williancoutinho Willian Coutinho

Medo, raiva, solidão e amargura. Foi tudo o que sobrou de Niord Ermin logo após a Grande Catástrofe que mudou o mundo. Dez anos depois ele tenta se agarrar em uma fraca luz de esperança, quase se apagando no meio da escuridão de um rei louco, se sufocando no abraço apertado de um deus primitivo, caindo e se ofuscando em meios impensáveis e desumanos na tentativa de salvar o seu povo. Mas ela sobrevive no sorriso daqueles que o apoiam, na confiança depositada em seus ombros, mesmo que indignos. Dez anos não foram nada perto do que está para começar. As peças vão se encaixar e as respostas aparecerão na sua frente. Querendo ou não, ele precisará desses sorrisos, dessa ajuda.


Ficção científica Futurista Impróprio para crianças menores de 13 anos. © Todos os direitos reservados

#pós-apocalíptico #mitologia #ação #aventura #ficção #fantasia #poderes #futuro #ficção-científica #Ficção-fantasia
16
12.2mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo A cada 15 dias
tempo de leitura
AA Compartilhar

Projeto Rígel


— Você não devia ter feito isso Niord — ele se encarava no retrovisor, ajustando com uma mão enquanto julgava o reflexo com a testa enrugada. — Ah vamos lá, qual é a desse trânsito?

O jovem cientista soltou as mãos do volante, aguardando o sinal vermelho se abrir. Os dedos subiram e levantaram os óculos. Com o polegar ele coçou o meio dos olhos.

— Como eu vou resolver isso? Se eu chegar lá, o que eu vou falar pra ele? — um estalo e tudo fez sentido. — É ISSO!

No painel do carro o semáforo interativo mudou de cor, se tornando verde. As mãos se agarram no volante e o motor rugiu. Ele pensava enquanto os braços cruzavam a direção para lá e pra cá. Soltou uma mão e começou a digitar no console central do carro. Algumas olhadas para pista e estava tudo bem. Meio segundo de distração e um caminhão cruzou desgovernado atrás do porta malas. Ele observou assustado o espelho e pôde ver vários carros parados. Não percebeu, mas furou um sinal. Uma notificação piscou na tela. A multa havia chegado.

O apressadinho respirou fundo, tentando manter a calma.

— Você não está raciocinando bem, vai se meter em problemas. — disse a inteligência artificial. A voz feminina parecia a da sua filha pequena. Fez isso justamente para o acalmar e lhe dar a sensação de segurança. — permita-me operar o console.

— Tudo bem, tudo bem. — o cientista de jaleco branco e óculos tossiu um pouco, limpando a garganta. — Você tem razão. Antes de tudo, vamos ver quanto tempo eu tenho. Eden, capital, últimas notícias.

A tela de dez polegadas se escureceu brevemente, reabrindo no canal da capital. A repórter de cabelos curtos e roupa social aguardava a chamada do âncora, que comentava os feitos de Adan Harvery, o atual presidente.

— Isso mesmo, agora são exatamente onze horas aqui na praça central. — a repórter respondeu com um belo sorriso. — O presidente pode começar o pronunciamento a qualquer momento. Não sabemos do que será tratado, mas todos os ministros da tecnologia estão presentes. Será que é aquilo que estamos esperando ansiosamente Richard?

— Isso — o cientista se aliviou. — ainda não foi ligado, eu devo conseguir acessar daqui. Abra o projeto Rígel.

— Acessando gerador de energia infinita. Acesso autorizado.

— Beleza, qual a localização?

— Praça central.

— Droga ele levou pra lá mesmo. Qual o estado dela?

— Ela está ligada. Aguardando acionamento.

— Merda isso não é bom. Desligar teclado, travar acessos.

— Acesso negado.

— Oi? — ele franziu a sobrancelha para o console.

— Eu disse, acesso negado.

— Não, eu escutei. Relatório de mudanças feitas na célula.

— Troca de administrador, redefinição de senhas. Removido escudo de tungstênio e adicionado partículas estranhas que se alimentam do núcleo da estrela artificial.

Ele afundou o pé no freio e virou o volante para o acostamento. O chassi do carro balançou sobre os amortecedores.

— Tudo isso em tão pouco tempo? — as sobrancelhas se arquearam, incrédulo.

— Isso mesmo Richard, ele está aqui agora. E pelo que parece estamos a segundos de ver o primeiro gerador de energia infinita do mundo funcionando.

Aquilo correu como um calafrio sobre a espinha. Ele abaixou os olhos temerosos para a tela, esta emanava furor pelo marco histórico. Permaneceu estático vendo as cenas, o olhar sem brilho era capaz de deslumbrar todas as possibilidades dessas alterações. O pior cenário abalou o racional do cientista.

— Liberar limite máximo do motor, calcular a rota mais segura para casa.

— Feito. O que está acontecendo?

Ele não respondeu. Acelerou o carro, cantando pneu. A cabeça grudou no banco, engolindo seco, não querendo dizer as palavras tão temerosas.

— Calcular raio da explosão de uma supernova. Epicentro: Praça central. Massa: 250 mil toneladas. Tamanho: dois centímetros.

— Considerar as mudanças desconhecidas?

— Não.

Mais e mais notificações de multas caíam na conta do homem desesperado. Os barulhinhos de aviso se mesclavam com o rugido do motor. A inteligência artificial finalizou seus cálculos e a voz doce e angelical pronunciou a resposta. As palavras se tornaram caos. Ele grudou no volante com olhos perdidos.

— É fantástico Richard, pode ouvir o som dela se ligando? É o som da esperança de um mundo com energia limpa.

Niord Ermin trancou os dentes e continuou dirigindo para casa.

O ronco do motor de sua Dodge Charger SRT costurava por meio de todos os veículos elétricos no largo viaduto de acesso rápido. Com certeza ele estava ultrapassando os limites estabelecidos para aquela via, mas era uma emergência, vida ou morte.

Dentro do carro, o barulho do motor era menor, mais abafado. Foram tantos passeios com sua família que ele nem ouvia mais. Seu smartwatch apitava incansavelmente, avisando que os batimentos estão muito acima do normal. Pelos cálculos ele só precisava levar a família para um pouco mais longe de casa e estariam seguros.

— Ligar esposa.

Ao lado da reportagem abre uma pequena janela com a chamada para sua amada. Segundos depois a ligação cai e o sinal da reportagem é perdido. De repente sua visão fica embaçada e seu corpo enrijece com um formigamento.

Todos os propulsores antigravidade dos veículos elétricos à sua frente desligam fazendo-os rasparem no chão até parar. Seu console também desliga e o carro para de funcionar. Niord freia para não bater nos carros parados e solta um soco no volante, fazendo lançar uma curta buzinada. Mesmo veículos antigos já eram dotados de chips para ajudar o motor a trabalhar. Ele tira o cinto, abre a porta e sai correndo, sem mesmo a ter fechado. Sua casa não estava longe, mas iria demorar para chegar a pé.

Niord Ermin corre, corre contando os segundos para sobreviver.


**

14 de Julho de 2021 às 02:15 8 Denunciar Insira Seguir história
6
Leia o próximo capítulo Relatos de um sobrevivente

Comente algo

Publique!
Angela Braga Angela Braga
Gostei muito, é meu estilo favorito, parabens, voce escreve maravilhosamente bem
March 11, 2022, 23:32

  • Willian Coutinho Willian Coutinho
    Só consigo agradecer pelo elogio. Que bom que a história te agradou. Como disse ali abaixo, bem-vindo a essa trama. Ah e não sinta medo em comentar ou apontar erros, caso continue lendo os próximos capítulos March 12, 2022, 00:17
Kevin Joshua Rodrigues De Oliveira Kevin Joshua Rodrigues De Oliveira
Gostei
March 01, 2022, 16:01

  • Willian Coutinho Willian Coutinho
    Fico muito grato por ter gostado, ainda mais por ter deixado um comentário. Obrigado pelo review tbm. O feedback de vocês me ajuda a entender se estou acertando ou errando na obra. Bem-vindo a essa aventura. Espero que goste do restante tanto quanto gostou desse início ^^ March 01, 2022, 17:04
  • Kevin Joshua Rodrigues De Oliveira Kevin Joshua Rodrigues De Oliveira
    Desculpa é que eu realmente fiquei sem palavras de tão bom que estava isso... Sério mesmo March 01, 2022, 16:03
Isís Marchetti Isís Marchetti
Olá, Willian! Tudo bem com você? Faço parte do Sistema de Verificação e venho para parabenizar pela Verificação da sua história. Ora ora, o que temos por aqui, hein?! Me parece uma bela e maravilhosa história, da qual muita coisa está por vir, e coisas essas as quais ninguém consegue imaginar ou compreender, como se cada linha que estivesse para vir, estivesse cheia, e completamente de suspense, drama e coisas das quais sejam impossíveis desconfiar com antecedência. É como dizem, a surpresa nos textos são os melhores tipos de surpresas que podemos esperar durante a vida. A verdade é que eu fiquei bem surpresa com esse Preludio da história, ele mostra que ainda tem muita coisa boa por vir, e é até impossível não despertar a curiosidade do leitor. Bom, vamos lá. A coesão e a estrutura do seu texto estão indo muito bem, adorei a forma que você escolheu para acabar a introdução do capítulo, pois o drama ficou bem palpável, foi uma leitura extremamente maravilhosa. Quanto à sinopse, ela está simplesmente maravilhosa, sério, eu adorei mesmo, e ficou muito incrível a forma sucinta que você trouxe o que está por vir nos próximos capítulos em tão poucas palavras na sinopse. Quanto ao personagem, ainda é um pouco cedo para entrar nesse assunto, exceto o que sabemos; ele tá em uma enorme enrascada, e só Deus sabe se ele vai sair dessa, nem sabemos se de fato ele é o nosso estimado personagem principal, haha. Deixar isso no ar fica mais curioso ainda, não é?! Quanto à gramática, até este ponto está tudo joia por aqui, eu adorei de verdade a experiencia que esse pequeno capítulo me proporcionou e tenho certezas maiores ainda de que o resto que está por ir seja tão boa ou mais ainda maravilhoso. Tem uma pequena observação em: "traze-lo" em vez de "trazê-lo"; "devolve-lo" em vez de "devolvê-lo" e "você é o que?" no lugar de "você é o quê?" Desejo a você sucesso e tudo de bom nessa jornada. Abraços.
July 24, 2021, 17:32

  • Willian Coutinho Willian Coutinho
    Olá tudo bem? Fico muito feliz que o texto tenha deixado você, leitor, com esses sentimentos. Isso me faz crer que estou no caminho certo. Muito obrigado mesmo por todo o feedback e pelas dicas de gramática ^^ Realmente muita coisa está por vir, coisas essas que se prolongaram por causa de várias ideias, pelo desenvolvimento e interação dos próprios personagens. Se quiser continuar acompanhando essa história, me diga se estou saindo dos trilhos. Claro, se puder. Novamente agradeço o feedback. Tenha um excelente dia! July 24, 2021, 18:34
Willian Coutinho Willian Coutinho
Olá você que leu até o fim. O que achou? Gostou do que leu? Ou estava tão ruim que fez seus olhos sangrarem? Incoerências? Deixe aqui seu comentário. Sei que não é uma obra perfeita e seu comentário pode me ajudar a melhorar.
July 22, 2021, 19:08
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 32 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!