0
665 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Toda semana
tempo de leitura
AA Compartilhar

1° Capítulo

O Central Parque é sempre palco de grandes eventos, e sempre atraem muitas pessoas com diversos interesses. Eu estou me despedindo desta paisagem que a muito me acompanhou, tiro algumas fotos da paisagem, até ser chamada de volta a realidade.

-Manuella vamos logo eu não quero perder o voo.

-Milleny Camily pare de me apresar.

Milleny é minha irmã caçula, impulsiva e apresada, ela conseguiu uma bolsa de estudos e um estádio em um dos maiores restaurantes da Itália. E eu fui contratada para a maior rede jornalística da Itália, o que facilita muito a minha vida junto a minha irmãzinha. Somos apenas nós duas, nossos pais morreram a muito tempo, na verdade é um assunto dolorido.

Aproveito todo o caminho para fotografar paisagens, inclusive o ir e vir no aeroporto, estou tranquilamente tirando algumas fotos quando sou abordada brutalmente.

-Quem autorizou a me fotografar?

Um homem alto de terno e óculos escuros segura firme o meu braço tomando a minha câmera.

-Ei! Me solta! Me devolve, é propriedade privada!

-Serio? Minha imagem também! Não me pediu permissão para me fotografar, então não preciso de permissão para pegar sua câmera.

-Eu não estava te fotografando!

-Não? Então por que estou em todas as fotos?

-Não está não!

-Mesmo?

Ele me mostra o visor, logo percebo que ele estava nas fotos mais não foi proposital. Eu realmente não tinha percebido.

-Ainda diz que não estava me fotografando!?

-Não foi intencional!

Ele se aproxima me prendendo contra a parede de vidro do aeroporto, e seu perfume invade minha narina, seu perfume é forte amadeirado, sinto um arrepio percorrer o meu corpo, sua mão solta o meu braço e toca o meu rosto afastando o meu cabelo, ele se inclina lentamente para falar em meu ouvido.

-Sei innamorato di me o cosa? Nom mi piace uma bela donna. Peccato che non abbia tempo ora, se non la ricordassi per sempre. (Está apaixonada por mim ou o que? Não me desagrada uma bela mulher. Pena que não tenho tempo agora, se não a faria lembrar de mim para sempre.)

Ele me solta depois de me dar um beijo no pescoço.

-Cazzo di maiale! Vai allinferno! (Porco desgraçado! Vai para o inferno!)

Ele sorri abertamente. Seu sorriso é lindo e encantador.

-Fico feliz em saber que entendeu tudo o que eu disse! Despertou mais o meu interesse, espero vê-la novamente.

-Eu não!

Ele apaga todas as minhas fotos e me devolve a câmera. Ao se afastar ele mandar um beijo, sinto como se ele estivesse olhando todo o meu corpo. Sinto um vazio quando ele se afasta. Droga!!! Como posso sentir atração por aquele......aquele...... pedaço de mau caminho ambulante. Não!!! Nada disso! Ele é um porco! Isso um maldito porco.

Caminho de volta até aonde minha irmã está, não demora para que embarquemos no avião. Milleny não para de falar, eu finjo está prestando atenção mais na verdade não consigo parar de pensar naquele maledito. Ao menos quando chegar na Itália posso ir direto para o meu apartamento, minha amiga Giovanna cuidou de tudo para a minha vinda, ela é uma colunista importante, sempre cobre eventos com celebridades, foi ela que me arrumou o emprego, devo muito a ela, minha fada madrinha.

2 anos depois..........................

-Milleny por favor vai???

-Não, tá louca!! Posso perder meu emprego.

-Qual é, eu nunca te peço nada, ninguém consegue fotografar essa família, e o meu plano é perfeito.

-Tá bom. Mais se você for pega, eu não te conheço.

-Minha irmãzinha linda, que eu amo.

-Para de puxar o meu saco, sua louca!

-Eu te amo!

-Sei.... Não se esqueça Manuella, às duas na área de serviço.

-Pode deixar.

Saio sorridente, hoje haverá uma grande festa da família mais influente da Itália, os Rizzo praticamente controla todo o lado norte da Itália, e hoje eles estão dando uma festa beneficente por sorte o restaurante Messiana ficou responsável pelo buffet, com ajuda da minha irmã, pretendo invadir a festa e fotografar tudo o que posso. Preparo todo o meu material, varias câmeras, em formatos inusitados, as vezes me sinto uma verdadeira espiã.

Faço uma maquiagem leve, coloco uma vestido de amarrar para facilitar a minha troca de roupa, dois quarteirões foram fechados por medida de segurança. Estou na porta do hotel Italia's, fotografo vários convidados, muitas celebridades, empresários.... depois de algum tempo me afasto da entrada, consigo dobrar alguns seguranças e me dirijo até a área de serviço.

-Já sabe Manuella, eu não te conheço!

-Obrigada!

6 de Setembro de 2021 às 14:41 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo 2° Capítulo

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 24 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!

Histórias relacionadas