Conto
2
1.0mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso
tempo de leitura
AA Compartilhar

.

Nas entranhas do meu coração, existe um ímpeto a me dominar. É como um demônio a controlar minhas sensações, meus desejos e meus caminhos. Ele está presente a todo instante em que algo não acontece conforme meus desejos e age como uma espécie de efeito colateral da frustração. Uma lamúria, um medo a crescer a cada batimento, enquanto que minha respiração fica cada vez mais pesada. A gravidade recrudesce a cada expansão e retração e não é algo que eu possa controlar. Confesso não ter sido sincero comigo mesmo; eu devo aceitar não controlar as coisas a minha volta. E essa obsessão pela perfeição vai tragando minha alma até os confins da minha vida, esmorecendo meu vigor e sugando meu ânimo. A raiva, por sua vez, ao ver esta lacuna deixada pelas experiências ruins, aproveita para crescer dentro do meu peito: um fogo a queimar no meu âmago que a tudo destrói, vertendo tudo num brilho incandescente. Acredito não ser aquilo que gostaria que fosse, mas essa é a realidade: nada que eu sonhe ou admire se realizará e tudo o que eu valoro irá se dissipar como poeira no meio do deserto. Meu sonho na minha frente, minha vontade para alcançar e minha capacidade para realizá-lo. O que me falta? Talvez poder, talvez sorte. Pergunto-me o motivo de eu ter a amado e creio ser a resposta um tanto que fútil: pela novidade do prazer carnal. Agora ela está longe, ignorando tudo o que se passou. E eu aqui com essa obsessão obscena.

24 de Agosto de 2021 às 19:07 0 Denunciar Insira Seguir história
1
Continua…

Conheça o autor

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~