L
Luis Felipe Ribeiro Ramos


Quando o mundo ao seu redor cai, e o inferno se encontra a frente... A única solução é enfrenta lo de vez, ou morrer tentando.


Erótico Todo o público.

#]
0
295 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todos os Sábados
tempo de leitura
AA Compartilhar

Inferno a Frente

"O sangue que com força bombeia em meu coração não nega meu medo.

A porta abre, ele chegou é o fim... Ou o início "



Se um dia eu tivesse em mãos a escolha de nascer em outra família,assim eu faria.

Como sempre apanho de meu pai por o responder mal na mesa de jantar, e como sempre minha mãe tenta me defender, mas apenas tenta.

Os punhos fortes do velho atingem a boca de quem o desafia dentro de casa.

Não quero casar com os filhos da puta da mafia, especialmente os da família Bennemont, os líderes da mafia Italiana, dizem que o líder deles o filho da puta do meu pretendente, é tão cruel a ponto de ser comparado com o demônio, fora isso não quero acabar como as últimas esposas dele... Todas mortas e todos sabiam os motivos variavam, os boatos eram um pior o que o outro, me casar com ele seria suicidio.

Mas isso pouco importava pra meu pai, ele só queria não ter a cabeça estourada pelo líder. Babaca egoísta.

Apenas disse que não queria casar me com aquele monstro e recebo um murro na boca de resposta.

Enxugo minhas lágrimas, ponho gelo em meus lábios e vou correndo para meu quarto.

Deito na cama e cima. Buscando conforto nos céus.

"Deus o que eu fiz pra merecer isso"

Ouço a porta bater...

-Sary, posso entrar? É a Helena sua irmã. -

Antes que pudesse responder ela entra no quarto com um olhar triste no rosto. Helena sempre foi a filhinha do papai, sempre obediente, quando a sua hora de casar se com Bernati outro mafioso escolhido por papai ela simplesmente aceitou, mas nada se compara a o escolhido para mim.


-Sary não chore,papai quer o melhor para você, veja você casará com o líder da mafia vai ser a mulher mais respeitada da mafia- ela diz.


-Não quero saber se ele é o líder Helena, ele matou as últimas 9 esposas, e a última esta desaparecida quer que eu morra porra? - respondo com ódio


-Não diga essas palavras mocinha, é Pecado- Helena diz.


Desde pequenas sempre fomos muito apegadas ir para a igreja era o que nos tirava desse mundo sujo que vivemos. Sou grata a minha irmã mais velha por me acompanhar em todos os cultos de domingo, mesmo papai não gostando, afinal ele era Ateu, porém quando Helena falava ele ouvia, então permitia que fossemos aos compromissos da igreja.

Um dia um rapaz tentou dar em cima de mim, ele era filho do pastor, papai ficou sabendo e decidiu dar uma surra no rapaz e em sua família. Desde então todos os meus amigos e amigas haviam se afastado de mim.


... - Desculpe irmã, papai é incompreensível, querer me casar com o líder assassino da mafia é demais para mim -digo chorando


-pense positivamente irmã, quem sabe você não se torna a primeira mulher a domar esse demônio?-Diz Helena


-espero que esteja certa Helena"- respondo


Ela então diz - Tenho que voltar para casa Bernati está cansado em casa teve uma dura reunião com os demais subchefes da mafia, Xau irmãzinha durma bem, pense positivamente! -


Ela se levanta e acena para mim da porta.


Apenas observo ela ir e me deixar.


Em seguida volto a me deitar na cama e a chorar incessavelmente.

Caio no sono...

Estou numa sala de hospital médicos e enfermeiros ao meu redor, sinto uma dor estrondosa no meu útero, como se estivesse rasgando.

Olho para minha barriga e vejo a se mecher, os médicos dizem "força" "empurre"," respire ", então finalmente me dou conta estava grávida, começo a sentir a dor com mais força meus músculos começam a se rasgar.

Então no que parecia o fim do sofrimento consigo ter a criança, os médicos pegam o bebê, o enrolam em um pano, assustados me dão o bebê, e vejo o rosto da criança, olhos vermelhos boca vermelha, e o que pareciam chifres saindo de sua cabeça me assusto com isso.

Até que vejo uma sombra entrar no quarto os médicos olham para ela e levantam os braços.


-Não nos mate- eles gritam.


A sombra então atira em todos, o sangue me banha e a criança também, se é que aquilo poderia se chamar criança, então sinto a sombra chegar perto de mim, o frio toma de conta do meu corpo.

Fecho os olhos para não ver, nem a criança nem Sombra, então ouço...

"Você se casou com a morte"


Acordo, completamebte suada.

Com o medo tomando conta do meu corpo.

Pego minha bíblia na cômoda O lado da minha cama e começo a ler.

Gênesis "E Deus disse - que haja luz, e assim se fez luz. E Deus viu que a luz era boa"- fecho meus olhos e penso nisso, penso em luz e torno a dormir.


15 de Setembro de 2021 às 00:58 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Continua… Novo capítulo Todos os Sábados.

Conheça o autor

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~