patykastanno Patricia Kastanno

[Vminkook • Taehyung Flex • Jungkook Top • Jimin Bottom • Comédia Romântica • Threesome • ABO • Longfic] Park Jimin é um jovem ômega lúpus que após discutir com seu namorado Jeon Jungkook, e ir para a casa de seu melhor amigo, Kim Taehyung, vai enfrentar a maior de suas confusões ao descobrir que ficou grávido. Porém, não apenas de um deles e sim... dos dois alfas, numa condição genética raríssima e gravidez de gêmeos bivitelinos.


Fanfiction Bandas/Cantores Para maiores de 18 apenas.

#bts #jungkook #jimin #vkook #taehyung #v #au #jikook #kookmin #jjk #pjm #mpreg #trio #vmin #abo #park-jimin #kim-taehyung #jeon-jungkook #vminkook #kth #taehyung-top #jungkook-top #jimin-bottom #taehyung-bottom #taehyung-flex
6
2.8mil VISUALIZAÇÕES
Em progresso - Novo capítulo Todas as Sextas-feiras
tempo de leitura
AA Compartilhar

O Término Inesperado



Notas Iniciais:


Olá, seja bem vindo(a) à fic!

Bom, abaixo seguem algumas observações sobre ela:

* Tradução do título: Paternidade Dupla;
* Trilha sonora: Who Do U Love de Monsta X;
* Narrada na terceira pessoa;
* Focada no ship e trio Vminkook, portanto se não gosta, NÃO LEIA;
* Contém temática ABO e universo alternativo com suas respectivas características;
* Possui conteúdo sensível para menores de 18 anos;
* Retrata uma patologia real, com mudanças para adequação ao enredo;
* Postada em Wattpad e Spirit;

Enfim, agora que já foi a parte "burocrática", podemos prosseguir com essa historinha que será meu primeiro threesome e tentarei dar meu melhor :)

Espero que goste, boa leitura!


***


Capítulo 1 - O Término Inesperado


O último retoque em seus lábios fartos foi o suficiente para Jimin sorrir satisfeito, fitando seu reflexo no espelho do quarto. Com as roupas impecavelmente trajadas em tom escuro, mesclado ao bordô, o ômega lúpus havia de fato exagerado em sua produção, mas isso era necessário ao dia especial que era datado.

Já passavam das oito e o platinado esperava ansioso em seu sofá pelo som da campainha, este que logo veio, anunciando a chegada de seu namorado, Jungkook. O moreno estava sorridente e não hesitou em selar a boca alheia, para logo depois se afastar com um olhar ligeiramente surpreso, somado ao fato de que portava... uma simples combinação de calça jeans, camiseta branca e tênis.

Muitas dúvidas pairaram na mente de ambos. Por parte de Jeon, sobre o motivo de seu amado estar tão bonito e perfumado e já para Park, a razão crucial para que seu alfa estivesse com vestimentas tão simplórias, para uma comemoração de magnitude tão importante para o casal e eis que logo, a explicação veio por si só.

- Você tá bonito. - elogiou o moreno com certa curiosidade.

- Claro que tô. - volveu como se fosse óbvio o intuito, entretanto...

- Até se maquiou. - acrescentou sorrindo e a inquietação no baixinho começou à flamejar.

- É claro Jungkook, hoje é um dia especial. - redarguiu estreitando os olhos e foi então que um silêncio reinou naquele cômodo. O sorriso de Jeon foi sumindo aos poucos e dando lugar à uma expressão preocupada e também... perdida.

- Você... esqueceu? - Jimin inquiriu incrédulo.

- E-eu... - antes que o mais novo pudesse elucidar alguma palavra, foi cortado.

- Me solta! - exclamou empurrando o tronco do moreno e consequentemente sua mão grande, que estava na cintura delgada do parceiro.

- Jimin, calma. Não vamos estragar o clima. - pediu com voz quebrada. Sabia que o mais velho iria lhe gritar e infelizmente, o mesmo tinha razão de o fazer, pois fosse o que fosse aquela data esquecida, sabia que podia ser importante, dada a preparação do namorado. Apenas se amaldiçoava mentalmente por sua memória tê-lo traído dessa maneira. Não fazia idéia do que fosse o evento, mesmo puxando com fomenta na cabeça.

- Você já estragou o clima. - rebateu o loiro chateado.

- Mas você... tá lindo, me... me desculpa. - atrapalhou-se em sua sentença e viu Jimin rir sem humor.

- Você nem faz idéia, né?! - encarou o outro numa retórica.

- Idéia? Do quê? - viu as feições endurecerem em sua direção e suspirou pesado. - Não. - negou por fim, visto que não adiantaria mentir sobre algo que era notório não ter lembrado.

- Inacreditável. - soltou o ômega se afastando, para sentar no sofá próximo, onde se debruçou sobre os joelhos.

- Seja o que for, eu estava estudando muito essa semana para o vestibular, você sabe, posso não ter ouvido e... - sua fala foi interrompida.

- Você é um fodido. Eu falei isso um milhão de vezes, se não tava ouvindo, devia nem ter respondido, Jungkook. - disparou irritado.

- Respondido? - repetiu confuso. Ok, isso poderia piorar. Ele dizer algo enquanto disperso, era grave.

- Não, primeiro quero saber: que dia acha que é hoje? - quis saber com gana, vendo o moreno piscar aturdido.

- Uma... quinta? - respondeu engolindo seco.

- Eu vou te matar! Você nem sequer sabe do quê se trata. - vociferou furioso e frustrado. Como seu alfa poderia ter esquecido? Maldito.

- Se você me explicar, fica mais fácil, amor. - tentou articular manso, porém...

- Aí é que tá, Jungkook. Explicar o que você deveria saber. - enfatizou categórico, tentando ignorar a raiva que sentiu ao ouvir o apelido carinhoso, em meio à discussão.

- Deveria? - testou atordoado. - Não é... seu aniversário... é? - temerou vendo as orbes castanhas o fuzilarem com fúria. Sim, ele sabia que aquele olhar tinha sido o estopim para a "terceira guerra mundial", quando viu seu loirinho respirar fundo.

- Que dia é meu aniversário? Anda, diz agora a data inteira. - exigiu o mais baixo, gesticulando afoito.

- Noventa e cinco, mês... érr... ou-tu-bro e... dia... d-do-ze. - soprou numa quase interrogativa insegura, separada em sílabas vacilantes e sob um rosnado, ficou claro: não era.

- Seu filho da puta! - chiou entredentes lançando vários tapas agressivos no corpo robusto, que se defendeu desajeitado.

- Desculpa, desculpa... é v-vinte e três. - balbuciou com os olhos fechados.

- É treze, seu cretino! - dessa vez Park berrou, porém no lugar de fúria, vieram lágrimas.

Lágrimas estas, que Jungkook ficou amolecido em presenciar. Droga, por que raios ele tinha deixado seu ômega assim? Era uma péssima pessoa, estava ciente disso agora.

- Amor, eu sei que... tô negligenciando as coisas, mas entenda... - pausou numa lufada de fôlego. Como era difícil, nem mesmo sabia o que dizer para consertar aquela burrada. Talvez nada consertasse, mas tentaria. - Eu... preciso muito dessa bolsa. - arquitetou por fim.

- Ah é?! Pois bem, acho que precisa mais dela do que de mim. - Jimin ditou enxugando o pranto.

- Do que está falando? - Jungkook franziu o cenho temeroso. Mal sinal.

- Tô falando... - sorriu frouxo. - ...que quero terminar, Jungkook. - declarou sucinto.

- Não Jimin, espera... não é pra tanto. - verbalizou se achegando ao loiro, com olhar suplicante. Não podia ser sério.

- Não é pra tanto?! Você não sabe a data do meu aniversário, não lembra quando nos conhecemos e ainda não lembra do aniversário de namoro. Quer maior motivo?! - expôs com amargura e enfim Jeon fechou os olhos, chocado.

Aniversário de namoro. É claro, como podia ter esquecido? Merda. Os estudos excessivos estavam destruindo seus neurônios. E pior, destruindo seu relacionamento junto, algo que tanto o fazia feliz.

- São... seis meses? - perguntou tenso, contudo... infeliz hora de falar algo.

- Sete. - entonou Jimin frio. - E ficarão neles, pois acabamos. Pode pegar seu casaco e ir. - destacou por fim, desviando o olhar úmido.

- Jimin? - o alfa arregalou os olhos, surpreso. Não podia ter ouvido certo. Por favor, não.

- Jungkook, sabe o quanto eu me preparei?! Tínhamos planos, ou melhor, só eu tinha, né?! De sair para jantar, depois pegarmos um cinema e quem sabe uma noite gostosinha aqui, mas você... você estragou tudo! - esbravejou choroso.

- Mas... eu posso consertar. - intencionou aflito, todavia...

- Não pode não. Nem fez a reserva. - relembrou direto.

- Tem outros lugares. - arriscou dizer.

- Sabe que só jantamos naquele nos aniversários. - comunicou tristonho.

- Então pedimos comida aqui e... - sua frase foi cessada num gesto do companheiro.

- Você não entende que não se trata do compromisso e sim de você esquecer todos?! - devolveu ofendido.

- Jiminie, eu... - suspirou pesado.

- Não, chega. Você sempre prioriza sua vida acadêmica e nunca me dá atenção. - acusou frustrado.

- Sim, eu confesso que venho fazendo isso. Me perdoa, foi sem querer, em prol do meu sonho, mas... - pausou num sorriso breve. - ...eu quero me redimir com você, me deixe fazer isso. - implorou por fim, tentando pegar o rosto do loiro.

- Não vai me convencer com feromônios. - repeliu irritadiço, retirando a mão de seu queixo.

- Com beijos então? - maliciou tentando um ósculo, mas foi afastado. - Eu faço o que quiser. Qual sua exigência? - indagou ansioso, no entanto...

- Você s-saindo. - entoou embolado pelo choro. - A-acabou. Cansei de você, de ficar mendigando carinho e tempo. - detalhou aos soluços.

- Mas estávamos bem, amor. Saímos uma vez por semana, te ligo todo dia e se não estou perto, tem um motivo. Eu te amo, me desculpa, por favor. - pediu desolado.

- Sim, Jungkook. Estamos bem, mas lidar com essa distância não está ajudando. Nós transamos ontem e hoje você esqueceu do nosso aniversário e do meu. Não tem como, estou... fazendo o melhor por nós. Simples, você fica livre para seu sonho e não se preocupa com minha cobrança. - soltou irônico.

- Eu prefiro ter os dois, até porque... - parou pensativo. Não era o momento de dizer. - ...bom, o que quero dizer é que... está sendo infantil. - findou sucinto.

- Não ouse jogar comigo, Jeon. Porque a única criança irresponsável que vejo, é você. - redarguiu impaciente, mas...

- Ah, então agora sou criança?! Engraçado que na cama, você me chama de "seu homem". - retrucou ressabiado.

- De que adianta?! Você é um no corpo, mas na mente, age como menino. - soltou chateado.

- O mesmo que você esnobou por anos por ser tímido?! - refutou triste, se afastando afetado.

- Jungkook. - Park tentou apaziguar. Aquele ponto que sempre implicava ao moreno, droga. Não devia ter chegado naquele assunto. Sabia como o alfa era sensível, conquanto...

- Não. - afastou brusco. - Agora quem quer terminar isso, sou eu. Pensei que você tivesse mudado, mas continua o mesmo mimado popular do colégio. - externou categórico.

Mimado popular. A tensão havia chegado e pairado ali. Péssimo timing.

- Sim, eu continuo e você continua o mesmo moleque idiota, que não consegue namorar, porque vive enfiado nos livros. Já pensou em transar com um deles?! - gritou irritado e Jungkook suspirou, pegando seu casaco e olhando uma última vez para seu amado.

- Acho que eles não me magoariam tanto. - sorriu amargo e saiu, deixando para trás um frustrado e irritado Jimin, que chorou amargurado.

Era o fim. Ele tinha estragado tudo e nesse ímpeto de descontar sua irritação, o ômega tacou os objetos de decoração na parede, ouvindo os estilhaçares audíveis.

Seu relacionamento estava acabado. O que faria agora?


***


Notas Finais:


E aí, gostou? Se sim, faça um comentário, terei prazer em responder :3

Bom galerinha, uma observação importante: essa fic estará em hiatus até que entre no cronograma. Peço sua compreensão e paciência até lá, não pretendo demorar, ok? ♥

Também quero dar aqui os créditos para capista @xggukchim e @moonchildesign pela capa e banner lindos, muito obrigada!

E é isso pessoas bonitas, um beijo e nos revemos em breve, ayo.

27 de Maio de 2021 às 00:22 0 Denunciar Insira Seguir história
1
Leia o próximo capítulo A Oferta Abrupta

Comente algo

Publique!
Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a dizer alguma coisa!
~

Você está gostando da leitura?

Ei! Ainda faltam 27 capítulos restantes nesta história.
Para continuar lendo, por favor, faça login ou cadastre-se. É grátis!