aicodaiko aico daiko

Este é um romance de fantasia de vampiro que revela seu segredo especial. Lara uma garota de 20 anos muito bonita. Sua vida virou de cabeça para baixo no dia do funeral de sua mãe. Quando os segredos do vampiro são revelados a você, três pretendentes aguardam sua resposta à sua proposta. Quem você escolherá no final deste conto atraente?


Romance Todo o público.
2
1.4mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 30 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Capitulo 1

Na noite do funeral da mamãe, o vento estava mais frio do que o normal.

-O que vou fazer agora ...? Quer que eu faça?

Eu gritei a plenos pulmões para a cidade bem iluminada. Mas ninguém respondeu.

-O que vou fazer agora?

Tirei a foto da mamãe do meu bolso ... lágrimas escorreram pelo meu rosto.

-Isso é tudo por causa daquele homem ... aquele Brute ...! O bastardo!!!

FASHBACK

Hoje é o funeral da mamãe. Todo mundo foi embora ... e eu estava engolindo minhas lágrimas em uma catedral vazia. Quando ele apareceu.

-Lara ... Você é a Lara? ... Você se parece com sua mãe, Alice.

-Oh ... Olá ...? Sim, sou Lara. Sinto muito, mas o funeral da minha mãe acabou. Se quiser prestar seus respeitos, posso te acompanhar até o túmulo dela.

-Já prestei meus respeitos a ela de todo o coração ... do meu jeito. Estou aqui porque quero falar com você.

-Você veio falar comigo ...?

-Lara. Eu sou o marido da Alice ...

-....?!

-E seu pai. Meu nome é Edmund Russell.

-Você é meu pai? Não minta para mim! Meu pai faleceu ...

-Eu sei que isso deve ser difícil para você acreditar. Mas é verdade.

O homem tirou algo do bolso.

-Espere ... isso é ...?

Peguei a foto rasgada dele e a segurei perto da que eu estava segurando. Combinou!

P-por que você tem isso ...?!

-Porque eu sou seu pai.

Havia apenas uma explicação lógica para isso.

-Você é ... você é mesmo meu pai ...?

-Sim, minha querida.

-Então ... eu sou sua filha? Mas você nos deixou e nem nos procurou, nem mesmo quando ... e agora ... você quer ser meu pai ...?

-Lara. Eu tive meus motivos. Por favor, deixe-me explicar ...

-Não! Não quero ouvir nenhum de seus escudos! Eu nunca senti sua falta. Nenhum dia da minha vida ... Ouvir suas desculpas esfarrapadas não vai mudar minha opinião sobre você!

-Lara ... você tem todo o direito de ficar com raiva. Mas eu quero que você me dê uma chance de consertar as coisas.

-....

-Eu voltei aqui por você. Para levar você para nossa casa.

-Sr. Russell. Meu pai morreu há muito tempo. Então, por favor ... Por favor, pare ... e me deixe em paz.

Parecendo com o coração partido, o homem colocou um envelope em cima do piano.

-Eu vou esperar por você ... O tempo que for preciso.

-...

E desde então, o homem que diz ser meu pai me manda um ingresso de lugar todos os dias ... mas sem nem mesmo abrir eu sempre joguei fora. Eu estava bebendo minha raiva. A cidade estava triste, mas ainda bonita, mesmo por entre as lágrimas.

-É tão lindo ... eu poderia pintar essa vista deslumbrante, mas mal consigo passar com o que estou fazendo agora. Como posso comprar uma tela?

Minha cabeça com seus pensamentos, me empurrando para baixo e me sufocando. Então peguei a garrafa de tequila novamente.

-Acho que estou um pouco tonto ... pare de beber. Ok, chega disso. É hora de ir para casa ...

Naquele momento, alguém começou a subir as escadas.

-Levante-o! Esse gordo é tão pesado! Eu te disse! Devíamos ter matado ele onde íamos arrombá-lo!

-Mate...?

-O que? Quem é você?

Tentei não entrar em pânico.

-Me desculpe, pensei que não havia ninguém aqui ...

-Saia daqui!

-Oh, me desculpe!

Passei por eles o mais rápido possível, tentando não olhar para o corpo imóvel.

-Huff ... huff !!!

-Ei, senhorita ... você está bem ...?

-Ahhhhhhhh !!!

-Senhorita, por favor! Acalme-se!

-Alguém ... lá em cima ... assassinado ..!

-O que? Acalme-se e diga-me o que aconteceu!

-Eles estavam se livrando de um corpo ...
O homem olhou direto nos meus olhos.

-Essa foi por pouco.

-Desculpe?

Bang! Bang! Bang! O som de tiros continuou. E assim por diante ... Bang! Bang! Bang! Bang! Bang! Bang!

-Aaargh !!!

-Lara? Você está aí, certo?

Ainda atordoado, procurei por um ferimento no corpo.

-Hã? Estou bem ... foi um sonho?

-Abra!

O telefone começou a tocar.

-Ah não!

-....!

Peguei meu telefone e mergulhei sob as cobertas.

-Olá? Lara!

-E ai, como vai?

-Não ouviu as novidades? É louco! Sabe aquele telhado que você sempre vai? Aquele com a bela vista?-Sim, o que tem?

-A rua em frente está coberta de sangue ...

O que! Sangue?

-Obrigado Deus você está seguro!

-... Sim, obrigado por me animar. Mas agora não é o melhor momento para falar. Te ligo mais tarde!

-Há coisas realmente acontecem ... por que estou com tanta sede? Acho que bebi demais ontem à noite. Blargh! Esta água tem um gosto estranho! A água subia fortemente como sangue ... O que há de errado comigo?

-Ei! Eu sei que você está aí! Abra!

-O que devo fazer...?

Abri a porta devagar.

-Você acha que pode se safar? Quando você vai pagar o aluguel?

-Desculpa. mas eu não tenho nenhum dinheiro agora ...

-Você deve ter herdado alguma herança de sua mãe!

-O que? Herança? Você poderia dizer isso?

-Por que não posso? Você está três meses atrasado no aluguel. Que outra escolha você tem?

-Eu tenho um emprego-

-Você tem um emprego? Oh, você quer dizer pintar todas as suas pinturas inúteis? E aqui estava eu ​​esperando que sua mãe tivesse deixado algum dinheiro ...

-O que!?

Eu a agarrei pelo colarinho. E ... eu perdi.

-Peça desculpas...

-Me deixar ir! Como você está tão forte !?

-Eu disse, peça desculpas !!!!

-Aaaagghhh !!!

A próxima coisa que eu soube foi que estava na delegacia.

-...Hã?

-Você está bem?

-Aaaargh !!! Por favor me ajude!

-Aquela garota é louca! Seus olhos ficaram vermelhos e ela tentou me matar!

-Isso é verdade?

-........

-Não me lembro.

-O que? Seu mentiroso...!

-Então, o que realmente aconteceu?

Eu disse à polícia o que aconteceu em detalhes.

-Ora, senhora, isso foi muito inapropriado.

Agradeço totalmente, a polícia parecia estar do meu lado.

-Mas ... mas, você não pode ser físico com outras pessoas só porque está com raiva.

-Desculpa...

-Você só vai deixá-la ir? Eu te disse, ela é louca!

-Já chega, senhora.

-......

Fui solto com um aviso. Mas eu tive que sair imediatamente.

-Espere, mas você não pode fazer isso!

Todos os meus pertences são embalados do lado de fora. A senhoria esvaziou a casa sem me perguntar e deixou todas as minhas coisas do lado de fora. E um carteiro estava parado perto de meus pertences sem jeito.

-Ah ... isso é para 3B? Me dê isso, por favor.

... É a passagem de avião novamente.

Eu estava prestes a colocar o envelope na caixa de devolução com um suspiro.

-O rico é o suficiente para me enviar uma passagem de avião todos os dias?

-......

Havia uma pequena nota no envelope, com uma passagem para um vôo que parte hoje. Nunca percebi que havia uma nota.

-Lara. Quando você chegar ao aeroporto, meu assistente estará lá para guiá-lo até o castelo.

-Um assistente? Quão rico ele é ...? Ele estava rico o suficiente para me enviar passagens de avião todos os dias e arranjar alguém para me ajudar? A senhoria gritou comigo pela janela.

-Por que você ainda esta aqui? Eu disse para você sair !!

-... Tudo bem, eu vou !!

-Se você realmente me quer lá, eu vou! E você pode ser pai pelo menos uma vez.

Eu fiz minhas malas. E eu me vi no espelho. Eu parecia uma bagunça completa ...

-Hum ... Será que o Edmundo está morando com outra pessoa.

Se apenas aparecer assim ... Eles não vão me ignorar?

-Talvez eu deva arriscar minhas roupas.

-Isto é muito melhor! Melhor ter mais autoconfiança. Eu estarei à frente com ele. Vamos lá!

Peguei o avião e cheguei ao aeroporto.

-Ah, estou tão cansado ... Foi um longo vôo ...

-Ah! Você é a senhorita Lara, certo?

-Sim, você é?

-Meu nome é Sophia, a empregada da Casa de Russell !! Meu mestre me enviou aqui para buscá-lo.

-Mestre? Empregada? Acho que não ouvi ninguém dizer essas palavras lá dias.

-Você é tão bonita!! Eu te reconheci na hora, mesmo à distância! E suas roupas são lindas!

-Obrigado.

-Ah ... De jeito nenhum!

-Haha!
Ela não está acostumada a receber elogios.

Não, eu quero dizer isso. Você é muito fofo!

-Ah, obrigada ... Você não precisa me chamar de senhorita todas as vezes, eu sou sua empregada.

-Mas eu não deveria ...

-Por favor, prefiro a Sophia!

-Hmm, tudo bem ... Sophia.

-Haha, podemos ir agora?

Sophia e eu sentamos em uma carruagem, conduzindo-nos cada vez mais fundo na floresta misteriosa. Finalmente, cheguei a um grande castelo.

-Eu não achei que ele quisesse dizer literalmente um castelo ... Mas esse lugar é enorme!

Isso é tão diferente do apartamento onde minha mãe e eu morávamos. Enquanto mal estávamos conseguindo ... meu pai estava aproveitando o luxo deste grande castelo todo esse tempo!

-Chegamos!

-Foi um longo caminho, não foi?

-Sim, mas viajar com você fez o tempo voar!

-........ !!!

Sophia não sabia bem como reagir.

-TH-obrigado!

Ela está nervosa. Ela é tão fofa!

-Mas tivemos sorte hoje, já que não encontramos nenhum lobo no caminho.

-O que? Existem lobos na floresta?

-Haha, logo você vai descobrir, senhorita! Então, senhorita. Eu vou e o mestre. Você se importaria de esperar aqui um pouco?

-Sim claro.

Quando estava olhando ao redor do castelo ... ouvi uma voz atrás de mim.

-Oi.-O-olá?

Suas tatuagens são tão vivas e coloridas. Ele parece ter um espírito muito livre.

-Você é a garota?

-Você me conhece?

-Ouvi dizer que você ia chegar hoje. Você é muito mais bonito do que eu imaginei.

-Meu nome é Lara. E você é...

-Meu nome é Andrew. Sou o mais novo dos três irmãos Russell. Eu sou o único de coração caloroso neste lugar frio e seco ... Haha!

-.........

Se o sobrenome dele é Russell ... Ele deve ser meu meio-irmão. Ele balançou a cabeça, como se tivesse lido meus pensamentos.

-Não, não o que você pensa. Edmund me deu uma segunda mudança na vida, mas ele não é meu pai biológico. O que significa ... não haveria nada de errado em fazermos amor um com o outro.

-Desculpe?

-Haha, tava só brincando.

-O que no ...?

-Pai me disse ... que você é estudante de arte?

-Ah, sim ... eu me especializei em artes plásticas.

-Uau! Você é um graduado em arte? Eu costumava estudar arte também. Acho que teremos muito em comum.

-Estou sempre pronto para bater um papo quando o assunto for arte.

Um malvado desceu as escadas.

Andrew, por favor, fique quieto.

Olá?

Uau .. olhe para ele. Ele não parece tão amigável.

-Você deve ser a senhorita Lara. Prazer em conhecê-lo. Sou Jay Russell.

Esse é meu irmão mais velho. Ele é o leitor ávido chato ... Ele é muito mais legal do que parece.

-Não comece com essa porcaria.

-Ele só é tímido!

Haha!

Ambos são fofos!

-Ahem ..! M-mas onde está Theo?

-Eu não sei...

Procurei por Theo ... e encontrei um homem descarregando minha bagagem da carruagem!

Theo está segurando a bagagem. Essas são minhas malas. Ele está tentando carregar tudo sozinho ...! Deve ser muito pesado ... O que devo fazer? Ignore-o e espere por Theo. Talvez eu deva esperar primeiro. Estou com vergonha de falar com ele primeiro. Se seus irmãos o virem, eles o ajudarão.

Como eu esperava, Andrew e Jay logo descobriram Theo.

-Ah, aí está ele.

-.....

-Parece que ele não precisa de ajuda.

-Sim. Concordo. Theo carregará tudo com apenas um braço.

-.....

Espere, ninguém está ajudando ele ?!

Um momento depois, Theo apareceu carregando toda a bagagem com um braço.

-Olá.

-....Olá.

-São seus, não são?

-Sim, eles estão. Muito obrigado por carregá-los para mim.

Trouxe tantas coisas ... Eu deveria ter carregado sozinho.

-Estava lá fora. Não deu muito trabalho. Não há necessidade de se desculpar.

-Oh, tudo bem.

Era tão óbvio?

-Agora que estamos todos aqui, quero lhe fazer uma pergunta muito importante, Lara.

-... Tenho a sensação de que a questão não é importante.

-Quer que você vai perguntar a ela?

Andrew me perguntou com os olhos fixos em nime.

-Lara, por favor, seja honesto.

...Sobre o que?

-De nós três, por quem você mais se sente atraído?

-Hã?...

Que pergunta interessante ... todos os três são e alguns, mas ...

-Acho que o Theo é o mais legal!

-Vejo? Um malvado precisa de um corpo quente. Você ouviu isso, certo? Lara gosta de mim.

-....

-N-não dessa forma ....

-Lara, sou toda sua!

Theo, por favor, pare.

-Ele está completamente maluco.

Naquele momento, Sophia nos chamou da porta.

-Ah ...! Você estava todo aqui. O mestre está esperando na sala de estar.

-......

-Lara! Estou muito feliz que você veio. Todo mundo está esperando por sua chegada.

-Ha! Acho que nem conto então? Eu esperava que ela nunca aparecesse.

Eu sabia instantaneamente que essa mulher me odiava, mas não senti a necessidade de responder a ela. Estar nesta elegante e magnífica sala de estar mexeu com algo em mim.

-Pinturas de artistas conhecidos, ornamentos incrustados de diamantes, lustres de cristal ... luxuosos sofás de couro ... era a melhor mobília que o dinheiro poderia comprar ... Eu me perguntei que tipo de vida você trocou por sua família ... Mas não tenho nada a dizer agora. Enquanto mamãe e eu estávamos me afogando na pobreza, você deve ter ficado muito feliz !?

-...O que você acabou de dizer...? Quem você pensa que é?!

Amulherecaminhavaameaçadoramente em minha direção.

-........ !!

Seu olhar assassino me assustou, mas me forcei a olhar nos olhos dela. Ela caminhou até mim e sussurrou em meu ouvido.

-Procure as suas palavras, senão ... pode acabar na mesa do jantar.

-O que...?

Ela mordeu minha orelha.

-Ai !! O que você está fazendo!?

Limpei o sangue com as minhas mãos.

-Hm ... Ela não tem gosto diferente.

-O que...?!

-Monica, comporte-se.

-Hmph! Vamos ver quanto tempo dura essa pretensão.

Ela zombou de mim e saiu da sala, estalando os lábios

-Você está bem?

-Você está brincando comigo? Por que você me trouxe aqui? Para me ver sofrer?

-Lara ... Isso tudo pode ser seu, se você quiser.

-.......?!

Fiquei surpreso com as palavras de Edmund. Apenas uma pintura nesta sala poderia resolver todos os meus problemas. Edmund continuou calmamente. Você é meu filho.

Edmund veio até mim e sussurrou.

-Há muito tempo que coleciono isso, só para você.

-Ha ....!

-Você pode não acreditar em mim ... mas é a verdade. Eu queria ficar, depois que você nasceu, mas ... Edmund mordeu o lábio e fez uma pausa. Com uma expressão dolorosa, como se engolisse a dor.

-A Alice e eu sempre quisemos o melhor para você. Essa é a única coisa que quero que você entenda.

-Como se atreve a dizer uma coisa dessas ?! É por isso que você me deixou sozinho?

A morte de Alice será uma dor que nunca será apagada de nós dois. Mas ... precisamos seguir em frente, Lara. Meus filhos ... serão sua nova família de agora em diante.

-.......... Família Ney ...?

-Eu instintivamente olhei para Jay, Theo e Ander. Eles olharam para mim com uma cara preocupada ... me dando uma sensação indescritível.

Talvez ... apenas, talvez. Assim que esse pensamento veio à minha mente.

-... espere .... eu sinto cheiro de sangue ...?

-Desculpe...?

Edmend olhou para mim.

-Sangue...!?

-Isso ... Aquelas mulheres ...

-Pai...!

E-Edmund? O que há de errado?

-Sangue......

Os olhos de Edmund estavam brilhando mais vermelhos do que sangue.

-Sangue....?

-O que você está fazendo!!!?

Saia!!! De repente...! Edmund mostrou suas presas e veio direto para mim ...!

10 de Agosto de 2021 às 02:49 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo Capítulo 2

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 4 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!