skrushnic Sam Krushnic

Jordana é uma atriz recém-chegada em Hollywood. De origem latina e muito carismática, a jovem logo conquista a amizade do superastro Chris Evans, mas nenhum deles consegue dar o primeiro passo. Cansado de ser espectador dessa novela, Sebastian Stan os ajuda nessa tarefa tão difícil chamada “relacionamento”, convidando os dois para a mesma festa. A noite é longa, e os capítulos dessa possível história de amor, podem ser escritos.


Romance Erótico Para maiores de 18 apenas.

#romance #fanfic #sexo #erótico #festa #personagem-original #sebastian-stan #Chris-Evans
0
845 VISUALIZAÇÕES
Completa
tempo de leitura
AA Compartilhar

Primeiros passos

Quando Jordana chegou na indústria do cinema, Chris Evans foi um dos primeiros nomes com quem teve contato. Ela foi bem recebida pelo superastro, conversaram muito e logo já sentiram uma sintonia. Era mágico. Ele era mágico. Em poucos meses se tornaram amigos quase inseparáveis. O ator a mostrou em quem confiar, onde ir, melhores agentes e tipos de contratos, praticamente cuidou da jovem desde que colocou os pés no país. Chris era tão gentil e doce, que parecia já conhecer Jordana há anos. Como esperado, a jovem atriz se apaixonou rapidamente. E quem não se apaixonaria? Ele é o Capitão América dentro e fora das telas, nasceu para isso. Tão incrível quanto o personagem que faz.

Porém, nada é um mar de rosas, ninguém estava acostumado ao jeito do país de origem de Jordana, de cumprimentar as pessoas. Em seu país, cumprimentavam-se com beijinhos no rosto, é comum e inocente, algo vago por serem um povo bem caloroso. Jordana aprendeu da pior maneira de que, esse hábito comum, pode lhe trazer grandes problemas. Colegas de elenco começaram a ficar estranhos próximos a ela, pois para eles, dar beijinho no rosto significava algo a mais. Mas Jordana sempre fazia da forma mais inocente possível, estava enraizado nela, e mudar do dia para a noite, era uma tarefa muito difícil. Por inúmeras vezes, foi "chamada no cantinho" para esclarecer o mal entendido, sempre pedia desculpas, e ficava sem jeito depois do ocorrido.


Jordana se esforçava ao máximo para mudar seu jeito, e acabou conseguindo. Sofria pouquíssimos deslizes, mas sempre conseguia fugir dos tabloides de fofocas."Carne fresca é sempre assim. Só... Tenta ignorar!" - dizia Evans por telefone.Toda vez que o nome de Jordana aparecia no trends do Twitter, Chris a telefonava, dando-a apoio. Não havia ninguém melhor, num raio de 10km, para lhe dar conselhos de como lidar com as redes sociais. Simone, sua assessora, dava o mesmo discurso, mas Jordana ouvia a voz da experiência de quem sofre na pele um "cancelamento" a cada 3 dias.

Você faz parecer tão fácil. - respondia triste. — Meu celular não para de apitar faz 3 horas!
"Silencie suas redes." - orientou. "Deixe só seus contatos próximos com alertas".
Farei isso. - sorriu. — Obrigada Chris.
"Disponha, Bruxinha!"


"Bruxinha...", Jordana sorria cada vez que ouvia Chris a chamando assim. No novo longa, Jordana era uma bruxa alienígena poderosa, uma nova ameaça à Terra que os Vingadores deveriam deter. Era seu primeiro papel importante na carreira, estava entre gigantes. Antes, sua fama se resumia a algumas sitcons e novelas estrangeiras, sua sorte mudou quando Simone lhe falou sobre o teste. "Não tenho nada a perder mesmo", e realmente não tinha. Jordana foi para Los Angeles, fez o teste e passou, chamando uma atenção que jamais pensava em receber antes.


Dias depois, tudo andava tranquilamente, até que Jordana foi chamada para sua primeira New York Comic-Con. Chegando ao local, nos bastidores, cumprimentou as pessoas da forma que usava em seu país, um abraço e um beijo no rosto ou um aceno e um sorriso. A jovem estava atrasada, andava rápido, então fez o que seu automático mandava. Chris estava no meio deles, e foi cumprimentado com um abraço e um beijo no rosto. Ele retribuiu e sorriu gentilmente, a deixando ir para seu camarim. Anthony e Sebastian notaram a mudança corporal de Chris depois disso, mas não falaram nada, apenas entreolharam-se sorrindo.

Entretanto, o que Anthony e Sebastian não sabiam era que Chris e Jordana estavam mais próximos do que antes, por decorrência do trabalho. Depois de duas cenas sensuais em Vingadores, em que a personagem de Jordana enfeitiça o Capitão América, Chris passou a ver a jovem com outros olhos. Além de seu talento, beleza e carisma, Evans passou a notar na sensualidade escondida, que era mostrada apenas em cena. Todas as revistas e paparazzis já tinham notado essa aproximação. Porém eles sempre negavam, dizendo que eram apenas amigos, que era o jeito deles de se comportarem um com o outro. A imprensa entendeu como uma declaração oficial, e os deixaram em paz. Nas convenções seguintes, sempre havia troca de olhares, sorrisos, abraços e toques discretos, mas que não ficavam escondidos dos olhos aguçados dos fãs. Chris e Jordana sempre sentavam juntos e conversavam entre si, como se estivessem sozinhos. A conexão entre eles era visível, Robert dizia que um dia daria em casamento, fazendo o suposto casal rir, desviando do assunto ou fazendo alguma piada por cima. Scarlett também fazia seus comentários, dizendo que eles não conseguiam mais esconder a paixão que sentem.


Eu faria isso se tivesse apaixonado? - perguntava Chris, se sentando no colo de Jordana.
Uma coisa você está certa, Scarlett. - disse, ofegante. — Ele consegue me deixa sem ar.

Nesse momento, o auditório começava a rir com eles, desviando o foco da conversa que começava a ficar bastante embaraçosa para Jordana.


• • •

Mais meses se passaram e as filmagens do novo Vingadores foi finalizada. O contato entre Jordana e Chris se manteve, ele foi para a Austrália gravar uma série e Jordana foi para a Espanha, dar voz a dois documentários, um sobre vida marinha e outro sobre vida selvagem, depois voltaria para Los Angeles para gravar mais uma série de ação. Eles sempre mandavam fotos de passeios e paisagens que faziam nos dias de folga, ou fotos aleatórias com a legenda "pensei em você quando vi".


A vida de ambos estava mais agitada do que antes, e a amizade deles estava evoluindo em passos lentos. Chris conversava sobre Jordana para Sebastian, por ser mais próximo, e o mesmo sempre dava a mesma resposta: "Fale para ela! Deixa de ser lerdo!", mas Chris nunca dava ouvidos. Cansado dos lamentos do amigo, Sebastian decide levar o futuro casal para a mesma festa, onde apresentaria um novo produtor para Jordana, e um novo escritor para Chris. Obviamente, ocultando a parte em que esses dois contatos estavam trabalhando no mesmo projeto.

O dia da festa chegou mais rápido que esperavam, Jordana vestia um de seus melhores vestidos pretos longo e Chris, estava mais despojado, mas ainda muito elegante. Chris chegou antes, encontrou Sebastian e logo foi se encontrar com o escritor, que tinha pensado nele para ser seu protagonista. Jordana chegava um pouco mais tarde, estava em uma reunião de elenco.


Você está linda! - disse Sebastian, abraçando Jordana. — Já conversou com Matt?
Obrigada. - respondeu. — Ainda não, cheguei a pouco, estava presa numa reunião. - explicou. — Onde ele está?
Ali. - apontou para o homem. — Vou te apresentar a ele.

Jordana seguiu Sebastian ao encontro do produtor, eles se cumprimentaram e seguiram para o escritório. Em menos de 2 horas, Jordana saía de uma reunião e caía em outra. Tudo estava acontecendo muito rápido em sua vida. Tinha várias reuniões e ensaios durante o dia, papéis para assinar e coisas para decidir. O pouco tempo de descontração que tinha, era dividido em dormir, conversar com seus amigos e ir a festas, que, as vezes, nem sabia quem era o anfitrião, apenas sabia que era importante falar com alguém que estaria ali. Sua vida estava uma loucura, e favorável em todos os sentidos. Jordana não reclamava, batalhou para que chegasse onde está, mas às vezes... Uma folguinha seria bom.


E então? - Sebastian perguntava, após ter visto Jordana entre os convidados.
Parece que pode acontecer. – respondeu a jovem. — Mas como não fui o primeiro nome, pode ser que mude. - explicou.
Você vai conseguir, confia! - Sebastian a dava um tapinha no ombro. — Aliás, Chris está na piscina, já foi falar com ele?
Eu nem sabia que ele estava aqui! - respondeu, sorrindo. — Tem tanta coisa acontecendo ao mesmo tempo, que nem sei em que bairro estou!

Sebastian ria com o comentário, estava ciente que a vida de Jordana estava uma bagunça pois dividiam o mesmo agente, então sabiam, mais ou menos, sobre a agenda um do outro. Jordana conversava com Sebastian enquanto respondia mais um e-mail. Ela era uma máquina, conseguia fazer duas ou três coisas ao mesmo tempo, desde que não sejam superimportantes. Sebastian fazia o mesmo, ele conversava com Jordana, bebia champanhe e flertava com alguma garota, tudo ao mesmo tempo. Era engraçado como ele conseguia fazer isso com total elegância.


O tempo foi passando, e Jordana percebeu que ainda não tinha conversado com Chris. Se despediu de Sebastian e caminhou para fora da sala em direção a piscina. Era a área mais lotada da casa, chegava a ser impossível encontrar alguém no meio daquela confusão. Andou por toda a borda em busca do amigo, sem sucesso. Estava prestes a desistir quando encontrou Chris sentado no canto, olhando para a tela do celular, junto as cadeiras. Jordana chegava sorridente cumprimentando com seu jeito típico, Evans a recebia da mesma forma, retribuindo o carinho.

Jordana se sentava ao lado de Chris e começou a conversar coisas banais do dia a dia, faziam algumas semanas em que eles não se viam, e mal conseguiam trocar mensagens. Evans era carinhoso, respondia prontamente todas as perguntas, e também perguntava sobre sua vida. Ao longe, para quem não conhecia, eles pareciam um casal de namorados conversando entre si, em um mundo só deles. O tempo foi passando junto da conversa, e Jordana sentia que estava faltando alguma coisa para corresponder, mas deixou passar. Era a primeira festa em semanas, ela precisava relaxar.


Eram quase 11 da noite e a energia de Jordana estava quase no fim, seu corpo necessitava de descanso. Como moravam próximos, Evans se ofereceu para levá-la para casa, Jordana aceitou, além de não saber ao certo onde estava e pelo tempo de viagem, não queria correr o risco de dormir no táxi. Se despediram de Sebastian e seguiram seu caminho. Em silêncio, Sebastian torcia para que, finalmente, Chris desse o primeiro passo. "Por favor, não faça bobagem!".

Durante a viagem de volta, a sensação de que algo precisava da sua atenção ainda incomodava Jordana, mas não conseguia identificar. Verificou suas mensagens instantâneas, e-mails e SMS, todos que deveriam ser respondidos naquela hora, foram respondidos. Tudo o que deveria ser respondido com mais atenção, foi classificado. Não havia mensagens perdidas ou chamadas. Em seu mundo, tudo estava em harmonia, mas a sensação não ia embora. Alguém importante ainda não tinha recebido sua atenção. "Mas quem?", perguntava-se incessantemente.


Jordana se distraia tentando entender o que estava acontecendo consigo, não prestando atenção em Chris. Quando pararam no sinal vermelho, desistiu de tentar encontrar quem faltava, respirou fundo e olhou para Chris. Sua face estava iluminada, havia um grande sorriso no rosto, um pouco bobo, mas muito atencioso e desperto, seus olhos brilhavam mais que as luzes da cidade. Apertava um pouco volante mostrando que estava nervoso, foi então que Jordana achou a pessoa que estava pedindo sua atenção, sem ter falado uma palavra.

Jordana se encantava com aquele olhar para si, era puro e límpido, como se todo o caos daquela cidade não existe esse dentro daquele carro. Existia apenas Chris, seu lindo sorriso era genuíno, e o motivo dele era a bela mulher ao seu lado. Jordana não sabia como reagir, aquele sentimento não era novo, mas sua intensidade sim. Chris não era o primeiro cara que já se interessou, pelo contrário, Jordana já teve seus momentos de puberdade, o que lhe causou suas melhores e piores memórias. Porém, se orgulhava, aprendeu muito com seus erros e certos, desde reconhecer um babaca até um príncipe encantado. Chris, não era o meio termo, seu lado cafajeste e seu lado fofo oscilavam, a fórmula perfeita entre dois mundos.


Tudo bem, Chris? - tentava quebrar o iceberg que tinha entre eles.
Sim... - respondeu tenso. — É... Eu...

Chris não conseguia se concentrar, estava nervoso, não sabia como conversar naquele momento com Jordana. Se perdendo em seu próprio tempo, não notou que o sinal já tinha aberto, e despertou quando ouviu o carro de trás buzinar. Jordana sorriu com isso, secretamente, gostava de ver Chris sem jeito, ele ficava mais fofo, e bem menos sedutor, sem aquela carga de "superastro" nos ombros. A viagem seguiu tranquila, com conversas descontraídas e muita risada.


Mais meia hora de viagem, e Jordana começava a sentir sono. Seu dia foi uma loucura completa, e mal tinha dormido na noite anterior, por conta de sua ansiedade. Jordana recostava-se confortavelmente no banco, e suspirava profundamente, não percebendo que tinha chamado a atenção de Chris. Seu piscar estava lento, encarando, sem prestar atenção, as luzes da cidade, e seu corpo estava começando a relaxar. Chris se sentia orgulhoso, pois sabia que Jordana não dormia em lugares ou perto de pessoas em que não se sentia segura. "Obrigado", pensava, mudando o curso para sua casa, notando que Jordana já adormecera. Ao chegar em sua casa, a entrada lateral da garagem facilitava a locomoção para dentro, e assim o fez. Jordana dormia como pedra, Chris tentou chamá-la várias vezes antes de pegá-la em seus braços, mas a moça não respondia a nenhum estímulo.

Está muito cansada, não é? - falou baixo, carregando Jordana para dentro.


Com cuidado, a levou para o quarto de hóspedes, deitando-a gentilmente na cama, tirou seus sapatos, e desmanchou o penteado que usava para melhor conforto. Jordana sorria com o contato em seus cabelos, sem acordar. Chris observava aquilo com atenção, guardando todas as expressões que a jovem fazia com carinho em sua memória. "Acho que nunca mais vou ver isso... Tenho que aproveitar", pensava, sorrindo, enquanto mexia nos cabelos de Jordana suavemente. "Me perdoa", dizia a si mesmo, pensando que estava parecendo um pervertido. Antes de sair, a deu um beijo na testa, recebendo um murmuro manhoso como resposta.

• • •


Durante o banho, Chris pensava em Jordana, que estava tão perto e tão longe ao mesmo tempo. Com ajuda da água quente, sua mente viajava por entre as curvas do corpo de Jordana, imaginava-a gemendo seu nome, juntando seu corpo ao dele. Massageava seu pênis, pensando nas mãos delicadas que a jovem tinha, masturbava-se imaginando os lábios dela ao redor, sugando com tesão. Chris gemia baixo, com medo de ser ouvido, mesmo em outro cômodo. Estava quase gozando quando escutou seu telefone tocar, mas ignorou os primeiros toques, focando em seu prazer e atingindo o ápice. Demorou alguns segundos para ouvir o telefone novamente, com resistência, desligou o chuveiro e foi atender. Na tela, o nome de Sebastian aparecia.

Sim? - dizia levemente ofegante.
"Atrapalhei algo? Com um certo alguém?"
Não perturba, Sebs! - reclamou. — O que quer?
"Saber como ela está. Você é um super-soldado, afinal..." - desde a famosa frase do Capitão América, "posso fazer o dia todo", Sebastian nunca mais o deixou em paz, e sempre que podia, provocava.
Não transamos. - falou duro. — Satisfeito?
"Está cansado de que, então? De deixar as oportunidades passarem?" - questionou curioso, mas sem perder a chance de alfinetar.
Ela dormiu no carro, antes de chegarmos na ponte. - revelou. — E parece que nem um furacão acorda essa mulher.
"Você é tão entediante que ela dormiu como pedra? Meu deus..."


Lembrando da cena do farol, Chris não conseguiu conter sua risada, levando Sebastian a rir consigo. A conversa se estendeu, e Chris contou sobre a viagem de volta e como Jordana era divertida, mas bastante tímida, sempre fugindo dele. Sebastian concordava, Jordana sempre teve jogo de cintura para lidar com investidas e flertes. Contou também sobre a reunião que teve com o produtor, e que, se desse tudo certo, estariam no próximo longa juntos.


Isso tem dedo seu, não é?
"Diria um braço" - riu. "De nada, tá bom!"

Evans ficou contente, era a primeira vez que trabalharia com Jordana de uma forma mais direta, pois em Vingadores, eles só se encontravam em cenas de luta e sexo. Ao final da conversa, Sebastian revela do porque Jordana estar tão cansada, com inúmeras reuniões, testes e encontros.


Isso explica porque não acordou quando chamei. Deveria estar no limite. - responde Evans, pensativo.
"Ela trabalha muito, é uma mulher muito forte." - diz Sebastian. "Cuide bem dela, Capitão."
Pode deixar, Sargento.

15 de Julho de 2021 às 23:06 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Leia o próximo capítulo Barreira Final

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 1 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!

Histórias relacionadas