humanidade.


Talvez o motivo era porque o fim dela já estava próximo... mas ninguém realmente sabe ao certo. Já a guerra entre esses dois lados ainda ocorria no continente africano, mas agora também estava acontecendo no continente asiático.


A única esperança para a humanidade estava nos portais onde eles poderiam se fortalecer, porém, para entrar nesses portais teriam que passar por enxames de zumbis, onde muitos entre estes eram mutantes.


Os últimos sobreviventes da raça humana, que não passavam de dois bilhões de pessoas, criaram várias pequenas zonas de resistência onde milhares de pessoas vivem. Essas zonas foram chamadas 'colônias', esses eram os únicos abrigos para a humanidade, assim como os portais eram a única esperança, já que suas armas só eram úteis contra zumbis comuns.


— Bem, vocês devem estar se perguntando quem estaria narrando tudo isso. Irei me apresentar. — Eu me chamo Theo, mas também sou um zumbi... não entendo como ainda mantenho minha consciência enquanto esse meu corpo podre em decomposição, se move por todos lados por sua própria vontade... isso é um mistério! Mas realmente queria morrer! Cinco anos se passaram, mas eu ainda continuo caminhando lentamente ao lado de milhares de mortos fedorentos... É serio!... alguém poderia me matar por favor?


28 de Setembro de 2021 às 08:10 0 Denunciar Insira Seguir história
2
Leia o próximo capítulo Cinco anos miseráveis.

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 6 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!