kiheooll Kim heol

Em um dia calmo, fez a vida de uma criança mudar por inteiro em apenas segundos. Um pelo rapaz apareceu em sua portal quando tinha oito anos, atrás de uns dos filhos dos seus pais, assim ele foi levá-lo para vira um cultivador de uma seita famosa. Mau sabia que esse rapaz era seu pai humano que abandonou ele, junto com seu pai demônio, assim dando ele para uma família de humanos para criado-lo, mas seu pai humano se arrependeu e foi atrás dele depois de oito anos. Como será a sua vida nova para se torna um cultivador, uma coisa posso dizer nada vai vim de mão beijada a ele . O gosto do amargo em sua boca, fazia seu coração tremer de ódio a cada dia. [ A imagem da capa não é minha, todos os créditos ao ator dela!]


Fantasia Fantasia histórica Impróprio para crianças menores de 13 anos.

#Asia #gay #LGBT #bl #Novel #boyslove #china
0
876 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 15 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capítulo 1 -Jung.

Olá, queria dizer que vocês são bem vindo aqui, espero vocês gostem da história.

E uma boa leitura a todos!

📷

Ao amanhecer em uma pequena vila, vivia um pequeno menino com os olhos castanho com uma pitada de alaranjado, mas era um castanho brilhante como a luz do luar e um pouco do pôr do sol, que iluminava a vila de dia e de noite do Cha Haeol.

Em dias claros que tinha nuvens no céu e de noite tinha estrelas dava para ver um pequeno lago que ficava em frente da sua casa, ele era pequeno e confortava o ambiente da sua casa e passava tranquilidade para sua família, nessa pequena casa vivia sua mãe, seu pai e seu irmão mais novo, eles viviam de forma simples como quaisquer outros camponeses que tinha uma vida simples daquela época.

Mas em um dia em sua simples vida de camponês acabou com a chegada de um senhor estranho, em sua porta de manhã perguntado ao seus pais se eles não queriam concedesse um dos seus filhos para virar um cultivador.

Os seus pais se olharam assuntado para um a outro quando ouviram a proposta do senhor, o pai do Cha chamou a sua esposa para um canto para eles discutirem sobre a proposta do senhor. E depois de alguns minutos os seus pais voltaram e falou ao senhor;

- De qual seita o senhor é?

Para aquele povo era normal pessoas escolherem os outros dessa forma para entrar nas seitas. Muitos dos que foram escolhidos dessa forma tornaram cultivadores famoso pelo mundo.

-Sou da seita Jung. Disse o senhor com tom calmo e devagar aos pais do Haeol.

Os pais do Haeol olharam um para outro e sorriram pela resposta do senhor, por vez que era a seita mais famosa desse mundo, eles pensaram "Como termos sorte ". O senhor vendo que os pais ficaram feliz, perguntou novamente se eles permitam um dos seus filhos tornarem um cultivador e eles concordaram, então falaram que permitirem o filho mais velho ir para seita. O Haeol tinha oito anos naquela época ele não entendia nada do quer estava acontecendo naquele lugar, mas uma coisa sabia aquele homem estranho sorriu quando olhou para ele. Os seus pais pegaram em suas mãos e falaram;

- Você vai para uma seita famosa e tornara um cultivador, e ajudaram a gente, os seus pais e não tenha medo meu filho.

A sua mãe falou com calma e devagar para Haeol para entender. E lhe deu um sorriso doce depois.

O Homem ficou os observando quando eles terminaram, perguntou se podiam ir e os pais cometeram outra coisa;
- Precisa de roupas senhor?
- Não, o homem respondeu curto e forte.

O homem estingou a sua mão para Haeol, para ele pegá-la. Haeol vendo a mão do senhor para si, a pegou, a sua mão era; quente e macia ao toque. O homem vendo que o Haeol, pegou a sua mão começou a fazer carinho com ela, era; bem pequena a mão da criança. O homem se virou para rumo dos pais e falou;

- Então até mais, eu vou trazer ele uma vez ao ano de volta nas suas férias.

Homem olhou para Haeol e falou para ele dizer tchau ao seus pais e irmão. O irmão mais novo estava nos braços do seu pai dormindo, ele olhou para eles e sorriu e segurou a mão do senhor com mais força. O homem percebeu que estava na hora de ir embora, então o puxou para segui-ló para frente, a mãe do menino se assustou e começou a falar;

- Haeol você não vai despedir da sua mãe e seu pai?

Haeol já estava logo a frente olhou para eles e sorriu e se virou para frente e continuo andar normalmente como se nunca e ninguém falou com ele.

Haeol estava seguindo o homem com calma, a cada paço, sentia que a felicidade se iria encontrando mais longe de si para sempre. O Haeol era um menino inteligente, e sua inteligência iria te ajudar bastante para jornada da sua vida a parti de agora.

O homem olhou para Haeol, e o observou, ele era calmo, e ia lhe seguir sem problemas, então falou com ele;

- Você não quer sabe meu nome criança?
Haeol olhou para ele, e balançou a sua cabeça confirmado ao senhor.
- Está bem então, eu me chamo taehyung, tenho 24 anos e de agora para sempre serei o seu mestre pequeno.

Haeol sorriu quando ouviu a palavra pequeno, ele amava essa palavra quando as pessoas o chamavam assim.

Haeol olhou para o homem e falou devagar, ele ainda não sabia falar então bem, mas se falasse devagar achava que as pessoas iam entender ele sem problemas.

- O meu nome é Cha Haeol, senhor eu tenho 8 anos.
Quando terminou de falar sorriu com um olhar doce ao homem.
- Que nome belo Haeol.

Os olhos do Haeol brilharam quando ouviu o elogio do senhor.

O taehyung gostou da criança em sua frente, ele esperava que ele se tornará forte e bondoso.
- Haeol a sua caminhada não será fácil e nem alegre, mas não tenha medo, eu te ajudarei no que puder.

Haeol olhou para Taehyung e balançou a cabeça para passar que entendeu.
- Você quer saber o porquê eu perdi você ou seu irmão para virar um cultivador?
- Sim, disse o Haeol olhando para nuvens que estava bem azul naquele dia.

- Eu nunca vou poder ter filhos, então eu escolhi você para torna meu filho, e acho que escolhi a família certa para isso.
- Porque senhor não pode ter filho? Falou o Haeol curioso.
- A pessoa que amo nunca poderá me dar um algum dia.

O Haeol ainda de olho no Taehyung não entendeu direto mais não comentou mais nada sobre isso.
- Teremos que comprar roupas para você na próxima parada Haeol.

A cada andada que os dois dava juntos, o Haeol olhava para Taehyung e apertava sua mão com mais força, ele sentiu que o homem na sua frente era quente e carinhoso, e começou a gostar dele naquele momento.

Os dois andaram por bastante tempo, quando os dois saíram da vila do Haeol já era de manhã, por volta das nove da manhã, agora já por volta das quatros da tarde, Taehyung, ficou o caminho todo mostrando as coisas para Haeol como; as árvores, nomes das plantas, os animais, para Haeol foi divertido, ele nunca tinha saindo da sua vila, o Taehyung, falou para ele, que ele ia amar a cidade, é cheia de coisas bonitas e gostosas, ele queria ver tudo o que taehyung falou, a cada vez que estava mais perto da cidade, ficava mais animado para ver .

O Taehyung via empolgação do Haeol fez ele ficar mais animado com a vista. Ele é uma criança doce veio na mente do Taehyung, quando olhava para Haeol.

Assim que chegaram à cidade o Taehyung levou o Haeol para comprar roupas novas para se vestir, as suas roupas que estão em seu corpo eram simples demais, em tempo de inverno aquelas roupas não esquentavam bastante para não sentir frio.

Todas roupas que colava em Haeol ficava grandes, quando escolhia mais pequenas ficava apertadas demais, o Haeol não cresceu o bastante para sua idade, mas não era pequeno demais para sua idade, por vez que no campo as pessoas nem sempre consumia o que precisa para crescer saudável o bastante para desenvolver o corpo.

Então Taehyung escolheu uma roupa maior para Haeol, quando eles chegarem na seita Jung, ele mandaria fazer roupas das suas medidas.
- Você terá que ficar com essa, já que a melhor em deu em seu corpo pequeno.

Haeol olhou para ele e sorriu e balançou a sua cabeça confirmado.
- Quando nós chegaremos na seita Jung, vou mandar fazer roupas sobre suas medidas para elas caberem em você Haeol.
- Está bem, e obrigado senhor!

O Taehyung levou a sua mão direta na cabeça dele e bagunçou os seus cabelos mexendo a mão neles. Haeol deu uma gargalha ao sentir o carinho, e Taehyung deu um pequeno sorriso ao ouvir risada dele. Aquilo inchei-o o seu coração de bondade. "Me desculpa por ter feito isso com você meu garoto, você está de volta aos meus braços, isso me deixa muito alegre, você cresceu bem ". Veio em sua mente.

- Agora precisamos ir para casa de viajantes para alugamos um quarto para a gente passa a noite pequeno.
- Hrum... Disse o Haeol quando olhava para Taehyung em seus olhos. O Haeol achou seus olhos belos, era negros, eles brilhavam muito quando a luz pegava neles.

Os dois seguiram seus caminhos indo para casa de viajantes, eles acharam uma na cidade que eles estavam. O Taehyung alugou um quarto para os dois.
- Olá, dama, vocês têm quarto livre para nós?
- Olá senhor, quantos quartos o senhor vai querer?

Disse uma menina pequena, com os cabelos curtos e negros, atrás de um balcão de madeira.
- Senhorita vou querer só um mesmo, -custa uma prata o quarto.

O Taehyung entregou a pequena prata a menina em sua frente, e levou eles ao quarto que ficariam.
Ao chegarem, os dois entram tinha uma cama, uma banheira, duas mesas pequenas ao redor umas almofadas. O quarto era grande, e confortável.

- A janta vai ser servidas depois das cincos, que horas senhor que traz a janta?
- Por favor quando der as sete horas e podem trazer a água agora?
- Sim senhor, vou falar para o rapaz trazer água ao senhor.

A menina saiu do quarto depois de falar e fechando a porta. O Haeol, estava andando pelo quarto inteiro, ele nunca tinha visto um quarto tão grande e bonito igual esse em sua vida.

- O que você achou dessa quanto pequeno? Comentou o Taehyung, enquanto sentava em uma almofada, para ele esse quarto não era lá essa coisa.

- Aaah, achei bonito, as cores são bonitas senhor.
- Ah, que bom que achou bonito, quando chegamos na seita Jung, você terá um quarto tão belo o mais do que esse Haeol.
- Sério? falou empolgado para Taehyung,
- Sim, o Taehyung falou e lhe deu um sorriso.

A porta fez barulho, então Taehyung mandou entrar, o rapaz troce água para eles, assim que colocou ao lado banheiro se curvou e disse adeus e saiu deixando os dois. O Taehyung mandou o Haeol retirar as roupas para ele ir tomar banho, e assim o Haeol retirou as suas roupas entrou para dentro da banheira, o Taehyung já tinha colocando água e os sapão dentro da banheira. Água na banheira estava quente, mas não chegava a queimar a pele.

- Você dá conta de se lavar sozinho?
- Haeol balançou a cabeça e respondeu;
- Sim senhor.

Então o Taehyung lhe deu uma bucha a ele para se lavar.

O Haeol começou a passar a bucha em seu corpo para sair às sujeiras que estavam nele, depois de um tempo ele terminou, ele sentiu que agora estava cheiros flores.

- Senhor, sente estou com cheiro de flores, o Haeol chegou perto do Taehyung ainda molhado para sentir.
- Ah, está sim, veste essas roupas rápido antes que você vai ficar doente Haeol.

O Taehyung ajudou o Haeol a se vestir, as suas roupas tinham três camadas, a cor das suas roupas era verde com branco, as cores caiam bem nele. Depois do Haeol está pronto, foi a vez do Taehyung tomar o seu banho.

Depois que o Taehyung se lavou, a janta chegou. E ele pediu para o Haeol comer primeiro. A cada mordida que Haeol dava, ele sorria muito, a comida estava perfeita para ele. O Taehyung achou adorável o jeito que Haeol agia comendo. Assim que terminaram os dois sentaram em umas almofadas.

- Haeol você já aprendeu a ler um pouco?
- Não senhor.
- Haeol, para de me chamar de senhor, pode me chamar de Taehyung, esse é o meu nome.
- Está bem. O Haeol disse com timidez ao Taehyung.

O Taehyung pegou um livro que troce com ele e começou a ler, e o Haeol ficou olhando para ele quando lia o seu livro, depois que ele se cansou de observar ele, se deito com a cabeça em cima da mesa pequena e depois de um tempo adormeceu. Depois que o Taehyung levou o quer queria se levantou e pegou o Haeol em seus braços e levou ele para cama, e, pois, em cima da cama e depois o cobriu com a coberta e se deitou ao seu lado.

No outro dia eles se levantaram, cedo e tomaram café da manhã e caiu na estrada novamente assim por cinco dias até que chegaram na seita Jung de tarde por volta das seis da tarde e os dois entraram para dentro, o Taehyung o levou para o líder da seita para o apresentar, que era o seu pai, o Taehyung era filho do líder da seita Jung.

- Olá pai, como o senhor está nesse tempo que estava fora da seita.
O seu pai olhou para ele quando viu que chegou na sala, e olhando viu uma criança em sua frente e seus braços em cima da do ombro da criança a segurando em sua frente.
- Olá, na onde você estava nesse tempo inteiro? E quem é essa criança?
- Esse menino é uma criança para mim, ensina-lo a virar um cultivador.

- Ah? Mas essa agora Jung Taehyung ?. O seu pai falou se levantando na onde estava sentando e indo para sua direção e o Taehyung segurou a Haeol com mais força.
- Porque eu não posso? se for assim nem um mestre aqui pode fazer isso também.
- Não é isso, você nunca deu interesse para isso e agora isso do nada.

- Eu crie agora, e o escolhi para ser meu discípulo quando chegar a sua idade ideal
- Aram, está bom, se você está querendo ser um adulto, faça o que quiser. O Homem olhou para Haeol que se encontra com uma expressão de medo no seu olhar.
- Quantos anos ele tem
- Ele tem oito anos.
- Está em uma idade boa, agora saia tenho uma reunião para fazer.

O Taehyung puxou o Haeol para fora da sala, assim que chegaram na saída o seu pai falou novamente.

- Não desapareça assim novamente e vá ver sua mãe ela está preocupada com você.

- Está bem.
O Taehyung saiu da sala, e foi andado em uma estrada feita de pedras brancas para outro corredor com Haeol.

- Aquele é o meu pai Haeol

O Haeol olhou para ele com os grandes e disse

- Ele parece bravo.

O taehyung riu quando ouviu a resposta do Haeol.

- Não muito, agora eu vou te levar para o meu quarto para você tomar banho, descansar e comer.

📷

Oii novamente, eu queria dizer que essa é minha história favorita das quais eu escrevi, eu à escrevo ela à anos, só que agora deu coragem para posta-la.

O Haeol é um amor a vida inteira, um menino que fará vocês gostarem dele logo.

- Kim Heol.

19 de Agosto de 2021 às 14:13 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo Capítulo 2 - A grande história de amor.

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 4 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!