C
Clara Natalya


Clara foi levada ainda com oito anos para seu maior pesadelo,e ainda nos dias atuais seu sofrimento continua,com uma decisão tomada ela embarca em uma aventura para ir atrás de seus inimigos ,mas por ironia do destino a mesma irá se apaixonar por seu arquirrival


Romance Romance adulto jovem Todo o público.

#romance
0
492 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Toda semana
tempo de leitura
AA Compartilhar

♚ 𝓟𝓻𝓸𝓵𝓸𝓰𝓸 ♚

O que a gente fez?!—Gritara Allison nervosa,eu estava preocupado em saber como sairiamos dali e nem mesmo havia notado no que tinha acontecido


—Nós a matamos—falei por fim engolindo em seco—Precisamos sair daqui rapidamente—Allison assentiu ainda apavorada e eu a puxei e atravessei para longe daquele lugar,daquela floresta horripilante


[...]


O barulho do relógio me deixava exasperada,as horas não passavam e eu estava a ponto de perfurar a minha mão por completo com minhas unhas,adicionei em minha nota mental que deveria corta-las para não fazer algo pior.Respirei fundo quando a Srtª. Madelaine veio corrigir meu caderno,eu sabia que não havia feito minhas tarefas por conta de trabalho excessivo,mas a culpa não era minha e sim de Lilian,minha mais nova madrasta,uma mulher má,com a alma pútrida,sem coração...


—De hoje não passa ok?Vá na diretoria no final da aula—Agradeci por ela ter sussurrado isso no meu ouvido e não anunciado para a sala inteira,assim como fez Elliot,meu professor de literatura


O sinal tocou para o recreio e não tive ninguém para me fazer companhia,como sempre,talvez minha aparência não agradasse a todos ou talvez minhas roupas ou até mesmo meus pensamentos,mas sempre fiquei feliz de ter a biblioteca disponível para mim,logo me pus a ler uma comédia romântica perdida nos caixotes velhos perto a porta da dispensa


—Por que não aproveita para recuperar suas tarefas menina?—Perguntou a Srª. Rothschild,cuidadora da biblioteca


—Para quê se vou ser suspensa do mesmo jeito?


—Só acho que ajudaria mais um pouquinho em seu castigo


—O diretor não irá ter...


—Não falo de sua punição aqui,mas sim na sua de casa—E logo percebi do que ela falava,certamente meu pai não iria me deixar passar ilesa depois dessa,e o velho nunca acreditaria no que sua nova amante fizera comigo,sorri educadamente para a Srª. Rothschild que se retirou após ter limpado a segunda prateleira de livros que estava ao meu lado


Entrei na sala de cabeça baixa e logo ouvi os falatórios,sarros,risos e zombaria saiam das bocas daqueles energúmenos e atigiam minha cara,com força,pior que um tapa


—Não cansa de ser burra?—Perguntara Livia


—Além de ser burra é feia—Dissera Arthur


—Tenho dó dessa masoquista—Evellin olhara para minhas mãos,cortadas até os pulsos,e logo soube do que ela estava falando


—Acha que faço isso para sentir orgasmos?—Falei por fim e eles riram


E meu dia estava acabando de ficar completo


[...]


—Suspensa por três dias?!—Gritara meu pai fazendo meus ouvidos zumbirem


—Não foi minha culpa—Falei em um sussurro


—E foi de quem então?!—Ele me olhava furioso—Eu dou de tudo para você,trabalho duro para te dar um futuro,uma casa,uma escola boa,custa cumprir com seus afazeres?

—Desculpe

—Acha que desculpas vai ajudar?Vá para seu quarto,está de castigo—Suspirei aliviada por ele não ter me batido e subi para o cubículo que chamava que quarto

Naquela imitação de sótão encontrava-se apenas meu colchão suportado por madeiras velhas e esfarrapadas e uma pequena cômoda onde minhas poucas e velhas roupas eram guardadas.Deitei-me na minha cama e com a cabeça ainda afundada no travesseiro me afoguei no choro

No espelho do banheiro tive uma visão completa do meu corpo,magro e desnutrido por falta de comida,meu rosto era espinhento e cheio de acnes,meu cabelo estava seco e quebradiço,meus lábios,rachados e ressecados...Não contive as lágrimas que escorreram do meu rosto;"Burra,feia,masoquista...";as palavras não saiam da minha mente,cobri meu rosto com minhas mãos e senti minha cara corar

Eles tinham razão,todos eles,eu era uma inútil,infelizmente destinada a vir ao mundo,se meu pai ao menos tivesse usado uma camisinha que prestasse,assim talvez eu não precisaria ter essa vida de merda

—Herdeira do trono de luz—Falara uma voz atrás de mim—Deve que voltar para casa—Olhei para cima e vi o reflexo no espelho de uma criatura bela,tão bela que ofuscou minha visão

Cocei os olhos e a criatura sumira,suspirei fundo para que realmente a ficha caísse,olhei novamente para o espelho e só vi o vento passar pela janela

—Vai demorar muito?Preciso tomar banho?-Gritara Fred,filho mais velho de Lilian

—Já estou saindo—Joguei água gelada em meu rosto em uma tentativa falha de meus olhos desincharem e tentei controlar minha respiração ofegante antes de sair

—Finalmente!—Dissera ele com cara feia ao me ver passar pela porta

Voltei ao meu quarto e quando a noite caiu por completo apaguei em um sono profundo

30 de Julho de 2021 às 00:30 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Continua… Novo capítulo Toda semana.

Conheça o autor

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~