messias Messias Silva

Jade é uma garota que esta cursando o segundo ano do ensino médio seguindo diariamente sua rotina até que sua rotina muda repentinamente devido ao novo aluno na escola não mudando só sua rotina mas sim sua vida


Romance Suspense romântico Todo o público. © Messias

#romance #romanceescolar
2
486 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 2 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Ciclo quebrado

Era segunda-feira Jade se aprontava para ir à escola tinha acordado às seis horas da manhã geralmente acordava às cinco e meia, porém havia perdido o horário, ela se aprontou rapidamente para ir à escola tomou seu café e saiu de casa, sua casa ficava cerca de trinta minutos dá escola o que naquele momento era um problema, pois Jade precisava estar às seis e meia na escola então colocou se a correr em direção a escola para chegar no horário, cerca de 20 minutos.

Jade havia conseguido chegar a escola estava muito cansada devido à correria ela se aprontou e foi para a aula, chegando na sua sala Jade foi para seu lugar que ficava encostado na janela o lado oposto da porta apos ter se passado quatro aulas tocou o sinal do intervalo então ela se direcionou ao refeitório, e se sentou no canto foi aí então que seu colega de classe a abordou.

— Está aqui de novo Jade?

— Sim, Bianca porquê?

— Nada, é só que você sempre está aí.

— Você falou como se importasse comigo.

— Não é ... ah deixe para lá.

— Acho que é melhor mesmo.

Após isso Jade ficou no mesmo lugar pensando desde quando ficará tão fria com seus colegas de classe e foi aí que lembrou " foi logo apos ele ir embora era o único que eu conversava, era meu único amigo, ele me entendia e não me julgava pelas minhas escolhas eu no fundo, sei que sinto a falta dele" e sem perceber Jade estava em prantos foi aí então que o sinal tocou e logo os alunos começaram a ir em direção as salas então ela rapidamente enxugou suas lágrimas e se juntou a multidão.

Quatro aulas após o término do intervalo os alunos foram dispensados e Jade foi para casa inquieta de certa forma, queria entender o motivo de que aquelas lembranças terem voltado só agora afinal já se fazia muito tempo que aquilo tinha acontecido e continuou pensando nesse assunto até chegar em casa.

Jade entrou em casa e foi direto para seu quarto e instantes depois a sua mãe lhe chamou:

— Filha a janta esta pronta, vamos comer?

— Hoje eu não irei almoçar estou sem fome.

— Tudo bem terei que comer sozinha hoje.

Então Jade voltou para seu quarto e começou a fazer a lição que sua professora de português havia passado na aula mais cedo foi então que as lembranças vieram novamente:

— Você precisa mesmo se mudar? — Perguntou Jade.

— Eu não tenho escolha meus pais querem isso.

— pode ao menos me dar uma explicação do por que?

— Não posso me desculpe.

— Ao menos manterá a promessa?

— Sim, manterei!

Nessa hora Jade não estava mais em condições de continuar sua lição foi aí então que Jade deitou em sua cama e começou a chorar abraçando o travesseiro e isso se perdurou ate ela dormir, e essa rotina se repetiu por um longo período de tempo sempre sendo a mesma coisa ir à escola se sentir deprimida chegar em casa e chorar.

Mas foi durante o último dia do bimestre que esse ciclo parou de se repetir, Jade estava a caminho da escola quando um garoto passou correndo e trombou com ela por reflexo o garoto a agarrou pelo braço assim impedindo ela de cair.

— Você está bem? - perguntou o garoto.

— Eu acho que estou bem.

Me desculpe eu estava atrasado e acabei não prestando atenção.

— Não se preocupe com isso, qual o seu nome?

— Eu me chamo Diego, e você?

— me chamo Jade.

— O nome combina com a cor dos seus olhos.

— Não seja bobo.

E o rosto de Jade começou a ficar vermelho.

— Gostei muito de conversar com você porem eu não tenho muito tempo, Jade né não me esquecerei.

Então Diego voltou a correr freneticamente sumindo rapidamente da sua vista, Jade então continuou seu caminho até a escola, poucos minutos depois ela chegou a escola e se dirigiu a sua sala, pouco antes de começar a primeira aula um inspetor entra na sala e diz:

— Licença, professor, a diretora esta chamando a Jade para sua sala poderia liberar ela por favor?

— Sim, posso, Jade pode ir à diretoria.

— Eu!

— Sim, a diretora esta te chamando, vamos — disse o inspetor.

Então Jade se levanta e acompanha o inspetor até a sala da diretoria, ao chegar a sala da diretoria o inspetor abre a porta e Jade tem uma grande surpresa, sentado em uma das cadeiras da diretoria estava Diego ele parecia estar nervoso estava com as mãos inquietas e olhando para baixo foi então que a diretora chamou Jade:

— Entre por favor.

— Diretora por que me chamou?

— Este é o novo aluno da escola seu nome é Diego, gostaria de pedir para você mostrar a escola para ele, assim ele não ficara perdido poderia fazer isso?

— É… cla..ro que posso.

— Obrigado por estar fazendo esse favor para mim, Diego por favor acompanhe a Jade.

Foi aí então que Diego levantou e começou a acompanhar Jade pela escola toda, passaram pelo pátio, pelas salas de aula, a sala de informática, de biologia, o refeitório e por último o terraço foi então que jade falou:

— Aqui é um lugar especial para mim, sempre que não estava muito bem vinha para cá tomar um ar e também tem uma ótima vista.

Após dizer isso Jade ficou admirando a paisagem.

— Concordo, porém, não é tão linda quanto você.

— Disse algo? Desculpe-me estava distraída.

— Ah! Não disse nada.

Diego se sentia extremamente grato por Jade não ter ouvido o que ele disse, ela não sabia, mas no momento em que se trombaram Diego ficou apaixonado por ela, aqueles lindos cabelos loiros longos e olhos claros o cativaram como nunca ocorrera então desde aquele momento Diego quis se aproximar cada dia mais de Jade ele ficaria contente só com sua amizade e ficaria ainda mais contente se conseguisse algo a mais.

— Bom Diego essa é a nossa escola seja bem-vindo qualquer coisa pode vir falar comigo.

— Obrigado por ter me ajudado e cedido seu tempo.

— Não precisa agradecer.

Então cada um deles seguiram por caminhos diferentes a partir dali, chegando na sua sala de aula ela reparou que já fazia um bom tempo desde que conversava com alguém por tanto tempo, sentiu uma nostalgia um tanto quanto triste, pois tempos atrás era ela no lugar do Diego, foi então que ela começou a se lembrar com os mínimos detalhes, de quando estava nervosa na sala da diretora por estar em território desconhecido, lembrava da sensação de estar tremendo e suando de nervosismo, de quanto entrou um garoto alto pela porta da diretoria e a olhou fixamente nos olhos sem desviar o olhar por um momento se quer ate dizer:

— Vamos?!

E a pegar pela mão e sair mostrando a escola passando de sala em sala, no pátio, refeitório, e o terraço, relembrava do diálogo que tiveram lá.

— Então o que achou da escola?

— Ela é muito linda, principalmente a vista aqui em cima.

— Tenho que concordar com você Jade é extremamente linda a paisagem vista daqui.

… Jade ...Jade ...JADE!

— Estou te chamando a uma eternidade não estava ouvindo?

— Oh! Diego eu não havia percebido.

— Isso eu reparei, estava anos luz de distância daqui.

— Me desculpe.

— Tudo bem, estava pensando no que para ficar assim?

— Nada de mais.

— Se você diz não irei insistir.

— Obrigada.

— Bom vim para te fazer um pedido…

— E qual seria esse pedido?

— Então como sou novo na cidade e não conheço praticamente nada tanto que eu me atrasei para chegar na escola por errar o caminho esse foi o motivo do porque estava tao apressado, mas, enfim poderia me fazer o favor de me mostrar a cidade?

— Espero que não esteja nas segundas intenções Diego.

— Claro que não só quero conhecer mais a cidade.

— Eu sei estou apenas brincando, é claro que te mostro a cidade, que dia você gostaria de sair?

— Hoje se possível.

— Hum! Hoje… tudo bem estou livre, te encontro na saída da escola.

— Tudo bem estarei la.

Apos acabar o horário escolar Jade estava andando em direção a saída da escola e não tinha nenhum sinal do Diego, olhou para um lado e nada olhou para o outro e nada quando se virou para trás ele estava vindo na sua direção, foi então que ele disse:

— Estou atrasado?

— Não está, vamos?

— Sim, vamos!

14 de Setembro de 2021 às 20:14 0 Denunciar Insira Seguir história
2
Leia o próximo capítulo Primeiro encontro

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 3 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!