kiaravalente Kiara Valente

Selena Mcdavis Ansiei por ele, criei um futuro para nós, entreguei meu coração, o amei com todo o meu ser. Mas ele não sentia o mesmo. Ele partiu meu coração e por isso fugi para bem longe, porém chegou o momento de regressar. Christopher Harris A amei em segredo, quis fazê-la minha. Mas nosso amor nunca poderia ser real. Eu não era o cara certo para ela e por isso fiz com ela fosse embora. Porém agora ela está de volta e ainda faz meu coração disparar.


Romance Romance adulto jovem Para maiores de 18 apenas.

#drama #primeiroamor # #rivais #motoclube #MC #gravidez #Romance
0
381 VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todas as Sextas-feiras
tempo de leitura
AA Compartilhar

Prólogo

“Você despedaçou meu coração
Você o jogou fora”


(Kings of Leon, Walls)


Selena Mcdavis.


“Preciso que volte.”
Era tudo que estava escrito na carta de Maya e era a última coisa que eu queria.
Voltar para casa significa encarar tudo que tenho evitado pelos últimos seis anos.
Sinto saudades de casa. Também sinto falta dos irmãos e da louca família à qual pertencemos. Mas voltar para casa significa encarar Christopher Harris e tudo que ele representa novamente.
Christopher foi a primeira e única paixão da minha vida, mas também a minha decepção mais dolorosa.
Ainda me lembro de suas palavras há seis anos, e também lembro da dor que elas me causaram.
Na época, eu era apenas uma inocente menina e Christopher...ah Christopher! Ele era o cara mais lindo que tinha conhecido. Porém ele era proibido, eu sabia bem disso.
Mas era uma tola na época e ignorei todos os alertas de que aquilo iria terminar mal. Me apaixonei pelo amigo do seu irmão mais velho.
E isso nem foi o pior.
Christopher não era apenas o amigo do meu irmão, ele também era cinco anos mais velho que eu e o futuro presidente do FireBlood MC. Pois é, Christopher iria ser presidente de um motoclube, ao qual meu irmão também fazia parte
Ele era sinônimo de perigo, era um fora da lei e eu sabia disso. Como sabia.
Mas não me importava com isso. Porque iria me importar? Meu irmão também era um criminoso e, por causa dele, eu também fazia parte da família estranha que o FireBlood formava.
Amei Christopher por um longo tempo, mas só tive coragem de me declarar no meu aniversário de dezoito anos. Na minha cabeça da sonhadora, seria maior de idade e Christopher e eu poderíamos viver o mais doce amor sem nenhuma restrição.
Mas a realidade não foi tão doce quanto sonhei.
Confessei o meu amor e o Harris me dispensou da maneira mais cruel e dolorosa possível.

“Eu sou um homem, posso ter qualquer mulher aos meus pés. Não quero uma garotinha como você.”

Ainda me lembro das frias palavras que ele proferiu. Aquilo doeu mais do que um punhal em meu peito.

Com o coração dilacerado, juntei o pouco de dignidade que ainda me restava e tomei a melhor decisão da minha vida. Fui embora, deixei Christopher e toda a dor que ele me causou para trás.
Mas deixar Christopher, também significou deixar minha família. Na época, estava machucada demais para entender o quão doloroso aquilo era, e não apenas para mim.
E foi pensando nisso que acabei tomando minha decisão.
Irei voltar para casa, mesmo que a perspectiva de reencontrar Christopher ainda me assustasse.





“Eu não pretendia lhe causar problemas
Eu não pretendia magoá-la”


(Coldplay, Trouble)


Christopher Harris.


“Ela está voltando.”
Três palavras, infinitas emoções.

Há seis anos, quando Selena Mcdavis foi embora, ela levou um pedaço do meu coração consigo.
Eu sabia que era errado, eu sabia que iria a destruir, mas mesmo assim me apaixonei por Selena.
Ela era uma menina tão doce, meiga e ingênua. Ela era a menina que me encantava com um sorriso, que me alucinava com sua voz e me fazia sorrir quando corava. Mas ela era apenas uma menina.
Selena era linda, perfeita, mas era a irmã mais nova do meu amigo, ela era uma menina.
Eu a vi crescer e me apaixonei pela menina quando a mesma tinha apenas seus dezesseis anos. Mas era errado, eu era um homem e ela era apenas uma garotinha.
Por isso eu apenas a observei e a protegi de longe. Porém, quando ela estava próximo de fazer dezoito anos, eu decidi que seria a hora de conquistá-la.
Ela não seria mais uma menina, aos dezoito Selena seria uma mulher. A minha mulher.
Mas durante uma conversa com Nick, o meu amigo e irmão de Selena, tudo mudou. Eu desisti de conquistar Selena, eu desistir do amor da minha vida para o bem do futuro dela.
Selena era uma garota inteligente, havia terminado o ensino médio com honras e logo começaria a faculdade. Ela era tudo que Nick se orgulhava.
Nick sonhava que a irmã se formasse, conquistasse um emprego digno e se casasse com um homem íntegro. Tudo que eu não era e nem poderia lhe oferecer.
Porra!
Eu não era e ainda não sou um cara bom. Eu roubo, eu trafico e mato se precisar. Sou o cara mal e sempre irei ser, faz parte de quem eu sou.
Eu era um futuro fodido presidente de um clube fora da lei e ela era uma jovem com um futuro brilhante.
O destino não poderia ser mais cruel.
Na sua festa de dezoito anos, Selena estava linda, parecia um anjo. E isso contribuiu ainda mais para a deixar ir, sabia que ela não era para mim.
Porém a vida gosta de foder a gente e Selena se declarou para mim naquela mesma noite.
Se eu estava feliz? Porra! Eu estava em êxtase, mas sabia que não poderia dar razão ao sentimento.
Não poderia condenar Selena a uma vida eterna de incerteza e obscuridade. Não Selena, a menina cujo o futuro perfeito a esperava. Por isso eu fui um babaca completo.
Eu disse coisas que até hoje me recordo. Coisas que a machucaram, mas que me feriram muito mais, pois eu sabia que era mentira.
No outro dia Selena anunciou que iria embora, iria para uma faculdade quilômetros e quilômetros de distância de mim. Na outra semana ela partiu, sem ao menos olhar para trás.
Doeu? Pra caralho, mas eu sabia que era o melhor para ela.
Durante seis anos eu quase não tive notícias do meu anjo.
Vê-la? Jamais. Selena não voltou nem nos feriados para ver os irmãos e eu sabia que era porque ela queria me evitar.
Mas agora ela está voltando, não sei se para ficar ou não, e eu não sei o que fazer.
É fácil pensar em Selena e no que fiz com ela longe e feliz. É fácil pois com ela longe eu tenho certeza que fiz a escolha certa. Mas com ela aqui, me olhando com os seus belos olhos escuros e falando com sua voz tão doce, não sei se terei tanta certeza da minha decisão.

16 de Junho de 2021 às 16:41 0 Denunciar Insira Seguir história
0
Continua… Novo capítulo Todas as Sextas-feiras.

Conheça o autor

Kiara Valente Sonhos, vidas e personalidades brotam em minha mente. Personagens gritam tão alto, querendo falar para publico suas histórias, seus amores... Por isso escrevo, para mostrar um pedacinho da minha mente sonhadora

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~