williancoutinho Willian Coutinho

Medo, raiva, solidão e amargura. Foi tudo o que sobrou de Niord Ermin logo após a Grande Catástrofe que mudou o mundo. Dez anos depois ele tenta se agarrar em uma fraca luz de esperança, quase se apagando no meio da escuridão de um rei louco, se sufocando no abraço apertado de um deus primitivo, caindo e se ofuscando em meios impensáveis e desumanos na tentativa de salvar seus semelhantes. Mas ela sobrevive no sorriso daqueles que o apoiam, na confiança depositada em seus ombros, mesmo que indignos. Dez anos não foram nada perto do que está para começar. As peças vão se encaixar e as respostas aparecerão na sua frente. Querendo ou não, ele precisará desses sorrisos, dessa ajuda.


Ficção científica Futurista Impróprio para crianças menores de 13 anos. © Todos os direitos reservados

#pós-apocalíptico #mitologia #ação #aventura #ficção #fantasia #poderes #futuro #ficção-científica #Ficção-fantasia
2
4.3mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todos os Domingos
tempo de leitura
AA Compartilhar

Prelúdio


O ronco do motor de sua Dodge Charger SRT costurava por meio de todos os veículos elétricos no largo viaduto de acesso rápido. Com certeza ele estava ultrapassando os limites estabelecidos para aquela via, mas era uma emergência, vida ou morte.

Dentro do carro, o barulho do motor é menor, mais abafado. Foram tantos passeios com sua família que ele nem ouvia mais. Seu smartwatch apitava incansavelmente, avisando que os batimentos estão muito acima do normal. Com seu dedo indicador, o homem dá dois toques para desbloquear o painel central de dez polegadas. Meio segundo para essa ação e ele quase bate no carro da frente.

Duas piscadas rápidas são suficientes para se concentrar e lembrar que esse console tem comando por voz.

— Eden, capital, últimas noticias.

Logo a interface se conecta ao canal do jornal local. A repórter de cabelos curtos e roupa social aguardava a chamada do âncora, que comentava os feitos de Adan Harvery, o atual prefeito.

— Isso mesmo Richard, ele está aqui agora — a repórter começou com seu belo sorriso. — e estamos a segundos de ver o primeiro gerador de energia infinita do mundo funcionando.

Niord cerra os punhos, agarrando o volante enquanto lança um tsc ao vento.

— Ligar esposa.

Ao lado da reportagem abre uma pequena janela com a chamada para sua amada. Segundos depois a ligação cai e o sinal da reportagem é perdido. De repente sua visão fica embaçada e seu corpo enrijece com um formigamento.

Todos os propulsores antigravidade dos veículos elétricos à sua frente desligam fazendo-os rasparem no chão até parar. Seu console também desliga e o carro para de funcionar. Niord freia para não bater nos carros parados e solta um soco no volante, fazendo lançar uma curta buzinada. Mesmo veículos antigos já eram dotados de chips para ajudar o motor a trabalhar. Ele tira o cinto, abre a porta e sai correndo, sem mesmo a ter fechado. Sua casa não estava longe, mas iria demorar para chegar a pé.

Niord Ermin corre, corre contando os segundos para sobreviver.

**

14 de Julho de 2021 às 02:15 3 Denunciar Insira Seguir história
2
Leia o próximo capítulo Relatos de um sobrevivente

Comente algo

Publique!
Isís Marchetti Isís Marchetti
Olá, Willian! Tudo bem com você? Faço parte do Sistema de Verificação e venho para parabenizar pela Verificação da sua história. Ora ora, o que temos por aqui, hein?! Me parece uma bela e maravilhosa história, da qual muita coisa está por vir, e coisas essas as quais ninguém consegue imaginar ou compreender, como se cada linha que estivesse para vir, estivesse cheia, e completamente de suspense, drama e coisas das quais sejam impossíveis desconfiar com antecedência. É como dizem, a surpresa nos textos são os melhores tipos de surpresas que podemos esperar durante a vida. A verdade é que eu fiquei bem surpresa com esse Preludio da história, ele mostra que ainda tem muita coisa boa por vir, e é até impossível não despertar a curiosidade do leitor. Bom, vamos lá. A coesão e a estrutura do seu texto estão indo muito bem, adorei a forma que você escolheu para acabar a introdução do capítulo, pois o drama ficou bem palpável, foi uma leitura extremamente maravilhosa. Quanto à sinopse, ela está simplesmente maravilhosa, sério, eu adorei mesmo, e ficou muito incrível a forma sucinta que você trouxe o que está por vir nos próximos capítulos em tão poucas palavras na sinopse. Quanto ao personagem, ainda é um pouco cedo para entrar nesse assunto, exceto o que sabemos; ele tá em uma enorme enrascada, e só Deus sabe se ele vai sair dessa, nem sabemos se de fato ele é o nosso estimado personagem principal, haha. Deixar isso no ar fica mais curioso ainda, não é?! Quanto à gramática, até este ponto está tudo joia por aqui, eu adorei de verdade a experiencia que esse pequeno capítulo me proporcionou e tenho certezas maiores ainda de que o resto que está por ir seja tão boa ou mais ainda maravilhoso. Tem uma pequena observação em: "traze-lo" em vez de "trazê-lo"; "devolve-lo" em vez de "devolvê-lo" e "você é o que?" no lugar de "você é o quê?" Desejo a você sucesso e tudo de bom nessa jornada. Abraços.
July 24, 2021, 17:32

  • Willian Coutinho Willian Coutinho
    Olá tudo bem? Fico muito feliz que o texto tenha deixado você, leitor, com esses sentimentos. Isso me faz crer que estou no caminho certo. Muito obrigado mesmo por todo o feedback e pelas dicas de gramática ^^ Realmente muita coisa está por vir, coisas essas que se prolongaram por causa de várias ideias, pelo desenvolvimento e interação dos próprios personagens. Se quiser continuar acompanhando essa história, me diga se estou saindo dos trilhos. Claro, se puder. Novamente agradeço o feedback. Tenha um excelente dia! July 24, 2021, 18:34
Willian Coutinho Willian Coutinho
Olá você que leu até o fim. O que achou? Gostou do que leu? Ou estava tão ruim que fez seus olhos sangrarem? Incoerências? Deixe aqui seu comentário. Sei que não é uma obra perfeita e seu comentário pode me ajudar a melhorar.
July 22, 2021, 19:08
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 10 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!